Preço de ETOXIN em Fairfield/SP: R$ 60,21

ETOXIN

APSEN

Atualizado em 08/12/2014

ETOXIN

Etossuximida

Forma Farmacêutica e Apresentação de Etoxin

Xarope a 5% - Frascos contendo 120 ml.USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Composição de Etoxin

Cada ml do xarope contém:
Etossuximida 50 mg
Veículo qsp* 1 ml
* Veículo: Citrato de Sódio, Ácido Cítrico anidro, Benzoato de sódio, Sacarina1 sódica, Glicerol, Sacarose, Aroma de Framboesa, Corante vermelho Ponceau, Metilparabeno, Álcool, Água purificada qsp.

Informações ao Paciente de Etoxin

Ação esperada do medicamento: ETOXIN é utilizado em epilepsia2 e no tratamento das crises de ausência (pequeno mal).Cuidados de armazenamento: O xarope de ETOXIN deve ser mantido em local fresco (30oC) e ao abrigo de luz. O xarope não deve ser congelado.
Prazo de validade: Observe o prazo de validade impresso no cartucho. Não administre medicamento com a validade vencida.
Gravidez3 e lactação4: Informe seu médico a ocorrência de gravidez3 na vigência do tratamento ou após o seu término.
Informar ao médico se estiver amamentando.
Cuidados de administração: Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Observe rigorosamente a prescrição e não altere as dosagens ou os intervalos da administração de ETOXIN. Observe cuidadosamente as dosagens e o volume do xarope para administrar corretamente ao paciente.
Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento nem administre qualquer outro medicamento sem o
conhecimento de seu médico.
Reações Adversas: No início do tratamento você pode sentir tontura5, sonolência, dor de cabeça6 e incoordenação motora.
Qualquer reação desagradável deve ser informada ao médico, pois as doses prescritas dependerão da reação individual de cada paciente ao medicamento. Evite exceder atividades que exijam atenção, como dirigir veículos ou operar máquinas perigosas, para evitar acidentes.
Caso ocorram distúrbios gastrointestinais, tome o medicamento com as refeições.
Informe ao seu médico se ocorrer erupção7 cutânea8, dores nas articulações9, infecções10 na garganta11, nas gengivas ou febre12 inexplicável.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

Ingestão concomitante com outras substâncias: Enquanto estiver em tratamento com ETOXIN não tome nenhum outro medicamento sem o conhecimento do seu médico. Há interação medicamentosa com depressores do sistema nervoso central13, ácido fólico, carbamazepina, fenobarbital, fenitoína e primidona, haloperidol, fenacemida, ácido valpróico.
Contra-indicações e precauções: Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
O uso de ETOXIN é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade conhecida a qualquer componente da fórmula.
Realize os exames de controle, solicitados por seu médico, durante o tratamento.
Riscos da auto-medicação:

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO; PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE14.

Informações Técnicas de Etoxin

Modo de ação
Julga-se que os anticonvulsivos do grupo succinimida atuam aumentando o limiar de descarga da crise e suprimindo o padrão paroxístico de espiga-onda de três ciclos por segundo que se observa nas crises de ausência (pequeno mal). A freqüência dos ataques se reduz ao estar diminuída a transmissão nervosa no córtex motor. Podem estar implicados o transporte de glicose15 no cérebro16 e uma diminuição dos metabólitos17 intermediários do ciclo de Krebs. A redução da freqüência dos ataques pode ser devida à alteração direta na função da membrana de células18 excitáveis e/ou alteração química na neurotransmissão. O efeito específico de ETOXIN (etossuximida) na ausência de convulsões (pequeno mal) está relacionado com a especificidade de bloquear os canais de cálcio do tipo T, sem afetar os outros canais.

Farmacocinética
A absorção pelo trato gastrointestinal é geralmente rápida e completa. A ligação às proteínas19 plasmáticas é insignificante. A metabolização é hepática20 e a meia-vida em adultos é cerca de 56 a 60 horas, sendo em crianças de 30 a 36 horas. A concentração plasmática máxima é atingida em 2 a 4 horas em adultos e em 3 a 7 horas em crianças. A excreção é renal21 e mais de 20% da droga é excretada inalterada.

Indicações de Etoxin

Epilepsia2. ETOXIN (etossuximida) está indicado no tratamento das crises de ausência (pequeno mal).

Contra-Indicações de Etoxin

Em pacientes com hipersensibilidade às succinimidas.

Advertências de Etoxin

Discrasias sangüíneas22 foram relatadas e associadas ao uso de etossuximida, bem como casos de lupus23 eritematoso24 sistêmico25. O controle cuidadoso das funções renal21 e hepática20, contagem sangüínea, saúde14 bucal e estado geral do paciente, deve ser feito periodicamente.

Precauções de Etoxin

Diminuir gradualmente a dose quando da suspensão do medicamento a fim de prevenir possíveis ocorrências de estado de pequeno mal epilético. O aumento ou a diminuição das doses deve ser feito sempre de modo gradual.
O uso isolado da etossuximida em tipos mistos de epilepsia2 pode aumentar a incidência26 de convulsões tônicas-clônicas primárias generalizadas em alguns pacientes.
Recomenda-se que o paciente não exerça atividades que exijam atenção, como dirigir veículos ou operar máquinas perigosas durante o tratamento.
O risco/benefício deve ser avaliado em situações clínicas c omo : d i s c r a s i a s s a n g ü í n e a s a c e n t u a d a s , comprometimento das funções hepática20 e renal21, porfiria27 intermitente28.
Deve haver monitoração periódica do hemograma e contagem de plaquetas29, funções hepática20 e renal21, exames oftálmicos e análise da urina30.

Gravidez3
Há relatos de defeitos congênitos31 em crianças nascidas de mães tratadas com anticonvulsivantes durante a gravidez3. O tratamento de mulheres grávidas epiléticas deve ser avaliado cuidadosamente pelo médico, em função dos riscos potenciais ao feto32.

Amamentação33
Não se sabe se os anticonvulsivos do grupo succinimida são excretados no leite materno. Não foram descritos problemas em humanos.

Pediatria
Devem ser observados cuidadosamente a dosagem e as reações individuais.

Geriatria
Observar os mesmos cuidados recomendados para os adultos.

Odontologia
Os efeitos leucopênicos e trombocitopênicos dos anticonvulsivos do grupo succinimida podem dar lugar a um aumento da incidência26 de infecções10 microbianas, demora na cicatrização e hemorragia34 gengival. Em caso de produzir-se leucopenia35 ou trombocitopenia36, as intervenções dentais devem ser suspensas até que a contagem sangüínea volte a ser normal. Durante o tratamento deve-se instruir os pacientes sobre uma correta higiene bucal, incluindo precaução no uso de escovas, palitos e fios dentais.

Interações Medicamentosas de Etoxin

O uso concomitante de ETOXIN com álcool e medicamentos depressores centrais aumenta a depressão central; com antidepressivos tricíclicos, loxapina, maprotilina, molindona, IMAO37, fenotiazínicos, pimozida e tioxantenos há uma diminuição do limiar convulsivo, aumentando a depressão central e diminuindo a eficácia do anticonvulsivo; com carbamazepina, fenobarbital, fenitoína e primidona há aumento da biotransformação e diminuição das concentrações plasmáticas da etossuximida e dos outros medicamentos associados; com ácido fólico há necessidade de aumentar a sua ingestão suplementar; com haloperidol háalterações dos padrões e das freqüências das convulsões epileptiformes; com fenacemida há aumento da toxicidade38; com ácido valpróico pode aumentar ou diminuir as concentrações da etossuximida devido às alterações na biotransformação.

Reações Adversas de Etoxin

Reações mais freqüentes: anorexia39, ataxia40, tontura5, sonolência, cefaléia41, soluço, distúrbios gastrointestinais,
síndrome de Stevens-Johnson42 ou lupo eritematoso24.
Reações ocasionais: irritabilidade, dificuldade de concentração, pesadelos, depressão mental.
Reações raras: discrasias sangüíneas22, agranulocitose43, anemia44 aplástica, eosinofilia45, leucopenia35, pancitopenia46, convulsões tônico-clônicas, psicose47 paranóica, exantema48 eritematoso24.

