FRADEMICINA

PFIZER

Atualizado em 08/12/2014

Composição da Frademicina

FRADEMICINA XAROPE: CADA 5 ML (COLHER DAS DE CHA) CONTEM: CLORIDRATO DE LINCOMICINA 250 MG; EXCIPIENTE Q.S.P 5 ML. FRADEMICINA PEDIATRICA 300 MG: CADA ML CONTEM: CLORIDRATO DE LINCOMICINA 300 MG; EXCIPIENTE Q.S.P. 1 ML. FRADEMICINA CAPSULAS: CADA CAPSULA CONTEM: CLORIDRATO DE LINCOMICINA 500 MG; EXCIPIENTE Q.S.P 1 CAPSULA. FRADEMICINA 600 MG: CADA AMPOLA DE 2 ML CONTEM: CLORIDRATO DE LINCOMICINA 600 MG; EXCIPIENTE Q.S.P 2 ML. FRADEMICINA 1 G; CADA FRASCO-AMPOLA DE 3,34 ML CONTEM: CLORIDRATO DE LINCOMICINA 1 G; EXCIPIENTE Q.S.P. 3,34 ML.

Posologia e Administração da Frademicina

ADULTOS: ORAL: 500 MG (1 CAPSULA) TRES VEZES AO DIA. INTRAMUSCULAR: 600 MG (2 ML) CADA 24 HORAS. GRAVE: ORAL: 500 MG (OU MAIS) QUATRO VEZES AO DIA. INTRAMUSCULAR: 600 MG (2 ML) CADA 12 HORAS. ENDOVENOSA: 600 MG (2 ML) CADA 8 A 12 HORAS. ADMINISTRAR EM INFUSAO DE 5% DE GLICOSE1 EM AGUA OU SOLUCAO SALINA NORMAL, CONFORME DEMONSTRADO ABAIXO. - CRIANCAS** ORAL: 30 MG/KG/DIA EM 3 OU 4 DOSES IGUAIS. INTRAMUSCULAR. 10 MG/KG/ CADA 24 HORAS. GRAVE: ORAL: 60 MG/KG/DIA EM 3 OU 4 DOSES IGUAIS. INTRAMUSCULAR: 10 MG/KG CADA 12 HORAS. ENDOVENOSA: 10 A 20 MG/KG/DIA EM DUAS OU TRES DOSES EM INTERVALOS DE 8 A 12 HORAS. ADMINISTRAR COMO INFUSAO DILUIDA, COMO PARA ADULTOS. FRADEMICINA XAROPE: CRIANCAS ACIMA DE UM MES DE IDADE. - PESO: DOSAGEM (1 COLHER DAS DE CHA EQUIVALE A 5 ML). 5-7 KG: 1/4 DE COLHER DAS DE CHA, QUATRO VEZES AO DIA. 7-15 KG: 1/2 COLHER DE CHA, QUATRO VEZES AO DIA, 15-23 KG: 1 COLHER DAS DE CHA, TRES VEZES AO DIA, 23-30 KG: 1 COLHER DAS DE CHA, 4 VEZES AO DIA. 30-45 KG: 2 COLHERES DAS DE CHA, 3 VEZES AO DIA. ACIMA DE 45 KG: 2 COLHERES DAS DE CHA, 4 VEZES AO DIA. DOSAGEM CALCULADA POR 30 A 60 MG/KG/DIA. NOTA: (PARA MELHOR ABSORCAO, RECOMENDA-SE QUE NADA SEJA INGERIDO, EXCETO AGUA, DURANTE UM PERIODO DE 1 A 2 HORAS ANTES E DEPOIS DA ADMINISTRACAO ORAL DE FRADEMICINA. **ACIMA DE UM MES DE IDADE). EM INFECCOES2 POR ESTREPTOCOCOS BETA-HEMOLITICOS, CONTINUAR O TRATAMENTO DURANTE PELO MENOS 10 DIAS, PARA DIMINUIR A POSSIBILIDADE DE FEBRE REUMATICA3 OU GLOMERULONEFRITE4 SUBSEQUENTES. DOSES ENDOVENOSAS SAO APLICADAS NA BASE DE 1 G DE FRADEMICINA DILUIDA EM NAO MENOS DE 100 ML DE SOLUCAO APROPRIADA, ADMINISTRADA COMO INFUSAO POR PERIODO NAO INFERIOR A 1 HORA. DOSES DE 600 MG, 1 G, 2 G, 3 G, E 4 G CORRESPONDEM RESPECTIVAMENTE A VOLUME DE DILUENTE DE 100, 100, 200, 300, 400 ML E A UM TEMPO DE ADMINISTRACAO DE 1, 1, 2, 3, E 4 HORAS. ESTAS DOSES PODEM SER AUMENTADAS QUANTAS VEZES FOREM NECESSARIAS, RESPEITANDO O TEMPO DE ADMINISTRACAO E A DOSE MAXIMA DIARIA DE 8 G. FRADEMICINA E FISICAMENTE COMPATIVEL PARA 24 HORAS A TEMPERATURA AMBIENTE, A NAO SER QUE HAJA OUTRA INDICACAO, COM AS SEGUINTES SOLUCOES: PARA INFUSAO: DEXTROSE5 5% E 10%, DEXTROSE5 SALINA 5% E 10%, SOLUCAO DE RINGER, LACTATO6 DE SODIO 1/6 MOLAR, TRAVER 10%, ELETROLITO7 NO1; DEXTRAN FISIOLOGICO8 6% P/V. SOLUCOES COM ANTIBIOTICOS PARA INFUSAO: PENICILINA G SODICA (SATISFATORIA PARA 4 HORAS), CEFALOTINA, TETRACICLINA HCL, CEFALORIDINA, COLISTIMETATO (SATISFATORIO PARA 4 HORAS), AMPICILINA, METICILINA, CLORANFENICOL, POLIMIXIN B SULFATO. SOLUCOES VITAMINADAS PARA INFUSAO: COMPLEXO B E COMPLEXO B COM ACIDO ASCORBICO.

Contra-Indicações da Frademicina

PACIENTES HIPERSENSIVEIS A LINCOMICINA OU A CLINDAMICINA. NO TRATAMENTO DE INFECCOES2 BACTERIANAS LEVES OU POR VIRUS9.

Indicações da Frademicina

FRADEMICINA (CLORIDRATO DE LINCOMICINA) E INDICADO NAS INFECCOES2 SEVERAS CAUSADAS POR MICROORGANISMOS GRAM-POSITIVOS SENSIVEIS A ACAO DA LINCOMICINA, ESPECIALMENTE ESTAFILOCOCOS (INCLUINDO ESTAFILOCOCOS PRODUTORES DE PENICILINASE), ESTREPTOCOCOS E PNEUMOCOCOS. NAO E ATIVA CONTRA STREPTOCOCCUS FAECALIS, LEVEDOS OU MICROORGANISMOS GRAM-NEGATIVOS, INCLUINDO N. GONORRHOEAE E H. INFLUENZAE.

Apresentação da Frademicina

FRADEMICINA XAROPE: FRASCOS COM 60 ML. FRADEMICINA PEDIATRICA 300 MG: CAIXAS CONTENDO AMPOLA DE 1 ML. FRADEMICINA CAPSULAS: CAIXAS COM 12 CAPSULAS EM TIRAS ALUMINIZADAS. FRADEMICINA 600 MG; CAIXAS COM 1 AMPOLA DE 2 ML. FRADEMICINA 1 G: CAIXA COM 1 FRASCO AMPOLA DE 3,34 ML.

FRADEMICINA - Laboratório

PFIZER
Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555
Guarulhos/SP - CEP: 07112-070
Tel: 0800-16-7575
Site: http://www.pfizer.com.br
CNPJ n° 46.070.868/0001-69

Ver outros medicamentos do laboratório "PFIZER"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
2 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Febre reumática: Doença inflamatória produzida como efeito inflamatório anormal secundário a infecções repetidas por uma bactéria chamada estreptococo beta-hemolítico do grupo A. Caracteriza-se por inflamação das articulações, febre, inflamação de uma ou mais de uma estrutura cardíaca, alterações neurológicas, eritema cutâneo. Com o tratamento mais intensivo da faringite estreptocócica, a freqüência desta doença foi consideravelmente reduzida.
4 Glomerulonefrite: Inflamação do glomérulo renal, produzida por diferentes mecanismos imunológicos. Pode produzir uma lesão irreversível do funcionamento renal, causando insuficiência renal crônica.
5 Dextrose: Também chamada de glicose. Açúcar encontrado no sangue que serve como principal fonte de energia do organismo.
6 Lactato: Sal ou éster do ácido láctico ou ânion dele derivado.
7 Eletrólito: Em eletricidade, é um condutor elétrico de natureza líquida ou sólida, no qual cargas são transportadas por meio de íons. Em química, é uma substância que dissolvida em água se torna condutora de corrente elétrica.
8 Fisiológico: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
9 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.

Tem alguma dúvida sobre FRADEMICINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.