USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO IMUNOGLOBULINA HUMANA ESPECÍFICA ANTI-D

Atualizado em 28/05/2016

Uso durante a gravidez1 e lactação2

Imunoglobulina3 Humana Específica Anti-D (Rho) tem sido, freqüentemente, usada, por muitos anos, na gravidez1 humana sem aparentes conseqüências maléficas.

A não-administração de Imunoglobulina3 Humana Específica Anti-D (Rho) pode levar à sensibilização da mãe Rh negativo e, então, aumentar o risco de aborto espontâneo e da doença do feto4.


ESTE MEDICAMENTO PODE SER UTILIZADO DURANTE A GRAVIDEZ1 DESDE QUE SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.


Efeitos sobre a habilidade de dirigir e/ou operar máquinas

Não há indicações que o uso de Imunoglobulina3 Humana Específica Anti-D (Rho) possa prejudicar a habilidade de dirigir veículos e/ou operar máquinas.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
2 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
3 Imunoglobulina: Proteína do soro sanguíneo, sintetizada pelos plasmócitos provenientes dos linfócitos B como reação à entrada de uma substância estranha (antígeno) no organismo; anticorpo.
4 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.

Tem alguma dúvida sobre USO EM IDOSOS, CRIANÇAS E OUTROS GRUPOS DE RISCO IMUNOGLOBULINA HUMANA ESPECÍFICA ANTI-D?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.