PROVIRON

SCHERING

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Proviron

cada comprimido sulcado contém 25 mg demesterolona.

Posologia e Administração de Proviron

posologia e duração do tratamento devem ficar a critério médico. Os comprimidos devem ser ingeridos, sem mastigar, com pequena quantidade de líquido. Diminuição da capacidade física e mental em paciente de meia-idade ou idade avançada e distúrbios de potência: inicio do tratamento: 1 comprimido 3 vezes ao dia. Uma vez obtida melhora clínica satisfatória, pode-se tentar reduzir a dose. Continuação do tratamento: 1 comprimido, 1 ou 2 vezes ao dia. De acordo com o tipo e a gravidade das queixas, a dose para o tratamento deve ser ajustada às necessidades individuais. Recomenda-se tratamento contínuo por vários meses. Hipogonadismo requer terapia contínua. Para desenvolvimento das características sexuais masculinas secundárias recomendam-se 1-2 comprimidos de Proviron, 3 vezes por dia, por vários meses. Como dose de manutenção, a utilização de 1 comprimido 2-3 vezes ao dia deve ser suficiente. Infertilidade1: para melhoria de número e qualidade dos espermatozóides2: pode-se usar 1 comprimido 2-3 vezes ao dia por um ciclo de espermatogênese, isto é, por aproximadamente 90 dias. Se necessário, o tratamento pode ser repetido após um intervalo de várias semanas. Para aumentar a concentração de frutose3 no ejaculado em casos de insuficiência4 de células de Leydig5 pós-puberal usar 1 comprimido, 2 vezes ao dia por vários meses.

Precauções de Proviron

androgênios não são adequados para estimular o desenvolvimento muscular em indivíduos sadios ou para aumentar a capacidade física. Proviron é para uso apenas em pacientes do sexo masculino. Nos tratamentos prolongados, devem ser realizados exames periódicos da próstata6 com finalidade profilática. Após o uso de substâncias, tais como a contida no produto, tem-se observado, em casos raros, desenvolvimento de tumor7 hepático benigno e, ainda mais raramente, maligno, promovendo em casos isolados hemorragia8 intra-abdominal com risco de vida. Assim, deve-se interromper o uso do produto em caso de aparecimento de queixas abdominais (abdômen superior) não habituais que não desapareçam em curto espaço de tempo. Interações medicamentosas: a eficácia de Proviron pode ser reduzida com a administração de fenobarbital, pois este aumenta o catabolismo9 hepático dos hormônios esteróides.

Reações Adversas de Proviron

se em casos isolados ocorrerem ereções freqüentes ou persistentes, a dose deverá ser diminuída ou o tratamento interrompido a fim de se evitar lesão10 peniana.

Contra-Indicações de Proviron

carcinoma11 de próstata6, carcinoma11 de mama12 e tumor7 hepático atual ou antecedente do mesmo.

Indicações de Proviron

diminuição da capacidade fisica e mental em paciente de meia-idade ou idade avançada: distúrbios resultantes de deficiência androgênica, tais como, redução de eficiência, fatigabilidade maior, diminuição da capacidade de concentração, diminuição da capacidade de memorização, irritabilidade, distúrbios do sono, estados depressivos e distúrbios vegetativos gerais podem ser superados ou melhorados com o uso de Proviron. Distúrbios de potência: distúrbios de potência provocados por uma deficiência androgênica são eliminados com a administração de Proviron. Nos distúrbios de potência que forem em parte ou totalmente de outra origem, Proviron pode ser administrado como coadjuvante13 de outras medidas terapêuticas. Hipogonadismo: crescimento, desenvolvimento e função de órgãos-alvo androgênio-dependentes são estimulados por Proviron. Promove desenvolvimento das características sexuais masculinas secundárias nos casos de deficiência androgênica pré-puberal. Proviron elimina os sintomas14 originados por deficiência nos casos onde tenha ocorrido perda da função gonadal pós-puberal. Infertilidade1: oligospermia e deficiência de secreção das células de Leydig5 podem ser causa de infertilidade1. Com Proviron, o número e a qualidade dos espermatozóides2, bem como a concentração de frutose3 no esperma15, podem ser melhorados ou normalizados, aumentando assim a probabilidade de procriação.

Apresentação de Proviron

frascos com 20 comprimidos sulcados.


PROVIRON - Laboratório

SCHERING
Rua Cancioneiro de Évora, 255/339/383
São Paulo/SP - CEP: 04708-010
Tel: 0800-7021241
Site: http://www.schering.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "SCHERING"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Infertilidade: Capacidade diminuída ou ausente de gerar uma prole. O termo não implica a completa inabilidade para ter filhos e não deve ser confundido com esterilidade. Os clínicos introduziram elementos físicos e temporais na definição. Infertilidade é, portanto, freqüentemente diagnosticada quando, após um ano de relações sexuais não protegidas, não ocorre a concepção.
2 Espermatozóides: Células reprodutivas masculinas.
3 Frutose: Açúcar encontrado naturalmente em frutas e mel. A frutose encontrada em alimentos processados é derivada do milho. Contém quatro calorias por grama.
4 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
5 Células de Leydig: Células produtoras de esteróides no tecido intersticial do TESTÍCULO. São reguladas pelos HORMÔNIOS HIPOFISÁRIOS, pelo HORMÔNIO LUTEINIZANTE ou pelo hormônio estimulante das células intersticiais. Entre os ANDROGÊNIOS produzidos , o principal hormônio é a TESTOSTERONA.
6 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
7 Tumor: Termo que literalmente significa massa ou formação de tecido. É utilizado em geral para referir-se a uma formação neoplásica.
8 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
9 Catabolismo: Parte do metabolismo que se refere à assimilação ou processamento da matéria adquirida para fins de obtenção de energia. Diz respeito às vias de degradação, ou seja, de quebra das substâncias. Parte sempre de moléculas grandes, que contêm quantidades importantes de energia (glicose, triclicerídeos, etc). Estas substâncias são transformadas de modo a que restem, no final, moléculas pequenas, pobres em energia ( H2O, CO2, NH3 ), aproveitando o organismo a libertação de energia resultante deste processo. É o contrário de anabolismo.
10 Lesão: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
11 Carcinoma: Tumor maligno ou câncer, derivado do tecido epitelial.
12 Mama: Em humanos, uma das regiões pareadas na porção anterior do TÓRAX. As mamas consistem das GLÂNDULAS MAMÁRIAS, PELE, MÚSCULOS, TECIDO ADIPOSO e os TECIDOS CONJUNTIVOS.
13 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Esperma: Esperma ou sêmen. Líquido denso, gelatinoso, branco acinzentado e opaco, que contém espermatozoides e que serve para conduzi-los até o óvulo. O esperma é o líquido da ejaculação. Ele é composto de plasma seminal e espermatozoides. Este plasma contém nutrientes que alimentam e protegem os espermatozoides.

Tem alguma dúvida sobre PROVIRON?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.