Posologia de Etoxin

As doses de ETOXIN devem ser individualizadas de acordo com a resposta dos pacientes. O aumento das doses deve ser feito a intervalos de 4 a 7 dias, com doses de 250 mg de cada vez. Doses para adultos de 1,5 g divididas em 4 administrações diárias, devem ser acompanhadas de estrita supervisão médica.A etossuximida pode ser administrada em combinação com outros anticonvulsivos, quando coexistirem outras formas de epilepsia2.

Adultos:

Dose inicial de 15 a 30 mg/kg/dia, V.O., ou 250 mg, V.O., 2 vezes/dia; aumentar de 250 mg/dia com intervalos de 4 a 7 dias, até obter-se controle das convulsões ou até a dose total de 1,5 g/dia.

Crianças:

De 3 até 6 anos: dose inicial de 15 a 40 mg/kg/dia, V.O.; ou 250 mg (5 ml do xarope), V.O. 1 vez/dia; se necessário, aumentar de 250 mg/dia com intervalos de 4 a 7 dias; até obter-se controle das convulsões com o mínimo de reações adversas.

Acima de 6 anos: dose inicial de 500 mg/dia (10 ml do xarope); se necessário, aumentar de 250 mg/dia com
intervalos de 4 a 7 dias, até obter-se controle das convulsões com o mínimo de reações adversas.
Para a maioria das crianças, a dose ótima é de 20 mg/kg/dia.

Conduta na Superdosagem de Etoxin

A superdosagem aguda provoca depressão do Sistema Nervoso Central13, incluindo coma49 com depressão respiratória.
Não foi estabelecida a relação entre a toxicidade38 por etossuximida e o nível plasmático. O nível plasmático
terapêutico médio é de 40 ìg/ml, embora níveis tão elevados como 150 ìg/ml foram relatados sem sinais50 de toxicidade38.
TRATAMENTO
O tratamento pode incluir a êmese51 (a menos que o paciente venha a apresentar coma49 ou convulsões), ou lavagem gástrica52, catárticos carvão ativado e medidas gerais de suporte. Pode ser empregada a hemodiálise53 nos casos de superdosagem. A diurese54 forçada e a transfusão55 sangüínea não são efetivas.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

SÓ PODE SER VENDIDA COM RETENÇÃO DA RECEITA

Nº do Lote; Data de Fabricação e Data de Validade: vide Cartucho e/ou Rótulo
Reg. MS nº 1.0118.0141

Farmacêutico Responsável: Dr. Eduardo Sérgio Medeiros Magliano
CRF SP nº 7179

APSEN FARMACÊUTICA S/A - Rua La Paz, nº 37/67 - São Paulo - SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
INDÚSTRIA BRASILEIRA

