VITFORTE STRESS

Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda.

Atualizado em 09/12/2014

VITFORTE STRESS

Polivitamínico e Poliminerais

Forma Farmacêutica e Apresentações de Vitforte Stress

Cápsulas de gelatina duraCartuchos contendo 30 cápsulas
Cartuchos contendo 50 cápsulas
Cartuchos contendo 500 cápsulas

USO ADULTO

Composição de Vitforte Stress

Cada cápsula contém:
Acetato de retinol (vitamina1 A) .................... 2000 UI
Piridoxina ....................6,00 mg
Ácido ascórbico (vitamina1 C) ....................65,00 mg
Acetato de tocoferol (vitamina1 E) ....................10,00 mg
Tiamina (vitamina1 B1) ....................1,30 mg
Riboflavina (vitamina1 B2) ....................1,30 mg
Ácido pantotênico ....................10,00 mg
Nicotinamida (vitamina1 B5) ....................13,00 mg
Cianocobalamina (vitamina1 B12) ....................5,00 mcg
Sulfato de magnésio ....................3,50 mg
Ácido fólico ....................0,20 mg
Aspartato de potássio ....................10,00 mg
Aspartato de magnésio ....................10,00 mg
Bitartarato de colina ....................10,00 mg
Adenosina ....................0,75 mg
Teofilina....................25,00 mg
Metionina ....................5,00 mg
Óxido de zinco....................1,30 mg
Inositol ....................5,00 mg
Biotina ....................0,10 mg
Fosfato bicálcico....................150,00 mg
Excipientes (amido, estearato de magnésio e talco) qsp.........1 cápsula

Informação ao Paciente de Vitforte Stress

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?A fórmula do Vitforte encerra um conjunto de vitaminas indispensáveis ao bom funcionamento do organismo. Vitforte contém, também, sais minerais e oligoelementos, formando assim um conjunto eficaz para a finalidade a que se destina.

POR QUE ESTE MEDICAMENTO FOI INDICADO?
VITFORTE é um suplemento vitamínico-mineral com formulação especialmente desenvolvida para repor as deficiências vitamínico-minerais do organismo, algumas vezes associados com o stress fisiológico2, tais como cansaço, redução da capacidade de concentração, combate aos radicais livres, carências de vitaminas e minerais, enfraquecimento da memória, esgotamento com depressão, problemas circulatórios.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Interações medicamentosas: Não existe evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes.
Contra-indicações: Não apresenta nas doses preconizadas.
Precauções: Como qualquer medicamento, se a paciente estiver grávida ou amamentando, este medicamento deve ser empregado sob orientação de um médico.
Gravidez3 e lactação4: Informe seu médico a ocorrência de gravidez3 na vigência do tratamento ou após o seu término.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?
Uma cápsula ao dia ou conforme orientação médica.
As cápsulas deverão ser ingeridas com um pouco de líquido de preferência antes das principais refeições.

Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas5, procure orientação médica ou de seu cirurgião-dentista.

Não use o medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE CAUSAR?
Reações adversas: Informe seu médico caso surjam reações desagradáveis. Após o uso de algumas vitaminas, podem ocorrer, em percentuais bastante reduzidos, reação caracterizada por náusea6, vômito7, diarréia8, constipação9, sensação de calor e rubor na face10.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA GRANDE QUANTIDADE DESTE MEDICAMENTO DE UMA SÓ VEZ?
Não há relatos de superdosagem com Vitforte.

ONDE E COMO DEVO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?
Vitforte deve ser mantido em local protegido da luz e umidade, com temperatura abaixo de 30°C. Não use este ou qualquer outro medicamento após a data de validade impressa na embalagem.
Conservar o produto ao abrigo da luz, do calor e da umidade excessivos.

Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance de crianças.

