RUBRARGIL

IQB

Atualizado em 09/12/2014

rubrargil

Antianêmico

Solução oral

Uso pediátrico e adulto

Composição de Rubrargil

Cada 15 ml de solução contém: Citrato férrico amoniacal, 300 mg Cianocobalamina, 10 mcg; Sulfato cúprico, 1 mg; Extrato de fígado1, 80 mg; Extrato de mucosa2 gástrica, 0,3 ml.

Características de Rubrargil

O ferro é um mineral essencial ao organismo e indispensável à constituição da hemoglobina3. O citrato da ferro amoniacal representa forma de terapêutica4 marcial facilmente assimilável e com mínima incidência5 de secundarismos. A vitamina6 B12 é essencial à maturação das hemácias7 e células8 epiteliais, assim como à formação da bainha de mielina9 em nível neuronal. O extrato de fígado1, o sulfato cúprico (como catalisador) e o extrato de mucosa2 gástrica são agentes há muito utilizados no tratamento dos estados anêmicos, primários ou secundários.

Indicações de Rubrargil

Anemias hipocrômicas e nutricionais; condições nas quais seja conveniente a suplementação10 dos fatores hematogênicos.

Posologia de Rubrargil

Crianças: 1 colher das de chá (5 ml), 2 vezes ao dia, após as refeições. Adultos: 1 colher das de sopa, 2 vezes ao dia, após as refeições.

Apresentação de Rubrargil

Frasco com 150 ml.

IQB Instituto de Química e Biologia S/A.



RUBRARGIL - Laboratório

IQB
RUA A, 20 - NOSSA SENHORA DE FÁTIMA
NITERÓI/RJ - CEP: 24130-670
Tel: 21 2625-1702
Site: http://iqb@iqb.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "IQB"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
2 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
3 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
4 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
5 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
6 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
7 Hemácias: Também chamadas de glóbulos vermelhos, eritrócitos ou células vermelhas. São produzidas no interior dos ossos a partir de células da medula óssea vermelha e estão presentes no sangue em número de cerca de 4,5 a 6,5 milhões por milímetro cúbico, em condições normais.
8 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
9 Bainha de mielina: É uma bainha rica em lipídeos revestindo muitos axônios tanto no sistema nervoso central como no sistema nervoso periférico. Ela é um isolante elétrico que permite uma condução mais rápida e mais energeticamente eficiente dos impulsos nervosos. Esta bainha é formada pelas membranas celulares das células da glia (células de Schwann no sistema nervoso periférico e oligodendróglia no sistema nervoso central).
10 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre RUBRARGIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.