BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Zumbido:

Labirintite. O que devo saber sobre ela?

Quais são os sintomas das labirintopatias? Os principais sintomas são: Tontura (instabilidade física associada a falta de equilíbrio) ou vertigem (sensação de movimento oscilatório ou giratório do próprio corpo ou do ambiente em relação ao corpo) Falta de equilíbrio Nistagmo Zumbido ou tinnitus Deficiências auditivas Sensação de ouvido tampado Crises vertiginosas ou sintomas neurovegetativos (vertigem, náusea, vômitos, instabilidade postural, nistagmo espontâneo, que podem estar acompanhados de sintomas cocleares) . - [Mais...]

Cirurgiões da Unicamp desenvolvem técnica cirúrgica inovadora para retirada de tumor cerebral

Acomete homens e mulheres indiscriminadamente entre 40 e 50 anos. Entre os principais sintomas, o paciente queixa-se de uma espécie de zumbido e de perda auditiva, que pode ocorrer em ambos os ouvidos ou em apenas um deles. - [Mais...]

Seloken (Injetável)

Reação muito rara (ocorre em menos de 0,01% dos pacientes que utilizam este medicamento): gangrena (em pacientes com alterações de circulação periféricas graves pré-existentes), trombocitopenia (diminuição do número de plaquetas no sangue), hepatite (inflamação do fígado), artralgia (dor nas articulações), amnésia/comprometimento da memória, confusão, alucinações, zumbido, distúrbios do paladar, reações de fotossensibilidade (sensibilidade à luz) e piora da psoríase (tipo de doença de pele). - [Mais...]

Risperdal Consta

Distúrbios Oftalmológicos: conjuntivite, olhos secos, transtorno do movimento dos olhos, crise oculógira (movimento espástico dos olhos para uma posição fixa, geralmente para cima), crosta na margem da pálpebra, glaucoma (aumento da pressão dentro do globo ocular), aumento do lacrimejamento, hiperemia ocular (olho avermelhado); Distúrbios de Ouvido e Labirinto: zumbido, vertigem; Distúrbios Cardíacos: bloqueio atrioventricular (interrupção da condução entre a parte superior e inferior do coração), síndrome da taquicardia postural ortostática, arritmia sinusal. - [Mais...]

Risperdal (Solução oral)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Risperdal risperidona Solução oral 1 mg/mL FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Solução oral Embalagem contendo frasco com 30 mL acompanhado de pipeta dosadora de 3 mL. USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 5 ANOS COMPOSIÇÃO: Cada mL de Risperdal contém: risperidona 1 mg veículo q.s.p. 1 mL Excipientes: ácido benzoico, ácido tartárico, água purificada e hidróxido de sódio. INFORMAÇÕES AO PACIENTE PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Risperdal é um ... - [Mais...]

CIPRO

Muito raramente: enxaqueca, distúrbios da coordenação, alteração do olfato, aumento da sensibilidade geral ou específica (hiperestesia), aumento da pressão intracraniana. Distúrbios da visão Raramente: alterações da visão Muito raramente: distorção visual das cores. Distúrbios da audição e do labirinto Raramente: zumbido e perda da audição. Muito raramente: alterações da audição. Distúrbios cardíacos Raramente: taquicardia. - [Mais...]

Bup

sensação de ansiedade, agitação, dor abdominal. constipação (prisão de ventre). sensação de mudança no gosto da comida, perda de apetite. aumento da pressão sanguínea (que, por vezes, pode ser severa). rubor (vermelhidão). zumbido no ouvido, alterações visuais. Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): perda de peso. depressão, confusão, dificuldade de concentração. batimento cardíaco acelerado. - [Mais...]

Polaramine (Drágeas Repetabs)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO POLARAMINE maleato de dexclorfeniramina Drágeas APRESENTAÇÃO Drágeas Repetabs Embalagem contendo 12 drágeas repetabs VIA DE ADMINISTRAÇÃO: ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS COMPOSIÇÃO Cada drágea repetabs contém: maleato de dexclorfeniramina 6 mg excipientes q.s.p 1 drágea repetabs (lactose monoidratada, estearato de magnésio, amido, povidona, goma arábica, sacarose, dióxido de titânio, sulfato de cálcio di-hidratado, sulfato de cálcio, breu vivo ... - [Mais...]