Informação Técnica Aos Profissionais de Saúde11 de Vitforte Stress

Características Farmacológicas de Vitforte Stress

A formulação do Vitforte encerra um conjunto de vitaminas, sais minerais e oligoelementos indispensáveis ao bom funcionamento do organismo. As vitaminas estão divididas em hidrossolúveis como B1, B2, nicotinamida, ácido pantotênico, B6, cianocobalamina, C e ácido fólico, e lipossolúveis, que abrangem as vitaminas A e E. A tiamina, vitamina1 B1, desempenha importante papel no metabolismo12 intermediário dos carboidratos, promovendo a liberação de energia dos alimentos sob a forma de adenosina trifosfato (ATP13). Sua utilização é facilitada na presença de Zinco. A riboflavina (Vitamina1 B2) é uma coenzima que desempenha importante papel no metabolismo12 celular e na manutenção da integridade dos eritrócitos14. É essencial ao crescimento e à manutenção da integridade dos olhos15, pele16 e mucosas17. O ácido nicotínico é convertido no organismo em nicotinamida. É necessária para o metabolismo12 de lipídios, aminoácidos e proteínas18. O ácido pantotênico é uma vitamina1 do complexo B, importante no metabolismo12 intermediário dos carboidratos, gorduras e proteínas18. No organismo, converte-se em coenzima A e é esta a forma que realiza suas funções. A vitamina1 B6 (Piridoxina) atua principalmente no metabolismo12 dos aminoácidos e dos carboidratos. Está, também, envolvida na formação do GABA19, no Sistema Nervoso Central20, sendo que este atua na regulação das atividades neuronais. A cianocobalamina é importante na formação e maturação dos glóbulos vermelhos, sendo o mais eficiente antianêmico conhecido. O ácido ascórbico (vitamina1 C) atua na síntese do colágeno21, na absorção do ferro e na função imune. Auxilia na conversão do ácido fólico em ácido folínico, no metabolismo12 da vitamina1 B12, bem como no mecanismo de produção de hemoglobina22 e maturação dos glóbulos vermelhos. O ácido fólico desempenha importante papel na maturação dos eritrócitos14.
A vitamina1 A (acetato de retinol) é essencial para a função normal da retina23, além de estar envolvida no crescimento dos ossos, funções ovarianas e testiculares, desenvolvimento embrionário e na regulação do desenvolvimento e diferenciação do tecido epitelial24. O acetato de tocoferol (vitamina1 E), além de atuar como antioxidante, protege as membranas e outras estruturas celulares contra os radicais livres e as células25 vermelhas contra a hemólise26. Também atua como co-fator em alguns sistemas enzimáticos. O bitartarato de colina tem ação lipotrópica, que facilita o transporte e o metabolismo12 das gorduras. o inositol, juntamente com a colina, possui atividade lipotrópica e hepatoprotetora. A biotina desempenha diversas funções fisiológicas27 importantes. A metionina é um aminoácido essencial constituinte da dieta, utilizada como coadjuvante28 no tratamento de hepatopatias (possui atividade lipotrópica). O sulfato de magnésio é importante em várias reações enzimáticas e também é necessário na função neuromuscular, mineralização do osso e função do paratormônio. O zinco, na forma de óxido de zinco é requerido na manutenção da estrutura de ácidos nucleícos, proteínas18 e membranas celulares. Funções fisiológicas27 que dependam de zinco incluem o desenvolvimento, divisão celular, maturação sexual e reprodução29. Bom em cicatrização de feridas. O fosfato bicálcico é uma fonte de fósforo e cálcio. O cálcio é o elemento mineral mais abundante do organismo, estando mais concentrado nos ossos e dentes, sob a forma de fosfato de cálcio. É importante nos processos de coagulação30 sangüínea, funções do miocárdio31, muscular e nervosa. Já o fósforo é essencial na utilização de muitas vitaminas do complexo B. O potássio na forma de aspartato de potássio é importante na regulação do equilíbrio intra e extracelular dos fluidos do organismo e no funcionamento de enzimas intracelulares. Já o aspartato de magnésio é armazenado no osso e participa da termorregulação, contratilidade muscular e excitabilidade nervosa. Estudos indicam que a adenosina, um nucleosídeo, tem potente atividade vaso e cardio protetores.

Indicações de Vitforte Stress

VITFORTE é um suplemento vitamínico-mineral com formulação especialmente desenvolvida para repor as deficiências vitamínico-minerais do organismo, algumas vezes associados com o stress fisiológico2.

Contra-Indicações de Vitforte Stress

Não apresenta nas doses preconizadas.

Modo de Usar e Cuidados de Conservação Depois de Aberto de Vitforte Stress

As cápsulas deverão ser ingeridas com um pouco de líquido de preferência antes das principais refeições.
O produto deve ser mantido em local protegido da luz e umidade, com temperatura abaixo de 30°C. Conservar o produto ao abrigo da luz, do calor e da umidade excessivos.

Posologia de Vitforte Stress

Uma cápsula ao dia ou conforme orientação médica.

