Cazigeran

CAZI QUIMICA FARMACEUTICA INDUSTRIA E COMERCIO LTDA

Atualizado em 18/06/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Cazigeran
aspartato de potássio + aspartato de magnésio + acetato de racealfatocoferol + cloridrato de tiamina + riboflavina + cloridrato de piridoxina
Drágeas1

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Drágea2
Caixa com 20 e 60 drágeas1

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Cada drágea2 de Cazigeran contém:

aspartato de potássio 200 mg
aspartato de magnésio 200 mg
acetato de racealfatocoferol (Vitamina3 E) 100 mg
cloridrato de tiamina (Vitamina3 B1) 25 mg
riboflavina (Vitamina3 B2) 2 mg
cloridrato de piridoxina (Vitamina3 B6) 10 mg
excipiente q.s.p. 1 drágea2

Excipiente: dióxido de silício, hidróxido de alumínio, povidona, talco, estearato de magnésio, sacarose, goma arábica, goma laca, cera amarela de abelha, cera de carnaúba, corante vermelho Bordeaux, álcool etílico e água purificada.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Cazigeran é indicado como suplemento vitamínico e mineral nas doenças crônicas, convalescença, em idosos, em dietas restritivas e nas anemias carenciais.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Cazigeran é uma associação equilibrada de vitaminas e aspartatos usada no combate de fadigas e astenias (fraqueza mucular).

Cazigeran contém os aspartatos que atuam diretamente no metabolismo4 (reações químicas que ocorrem no organismo) relacionadas aos aminoácidos, que são substâncias essenciais para o funcionamento normal do organismo.

Os aspartatos de potássio e magnésio restabelecem o equilíbrio sódio/potássio, normalizando o líquido intercelular, combatendo deste modo a sensação de fadiga5.

A vitamina3 B1 (cloridrato de tiamina) é indispensável às reações que ocorram nos tecidos nervoso e muscular e participa ativamente de reações relacionadas com açúcares, gorduras e proteínas6.

A vitamina3 B2 (riboflavina) é responsável pela respiração celular e participa de reações químicas essenciais para conservação dos tecidos.

A vitamina3 B6 (cloridrato de piridoxina) é importante para a manutenção dos nervos periféricos, pele7, membranas mucosas8 e sistema sanguíneo.

A vitamina3 E (acetato de racealfatocoferol) reduz as necessidades de oxigênio nas reações que ocorrem no organismo. Participa da formação de tecidos e de suas funções e protege da oxidação outras substâncias ativas.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Contraindicação

Este medicamento não deve ser usado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer um dos componentes da fórmula.

Não se deve administrar suplementos contendo piridoxina á pacientes parkinsonianos que fazem uso de levodopa, porque reduzem sua eficácia.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe ao médico se estiver amamentando.

Atenção diabéticos: Este medicamento contém açúcar9 (sacarose).

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Precauções

Deve-se ter cuidado na administração de vitamina3 E em casos de hipoprotrombinemia (diminuição do fator de coagulação10 do sangue11) por deficiência de vitamina3 K e anemia12 por deficiência de ferro.

Advertências

Sais de potássio em excesso podem causar hipercalemia13 (aumento dos níveis de potássio no organismo) e os sais de magnésio podem causar hipermagnesemia (aumento dos níveis de magnésio no organismo) em pacientes com disfunções renais.

Interações medicamentosas

Doses suplementares de piridoxina podem interferir na ação da levodopa, revertendo seus efeitos. Se o paciente receber a associação de carbidopa e levodopa não existe esta interferência.

Interferência em exames laboratoriais

Doses elevadas podem interferir em resultados, de provas de diagnósticos, tais como a medida de concentração de catecolaminas na urina14 por métodos fluorimétricos (a riboflavina produz substâncias fluorescentes, dando resultados falsamente positivos).

Ocorre interferência também em determinações de urobilinogênio por reativo de Ehrlich, a riboflavina produz resultados falsamente positivos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Pacientes Idosos: Não existem advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto por pacientes idosos desde que respeitadas as condições gerais do paciente e as precauções de uso do produto.

Informações importantes sobre um dos componentes do medicamento

Atenção diabéticos: Este medicamento contém AÇÚCAR9(sacarose).

ONDE E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Este medicamento deve ser conservado em sua embalagem original em temperatura ambiente (15–30°C). Proteger da luz e umidade. Armazenado nestas condições o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade de 36 meses a partir da data de fabricação indicada na embalagem.

Número de lote e data de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

Drágeas1 oblongas de coloração roxa, lisas, brilhantes e uniformes.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Posologia

Em média são suficientes 4 drágeas1 por dia, de preferência depois das refeições, podendo variar de acordo com o critério médico.

Modo de usar

Tomar o medicamento com um pouco de líquido.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas15, procure orientação do seu médico ou cirurgião-dentista.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação16.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Reações Adversas

Doses elevadas e prolongadas de piridoxina podem causar perda da sensibilidade, fraqueza muscular e atrofia17 muscular. Podem ocorrer também diarreia18, náuseas19 e vômitos20.

As reações de hipersensibilidade são geralmente brandas, tais como erupções cutâneas21 ou prurido22. Pode ocorrer coloração amarela na urina14 devido à vitamina3 B2.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Superdose

Embora não se conheçam referências desta natureza com uso de Cazigeran quando houver ingestão de altas doses, avise seu médico. Em casos graves de níveis altos de potássio e magnésio na corrente sanguínea pode ser necessária a hemodiálise23.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou a bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas15 procure orientação médica.
 

Registro MS nº 1.0715.0044.001-2 e  MS nº 1.0715.0044.002-0 
Farmacêutico Responsável: João Carlos S. Coutinho – CRF-SP 30.349

CAZI QUÍMICA FARMACÊUTICA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA
Rua Antonio Lopes, 134 – Jandira – São Paulo
CEP: 06612-090 – Tel. (11) 4707-5155
CNPJ: 44.010.437/0001-81 – Indústria Brasileira


SAC 0800 7706632

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Drágeas: Comprimidos ou pílulas contendo preparado farmacêutico.
2 Drágea: Comprimido ou pílula contendo preparado farmacêutico.
3 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
4 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
5 Fadiga: 1. Sensação de enfraquecimento resultante de esforço físico. 2. Trabalho cansativo. 3. Redução gradual da resistência de um material ou da sensibilidade de um equipamento devido ao uso continuado.
6 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
7 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
8 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
9 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
10 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
11 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
12 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
13 Hipercalemia: É a concentração de potássio sérico maior que 5.5 mmol/L (mEq/L). Uma concentração acima de 6.5 mmol/L (mEq/L) é considerada crítica.
14 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
16 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
17 Atrofia: 1. Em biologia, é a falta de desenvolvimento de corpo, órgão, tecido ou membro. 2. Em patologia, é a diminuição de peso e volume de órgão, tecido ou membro por nutrição insuficiente das células ou imobilização. 3. No sentido figurado, é uma debilitação ou perda de alguma faculdade mental ou de um dos sentidos, por exemplo, da memória em idosos.
18 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
19 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
20 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
21 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.
22 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
23 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.

Tem alguma dúvida sobre Cazigeran?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.