BulasMed - Referências completas de medicamentos

bulas.med.br
Buscar bulas Índice de tópicos

Resultados encontrados para Distúrbios do Sono:

Sildenafil, princípio ativo do Viagra e de outros medicamentos para disfunção erétil, pode piorar apnéia do sono

A apnéia do sono é mais comum em homens obesos e ocorre quando a respiração regular é interrompida por um período de 10 segundos ou mais devido a uma obstrução ou estreitamento das vias respiratórias causando sintomas como roncos e distúrbios do sono. Um estudo recente mostrou que a apnéia do sono contribui para o desenvolvimento de disfunção erétil. Mas a disfunção erétil não é diagnosticada em 80% dos pacientes com apnéia do sono, mesmo quando os sintomas estão presentes. - [Mais...]

Novos medicamentos: clique e confira as novidades na indústria farmacêutica

Pode ser utilizado por crianças ou adultos. É um auxiliar no tratamento da ansiedade e dos distúrbios do sono. Contém Aconitum napellus 6 CH + Associação. Apresentado em caixa com 60 comprimidos. . - [Mais...]

Anunciada venda do Rimonabanto nas farmácias brasileiras ainda neste mês

Em junho de 2007, um comitê de 14 especialistas do FDA nos Estados Unidos decidiu observar por mais tempo os efeitos colaterais do medicamento, como depressão, ansiedade, distúrbios do sono e pensamentos suicidas antes de liberar o medicamento naquele país. A medicação mostrou-se eficiente na redução do peso corporal, da gordura abdominal e também como coadjuvante no controle do diabetes. - [Mais...]

Estudo identifica aminoácido responsável por controlar a função circadiana - nosso "relógio biológico"

A função circadiana é controlada pela acetilação do gene BMAL1 mediada pelo gene CLOCK, os quais são controlados por este aminoácido. Os cientistas, da Universidade da Califórnia, publicaram na edição de dezembro da revista científica Nature esta descoberta, que pode auxiliar no desenvolvimento de tratamentos mais eficazes para os distúrbios do sono. É uma nova possibilidade para o desenvolvimento de tratamentos mais individualizados, já que o tratamento disponível até o momento somente atua em um neurotransmissor, chamado GABA. Fonte: Nature . - [Mais...]

Exercícios aeróbicos diários diminuem o ronco em crianças obesas

Para comparação, as crianças no terceiro grupo não realizaram qualquer exercício aeróbio, apenas continuaram com as suas atividades habituais. Após 13 semanas, os pais das crianças responderam um questionário a respeito do ronco e outros distúrbios do sono. Nos resultados, ambos os grupos que fizeram exercício mostraram uma melhora semelhante em relação ao ronco, mas as crianças que se exercitaram por 40 minutos ao dia mostraram uma melhora global maior com relação a problemas do sono. - [Mais...]

Gravidez deve ser evitada em mulheres que usem Efavirenz

O médico deve estar atento a sinais e sintomas que apareçam após o início do uso deste medicamento. São eles: depressão severa, pensamentos estranhos, fúria, distúrbios do sono, gravidez, rash cutâneo, variações de peso, cansaço, vômitos e diarréia. Este medicamento deve ser ingerido com o estômago vazio, preferencialmente na hora de dormir, o que pode tornar alguns efeitos colaterais menos incomodativos. - [Mais...]

SÉDATIF PC

Homeopático Apresentação e Fórmula Farmacêutica de Sédatif Pc Contém 60 comprimidos Administração de Sédatif Pc Via Oral Uso de Sédatif Pc Uso adulto e pediátrico Composição de Sédatif Pc Aconitum napellus 6CH Belladonna 6CH Calendula officinalis 6CH Chelidonium majus 6CH Abrus precatorius 6CH Viburnum opulus 6CH. Indicações de Sédatif Pc Auxiliar no tratamento da ansiedade e distúrbios do sono. Registro no M.S.: 1.6916.0002.001 Boiron Medicamentos Homeopáticos Ltda. . - [Mais...]

INDERAL

Durante o tratamento com INDERAL podem ocorrer as seguintes reações: extremidades frias, náusea, diarréia, vertigem, distúrbios do sono, cansaço, fraqueza muscular, distúrbios da visão, alteração de humor, confusão mental, alucinações, perda de cabelo, olhos secos, alterações da pele e alterações da taxa de açúcar no sangue. Esses efeitos são transitórios na maioria das vezes. - [Mais...]

CIPRO

Raramente: Confusão, desorientação, ansiedade, sonhos anormais, depressão e alucinações. Muito raramente: Reações psicóticas Distúrbios do sistema nervoso Ocasionalmente: dor de cabeça, tontura, distúrbios do sono, alteração do paladar. Raramente: sensações anormais, como por exemplo de queimação, formigamento, coceira ou zunido (parestesia), distúrbio da sensibilidade superficial, especialmente aos estímulos táteis (disestesia), tremor, convulsões, diminuição da sensibilidade geral . - [Mais...]