Advertências de Vitforte Stress

Não há estudos dos efeitos de Vitforte administrado por vias não recomendadas. Portanto, por segurança e para eficácia deste medicamento, a administração deve ser somente pela via indicada.

Interações Medicamentosas de Vitforte Stress

Não existe evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes.

Reações Adversas a Medicamentos de Vitforte Stress

Algumas das vitaminas, se ingeridas muito acima das doses recomendadas, podem causar efeitos colaterais32 como: náuseas33, vômitos34, fraquezas musculares, visão35 turva, alterações cutâneas36, irritabilidade.

Atenção: este é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis para comercialização, efeitos indesejáveis e não conhecidos podem ocorrer. Neste caso, informe seu médico.

Superdose de Vitforte Stress

Não há relatos de superdosagem com Vitforte.

Armazenagem de Vitforte Stress

Vitforte deve ser mantido em local protegido da luz e umidade, com temperatura abaixo de 30°C. Conservar o produto ao abrigo da luz, do calor e da umidade excessivos.

Farmacêutico Responsável: Glauco Fernandes Miranda CRF-RS nº5252

LABORATÓRIO FARMACÊUTICO VITAMED LTDA
Rua Flávio Francisco Bellini, 459 - Caxias do Sul / RS.
CNPJ nº 29.346.301/0001-53
SAC (54) 4009-3210

Nº do lote, data de fabricação, prazo de validade:
Vide cartucho.  

VITFORTE STRESS - Laboratório

Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda.
R. Flávio Francisco Bellini, 459
Caxias do Sul/RS - CEP: 95098-170
Tel: (54) 4009-3210
Email: sac@vitamed.com.br
Site: http://www.vitamed.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "Laboratório Farmacêutico Vitamed Ltda."

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
7 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
10 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
11 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
12 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
13 ATP: Adenosina Trifosfato (ATP) é nucleotídeo responsável pelo armazenamento de energia. Ela é composta pela adenina (base azotada), uma ribose (açúcar com cinco carbonos) e três grupos de fosfato conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre os fosfatos. O ATP armazena energia proveniente da respiração celular e da fotossíntese, para consumo imediato, não podendo ser estocada. A energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o transporte ativo de moléculas, síntese e secreção de substâncias, locomoção e divisão celular, dentre outros.
14 Eritrócitos: Células vermelhas do sangue. Os eritrócitos maduros são anucleados, têm forma de disco bicôncavo e contêm HEMOGLOBINA, cuja função é transportar OXIGÊNIO. Sinônimos: Corpúsculos Sanguíneos Vermelhos; Corpúsculos Vermelhos Sanguíneos; Corpúsculos Vermelhos do Sangue; Glóbulos Vermelhos; Hemácias
15 Olhos:
16 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
17 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
18 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
19 GABA: GABA ou Ácido gama-aminobutírico é o neurotransmissor inibitório mais comum no sistema nervoso central.
20 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
21 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
22 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
23 Retina: Parte do olho responsável pela formação de imagens. É como uma tela onde se projetam as imagens: retém as imagens e as traduz para o cérebro através de impulsos elétricos enviados pelo nervo óptico. Possui duas partes: a retina periférica e a mácula.
24 Tecido epitelial: Tecido epitelial ou epitélio é um tecido constituído por células justapostas, ou seja, intimamente unidas entre si. Sua principal função é revestir a superfície externa do corpo, os órgãos e as cavidades corporais internas. Os epitélios são eficientes barreiras contra a entrada de agentes invasores e a perda de líquidos corporais. Eles têm também funções secretoras, sensoriais e de absorção. O tecido epitelial é um dos quatro tipos de tecidos básicos do nosso organismo, juntamente com os tecidos conjuntivo, muscular e nervoso.
25 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
26 Hemólise: Alteração fisiológica ou patológica, com dissolução ou destruição dos glóbulos vermelhos do sangue causando liberação de hemoglobina. É também conhecida por hematólise, eritrocitólise ou eritrólise. Pode ser produzida por algumas anemias congênitas ou adquiridas, como consequência de doenças imunológicas, etc.
27 Fisiológicas: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
28 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
29 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
30 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
31 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração
32 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
33 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
34 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
35 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
36 Cutâneas: Que dizem respeito à pele, à cútis.

Tem alguma dúvida sobre VITFORTE STRESS?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.