Proctocaps

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio

Atualizado em 09/12/2014

Proctocaps®

Aesculus hippocastanum 250mg
CASTANHA DA ÍNDIA
           
HERTZ®

PRODUTO FITOTERÁPICO

Forma Farmacêutica e Apresentação de Proctocaps

Cápsulas: frasco contendo 20 cápsulas.

USO ORAL

USO ADULTO

Composição de Proctocaps

Cada cápsula contém:
Extrato seco padronizado de Castanha da índia (Aesculus hippocastanum, Linné, HIPPOCASTANACEAE) .................... 250mg*
Excipiente q.s.p. .................... 1 cápsula
Excipiente: dióxido de silício, silicato de magnésio, estearato de magnésio, amido.
*Correspondente a 50mg de escina.

Informação ao Paciente de Proctocaps

Alívio de edemas1 localizados, hemorróidas2, varizes3, flebites e problemas vasculares4 periféricos em Geral. Conservar o produto em temperatura ambiente (15° a 30°C). Proteger da luz e umidade. Conservar o produto em sua embalagem original. Observada a correta forma de armazenagem, a validade é de 24 meses, a partir da data de fabricação. Não use medicamentocomo prazo de validade vencido, pois pode ser prejudicial à sua saúde5. Informe seu médico a ocorrência de gravidez6 na vigência do tratamento ou após o seu término. Informar ao médico se está amamentando. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: fraqueza, falta de coordenação, dilatação das pupilas, vômitos7, diarréia8 e desordens gástricas. Não utilizar este produto se estiver sob tratamento a base de dexametasona, antagonistas da serotonina e anticoagulantes9 orais.O uso do produto está contra-indicado para pacientes10 com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, para crianças, pacientes com lupus11 eritematoso12 sistêmico13 e pacientes com função renal14 comprometida. Seguir a posologia recomendada. Evitar o uso de altas doses.Emcaso de hipersensibilidade ao produto, descontinuar o uso e informar ao médico. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR. NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS15, PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

ESTE MEDICAMENTO NÃO PODE SER PARTIDO OU MASTIGADO.

Informação Técnica de Proctocaps

Oextrato padronizado das sementes da castanha da índia (Aesculus hippocastanum, Linné, HIPPOCASTANACEAE) tem como principal componente a escina (uma mistura de saponinas), além da esculina (composto cumarínico) e da proantocianidina A2. A escina, como saponina, tem a capacidade de alteração da permeabilidade16 da membrana plasmática17 da célula18. Com isso são alteradas as concentrações extracelulares de alguns eletrólitos19, o que diminui a retenção de líquidos e, conseqüentemente, o edema20.
A ação antiinflamatória, já comprovada mas não elucidada da escina, parece advir dessa atividade antiedematosa e antiexudativa. A escina inibe a mobilização local das células21 inflamatórias na fase inicial do processo inflamatório,masnão a capacidade destas de fagocitose22. O efeito microcirculatório e sobre o tônus, a vasomotilidade e o componente reológico são devidos a mesma razão: os vasos menores são particularmente sensíveis ao ambiente mesenquimal23 e humoral24 que o circundam. As condições de hidratação, de edema20 e de salinidade repercutem sobre o tônus e sobre a capilaridade microvascular.
O mesmo ocorre com o fluxo linfático25 o que lhe confere propriedades linfagogas. A ação anestésica ainda não foi elucidada. A absorção da escina após administração oral é parcial e sua distribuição ocorre por todo o corpos em haver acúmulo em determinado órgão. A eliminação ocorre em 2/3 através da bile26 e 1/3 pela urina27.

Indicações de Proctocaps

No tratamento da insuficiência28 crônica venosa, alívio de edemas1 localizados e processo inflamatório, tratamento de hemorróidas2, varizes3 e flebites.

Contra-Indicações de Proctocaps

Uso contra-indicado para pacientes10 com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, a escina, esculina e proantocianidina A2. Está também contra-indicado para crianças, pacientes com lupus11 erite-matoso sistêmico13 e pacientescomfunção renal14 comprometida.

Precauções e Advertências de Proctocaps

Seguir a posologia recomendada. Evite o uso de altas doses. Ocorrendo reação de hipersensibilidade ao produto, a administração do mesmo deve ser suspensa.

Interações Medicamentosas de Proctocaps

Não utilizar o produto se estiver sob tratamento a base de dexametasona ou antagonistas da serotonina, pois estes potencializam a ação das saponinas. A administração concomitante com anticoagulantes9 orais potencializam a ação destes últimos. Se o paciente estiver sob tratamento com uma droga nefrótica, a terapia com castanha da índia deve ser descontinuada.

Reações Adversas e Alteração de Exames Laboratoriais de Proctocaps

Foram descritos casos de pseudolupus em pacientes que utilizaram castanha da índia associado com fenopirazona e glicosídeos cardíacos. Foi descrito umcaso de falência renal14 no período pós-operatório de cirurgia cardíaca em pacientes sob terapia com escina via intravenosa. O efeito nefrotóxico da escina só é observado quando a função renal14 já está comprometida. Neste caso, há possibilidade de toxicidade29 pelo dano ao epitélio30 tubular. Podem ocorrer desordens gástricas.O produto não deve ser usado antes de exames laboratoriais.