Champix

Reações adversas incomuns que podem afetar mais do que 1 em 1000 pessoas: bronquite (inflamação dos brônquios), nasofaringite (sintomas de gripe), sinusite, infecção por fungos, infecção por vírus, anorexia (perda do apetite), diminuição do apetite, polidipsia (sede excessiva), reação de pânico, bradifemia (lentidão anormal da fala), pensamentos anormais, alterações de humor, tremor, coordenação anormal, disartria (dificuldade de articular as palavras), hipertonia (aumento da tensão muscular), agitação, disforia (sensação de aborrecimento ou desconforto), hipoestesia (diminuição da sensibilidade), hipogeusia (diminuição do paladar), letargia (sensação de cansaço excessivo com ou sem sonolência), aumento ou diminuição da libido (desejo sexual), fibrilação atrial, palpitações, escotoma (pontos ou áreas escuras – sem visão - no campo visual), coloração da esclera (alteração da cor do globo ocular), dor ocular, midríase (pupila dilatada), fotofobia (irritação dos olhos na presença de luz), miopia, aumento do lacrimejamento, zumbido, dispnéia (falta de ar), tosse, rouquidão, dor faringolaringeana (dor de garganta), irritação da garganta, congestão do trato respiratório, congestão dos seios da face, gotejamento pós-nasal, rinorréia (corrimento nasal), ronco, hematêmese (vômitos com sangue), hematoquezia (eliminação de fezes com sangue), gastrite (irritação do estômago), doença do refluxo gastroesofágico (refluxo do estômago para o esôfago), dor abdominal, alteração dos hábitos intestinais, fezes anormais, eructação (arroto), estomatite aftosa (aftas), dor gengival, língua saburrosa, erupções na pele, eritema (vermelhidão na pele), prurido (coceira), acne, hiperidrose (aumento do suor), sudorese noturna (transpiração noturna), rigidez nas articulações, espasmos musculares, dor na parede torácica (no tórax), costocondrite (inflamação de uma ou mais cartilagens das costelas), glicosúria (presença de glicose na urina), noctúria (necessidade de urinar freqüentemente à noite), poliúria (eliminação excessiva de urina), menorragia (menstruação excessivamente prolongada ou abundante), corrimento vaginal, disfunção sexual, desconforto no tórax, dor no tórax, pirexia (febre), sensação de resfriado, astenia (fraqueza), distúrbio do ritmo normal do sono, mal-estar, cisto, aumento da pressão arterial, alterações do eletrocardiograma, aumento da freqüência cardíaca, teste de função hepática (no fígado) anormal, diminuição da contagem de plaquetas (plaquetas são elementos responsáveis pela coagulação do sangue), aumento do peso, sêmen anormal, aumento da proteína C reativa (um tipo de teste laboratorial), diminuição de cálcio no sangue. - [Mais...]

Polaramine (Solução oral)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO POLARAMINE maleato de dexclorfeniramina Solução oral APRESENTAÇÃO Solução oral Embalagem contendo 1 frasco com 120mL acompanhado com copo dosador VIA DE ADMINISTRAÇÃO: ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 2 ANOS COMPOSIÇÃO Cada mL da solução contém: maleato de dexclorfeniramina 0,4 mg veículo q.s.p 1 mL (propilenoglicol, solução de sorbitol, metilparabeno, propilparabeno, álcool etílico, mentol, sacarose, cloreto de sódio, citrato de sódio di-hidratado, aroma ... - [Mais...]

Glivec

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Glivec mesilato de imatinibe Comprimidos 100 mg e 400 mg FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Comprimido revestido embalagem contendo 30 ou 60 comprimidos VIA ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 1 ANO (vide indicações) COMPOSIÇÃO: Cada comprimido de Glivec 100 mg contém: mesilato de imatinibe (como cristais beta, equivalente a 100 mg de imatinibe) 119,5 mg excipiente q.s.p. 1 comprimido Excipientes: celulose microcristalina, crospovidona, hipromelose, ... - [Mais...]

Betaserc

Excipientes: celulose microcristalina, manitol, ácido cítrico monoidratado, dióxido de silício e talco. INFORMAÇÕES AO PACIENTE PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO? Betaserc é indicado para: Síndrome de Ménière: caracterizada por 3 (três) principais sintomas: vertigem (sensação de tontura com mal estar acompanhado de náusea ou vômito); zumbido nos ouvidos; e perda ou dificuldade de audição. Sensação de tontura: causada quando uma parte do seu ouvido interno que controla o seu equilíbrio não está funcionando corretamente (chamada vertigem vestibular ). - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar