Preço de Osteofix 200 UI em Woodbridge/SP: R$ 60,03

Osteofix 200 UI

NATULAB LABORATÓRIO S.A

Atualizado em 04/01/2021

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Osteofix 200 UI
carbonato de cálcio + colecalciferol
Comprimidos 1250 mg + 200 UI; 1500 mg + 200 UI

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Comprimido revestido
Frasco com 60 comprimidos

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido de Osteofix 1250 mg + 200 UI contém:

carbonato de cálcio (correspondente a 500 mg de cálcio elementar) 1250 mg
colecalciferol 200 UI
excipiente q.s.p. 1 comprimido

Excipientes: povidona, sorbitol1, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, lauril sulfato de sódio, advantia prime 599999HA29, dióxido de titânio, azul brilhante laca de alumínio, amarelo laca de alumínio e álcool etílico 96%.


Cada comprimido de Osteofix 1500 mg + 200 UI contém:

carbonato de cálcio (correspondente a 600 mg de cálcio elementar) 1500 mg
colecalciferol 200 UI
excipiente q.s.p. 1 comprimido

Excipientes: povidona, sorbitol1, croscarmelose sódica, estearato de magnésio, lauril sulfato de sódio, advantia prime 599999HA29, dióxido de titânio, azul brilhante laca de alumínio, amarelo laca de alumínio e álcool etílico 96%.

Porcentagem da Ingestão Diária Recomendada (IDR):

Componentes

Osteofix 1250 mg + 200 UI

Osteofix 1500 mg + 200 UI

Posologia

2 comprimidos/dia

3 comprimidos /dia

2 comprimidos /dia

colecalciferol (Vitamina2 D3)

400 UI (200% da IDR)

600 UI (300% da IDR)

400 UI (200% da IDR)

cálcio

1000 mg (100% da IDR)

1500 mg (150% da IDR)

1200 mg (120% da IDR)

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUÊ ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Osteofix 200 UI é um Suplemento Vitamínico/Mineral que deve ser utilizado em casos onde há dietas restritivas e inadequadas de cálcio e vitamina2 D, por pessoas que apresentam deficiência destes componentes no organismo.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Osteofix 200 UI é um medicamento que possui em sua composição o Carbonato de Cálcio e a colecalciferol (Vitamina2 D). O cálcio é um mineral importante para o funcionamento adequado do sistema nervoso3, muscular e esquelético. O esqueleto4 contém 99% do total de cálcio corporal. O cálcio do esqueleto4 está em constante troca com o cálcio plasmático. A vitamina2 D auxilia na absorção do cálcio.

Este medicamento também deve ser utilizado para prevenção e tratamento da osteoporose5.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Osteofix 200 UI não deve ser utilizado por pacientes que apresentam excesso dos níveis de vitamina2 D no sangue6, bem como por aqueles que apresentam excesso dos níveis cálcio no sangue6 (hipercalcemia) e na urina7 (hipercalciúria8 grave). Pacientes com reconhecida hipersensibilidade aos componentes da formulação (ver item composição) também devem evitar o uso do produto.

Este medicamento é contraindicado para pacientes9 com problemas renais graves e sarcoidose10.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Pessoas com os seguintes problemas renais devem utilizar o produto sob supervisão médica: hipercalciúria8 leve, insuficiência renal11 crônica ou quando existe propensão à formação de pedras nos rins12. Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico. A administração concomitante com medicamentos que contenham ferro, etidronato, fenitoína ou tetraciclinas deve ser evitada, pois a absorção dos mesmos é prejudicada.

Nestes casos, os medicamentos devem ser ingeridos obedecendo-se um intervalo de tempo de pelo menos 2–3 horas. A absorção intestinal de cálcio também pode ser reduzida pela ingestão simultânea de certos alimentos (espinafre, ruibarbo, farelo de trigo e outros cereais). O uso excessivo e prolongado de suplementos de cálcio com leite ou derivados deve ser evitado. O consumo excessivo de álcool, cafeína ou tabaco pode reduzir a quantidade de cálcio absorvida.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe ao médico ou cirurgião-dentista o aparecimento de reações indesejáveis. O uso do produto em doses acima da recomendada requer orientação médica.

Não se conhecem interações do produto em exames laboratoriais. Desta forma, sugere- se interromper o uso do produto alguns dias antes de realizar exames.

Recomenda-se a monitorização regular da concentração de cálcio em paciente recebendo doses farmacológicas da vitamina2 D, especialmente no início do tratamento e caso surjam sintomas13 sugestivas de toxicidade14.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Conservar o produto em temperatura ambiente (15–30°C). Proteger da umidade. Depois de aberto, este medicamento pode ser utilizado em 30 dias.

Nestas condições, o medicamento se manterá próprio para o consumo, respeitando o prazo de validade indicado na embalagem.

Número do lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

Osteofix é apresentado na forma de comprimido revestido. Trata-se de um comprimido oblongo, cor verde e odor característico.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Posologia

Osteofix 500 mg de cálcio: Ingerir 2 a 3 comprimidos ao dia (uso adulto), durante as refeições ou conforme orientação médica.

Osteofix 600 mg de cálcio: Ingerir 2 comprimidos ao dia (uso adulto), durante as refeições ou conforme orientação médica.

Doses maiores devem ser ingeridas de acordo com a prescrição do seu médico.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas13, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

Este medicamento não pode ser partido, aberto ou mastigado.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso você se esqueça de tomar uma dose de Osteofix 200 UI no horário estabelecido tome-a assim que possível. Entretanto, se já estiver próximo do horário da dose seguinte, ignore a dose esquecida e tome somente a próxima dose no horário habitual, continuando normalmente o esquema de doses.

Nunca tome o medicamento em dobro para compensar doses esquecidas.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?

Reação rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): distúrbios gastrintestinais leves.

O uso prolongado de cálcio em pacientes idosos pode provocar constipação15 intestinal. Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

A dose segura para o cálcio é 1.500 mg/dia para pacientes9 adultos e para o cálcio, 800 UI. As doses de cálcio e colecalciferol (vitamina2 D), indicadas na posologia do Osteofix, estão dentro dos limites considerados seguros.

O consumo de altas doses provoca alguns sintomas13: reações gastrintestinais (somente em pacientes que recebem altas doses de colecalciferol (vitamina2 D),sinais16 e sintomas13 de hipercalcemia (excesso dos níveis de cálcio no sangue6), como: diminuição do apetite, náusea17, vômito18, constipação15, dor abdominal, fraqueza muscular, poliúria19 (urinar com frequência), sede, sonolência e confusão. Em casos severos, coma20 ou arritmias21 cardíacas.

Tratamento: Interrupção do medicamento e procurar orientação médica. Na hipercalcemia severa, instituir infusão de solução de cloreto de sódio, diurese22 forçada e fosfato oral.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas13 procure orientação médica.
 

MS: 1.3841.0029
Farm. Responsável: Tales Vasconcelos de Cortes - CRF/BA nº3745

NATULAB LABORATÓRIO SA
Rua H, nº2, Galpão 03 - Urbis II
Santo Antônio de Jesus - Bahia – CEP - 44.574-150
CNPJ 02.456.955/0001-83
Indústria brasileira


SAC: (75) 3311 5555

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
2 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
3 Sistema nervoso: O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal e a porção periférica está constituída pelos nervos cranianos e espinhais, pelos gânglios e pelas terminações nervosas.
4 Esqueleto:
5 Osteoporose: Doença óssea caracterizada pela diminuição da formação de matriz óssea que predispõe a pessoa a sofrer fraturas com traumatismos mínimos ou mesmo na ausência deles. É influenciada por hormônios, sendo comum nas mulheres pós-menopausa. A terapia de reposição hormonal, que administra estrógenos a mulheres que não mais o produzem, tem como um dos seus objetivos minimizar esta doença.
6 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
7 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
8 Hipercalciúria: Eliminação de quantidade anormalmente grande de cálcio na urina.
9 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
10 Sarcoidose: Sarcoidose ou Doença de Besnier-Boeck é caracterizada pelo aparecimento de pequenos nódulos inflamatórios (granulomas) em vários órgãos. A doença pode afetar qualquer orgão do corpo, mas os mais atingidos são os pulmões , os gânglios linfáticos (ínguas ), o fígado, o baço e a pele.
11 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
12 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
13 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
14 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
15 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
16 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
17 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
18 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
19 Poliúria: Diurese excessiva, pode ser um sinal de diabetes.
20 Coma: 1. Alteração do estado normal de consciência caracterizado pela falta de abertura ocular e diminuição ou ausência de resposta a estímulos externos. Pode ser reversível ou evoluir para a morte. 2. Presente do subjuntivo ou imperativo do verbo “comer.“
21 Arritmias: Arritmia cardíaca é o nome dado a diversas perturbações que alteram a frequência ou o ritmo dos batimentos cardíacos.
22 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.

Tem alguma dúvida sobre Osteofix 200 UI?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.