BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Delírio:

Cuidados com a pele. Cuide-se neste verão e evite o câncer de pele.

Por isso, o bronzeamento artificial deve ser evitado, principalmente antes dos 30 anos de idade, quando o risco de melanoma cutâneo aumenta em 75% quando câmaras de bronzeamento artificial são utilizadas. Um bronzeado intenso pode causar desidratação, febre, desmaio, delírio, choque, pressão sanguínea perigosamente baixa e batida irregular do coração. É importante aumentar a ingestão de líquidos para pelo menos 2 a 3 litros por dia no verão. Abuse da água, suco de frutas e da água de côco. . - [Mais...]

Meningite

Outros sintomas podem estar presentes como náuseas, vômitos, fotofobia, confusão mental, delírio, apatia, rash cutâneo (erupção avermelhada em qualquer parte do corpo) e sonolência. Em recém-nascidos e crianças menores de dois anos, o quadro clínico é mais inespecífico e os sintomas citados acima podem não estar presentes. - [Mais...]

Metanfetamina preocupa autoridades dos Estados Unidos

A droga que é vendida em pó, tabletes ou cristais pode causar grande dependência, alterar a personalidade, aumentar a pressão sangüínea e provocar danos no cérebro. Altas e repetidas doses podem provocar delírio, pânico, alucinações visuais e auditivas, paranóia, comportamento anti-social e agressividade. A metanfetamina começou a ser usada no oeste dos Estados Unidos, mas está se difundindo para o leste. - [Mais...]

Relaflex

Em doses tóxicas podem ocorrer, além dos sintomas mencionados, ataxia, distúrbios da fala, disfagia, agitação, pele seca e quente, disúria, diminuição dos movimentos peristálticos intestinais, aumento da pressão intraocular, naúseas, vômitos, cefaléia, constipação, tonturas, alucinações, delírio e coma.A dipirona pode produzir discrasias sangüíneas: trombocitopenia, pancitopenia, agranulocitose, anemia hemolítica e metahemoglobinemia, já tendo sido relatados casos de aplasia medular, embora raros. - [Mais...]

Frenurin

Superdosagem de Frenurin Os principais sintomas de intoxicação aguda são agitação, tremor, irritabilidade, convulsões, delírio, hipertermia, náuseas, vômitos, taquicardia, hipotensão ou hipertensão, insuficiência respiratória, midríase, retenção urinária. - [Mais...]

Brevibloc

Sistema Nervoso Central: fadiga, parestesia, astenia, depressão, pensamentos anormais, ansiedade, anorexia e delírio e convulsões. Respiratório: broncoespasmo, sibilos, dispneia, congestão nasal, ronco e crepitações. Gastrintestinal: vômitos, Dispepsia, constipação, boca seca e desconforto abdominal. - [Mais...]

Dimorf LC

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Dimorf LC sulfato de morfina pentaidratado Cápsulas 30 mg, 60 mg e 100 mg FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Cápsula dura de liberação prolongada Embalagens contendo 60 cápsulas USO ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO: Cada cápsula de Dimorf LC 30 mg contém: sulfato de morfina pentaidratado (equivalente à 26,44 mg de sulfato de morfina) 30 mg excipiente de cronoliberação q.s.p. 1 cápsula Excipientes: lactose, dimeticona, microgrânulos de sacarose, trietil citrato, ... - [Mais...]

Dormire (Injetável 1 mg/mL e 5 mg/mL)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Dormire cloridrato de midazolam Injetável 1 mg/mL e 5 mg/mL Medicamento similar equivalente ao medicamento de referência. FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Solução injetável Embalagens contendo 10 ampolas de 3 mL de midazolam 5 mg/mL Embalagens contendo 10 e/ou 50 ampolas de 10 mL de midazolam 5 mg/mL Embalagens contendo 10 ampolas de 5 mL de midazolam 1 mg/mL VIA INTRAVENOSA / INTRAMUSCULAR / RETAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO: Cada mL de Dormire ... - [Mais...]

NOVATIV

Sintomas de interação entre inibidores seletivos da recaptação da Serotonina (ISRS) e IMAO incluem hipertermia, rigidez, espasmo clônico, instabilidade autonômica com possibilidade de rápidas flutuações dos sinais vitais, alterações mentais que incluem confusão, irritabilidade e agitação extrema progredindo para delírio e coma. Perda de peso: Uma perda significante de peso pode ser um dos resultados do tratamento com Sertralina em muitos pacientes, mas em média, pacientes submetidos à experiência tiveram uma perda mínima de peso. - [Mais...]

