Anti + Séptico

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio

Atualizado em 03/06/2015

Anti + Séptico

HERTZ®

Cloridrato de lidocaína 21mg/ml
Cloreto de benzetônio 1,33mg/ml

Solução Tópica

Forma Farmacêutica e Apresentação de Anti + Séptico

Solução tópica: frasco spray com 50 mL.

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

USO TÓPICO1 EXTERNO

Composição de Anti + Séptico

Cada mL contém:
cloridrato de lidocaína .................... 21,00 mg
cloreto de benzetônio .................... 1,33 mg
Veículo q.s.p. .................... 1 mL
(Veículo: água deionizada)

Informações ao Paciente de Anti + Séptico

Anti+séptico spray contém cloreto de benzetônio, um anti-séptico, que limpa a pele2 lesada e combate bactérias, e cloridrato de lidocaína, um anestésico local, que bloqueia temporariamente o impulso nervoso, aliviando a dor de pequenos ferimentos ou cortes, arranhões ou pequenas queimaduras. A ação anestésica é obtida poucos minutos após a aplicação, com duração de, aproximadamente, 30 a 60 minutos, quando aplicado através de spray tópico1.

Indicações: Este medicamento é indicado para tratar pequenos ferimentos em geral, combatendo os microorganismos e aliviando, temporariamente, a dor.

Cuidados de conservação: Conservar o produto em temperatura ambiente (15 a 30ºC). Proteger da luz e umidade. Observada a correta forma de armazenamento, a validade é de 24 meses a partir da data de fabricação. Não use medicamento com o prazo de validade vencido, pois pode ser prejudicial à sua saúde3.

Gravidez4 e Lactação5: Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou em período de lactação5 sem orientação médica. Informe seu médico a ocorrência de gravidez4 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Posologia

Aspecto físico - Líquido límpido e incolor.

Dosagem - Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: aplicar o medicamento sobre a área afetada, não mais que 3 a 4 vezes por dia.


Como usar - Segure o frasco com a válvula para cima e pressione de 2 a 3 vezes a uma distância de 5 a 10 cm do ferimento. Uso tópico1 externo. Após aberto, conservar em local seco e fresco e com a tampa devidamente acoplada à válvula.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas6, procure orientação médica. Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Cuidados de administração: Este medicamento é destinado apenas para uso externo. Consulte um médico em caso de ferimentos profundos e/ou extensos, mordidas de animais ou queimaduras graves. Não utilize este medicamento na região dos olhos7 ou em grandes áreas do corpo. Use somente uma quantidade suficiente deste medicamento nas regiões afetadas. Em caso de persistência ou agravamento dos sintomas6, interrompa o uso deste medicamento e procure um médico. Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Reações adversas: informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. O cloreto de benzetônio, em doses usuais, geralmente, não causa irritação na pele2. No entanto, em caso de aplicações repetidas e por tempo prolongado, pode ocorrer reação alérgica8 em alguns pacientes. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, como, por exemplo, reações na pele2, alteração dos batimentos cardíacos, agitação, ansiedade, confusão, desorientação, euforia, dor de cabeça9 e sonolência.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

Superdose: Caso ocorra qualquer reação indesejada, como, por exemplo, vermelhidão, coceira, descamação10 da pele2, interrompa imediatamente o uso deste medicamento e procure um médico.

Interações medicamentosas: Mesmo com a utilização externa deste medicamento, a absorção da lidocaína pela pele2 lesada é relativamente alta, podendo atingir a corrente sangüínea, vindo a interagir com outras substâncias. Por isso, se você faz uso de outros medicamentos, consulte seu médico antes de utilizar Anti+séptico spray. Para maiores informações, vide Informações Técnicas - interações medicamentosas.

Contraindicações: Não utilize este medicamento em caso de hipersensibilidade (sensibilidade excessiva ou alergia11) ao cloridrato de lidocaína ou cloreto de benzetônio.
Este medicamento é contraindicado em crianças menores de 2 anos de idade.

Precauções e Advertências: Este medicamento é, exclusivamente, para uso externo. Em casos de ferimentos profundos e/ou extensos, mordidas de animais, ou queimaduras graves, consulte um médico antes de utilizar Anti+séptico spray. Este produto não deve ser utilizado na área dos olhos7 ou em membranas mucosas12, nem em extensas áreas do corpo. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou em período de lactação5 sem orientação médica. Em caso de persistência ou agravamento dos sintomas6, interrompa o uso deste medicamento e procure um médico. Em caso de ingestão acidental, procure imediatamente um médico, levando a bula do produto. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE3.

