BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Perda Auditiva:

American Diabetes Association pode recomendar a inclusão da audiometria na rotina de exames anuais dos diabéticos

Artigo de Bainbridge e colaboradores, publicado no Annals of Internal Medicine, relata o aumento no risco de perda auditiva neuro-sensorial em pacientes com história de diabetes. O estudo utilizou dados da pesquisa National Health and Nutrition Examination Survey. - [Mais...]

Cirurgiões da Unicamp desenvolvem técnica cirúrgica inovadora para retirada de tumor cerebral

Acomete homens e mulheres indiscriminadamente entre 40 e 50 anos. Entre os principais sintomas, o paciente queixa-se de uma espécie de zumbido e de perda auditiva, que pode ocorrer em ambos os ouvidos ou em apenas um deles. No estudo, o neurocirurgião constatou que, nas intervenções em que o volume do tumor era menor do que três centímetros, em 100% dos casos houve preservação da função do nervo facial. - [Mais...]

Klaricid

Distúrbios psiquiátricos: ansiedade, nervosismo. Distúrbios de sistema nervoso: tontura, tremor e sonolência. Distúrbios do ouvido e labirinto: vertigem, deficiência auditiva e tinido (zumbido). Distúrbios cardíacos: prolongamento do intervalo QT (alteração do ritmo do coração no eletrocardiograma) e palpitações. - [Mais...]

PLATIRAN

Contudo, a toxicidade renal ainda pode ocorrer após a utilização desses procedimentos. Ototoxicidade A ototoxicidade manifesta-se por zumbido e/ou perda auditiva na faixa de alta freqüência (4.000 a 8.000 Hz). Às vezes pode ocorrer uma diminuição na capacidade auditiva para tons de uma conversação normal. Os efeitos ototóxicos podem ser mais graves em crianças recebendo PLATIRAN . - [Mais...]

NADERM

Podem ocorrer nefrotoxicidade e ototoxicidade moderada a grave devido à neomicina, especialmente se a função renal estiver prejudicada e drogas sistêmicas nefrotóxicas e ototóxicas forem administradas concomitantemente. Se houver absorção sistêmica significativa, pode ocorrer perda auditiva. Esta perda pode evoluir para surdez mesmo com a descontinuação da droga, e pode ser permanente. Pacientes sensíveis a algum aminoglicosídeo também podem ser sensíveis à neomicina. - [Mais...]

Claritromicina (Suspensão oral 25 mg/mL e 50 mg/mL)

Distúrbios nutricionais e do metabolismo: anorexia e diminuição de apetite. Distúrbios psiquiátricos: ansiedade, nervosismo. Distúrbios de sistema nervoso: tontura, tremor e sonolência. Distúrbios do ouvido e labirinto: vertigem, deficiência auditiva e tinido (zumbido). Distúrbios cardíacos: eletrocardiograma QT prolongado e palpitações. Distúrbios gastrointestinais: gastrite, estomatite, glossite (inflamação da língua), constipação, boca seca, eructação (arroto) e flatulência. - [Mais...]

Platistine CS

Ototoxicidade Podem ocorrer zumbidos e/ou perda da audição na faixa de alta freqüência ( 4.000 Hz), em aproximadamente 10% dos pacientes. Pode ocorrer também diminuição da capacidade auditiva na faixa de conversação normal. A perda auditiva pode ser unilateral ou bilateral e é dose-dependente e cumulativa. A ototoxicidade pode ser mais grave em pacientes muito jovens e em idosos. - [Mais...]

Vancocina Cp

A vancomicina pode causar toxicidade no ouvido (transitória ou permanente), sendo evidenciada por tinitus (zumbido no ouvido), vertigem ou tontura. Geralmente ocorre em pacientes que receberam doses excessivas, que tinham algum problema de perda de audição ou que estavam recebendo terapia concomitante com outras drogas tóxicas ao ouvido. - [Mais...]

UNISTIN

O desenvolvimento de leucemia aguda com o uso de Unistin foi raramente relatado. *Ototoxicidade: a ototoxicidade, manifestada como zumbido no ouvido, com ou sem perda auditiva clínica (surdez ocasional), pode ocorrer em pacientes que estão recebendo Unistin e pode ser mais grave em crianças do que em adultos. A ototoxicidade pode aumentar com irradiação craniana prévia ou concomitante. - [Mais...]

Cloridrato de Vancomicina (Injetável 500 mg e 1 g)

A vancomicina pode causar toxicidade no ouvido (transitória ou permanente), sendo evidenciada por tinitus (zumbido no ouvido), vertigem ou tontura. Geralmente ocorre em pacientes que receberam doses excessivas, que tinham algum problema de perda de audição ou que estavam recebendo terapia concomitante com outras drogas tóxicas ao ouvido. - [Mais...]

CISPLATINA

Ototoxicidade: a ototoxicidade foi observada em alguns pacientes em tratamento com dose única de 50 mg/m\up4 2 de cisplatina , e se manifesta por zumbido e/ou perda de audição na faixa de alta freqüência (4000-8000 Hz); a perda auditiva em freqüências na zona da fala ocorrem raramente. A perda auditiva pode ser unilateral ou bilateral e é dose-dependente. A audição deve ser monitorizada cuidadosamente por meio de testes audiométricos. - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar