SUPRADYN

BAYER

Atualizado em 09/12/2014

Multivitamínico + minerais

Identificação do Produto de Supradyn

Nomes genéricos

Palmitato de retinol (vitamina1 A), Mononitrato de tiamina (vitamina1 B1), Riboflavina e Riboflavina 5-fosfato-sódico (vitamina1 B2), Nicotinamida (vitamina1 PP), Cloridrato de piridoxina (vitamina1
B6), Pantotenato de Cálcio (vitamina1 B5), Biotina (vitamina1 H), Cianocobalamina (vitamina1 B12),
Ácido ascórbico (vitamina1 C), Colecalciferol (vitamina1 D), Acetato de tocoferol (vitamina1 E),
Fosfato de cálcio tribásico e Glicerofosfato de cálcio (cálcio e fósforo), Óxido de magnésio e
Glicerofosfato de magnésio (magnésio e fósforo), Carbonato ferroso e Sulfato ferroso (ferro),
Sulfato de manganês (manganês), Sulfato cúprico (cobre), Sulfato de zinco (zinco), Molibdato de
sódio (molibdênio) e Borato de sódio (Boro).

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Supradyn

Drágeas2: caixas com 30 drágeas2

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Composição de Supradyn

 Vitamina1 A                              10.000 UI
 Vitamina1 B1
                             20,0 mg
 Vitamina1 B2
                             5,0 mg
 Vitamina1 B5
                             11,6 mg
 Vitamina1 B6
                             10,0 mg
 Vitamina1 B12
                             5,0 mg
 Vitamina1 PP
                             50,0 mg
 Vitamina1 H
                             0,25 mg
 Vitamina1 C
                             150,0 mg
 Vitamina1 D
                             500,0 UI
 Vitamina1 E
                             10,0 mg
 Cálcio
                             129,0 mg
 Ferro
                             50,0 mg
 Fósforo
                             25,8 mg
 Magnésio
                             60,0 mg
 Manganês
                             2,05 mg
 Cobre
                             3,9 mg
 Zinco
                             2,3 mg
 Molibdênio
                             0,25 mg
 Boro
                             0,88 mg


Atenção: Cada drágea3 contém 350 mg de glicídios correspondente a 1,4 calorias4.

Informação ao Paciente de Supradyn

Supradyn® é um medicamento que possui vitaminas e sais minerais e está particularmente
indicado para os casos de deficiência dos mesmos.

Supradyn® deve ser tomado com um pouco de líquido ou de acordo com orientação médica.

Este medicamento não deve ser utilizado por pessoas que apresentam hipervitaminose A ou D
(isto é, excesso de vitamina1 A e D no organismo) e por aquelas que sofrem de insuficiência renal5.
O Supradyn® também não deve ser tomado por períodos muito longos ou doses acima das
recomendadas pelo médico.

O Supradyn® não deve ser utilizado por mulheres grávidas, a não ser que haja uma indicação
específica e sempre sob controle médico.

Por outro lado, os parkinsonianos em tratamento com levodopa pura não devem fazer uso deste
medicamento, pois a vitamina1 B6 presente no Supradyn® interfere com o tratamento específico.

O Supradyn® em geral é bem tolerado, porém podem ocorrer, eventualmente, reações alérgicas
ou intolerância gastrintestinal, com náusea6, vômitos7 e diarréia8, ou ainda outros efeitos indesejáveis
não previstos e dependentes da tolerância individual ao medicamento. Caso ocorram reações
com uso do Supradyn® suspenda o uso do medicamento e informe imediatamente ao seu
médico.

O Supradyn® tem prazo de validade a partir da data de fabricação, impressa na parte externa da
embalagem. Não é recomendável o uso de qualquer remédio com prazo de validade vencido.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA SAÚDE9.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR, NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS10, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Informação Técnica de Supradyn

Propriedades e Efeitos de Supradyn

O Supradyn® contém em sua fórmula as principais vitaminas, além de minerais e oligoelementos essenciais necessários ao organismo em casos de doenças agudas ou crônicas, assim como nos
estados em que há necessidades de proteção específica tais como: convalescença, gravidez11,
aleitamento, déficit alimentar de pessoas idosas, antibioticoterapia.