Informações Técnicas de Anti + Séptico

Cloridrato de lidocaína é um anestésico local de ação reversível do tipo aminoetilamida, que atua bloqueando a iniciação e a condução do impulso doloroso. Isto ocorre pela diminuição da permeabilidade13 da membrana neuronal aos íons14 sódio, com consequente inibição da despolarização e diminuição da dor. Por ser do tipo aminoetilamida, é o agente de escolha em indivíduos sensíveis aos anestésicos locais do tipo éster, como a procaína.
Cloreto de benzetônio é um anti-séptico do tipo amônio quaternário, o qual se dissocia formando um complexo catiônico, que atua na membrana celular15 bacteriana, causando a lise16 das células17 e, conseqüentemente, a morte das bactérias. Apresenta atividade contra bactérias gram-positivas, alguns fungos e vírus18, e, mais fracamente, contra gram-negativas. Como outros compostos de amônio quaternário, o cloreto de benzetônio é utilizado para limpeza da pele2, feridas e queimaduras.
Os compostos de amônio quaternário são mais efetivos em solução neutra ou levemente alcalina e sua atividade bactericida é consideravelmente reduzida em meio ácido. Sua atividade é realçada por álcoois.

Resultados de Eficácia de Anti + Séptico

A lidocaína demonstrou agir de forma mais imediata, intensa e duradoura que a procaína em igual concentração.

Referências de Anti + Séptico

RITCHIE, J.M.; GEENE, N.M. Anestésicos Locais.  In: GILMAN, A.G, et al.  Goodman & Gilman
- As Bases Farmacológicas da Terapêutica19. Guanabara Koogan S.A.: Rio de Janeiro, 1991. p. 210.

Farmacocinética
O cloreto de benzetônio é pouco absorvido pela pele2.
A lidocaína, por sua vez, apresenta fraca absorção através da pele2 intacta, sendo, entretanto, absorvida por membranas, mucosas12 e através da pele2 danificada. A absorção da lidocaína pela pele2, por sua vez, é relacionada diretamente com a concentração de lidocaína no produto, a extensão e vascularização do local de aplicação.
Uma vez absorvida pela pele2, 60% - 80% ligam-se às a1 glicoproteínas plasmáticas. Muitos fatores aumentam (câncer20, traumatismo21, infarto do miocárdio22, tabagismo, uremia23) ou diminuem (anticoncepcionais orais) a concentração desta proteína no plasma24. Isto resulta em alterações na quantidade de anestésico liberado para o fígado25 pelo metabolismo26, influenciando assim a toxicidade27 sistêmica.
A lidocaína é 90% metabolizada no fígado25, sendo desalquilada por oxidases de função mista em monoetilglicina- xilidida e glicina-xilidida, que podem ser metabolizadas em monoetilglicina e xilidida. É excretada principalmente por via renal28, sendo 90% sob forma de metabólitos29 e 10% sob forma inalterada.  
O volume de distribuição da lidocaína é 1,1 - 2,1 L/kg, podendo variar em cada pessoa. Apresenta capacidade de penetrar na bareira hemato-encefálica30 e uma meia vida de 3,2 horas e 1,5 - 2 horas, em recém-nascidos e adultos, respectivamente.
A ação anestésica da lidocaína é obtida em poucos minutos e perdura por 30 a 45 minutos.

Indicações de Anti + Séptico

Este medicamento é indicado no combate aos microorganismos e no alívio temporário da dor depequenos ferimentos ou cortes, arranhões ou queimaduras leves.

Contraindicações de Anti + Séptico

Hipersensibilidade ao cloridrato de lidocaína ou ao cloreto de benzetônio, hipersensibilidade a outros anestésicos locais do tipo amida, paciente com síndrome31 de Adam-Stokes ou problemas cardíacos severos. Este medicamento é contraindicado em crianças menores de 2 anos de idade.

Precauções de Anti + Séptico

É aconselhado cuidado no uso extenso de anestésicos locais do tipo amida em pacientes com doença hepática32 grave. Faz-se necessário reduzir pela metade a dose em pacientes com comprometimento da função hepática32, como hepatite33 e cirrose34. A sensibilidade de pacientes idosos pode estar alterada com a idade.Recomenda-se o uso com cautela. Este produto não deve ser utilizado na área dos olhos7 ou em membranas mucosas12, nem em extensas áreas do corpo.

Gravidez4 e Lactação5 de Anti + Séptico

Estudos em animais com lidocaína não demonstraram efeitos teratogênicos35.
Pequenas quantidades de lidocaína são absorvidas no leite materno.

Interações Medicamentosas de Anti + Séptico

Pode haver interação com as seguintes substâncias, proporcional à absorção de lidocaína pela pele2: ajmalina, amiodarona, clorpromazina, claritromicina, delavirdina, diclofenaco, doxiciclina, eritromicina, fluoxetina, imatinibe, isoniazida, miconazol, nefazodona, nicardipina, paroxetina, pergolida, propofol, inibidores de protease, quinidina, quinina, ritonavir, ropinirole, telitromicina, verapamil, aminofilina, cisaprida, ciclosporina, dextrometorfano, fluoxetina, fluvoxamina, mesoridazina, mexiletina, mirtazapina, nateglinida, nefazodona, paroxetina, risperidona, ritonavir,sildenafil ( e outros inibidores PDE-5), succinilcolina, tacrolimus, teofilina, tioridazina, ciclopropano, clorofórmio, difenil-hidantoína, halotano, tocaínida e tricloroetileno. Evitar a administração conjunta com lidocaína, bupivacaína, metoprolol, cimetidina, diazepan, procainamida, propranolol, trimetoprima e a planta Erva-de- São-João (Hypericum perforatum).