EFEXOR XR

Com um inibidor seletivo da recaptação de serotonina, estas reações incluiram hipertermia, rigidez, espasmo ou contração muscular, instabilidade autonômica com possíveis alterações rápidas dos sinais vitais, e confusão mental incluindo extrema agitação levando a delírio e coma. Alguns casos apresentaram quadro semelhante à síndrome neuroléptica maligna. Hipertemia severa e convulsões, algumas vezes fatais, têm sido relatadas com tratamento concomitante de antidepressivos tricíclicos e IMAOs. - [Mais...]

Cloridrato de Sertralina (Comprimido 100 mg)

Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): trombocitopenia (diminuição das plaquetas), leucopenia (redução do número de glóbulos brancos ou células de defesa no sangue), teste anormal para plaquetas, reação anafilactoide (reação alérgica), secreção inapropriada de hormônio antidiurético (que diminui a produção de urina), hiperprolactinemia (aumento da concentração do hormônio prolactina no sangue), hipotireoidismo (alteração na função da tireóide), diabetes mellitus, hiponatremia (diminuição dos níveis de sódio no sangue), hipoglicemia, hiperglicemia (diminuição ou aumento dos níveis de açúcar no sangue, respectivamente), distúrbio psicótico (alucinação e delírio), síndrome do aumento da serotonina, coma, convulsão, distonia (movimentos involuntários), acatasia (sensação de inquietação, não conseguindo permanecer parado), torsade de pointes (tipo grave de arritmia do coração), vasoconstrição cerebral (incluindo síndrome da vasoconstrição cerebral reversível ou síndrome de Call Fleming), pancreatite (inflamação no pâncreas), lesão hepática, necrólise epidérmica tóxica, síndrome de Stevens-Johnson, angioedema (inchaço de origem vascular), rash esfoliativo (manchas vermelhas com descamação da pele), reação de fotossensibilidade (sensibilidade exagerada da pele à luz), trismo (dificuldade para abrir a boca), rabdomiólise, enurese, priapismo (ereção peniana espontânea, sem estímulo persistente e dolorosa), galactorreia (secreção de leite), ginecomastia (aumento das mamas no homem), edema da face, síndrome de abstinência medicamentosa, teste laboratorial anormal, prolongamento do intervalo QT no eletrocardiograma (alteração do eletrocardiograma) colesterol sanguíneo aumentado, fratura. - [Mais...]

SOTACOR

Cardiovascular: BRADICARDIA, DISPNÉIA, DOR NO PEITO, PALPITAÇÕES, EDEMA, ANORMALIDADES NO ELETROCARDIOGRAMA, HIPOTENSÃO, PRÓ-ARRITMIA, SÍNCOPE, INSUFICIÊNCIA CARDÍACA, PRÉ-SÍNCOPE. Dermatológico : ERUPÇÃO CUTÂNEA. Gastrointestinal: NÁUSEAS/VÔMITOS, DIARRÉIA, DISPEPSIA, DOR ABDOMINAL, FLATULÊNCIA. Músculo-esquelético: CÃIBRAS. Nervoso/Psiquiátrico : FADIGA, TONTURA, ASTENIA, DELÍRIO, CEFALÉIA, DISTÚRBIOS DO SONO, DEPRESSÃO, PARESTESIA, ALTERAÇÕES DO HUMOR, ANSIEDADE. Urogenital: DISFUNÇÃO SEXUAL Sentidos Especiais: DISTÚBIOS VISUAIS, ANORMALIDADES NO PALADAR, DISTÚRBIOS AUDITIVOS. - [Mais...]

Haloperidol (Gotas 2 mg/mL)

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO haloperidol Gotas 2 mg/mL Medicamento genérico Lei n 9.787, de 1999 FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO: Solução oral (Gotas) Embalagem com 1 frasco de 30 mL USO ORAL USO ADULTO E PEDIÁTRICO COMPOSIÇÃO: Cada mL da solução oral contém: haloperidol 2 mg veículo q.s.p. 1 mL Excipientes: metilparabeno, ácido láctico e água purificada. Cada gota deste medicamento contém 0,1 mg de haloperidol. Cada mL corresponde a 20 gotas. INFORMAÇÕES AO PACIENTE PARA QUE ESTE ... - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar