BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Poliomielite:

Estudo revela: vacinas evitam 99% das mortes por doenças preveníveis por vacinação

O estudo, publicado no Journal of the American Medical Association de 14 de novembro de 2007, foi realizado para comparar a morbidade e a mortalidade antes e após a difusão da implementação das recomendações nacionais de vacinação para 13 doenças preveníveis por vacinação nos Estados Unidos. Dados passados sobre vacinas recomendadas desde 1980 foram comparados a dados recentes de morbidade (2006) e mortalidade (2004) para difteria, coqueluche, tétano, poliomielite, sarampo, caxumba, rubéola (incluindo a síndrome da rubéola congênita), Haemophilus influenzae invasivo (Hib), hepatite B, hepatite A, varicela, pneumococo e varíola. - [Mais...]

"Recomendações para terapia anti-retroviral em adultos e adolescentes infectados pelo HIV 2006": baixe aqui o guia de tratamento recém-lançado pelo Ministério da Saúde para médicos que atuam na

Entre os pacientes que apresentam debilidade no sistema imunológico sugere-se a avaliação individual entre os riscos e os benefícios das vacinas com agentes vivos ou atenuados, como febre amarela, poliomielite, sarampo e varicela. No caso dos soropositivos com o sistema imunológico gravemente comprometido, não se recomenda esse tipo de imunização. - [Mais...]

Governo investe R$ 22,8 milhões em campanha de vacinação contra a pólio

Para garantir a realização da primeira etapa, o Ministério da Saúde investiu R$ 22,8 milhões. Desse total, R$ 11,4 milhões foram aplicados na compra de 27,9 milhões de doses da vacina Sabin, que protege contra a poliomielite, R$ 5 milhões na campanha publicitária e R$ 6,4 milhões para os custos de operacionalização. A meta deste ano é vacinar, em um único dia, 17,3 milhões de crianças menores de cinco anos contra a Paralisia Infantil. - [Mais...]

BIOCARBO

Pacientes com leucemia em remissão não devem receber vacinas com vírus vivos até aproximadamente 3 meses após sua última quimioterapia. Além disso, a imunização com vacina oral para poliomielite deve ser adiada às pessoas de contato mais próximo com o paciente, especialmente membros da família. Reações Adversas do Biocarbo Toxicidade hematológica: a mielossupressão éa toxicidade dose-limitante da BIOCARBO (carboplatina). - [Mais...]

Rapamune

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Nome comercial: Rapamune Nome genérico: sirolimo APRESENTAÇÕES Rapamune 1 mg em embalagem contendo 60 drágeas. Rapamune 2 mg em embalagem contendo 30 drágeas. VIA DE ADMINISTRAÇÃO: USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 13 ANOS COMPOSIÇÃO Cada drágea de Rapamune 1 mg ou 2 mg contém 1 mg ou 2 mg de sirolimo, respectivamente. Excipientes: lactose monoidratada, macrogol, estearato de magnésio, talco, monooleato de glicerila, goma laca, sulfato de cálcio ... - [Mais...]

Neocitec

Pacientes com leucemia em remissão não devem receber vacinas de vírus vivos até, no mínimo, três meses após a última quimioterapia. Além disso, a imunização com a vacina oral contra o vírus da poliomielite deve ser postergada nas pessoas próximas ao paciente, especialmente nos familiares. Paclitaxel: O uso concomitante e seqüencial de vinorelbina e paclitaxel pode resultar em neuropatia. - [Mais...]

IMUNOGLOBULINA HUMANA ESPECÍFICA ANTI-D

Tais vacinas devem ser somente administradas, após um intervalo de 3 meses, depois da administração de Imunoglobulina Humana Específica Anti-D (Rho). Não é necessário nenhum intervalo entre a administração de preparados de imunoglobulinas e vacinas orais (exemplo: poliomielite e febre tifóide), vacinas contendo patógenos inativados (exemplo: gripe) ou vacinas toxóides (exemplo: difteria e tétano). - [Mais...]

Xylestesin Pesada

Infecção local na área onde se pretende fazer a punção lombar. Septicemia (presença de bactérias patogênicas no sangue). Doenças cérebro-espinhais, tais como meningite, tumores, poliomielite e hemorragia cerebral. Artrite, espondilite e outras doenças da coluna que tornem impossível a punção; também é contraindicado na presença de tuberculose ou lesões metastáticas na coluna. Anemia perniciosa com sintomas medulares. - [Mais...]

Prograf

Portanto, durante o tratamento com Prograf , a vacinação pode ser menos eficaz. O uso de vacinas vivas deve ser evitado; vacinas vivas podem incluir, mas não são limitadas a sarampo, caxumba, rubéola, poliomielite, BCG, febre amarela e tifóide TY21a. Reações Adversas a Medicamentos Transplantes Hepáticos As principais reações adversas de Prograf são tremores, cefaléia, diarréia, hipertensão, náuseas e disfunção renal. - [Mais...]

HAEMATE P

Importantes estágios na produção, incluindo o tratamento pelo calor em solução aquosa a 60ºC por 10 horas (pasteurização), foram validados como efetivos para a inativação e/ou remoção de vírus encapsulados (ex.: HIV, Herpes simplex) e vírus não encapsulados (ex.: poliomielite). Assim, foi demonstrada elevada inativação cumulativa de vírus e/ou índices de remoção dos mesmos. - [Mais...]

Esmeron

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ESMERON brometo de rocurônio APRESENTAÇÃO ESMERON Solução injetável de 10 mg/mL em embalagem com 10 frascos-ampolas com 5 mL. USO INTRAVENOSO USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO ESMERON 50 mg: Cada mL contém 10 mg de brometo de rocurônio. Excipientes: acetato de sódio, cloreto de sódio, ácido acético e água para injetáveis. INFORMAÇÕES AO PACIENTE Leia cuidadosamente esta bula antes do tratamento com este medicamento Guarde esta bula. Você pode precisar ler as ... - [Mais...]

TETANOGAMMA

Nenhum intervalo é requerido entre a administração de imunoglobulinas e vacinas orais com agentes vivos (por exemplo, contra poliomielite, febre tifóide), vacinas contendo patógenos inativados (por exemplo, contra o vírus da gripe) ou vacinas toxóides (por exemplo, difteria, tétano e as vacinas combinadas relevantes). - [Mais...]

INVIRASE

Neurológico: Ataxia, aumento da freqüência do peristaltismo intestinal, confusão, convulsões, disartria, disestesia, distúrbios do ritmo cardíaco, hiperestesia, hiperreflexia, hiporreflexia, boca seca, faces insensíveis, dor facial, paresia, poliomielite, leucoencefalopatia multifocal progressiva, espasmo, tremores. Psicológico: Agitação, amnésia, ansiedade, depressão, sonhos excessivos, euforia, alucinações, insônia, redução da capacidade intelectual, irritabilidade, letargia, distúrbios da libido, efeito de superdosagem, distúrbio psíquico, sonolência, distúrbio da fala. - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar