Preço de Condroflex em Houston/SP: R$ 56,46

Condroflex

ZODIAC

Atualizado em 08/12/2014

Condroflex®

Sulfato de glicosamina + Sulfato sódico de condroitina

Uso oral
Uso adulto

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Condroflex

Cápsulas ou Pó oral. Cada cápsula contém 500,0 mg de sulfato de glicosamina + 400,0 mg de sulfato sódico de condroitina. Embalagem com 20 cápsulas. Cada sachê contém 1,5 g de sulfato de glicosamina e 1,2 g de sulfato sódico de condroitina. Embalagem com 15 sachês de 4,135 g cada.

Indicações de Condroflex

CONDROFLEX® é indicado no tratamento de artrose1 ou osteoartrites primária e secundária e suas manifestações.

Contra-Indicações de Condroflex

CONDROFLEX® é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade à glicosamina, condroitina ou a qualquer outro componente da fórmula. Também é contra-indicado durante a gravidez2 e a lactação3, e em pacientes com fenilcetonúria4 ou com insuficiência renal5 severa.

Precauções e Advertências de Condroflex

Recomenda-se cautela quanto ao uso de CONDROFLEX® em pacientes com sintomas6 indicativos de distúrbios gastrintestinais, história de úlcera gástrica7 ou intestinal, diabetes mellitus8 ou na constatação de distúrbios do sistema hematopoético9 ou da coagulação10 sangüínea, devido ao risco anticoagulante11 da condroitina, bem como em portadores de insuficiências renal12, hepática13 ou cardíaca. Se ocorrer eventualmente ulceração14 péptica ou sangramento gastrintestinal em pacientes sob tratamento, a medicação deverá ser suspensa imediatamente pelo médico. Recomenda-se evitar a ingestão de bebidas alcoólicas durante o tratamento com CONDROFLEX®.

Gravidez2 e Lactação3 de Condroflex

Devido à inexistência de dados do uso de CONDROFLEX® durante a gravidez2, não deve ser utilizado nesta condição. Não existem informações sobre a passagem do medicamento para o leite materno, sendo desaconselhado o seu uso nesta condição, e as lactantes15 sob tratamento não devem amamentar.

Interações Medicamentosas de Condroflex

A administração oral de sulfato de glicosamina pode favorecer a absorção gastrintestinal de tetraciclinas e reduzir a de penicilina e cloranfenicol. Não existe limitação para a administração simultânea de analgésicos16 ou antiinflamatórios esteroidais e não-esteroidais. A condroitina pode potencializar a ação de anticoagulantes17, como a varfarina e aspirina, aumentando as chances de sangramento.

Reações Adversas de Condroflex

As reações adversas mais comuns são de origem gastrintestinal, de intensidade leve a moderada, consistindo em desconforto gástrico, diarréia18, náusea19, prurido20 e cefaléia21. Reações hematológicas: Não foram observadas alterações clínicas significativas durante os estudos para glicosamina e condroitina. Entretanto, o seu uso pode provocar erupções eritematosas22 do tipo alérgicas. Testes laboratoriais: Não se observaram diferenças significativas nos valores médios nem nos dados individuais das provas laboratoriais e constantes vitais.

Posologia de Condroflex

Para cápsulas: Uma cápsula, 3 vezes por dia, antes das refeições ou segundo indicação médica. Aconselha-se seguir o tratamento por um período de 8 semanas ou mais. Aconselha-se também repetir o tratamento com um intervalo de tempo de 2 meses.
Para sachês: Um sachê por dia, dissolvido em um copo com água. A duração do tratamento fica a critério do médico.


Venda Sob Prescrição Médica.

SAC: 0800-166575.

Registro no M.S. 1.2214.0069.

ZODIAC Produtos Farmacêuticos S.A.

Condroflex - Laboratório

ZODIAC
Rua Traipu, 755
São Paulo/SP - CEP: 01235-000
Tel: (11 )263-6166
Fax: (11 3)676-0524

Ver outros medicamentos do laboratório "ZODIAC"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Artrose: Também chamada de osteoartrose ou processo degenerativo articular, resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos que possuem algum grau de movimentação entre eles, sua função básica é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque. O estado de hidratação da cartilagem e a integridade da mesma, é fator preponderante para o não desenvolvimento da artrose.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
4 Fenilcetonúria: A Fenilcetonúria é uma doença genética caracterizada pelo defeito ou ausência da enzima fenilalanina hidroxilase (PAH). Esta proteína catalisa o processo de conversão da fenilalanina em tirosina. A tirosina está envolvida na síntese da melanina. Esta doença pode ser detectada logo após o nascimento através de triagem neonatal (conhecida como Teste do Pezinho). Nesta doença, alguns alimentos podem intoxicar o cérebro e causar um quadro de retardo mental irreversível. As crianças que nascem com ela têm um problema digestivo no fígado. Há um odor corporal forte e vômitos após as refeições. Seu tratamento consiste em retirar a fenilalanina da alimentação por toda a vida.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Úlcera gástrica: Lesão na mucosa do estômago. Pode ser provocada por excesso de ácido clorídrico produzido pelo próprio estômago ou por medicamentos como antiinflamatórios ou aspirina. É uma doença infecciosa, causada pela bactéria Helicobacter pylori em quase 100 % dos casos.
8 Diabetes mellitus: Distúrbio metabólico originado da incapacidade das células de incorporar glicose. De forma secundária, podem estar afetados o metabolismo de gorduras e proteínas.Este distúrbio é produzido por um déficit absoluto ou relativo de insulina. Suas principais características são aumento da glicose sangüínea (glicemia), poliúria, polidipsia (aumento da ingestão de líquidos) e polifagia (aumento da fome).
9 Sistema Hematopoético:
10 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
11 Anticoagulante: Substância ou medicamento que evita a coagulação, especialmente do sangue.
12 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
13 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
14 Ulceração: 1. Processo patológico de formação de uma úlcera. 2. A úlcera ou um grupo de úlceras.
15 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
16 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
17 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
18 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
19 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
20 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
21 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
22 Eritematosas: Relativas a ou próprias de eritema. Que apresentam eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre Condroflex?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.