Centro de Atendimento ao Consumidor
0800 16 5678

ETOXIN - Laboratório

APSEN
RUA LA PAZ, 37/67. Santo Amaro.
São Paulo/SP - CEP: 04755020
Tel: 0800 165678
Email: infomed@apsen.com.br
Site: http://www.apsen.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "APSEN"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
5 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
6 Cabeça:
7 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
8 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
9 Articulações:
10 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
11 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
12 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
13 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
14 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
15 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
16 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
17 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
18 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
19 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
20 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
21 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
22 Discrasias sangüíneas: Qualquer alteração envolvendo os elementos celulares do sangue, glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas.
23 Lúpus: 1. É uma inflamação crônica da pele, caracterizada por ulcerações ou manchas, conforme o tipo específico. 2. Doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. Nesta patologia, a defesa imunológica do indivíduo se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, podem confundir e retardar o diagnóstico. Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos especializados no assunto.
24 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
25 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
26 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
27 Porfiria: Constituem um grupo de pelo menos oito doenças genéticas distintas, além de formas adquiridas, decorrentes de deficiências enzimáticas específicas na via de biossíntese do heme, que levam à superprodução e acumulação de precursores metabólicos, para cada qual correspondendo um tipo particular de porfiria. Fatores ambientais, tais como: medicamentos, álcool, hormônios, dieta, estresse, exposição solar e outros desempenham um papel importante no desencadeamento e curso destas doenças.
28 Intermitente: Nos quais ou em que ocorrem interrupções; que cessa e recomeça por intervalos; intervalado, descontínuo. Em medicina, diz-se de episódios de febre alta que se alternam com intervalos de temperatura normal ou cujas pulsações têm intervalos desiguais entre si.
29 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
30 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
31 Defeitos congênitos: Problemas ou condições que estão presentes ao nascimento.
32 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
33 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
34 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
35 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
36 Trombocitopenia: É a redução do número de plaquetas no sangue. Contrário de trombocitose. Quando a quantidade de plaquetas no sangue é inferior a 150.000/mm³, diz-se que o indivíduo apresenta trombocitopenia (ou plaquetopenia). As pessoas com trombocitopenia apresentam tendência de sofrer hemorragias.
37 IMAO: Tipo de antidepressivo que inibe a enzima monoaminoxidase (ou MAO), hoje usado geralmente como droga de terceira linha para a depressão devido às restrições dietéticas e ao uso de certos medicamentos que seu uso impõe. Deve ser considerada droga de primeira escolha no tratamento da depressão atípica (com sensibilidade à rejeição) ou agente útil no distúrbio do pânico e na depressão refratária. Pode causar hipotensão ortostática e efeitos simpaticomiméticos tais como taquicardia, suores e tremores. Náusea, insônia (associada à intensa sonolência à tarde) e disfunção sexual são comuns. Os efeitos sobre o sistema nervoso central incluem agitação e psicoses tóxicas. O término da terapia com inibidores da MAO pode estar associado à ansiedade, agitação, desaceleração cognitiva e dor de cabeça, por isso sua retirada deve ser muito gradual e orientada por um médico psiquiatra.
38 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
39 Anorexia: Perda do apetite ou do desejo de ingerir alimentos.
40 Ataxia: Reflete uma condição de falta de coordenação dos movimentos musculares voluntários podendo afetar a força muscular e o equilíbrio de uma pessoa. É normalmente associada a uma degeneração ou bloqueio de áreas específicas do cérebro e cerebelo. É um sintoma, não uma doença específica ou um diagnóstico.
41 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
42 Síndrome de Stevens-Johnson: Forma grave, às vezes fatal, de eritema bolhoso, que acomete a pele e as mucosas oral, genital, anal e ocular. O início é geralmente abrupto, com febre, mal-estar, dores musculares e artralgia. Pode evoluir para um quadro toxêmico com alterações do sistema gastrointestinal, sistema nervoso central, rins e coração (arritmias e pericardite). O prognóstico torna-se grave principalmente em pessoas idosas e quando ocorre infecção secundária. Pode ser desencadeado por: sulfas, analgésicos, barbitúricos, hidantoínas, penicilinas, infecções virais e bacterianas.
43 Agranulocitose: Doença causada pela falta ou número insuficiente de leucócitos granulócitos (neutrófilos, basófilos e eosinófilos), que se manifesta como ulcerações na garganta e outras mucosas, seguidas por infecções graves.
44 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
45 Eosinofilia: Propriedade de se corar facilmente pela eosina. Em patologia, é o aumento anormal de eosinófilos no sangue, característico de alergias e infestações por parasitas. Em patologia, é o acúmulo de eosinófilos em um tecido ou exsudato.
46 Pancitopenia: É a diminuição global de elementos celulares do sangue (glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas).
47 Psicose: Grupo de doenças psiquiátricas caracterizadas pela incapacidade de avaliar corretamente a realidade. A pessoa psicótica reestrutura sua concepção de realidade em torno de uma idéia delirante, sem ter consciência de sua doença.
48 Exantema: Alteração difusa da coloração cutânea, caracterizada por eritema, com elevação das camadas mais superficiais da pele (pápulas), vesículas, etc. Pode ser produzido por uma infecção geralmente viral (rubéola, varicela, sarampo), por alergias a medicamentos, etc.
49 Coma: 1. Alteração do estado normal de consciência caracterizado pela falta de abertura ocular e diminuição ou ausência de resposta a estímulos externos. Pode ser reversível ou evoluir para a morte. 2. Presente do subjuntivo ou imperativo do verbo “comer.“
50 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
51 Êmese: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Sinônimo de vômito. Pode ser classificada como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
52 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
53 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.
54 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.
55 Transfusão: Introdução na corrente sangüínea de sangue ou algum de seus componentes. Podem ser transfundidos separadamente glóbulos vermelhos, plaquetas, plasma, fatores de coagulação, etc.

Tem alguma dúvida sobre ETOXIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.