BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Perda da Audição:

Cigarro e obesidade prejudicam o fluxo de sangue ao ouvido, contribuindo para causar danos permanentes à audição

Com o prejuízo do fluxo de sangue para o ouvido, a quantidade de oxigênio que chega à cóclea é reduzida, podendo levar a um aumento de radicais livres no tecido coclear, causando danos, morte celular e eventualmente perda da audição. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), exposição ao barulho excessivo ainda continua sendo a principal causa evitável de perda de audição no mundo. - [Mais...]

CIPRO

Muito raramente: enxaqueca, distúrbios da coordenação, alteração do olfato, aumento da sensibilidade geral ou específica (hiperestesia), aumento da pressão intracraniana. Distúrbios da visão Raramente: alterações da visão Muito raramente: distorção visual das cores. Distúrbios da audição e do labirinto Raramente: zumbido e perda da audição. Muito raramente: alterações da audição. Distúrbios cardíacos Raramente: taquicardia. Distúrbios vasculares Raramente: dilatação dos vasos sangüíneos, pressão arterial baixa e perda da consciência (síncope). - [Mais...]

Yaz

anemia falciforme; condição que tenha ocorrido pela primeira vez, ou piorado, durante a gravidez ou uso prévio de hormônios sexuais como, por exemplo, perda de audição, porfiria (doença metabólica), herpes gestacional (doença de pele), coreia de Sydenham (doença neurológica); tem ou já apresentou cloasma (pigmentação marrom-amarelada da pele, especialmente a do rosto). - [Mais...]

PLATIRAN

Registrou-se também perda de função motora. É significativa a ocorrência de ototoxicidade, que pode ser mais pronunciada em crianças manifestada por zumbido e/ou perda da audição de altas freqüências e ocasionalmente surdez. Desde que a ototoxicidade é cumulativa, uma audiometria deve ser realizada antes do início do tratamento e da aplicação de cada dose subsequente da droga (vide reações adversas). - [Mais...]

BUTAZOLIDINA

Trato respiratório Casos isolados: exacerbação de asma brônquica. Órgãos dos sentidos Casos isolados: visão borrada, hemorragia retinal, perda da audição, tinnitus. Outras Freqüentes: edema, retenção de água. Ocasionais: estomatite. Raras: aumento das glândulas salivares, boca seca. - [Mais...]

Platistine CS

Função Auditiva Platistine® CS pode causar ototoxicidade cumulativa, que é mais provável em regimes de altas doses. Manifesta-se por zumbido e/ou perda da audição de altas freqüências e, ocasionalmente, surdez. A função auditiva deve ser monitorada antes do início do tratamento e antes da aplicação de cada ciclo terapêutico. - [Mais...]

Estolato de Eritromicina (Suspensão 25 mg/mL)

Há relatos de reações alérgicas leves, tais como urticária e outras erupções cutâneas. Têm sido relatadas reações alérgicas graves, incluindo anafilaxia. Há relatos isolados da ocorrência de perda de audição e/ou zumbido em pacientes recebendo eritromicina. O efeito ototóxico da substância é usualmente reversível com a interrupção. Contudo, em raras ocasiões, envolvendo a administração intravenosa, o efeito ototóxico foi irreversível. - [Mais...]

Cloridrato de Vancomicina (Injetável 500 mg e 1 g)

A vancomicina pode causar toxicidade no ouvido (transitória ou permanente), sendo evidenciada por tinitus (zumbido no ouvido), vertigem ou tontura. Geralmente ocorre em pacientes que receberam doses excessivas, que tinham algum problema de perda de audição ou que estavam recebendo terapia concomitante com outras drogas tóxicas ao ouvido. - [Mais...]

CISPLATINA

A administração da Cisplatina através de infusões a cada 6 ou 8 horas associadas à hidratação intravenosa e manitol tem sido usada para reduzir a nefrotoxicidade, contudo a toxicidade renal pode ainda ocorrer mesmo usando estes procedimentos - Ototoxicidade: a ototoxicidade foi observada em cerca de 31% dos pacientes que receberam uma única dose de 50 mg/m2 de Cisplatina e se manifestou por tinnitus e/ou perda da audição para os sons de alta freqüência variando entre 4.000 a 8.000 Hz. Pode ocorrer ocasionalmente diminuição da capacidade de ouvir tons de conversação normal. Os efeitos ototóxicos podem ser mais graves em crianças recebendo Cisplatina . - [Mais...]

Cetoprofeno (Comprimido 150 mg)

Dores diversas: nevralgia cérvico-braquial (dor associada a lesão de nervos da região do pescoço a axila), cervicalgia (dor na região do pescoço), lombalgia (dor na região lombar), dor ciática (dor causada pela compressão do nervo ciático), pós- operatórios diversos, enxaqueca (dor de cabeça intensa) com ou sem aura (sintomas que precedem à enxaqueca e que variam consideravelmente entre os pacientes afetando principalmente, a visão e a audição). COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA? Esse medicamento tem como princípio ativo o cetoprofeno, de natureza não hormonal, que possui propriedades anti- inflamatória, antitérmica e analgésica. - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar