Complexo Senna Almeida Prado Nº 46

FARMÁCIA E LABORATÓRIO HOMEOPÁTICO ALMEIDA PRADO LTDA

Atualizado em 14/10/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Complexo Senna Almeida Prado 46
picossulfato de sódio + cassia senna + polygonum punctatum + collinsonia canadensis
Comprimidos

APRESENTAÇÕES

Comprimidos
Frasco com 60 comprimidos

USO ADULTO
USO ORAL / INTERNO

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido contém:

picossulfato de sódio 0,005 g
cássia senna 1DH 0,020 g
polygonum punctatum 1CH 0,015 g
collinsonia canadensis 1CH 0,015 g
excipiente q.s.p. 1 comprimido

Excipientes: Lactose1, celulose microcristalina e estearato de magnésio.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

Ação esperada do medicamento

Laxativo2 de contato, indicado como auxiliar no tratamento da prisão de ventre.

Cuidados de armazenamento

Conservar o produto em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Prazo de validade

Observada a correta forma de armazenagem, a validade é de 24 meses, a partir da data de fabricação. Não use medicamento com o prazo de
validade vencido, pois pode ser prejudicial à sua saúde3. Após aberto, deve ser permanecer na embalagem original.

Gravidez4 e lactação5

Informe seu médico a ocorrência de gravidez4 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando.

Não utilizar o produto durante a gravidez4 sem orientação médica.

Mulheres que estejam amamentando não devem utilizar o produto.

Cuidados de administração

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Interrupção do tratamento

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações Adversas

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.
Pode ocorrer desconforto gastrointestinal e diarréia6 em altas dosagens.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias

Não há referências.

Contra-indicações e Precauções

Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento”

Não deve ser utilizado por pacientes com doenças inflamatórias do trato gastrointestinal. Não utilizar o produto por períodos prolongados sem o conhecimento do médico.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE3.

INFORMAÇÃO TÉCNICA

Características químicas e farmacológicas do medicamento

Picossulfato de sódio: É um laxativo2 de contato que pertence ao grupo triarilmetano. Após metabolização bacteriana, estimula a mucosa7 local promovendo aumento de peristaltismo8 do cólon9, determinando o esvaziamento do intestino.

Cássia senna: Promove excitação motora das fibras musculares10 lisas do intestino grosso11. O princípio ativo é a emodina que é um catártico de ação relativamente
suave. As emodinas são excretadas na luz do intestino grosso11, onde produzem uma ação irritante direta e também ativam o plexo de querbach. A peristalse12 propulsiva é muito estimulada no cólon9.

Polygonum punctatum: Auxilia no tratamento de hemorróidas13, especialmente quando há hemorragia14 e em hemorróidas13 pruriginosa.

Collinsonia canadensis: Auxiliar no tratamento de constipação15, acompanhada de grande flatulência, cólicas16 abdominais e hemorróidas13.

Indicações

Laxativo2 de contato, indicado como auxiliar no tratamento da prisão de ventre.

Contra-Indicações

  • Não deve ser utilizado por pacientes com obstrução intestinal, quadros abdominais cirúrgicos agudos, apendicite17, doenças inflamatórias agudas do intestino e desidratação18.
  • Não utilizar o produto durante a gravidez4 e amamentação19 sem orientação médica.
  • Pacientes que tenham apresentado hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Precauções e Advertências

  • Respeitar sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
  • Como todo laxante20, este produto não deve ser tomado sem interrupção por períodos prolongados.
  • Se houver necessidade diária de laxantes21, a causa de constipação15 deve ser investigada.

Interações Medicamentosas

O uso concomitante de diuréticos22 ou adrenocorticosteróides pode aumentar o risco de desequilíbrio eletrolítico se forem usadas doses excessivas do produto. O desequilíbrio eletrolítico pode levar ao aumento da sensibilidade aos glicosídeos cardíacos.

Reações adversas/colaterais e alterações de exames laboratoriais:

Reações Adversas:

Casos raros de desconforto abdominal e diarréia6 foram relatados.
Altas doses e a administração crônica podem causar perdas de eletrólitos23, principalmente de potássio.

Interferência em exames laboratoriais:

Não há referências.

Posologia:

USO INTERNO
USO ORAL

Adultos: 1 ou 2 comprimidos à noite, ao deitar.
Superdosagem: No caso de administração de altas doses do produto, podem ocorrer diarréia6, espasmos24, cólicas16 abdominais e uma significante perda de potássio. No caso de superdosagem acidental, procure orientação médica.

Tratamento da superdosagem: Se ocorrer superdosagem acidental, após a ingestão, a absorção pode ser minimizada ou prevenida por meio de lavagem gástrica25 dependendo do caso de indução de vômito26. Pode ser necessária a reposição de líquidos e de eletrólitos23. Pode ser de grande utilidade a administração de antiespasmódicos.

Pacientes idosos: Não há referências sobre qualquer influência do fármaco27 em relação a idade, a não ser as contra-indicações já referidas anteriormente.

ESTE PRODUTO É UM NOVO MEDICAMENTO E EMBORA AS PESQUISAS TENHAM INDICADO EFICÁCIA E SEGURANÇA, QUANDO CORRETAMENTE INDICADO, PODEM OCORRER REAÇÕES ADVERSAS IMPREVISÍVEIS, AINDA NÃO DESCRITAS OU CONHECIDAS. EM CASO DE SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA, O MÉDICO RESPONSÁVEL DEVE SER NOTIFICADO.

Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas28, procure orientação médica

DIZERES LEGAIS

Lote, Data de Fabricação e Vencimento: Vide Cartucho

Registro no M.S. : 1.0266.0051
Farm. Resp: Drª ZULEIKA PALMA DE SOUZA CARVALHO – CRF/SP nº 4142

FARMÁCIA E LABORATÓRIO HOMEOPÁTICO ALMEIDA PRADO LTDA
Praça Benedito Calixto, 129/133 – Bairro Pinheiros – São Paulo/SP
CNPJ: 60862208/0001-41
INDÚSTRIA BRASILEIRA


SAC 0800116311

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Laxativo: Mesmo que laxante. Que laxa, afrouxa, dilata. Medicamento que trata da constipação intestinal; purgante, purgativo, solutivo.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
6 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
7 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
8 Peristaltismo: Conjunto das contrações musculares dos órgãos ocos, provocando o avanço de seu conteúdo; movimento peristáltico, peristalse.
9 Cólon:
10 Fibras Musculares: Células grandes, multinucleadas e individuais (cilídricas ou prismáticas) que formam a unidade básica do tecido muscular esquelético. Constituídas por uma substância mole contrátil, revestida por uma bainha tubular. Derivam da união de MIOBLASTOS ESQUELÉTICOS com o sincício, seguida de diferenciação.
11 Intestino grosso: O intestino grosso é dividido em 4 partes principais: ceco (cecum), cólon (ascendente, transverso, descendente e sigmoide), reto e ânus. Ele tem um papel importante na absorção da água (o que determina a consistência do bolo fecal), de alguns nutrientes e certas vitaminas. Mede cerca de 1,5 m de comprimento.
12 Peristalse: Conjunto das contrações musculares dos órgãos ocos, provocando o avanço de seu conteúdo; movimento peristáltico, peristaltismo.
13 Hemorróidas: Dilatações anormais das veias superficiais que se encontram na última porção do intestino grosso, reto e região perianal. Pode produzir sangramento junto com a defecação e dor.
14 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
15 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
16 Cólicas: Dor aguda, produzida pela dilatação ou contração de uma víscera oca (intestino, vesícula biliar, ureter, etc.). Pode ser de início súbito, com exacerbações e períodos de melhora parcial ou total, nos quais o paciente pode estar sentindo-se bem ou apresentar dor leve.
17 Apendicite: Inflamação do apêndice cecal. Manifesta-se por abdome agudo, e requer tratamento cirúrgico. Sua complicação mais freqüente é a peritonite aguda.
18 Desidratação: Perda de líquidos do organismo pelo aumento importante da freqüência urinária, sudorese excessiva, diarréia ou vômito.
19 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
20 Laxante: Que laxa, afrouxa, dilata. Medicamento que trata da constipação intestinal; purgante, purgativo, solutivo.
21 Laxantes: Medicamentos que tratam da constipação intestinal; purgantes, purgativos, solutivos.
22 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
23 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
24 Espasmos: 1. Contrações involuntárias, não ritmadas, de um ou vários músculos, podendo ocorrer isolada ou continuamente, sendo dolorosas ou não. 2. Qualquer contração muscular anormal. 3. Sentido figurado: arrebatamento, exaltação, espanto.
25 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
26 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
27 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
28 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre Complexo Senna Almeida Prado Nº 46?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.