Posologia de Proctocaps

USO ORAL
Tomar 2 cápsulas ao dia.

Superdosagem de Proctocaps

Os sintomas15 de superdosagem são fraqueza, falta de coordenação, dilatação das pupilas, vômitos7, diarréia8, paralisia31 e estupor.Em caso de envenenamento deve-se proceder a lavagem gástrica32 ou emese33 e tratamento sintomático34.

Pacientes Idosos de Proctocaps

A sensibilidade pode estar alterada pela idade. Recomenda-se o uso sob prescrição médica.

Data de fabricação, data de vencimento e lote
Vide cartucho.

SAC 0800 704 9001

KLEY HERTZ S.A. Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224 - Porto Alegre - RS
Farmacêutica Responsável: Paula Carniel Antonio
CRF-RS 4228 - Reg. no M.S. nº 1.0689.0001
C. N. P. J. nº 92.695.691/0001-03
INDÚSTRIA BRASILEIRA

Proctocaps - Laboratório

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224
Porto Alegre/RS
Tel: 0800512517
Site: http://www.grupohertz.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Edemas: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
2 Hemorróidas: Dilatações anormais das veias superficiais que se encontram na última porção do intestino grosso, reto e região perianal. Pode produzir sangramento junto com a defecação e dor.
3 Varizes: Dilatação anormal de uma veia. Podem ser dolorosas ou causar problemas estéticos quando são superficiais como nas pernas. Podem também ser sede de trombose, devido à estase sangüínea.
4 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
5 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
10 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
11 Lúpus: 1. É uma inflamação crônica da pele, caracterizada por ulcerações ou manchas, conforme o tipo específico. 2. Doença autoimune rara, mais frequente nas mulheres, provocada por um desequilíbrio do sistema imunológico. Nesta patologia, a defesa imunológica do indivíduo se vira contra os tecidos do próprio organismo como pele, articulações, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Essas múltiplas formas de manifestação clínica, às vezes, podem confundir e retardar o diagnóstico. Lúpus exige tratamento cuidadoso por médicos especializados no assunto.
12 Eritematoso: Relativo a ou próprio de eritema. Que apresenta eritema. Eritema é uma vermelhidão da pele, devido à vasodilatação dos capilares cutâneos.
13 Sistêmico: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
14 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
16 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
17 Membrana Plasmática: Membrana seletivamente permeável (contendo lipídeos e proteínas) que envolve o citoplasma em células procarióticas e eucarióticas.
18 Célula: Unidade funcional básica de todo tecido, capaz de se duplicar (porém algumas células muito especializadas, como os neurônios, não conseguem se duplicar), trocar substâncias com o meio externo à célula, etc. Possui subestruturas (organelas) distintas como núcleo, parede celular, membrana celular, mitocôndrias, etc. que são as responsáveis pela sobrevivência da mesma.
19 Eletrólitos: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
20 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
21 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
22 Fagocitose: Processo de ingestão e destruição de partículas sólidas, como bactérias ou pedaços de tecido necrosado, por células ameboides chamadas de fagócitos.
23 Mesenquimal: Relativo ao mesênquima; mesenquimático, mesenquimatoso. Mesênquima, na embriologia, é o tecido mesodérmico embrionário dos vertebrados, pouco diferenciado, que origina os tecidos conjuntivos no adulto. Na anatomia geral, no adulto, é o tecido conjuntivo comum e indiferenciado.
24 Humoral: 1. Relativo a humor. 2. Em fisiologia, relativo a ou próprio do conjunto de líquidos do organismo (sangue, linfa, líquido cefalorraquidiano).
25 Linfático: 1. Na histologia, é relativo à linfa, que contém ou que conduz linfa. 2. No sentido figurado, por extensão de sentido, a que falta vida, vigor, energia (diz-se de indivíduo); apático. 3. Na história da medicina, na classificação hipocrática dos quatro temperamentos de acordo com o humor dominante, que ou aquele que, pela lividez das carnes, flacidez dos músculos, apatia e debilidade demonstradas no comportamento, atesta a predominância de linfa.
26 Bile: Agente emulsificador produzido no FÍGADO e secretado para dentro do DUODENO. Sua composição é formada por s ÁCIDOS E SAIS BILIARES, COLESTEROL e ELETRÓLITOS. A bile auxilia a DIGESTÃO das gorduras no duodeno.
27 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
28 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
29 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
30 Epitélio: Epitélio ou tecido epitelial é um tecido constituído por células justapostas, ou seja, intimamente unidas entre si. Sua principal função é revestir a superfície externa do corpo, os órgãos e as cavidades corporais internas. Os epitélios são eficientes barreiras contra a entrada de agentes invasores e a perda de líquidos corporais. Eles têm também funções secretoras, sensoriais e de absorção. O tecido epitelial é um dos quatro tipos de tecidos básicos do nosso organismo, juntamente com os tecidos conjuntivo, muscular e nervoso.
31 Paralisia: Perda total da força muscular que produz incapacidade para realizar movimentos nos setores afetados. Pode ser produzida por doença neurológica, muscular, tóxica, metabólica ou ser uma combinação das mesmas.
32 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
33 Êmese: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Sinônimo de vômito. Pode ser classificada como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
34 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.

Tem alguma dúvida sobre Proctocaps?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.