Reações Adversas de Anti + Séptico

O cloreto de benzetônio, em doses usuais, geralmente, não causa irritação na pele2. No entanto, em caso de aplicações repetidas e por tempo prolongado, pode ocorrer reação alérgica8 em alguns pacientes. Devido à absorção da lidocaína pela pele2 lesada ser relativamente alta, algumas reações adversas, de frequência não definida, podem ocorrer, como, por exemplo, arritmia36, bradicardia37, hipotensão38, agitação, ansiedade, confusão, desorientação, euforia, dor de cabeça9, sonolência, urticária39, dermatite40 de contato.
O perigo dessas reações adversas é proporcional à concentração do anestésico local que atinge a circulação41.

Posologia de Anti + Séptico

Dosagem - Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: aplicar o medicamento sobre a área afetada, não mais que 3 a  4 vezes por dia.

Como usar - Segurar o frasco com a válvula para cima, pressionando 2 a 3 vezes a uma distância de 5 a 10 cm do ferimento. Uso tópico1 externo. Após aberto, conservar em local seco e fresco e com a tampa devidamente acoplada à válvula.

Superdosagem de Anti + Séptico

O uso excessivo e/ou prolongado pode causar reações indesejadas, como vermelhidão, coceira, descamação10 da pele2. Embora raramente e, somente se aplicada em grandes extensões de pele2 danificada e/ ou mucosa42, a lidocaína pode causar efeitos sistêmicos43.

Data de Fabricação, Data de Validade e Lote de Anti + Séptico

Vide cartucho.
SAC 0800 7049001
www.kleyhertz.com.br

KLEY HERTZ S.A. - Indústria e Comércio
Rua Com. Azevedo, 224 - Porto Alegre - RS
Farm. Resp.: Paula Carniel Antonio
CRF-RS 4228 - Reg. no M.S. nº: 1.0689.0107.001.1
C.N.P.J. nº 92.695.691/0001-03 - Indústria Brasileira

Anti + Séptico - Laboratório

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224
Porto Alegre/RS
Tel: 0800512517
Site: http://www.grupohertz.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Olhos:
8 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
9 Cabeça:
10 Descamação: 1. Ato ou efeito de descamar(-se); escamação. 2. Na dermatologia, fala-se da eliminação normal ou patológica da camada córnea da pele ou das mucosas. 3. Formação de cascas ou escamas, devido ao intemperismo, sobre uma rocha; esfoliação térmica.
11 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
12 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
13 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
14 Íons: Átomos ou grupos atômicos eletricamente carregados.
15 Membrana Celular: Membrana seletivamente permeável (contendo lipídeos e proteínas) que envolve o citoplasma em células procarióticas e eucarióticas.
16 Lise: 1. Em medicina, é o declínio gradual dos sintomas de uma moléstia, especialmente de doenças agudas. Por exemplo, queda gradual de febre. 2. Afrouxamento, deslocamento, destruição de aderências de um órgão. 3. Em biologia, desintegração ou dissolução de elementos orgânicos (tecidos, células, bactérias, microrganismos) por agentes físicos, químicos ou enzimáticos.
17 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
18 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
19 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
20 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
21 Traumatismo: Lesão produzida pela ação de um agente vulnerante físico, químico ou biológico e etc. sobre uma ou várias partes do organismo.
22 Infarto do miocárdio: Interrupção do suprimento sangüíneo para o coração por estreitamento dos vasos ou bloqueio do fluxo. Também conhecido por ataque cardíaco.
23 Uremia: Doença causada pelo armazenamento de uréia no organismo devido ao mal funcionamento renal. Os sintomas incluem náuseas, vômitos, perda de apetite, fraqueza e confusão mental.
24 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
25 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
26 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
27 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
28 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
29 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
30 Encefálica: Referente a encéfalo.
31 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
32 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
33 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
34 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
35 Teratogênicos: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
36 Arritmia: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
37 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
38 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
39 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
40 Dermatite: Inflamação das camadas superficiais da pele, que pode apresentar-se de formas variadas (dermatite seborreica, dermatite de contato...) e é produzida pela agressão direta de microorganismos, substância tóxica ou por uma resposta imunológica inadequada (alergias, doenças auto-imunes).
41 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
42 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
43 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.

Tem alguma dúvida sobre Anti + Séptico?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.