Restrições de Uso de Supradyn

O Supradyn® está contra-indicado na hipervitaminose A e D e nos casos de insuficiência12
renal13. Não deve ser administrado por período prolongado em doses superiores às recomendadas. O Supradyn® não está indicado no tratamento de hipovitaminoses específicas graves.

Em experimentação animal, doses muito elevadas de vitamina1 A demostraram ser teratogênica14 e foram associadas a casos isolados de malformação15 no homem. Como o Supradyn® contém vitamina1 A em dose elevada, sua administração deve ser evitada no início da gravidez11, a não ser que seja necessário corrigir o déficit desta vitamina1.

Como ocorre com outros medicamentos, seu uso em pacientes renais crônicos deve ser avaliado.

Devido à baixa dosagem de vitamina1 B12, o Supradyn® não está indicado para o tratamento de anemia perniciosa16 ou outras anemias megaloblásticas.

Interações Medicamentosas de Supradyn

O Supradyn® contém vitamina1 B6 e seu uso deve ser evitado em pacientes parkinsonianos em tratamento com levodopa pura. A associação de levodopa com benserazida ou carbidopa não sofre interferência desta vitamina1.

Deve-se evitar o uso concomitante de derivados do ácido retinóico (etretinato, isotretinoína) com produtos que contenham vitamina1 A devido a possibilidade do aparecimento da hipervitaminose A.

Reações Adversas de Supradyn

Reações alérgicas e idiossincrásicas não são impossíveis de ocorrer quando do uso de vitaminas.
O ferro, mesmo em doses terapêuticas, tem sido associado com intolerância gastrintestinal em
alguns pacientes.

Posologia de Supradyn

1 drágea3 ao dia ou a critério do médico.

- Conduta na superdosagem

Devido a presença da vitamina1 A em sua fórmula, uma superdosagem por período prolongado
poderá ocasionar sintomas10 relacionados a superdosagem dessa vitamina1. O tratamento consiste em suspensão do medicamento e controle contínuo das funções cardíacas, hepática17 e renal13,
hemograma e fundo de olho18.

SUPRADYN - Laboratório

BAYER
Rua Domingos Jorge, 1100
São Paulo/SP - CEP: 04779-900
Tel: 08007231010
Fax: 55 (011)548-0485
Site: http://www.bayer.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "BAYER"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Drágeas: Comprimidos ou pílulas contendo preparado farmacêutico.
3 Drágea: Comprimido ou pílula contendo preparado farmacêutico.
4 Calorias: Dizemos que um alimento tem “x“ calorias, para nos referirmos à quantidade de energia que ele pode fornecer ao organismo, ou seja, à energia que será utilizada para o corpo realizar suas funções de respiração, digestão, prática de atividades físicas, etc.
5 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
6 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
7 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
12 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
13 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
14 Teratogênica: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
15 Malformação: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
16 Anemia Perniciosa: Doença causada pela incapacidade do organismo absorver a vitamina B12. Mais corretamente, ela se refere a uma doença autoimune que resulta na perda da função das células gástricas parietais, que secretam ácido clorídrico para acidificar o estômago e o fator intrínseco gástrico que facilita a absorção da vitamina B12.
17 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
18 Fundo de olho: Fundoscopia, oftalmoscopia ou exame de fundo de olho é o exame em que se visualizam as estruturas do segmento posterior do olho (cabeça do nervo óptico, retina, vasos retinianos e coroide), dando atenção especialmente a região central da retina, denominada mácula. O principal aparelho utilizado pelo clínico para realização do exame de fundo de olho é o oftalmoscópio direto. O oftalmologista usa o oftalmoscópio indireto e a lâmpada de fenda.

Tem alguma dúvida sobre SUPRADYN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.