Preço de TRANSPULMIN em Houston/SP: R$ 20,74

TRANSPULMIN

ACHÈ

Atualizado em 09/12/2014

XAROPE Cansilato de Sódio - Mentol - Guaifenesina - Citrato do Oxeladina
SUPOSITÓRIO Cânfora - Eucaliptol - Mentol - Guaiacal

Indicações de Transpulmin

Afecções1 inflamatórias e catarrais das vias respiratórias.Tosse, bronquites, gripe2. Medicação adjuvante nas broncopneumonias.

Informações ao Paciente de Transpulmin

TRANSPULMIN® deve ser mantido em local fresco, seco, ao abrigo da luz, em sua embalagem original, para uma boa conservação.
Ao adquirir um medicamento, confira sempre o prazo de validade na embalagem externa do produto. Não tome nem utilize medicamentos cujo prazo de validade esteja vencido, pois as substâncias podem estar alteradas e causar prejuízo para a sua saúde3.
Informe seu médico caso ocorra gravidez4 antes do inicio ou durante o tratamento.
Os horários de administração do medicamento, assim como a dose a ser administrada, devem ser rigorosamente seguidos. Caso ocorra alguma emergência5, informe ao médico que lhe atender o seu histórico clínico e os tratamentos que segue, inclusive o tratamento com TRANSPULMIN®.
Informe o seu médico caso ocorram reações desagradáveis com o uso do produto.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO.
PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE3.

Informações Técnicas de Transpulmin

Os óleos etéreos de TRANSPULMIN® tem ação antiinflamatória, secretolítica, secretomotora e antisséptica nos órgãos respiratórios.Estimulam a circulação6 e a respiração assumindo importância no incremento da expectoração7 de pacientes acamados.
O citrato de oxeladina, antitussÍgeno em TRANSPULMIN® Xarope, possui ação seletiva sobre o centro da tosse.

MODO DE USAR

Xarope:
Adultos 1 1/2 copo medida (15 ml) 3 a 4 vezes ao dia.
Crianças: 1 copo medida (10 ml) 3 a 4 vezes ao dia.
Supositório:
Crianças: 1 a 2 supositórios ao dia.
Lactentes8: 1/2 a 1 supositório ao dia.

Composição de Transpulmin

COMPOSIÇÃO:
            Xarope        Supositório para crianças
            Cada 15 ml     Cada supositório             contém:            contém:

Cânfora            -        12,5 mg
Cansilato de sódio    90,00 mg        -
Eucaliptol        0,50 mg        30,0 mg
Mentol            1,05 mg        4,0 mg
Guaifenesina        50,00 mg        -
Citrato de oxeladina    15,00 mg        -
Guaiacol            -        12,5 mg
Vaículo/Excipiente q.s.p.15,00 ml    1 supositório

Apresentação de Transpulmin

Xarope: frasco com 150 ml + copo medida.Supositório: caixa com 5 supositórios para crianças.

Superdosagem de Transpulmin

No caso de intoxicações por doses excessivas, podem ocorrer os seguintes sinais9/sintomas10: queimação epigástrica, náuseas11 e vômitos12 intensos, tontura13, fraqueza muscular, miose14, taquicardia15 e sensação de adixia. Podem ainda ser observados delírio16, cianose17 e convulsões, levando à insuficiência respiratória18 por depressão do SNC19.
Nos casos de intoxicaçôes agudas, aconselha-se o esvaziamento gástrico e uma boa manutenção da diurese20 pela administração de grandes quantidades de líquido, além dos cuidados específicos inerentes a cada caso.

"SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR; NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS10, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA"

Reações Adversas de Transpulmin

Podem eventualmente ocorrer desconforto gastrointestinal, náuseas11, vômitos12 e diarréias.

TRANSPULMIN - Laboratório

ACHÈ
RODOVIA PRES DUTRA KM 222, 2
GUARULHOS/SP - CEP: 07034-904
Tel: 11 6440-8418
Email: ache@ache.com.br
Site: http://www.ache.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "ACHÈ"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
2 Gripe: Doença viral adquirida através do contágio interpessoal que se caracteriza por faringite, febre, dores musculares generalizadas, náuseas, etc. Sua duração é de aproximadamente cinco a sete dias e tem uma maior incidência nos meses frios. Em geral desaparece naturalmente sem tratamento, apenas com medidas de controle geral (repouso relativo, ingestão de líquidos, etc.). Os antibióticos não funcionam na gripe e não devem ser utilizados de rotina.
3 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
4 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
5 Emergência: 1. Ato ou efeito de emergir. 2. Situação grave, perigosa, momento crítico ou fortuito. 3. Setor de uma instituição hospitalar onde são atendidos pacientes que requerem tratamento imediato; pronto-socorro. 4. Eclosão. 5. Qualquer excrescência especializada ou parcial em um ramo ou outro órgão, formada por tecido epidérmico (ou da camada cortical) e um ou mais estratos de tecido subepidérmico, e que pode originar nectários, acúleos, etc. ou não se desenvolver em um órgão definido.
6 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
7 Expectoração: Ato ou efeito de expectorar. Em patologia, é a expulsão, por meio da tosse, de secreções provenientes da traqueia, brônquios e pulmões; escarro.
8 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
9 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
10 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
11 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
12 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
13 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
14 Miose: Contração da pupila, que pode ser fisiológica, patológica ou terapêutica.
15 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
16 Delírio: Delirio é uma crença sem evidência, acompanhada de uma excepcional convicção irrefutável pelo argumento lógico. Ele se dá com plena lucidez de consciência e não há fatores orgânicos.
17 Cianose: Coloração azulada da pele e mucosas. Pode significar uma falta de oxigenação nos tecidos.
18 Insuficiência respiratória: Condição clínica na qual o sistema respiratório não consegue manter os valores da pressão arterial de oxigênio (PaO2) e/ou da pressão arterial de gás carbônico (PaCO2) dentro dos limites da normalidade, para determinada demanda metabólica. Como a definição está relacionada à incapacidade do sistema respiratório em manter níveis adequados de oxigenação e gás carbônico, foram estabelecidos, para sua caracterização, pontos de corte na gasometria arterial: PaO2 50 mmHg.
19 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
20 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.

Tem alguma dúvida sobre TRANSPULMIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.