Cymbalta

Reação incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos), vertigem (falsa sensação de movimentos), dor de ouvido, midríase (dilatação da pupila), distúrbio visual, ressecamento dos olhos, eructação (arroto), gastroenterite (inflamação das paredes do estômago e do intestino), gastrite (inflamação do estômago), hemorragia gastrointestinal, disfagia (dificuldade para engolir), sensação de anormalidade, sensação de frio, sensação de calor, mal-estar, sede, calafrio, laringite (irritação ou inflamação da laringe), achados laboratoriais relacionados à alterações de enzimas do fígado, aumento de peso, contração muscular, distúrbio de atenção, letargia (sensação de lentidão de movimentos e raciocínio), disgeusia (alteração do paladar), mioclonia (movimentos involuntários muito bruscos dos braços ou das pernas durante o sono), baixa qualidade do sono, distúrbios do sono, bruxismo (ranger os dentes), desorientação, apatia, noctúria (aumento da frequência urinária noturna), hesitação urinária, retenção urinária, disúria (dor ao urinar), diminuição do fluxo urinário, dor testicular, disfunção sexual, distúrbio menstrual, reação de fotossensibilidade, suor frio, dermatite de contato (inflamação na pele causada pelo contato com substâncias externas), maior tendência à contusão, extremidades frias e hipotensão ortostática (redução da pressão arterial ao levantar). - [Mais...]

Benepaxparox

É menos provável que o uso de BENEPAX (cloridrato de paroxetina) esteja associado a boca seca, constipação e sonolência do que o uso dos antidepressivos tricíclicos. Sintomas incluindo vertigem, distúrbio sensorial (p.ex. parestesia), ansiedade, distúrbios do sono (incluindo sonhos anormais), agitação, tremor, náusea, sudorese e confusão foram relatados após descontinuação abrupta do tratamento. Eles são geralmente auto-limitados e o tratamento sintomático raramente é necessário. - [Mais...]

Acomplia

Reações adversas consideradas freqüentes (afetam mais do que 1 em cada 100) que ocorreram em pacientes que tomaram ACOMPLIA, incluem: desconforto do estômago, vômitos, distúrbios do sono, nervosismo, depressão, irritabilidade, vertigens, diarréia, ansiedade, comichão, sudorese excessiva, cãimbras ou espasmos musculares, fadiga, manchas negras, dor e inflamação nos tendões (tendinite), perda de memória, dor nas costas (ciática), sensibilidade alterada nas mãos e pés, fogachos, queda, gripe e luxação. - [Mais...]

Zometa

Pressão arterial elevada (hipertensão); Inchaço das mãos, tornozelos ou pés (edema periférico); Distúrbios do sono; Dor de cabeça e sintomas de gripe como febre, fadiga, fraqueza, sonolência, calafrios e dores ósseas, musculares e nas juntas; Reações gastrintestinais tais como náuseas, vômitos, constipação e perda de apetite. - [Mais...]

Micardis HCT

Reações raras (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): rash, bronquite (inflamação dos brônquios), faringite (inflamação da parte inferior da garganta), sinusite (inflamação dos seios nasais), exacerbação ou ativação do Lúpus Eritematoso Sistêmico (doença reumatológica), hiponatremia (diminuição do sódio no sangue), hiperuricemia (aumento do ácido úrico no sangue), depressão, insônia e alterações do sono, visão anormal/ visão turva transitória, angústia respiratória (falta de ar severa), pneumonite (inflamação dos pulmões) e edema pulmonar (inchaço dos pulmões), dor abdominal, constipação (prisão de ventre), dispepsia (dores no estômago) vômitos, gastrite, função hepática anormal (alterações da função do fígado) ocorreu em estudos pós comercialização no Japão, angioedema (inchaço do rosto, lábios, língua e garganta- com risco de morte), eritema (manchas vermelhas na pele), prurido (coceira), sudorese (aumento do suor), urticária (placas elevadas na pele com ou sem coceira), artralgia (dores nas articulações)), dor e câimbras nas pernas, sintomas semelhantes aos de gripe, aumento na creatinina, aumento nas enzimas do fígado, aumento da creatina fosfoquinase no sangue (enzima muscular). - [Mais...]

Cloridrato de Fluoxetina (Cápsula 20 mg)

Reação comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): palpitações (sensação do batimento cardíaco com mais força e/ou mais rápido que o normal), visão turva, boca seca, dispepsia (indisposição gastrointestinal), vômitos, calafrios, sensação de agitação, diminuição de peso, prolongamento do intervalo QT (prolongamento do período de condução elétrica no coração, o que pode ser causa de alterações do batimento cardíaco), diminuição do apetite [incluindo anorexia (falta de apetite)], distúrbio de atenção, vertigem (falsa sensação de movimentos), disgeusia (alteração do paladar), letargia (sensação de lentidão de movimentos e raciocínio), sonolência (incluindo hipersonia e sedação), tremor, sonhos anormais (incluindo pesadelos), ansiedade, diminuição da libido [incluindo perda da libido (desejo sexual)], nervosismo, impaciência, distúrbio do sono, tensão, micções (ato de urinar) frequentes [incluindo polaciúria (ato de urinar com maior frequência)], distúrbios da ejaculação, sangramentos ginecológicos, disfunção erétil (dificuldade de obtenção e/ou manutenção da ereção do pênis), bocejo, hiperidrose (suor em excesso), prurido (coceira), erupções da pele, urticária (erupções da pele com coceira) e rubor (vermelhidão da pele) [incluindo fogachos (sensação de calor pelo corpo)]. - [Mais...]

  • Entrar
  • Cadastrar