Preço de Agasten (Xarope) em Fairfield/SP: R$ 15,61

Agasten (Xarope)

NOVARTIS BIOCIENCIAS S.A

Atualizado em 13/09/2019

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Agasten™
clemastina
Xarope

APRESENTAÇÃO

Xarope
Frasco com 120 mL + acessório dosador

USO ORAL
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 3 ANOS DE IDADE

COMPOSIÇÃO

Cada mL de Agasten™ xarope contém:

clemastina (equivalentes a 0,067 mg de fumarato de clemastina) 0,05 mg
excipiente q.s.p. 1 mL

Excipientes: fosfato de sódio dibásico, propilenoglicol, sacarina1 sódica, aroma de pêssego, fosfato de potássio monobásico, etilparabeno, propilparabeno, sorbitol2, essência de limão e água purificada. 

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

AGASTEN™ proporciona alívio de sintomas3 de alergia4 como coriza5, coceira, congestão nasal, espirros, olhos6 lacrimejantes, comumente presentes nos casos de rinite7 alérgica (inclusive em pacientes com febre do feno8). Também alivia sintomas3 como vermelhidão, coceira e inchaço9 na pele10 em casos de dermatites picadas de insetos e urticária11 (inclusive as causadas por uso de certos medicamentos).

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

AGASTEN™ contém uma substância, denominada clemastina, pertencente a um grupo de medicamentos denominado anti-histamínicos (ou antialérgicos), os quais aliviam os sintomas3 da alergia4 ao impedirem a ação da histamina12, uma substância liberada pelo organismo durante as reações alérgicas (vermelhidão, inchaço9 ou coceira intensa).

AGASTEN™ tem início de ação nas primeiras duas horas de sua tomada e apresenta longa duração do efeito (em média por até 12 horas).

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

AGASTEN™ não deve ser tomado no seguinte caso:

Se você tiver alergia4 conhecida a qualquer uma das substâncias contidas no produto ou a quaisquer outros antialérgicos semelhantes.

Este medicamento é contraindicado para o uso por pacientes com porfiria13. Este medicamento é contraindicado para menores de 3 anos.

AGASTEN™ não deve ser utilizado durante a gravidez14 e amamentação15, exceto sob orientação médica.

Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez14.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Informe ao seu médico ou farmacêutico:

  • Se você tiver glaucoma16, doenças graves do estômago17, problemas de próstata18 ou da bexiga19.
  • Se você tiver alergia4 a algum medicamento.
  • Se você tiver qualquer outra doença ou estiver tomando algum outro medicamento.

Informações importantes sobre alguns dos componentes de AGASTEN™

AGASTEN™ xarope contém:

  • Propilparabeno e etilparabeno: podem causar reações alérgicas (possivelmente retardadas)
  • Sorbitol2: pacientes com raro problema de intolerância à frutose20 não devem utilizar este medicamento.
    Caso seu médico tenha lhe dito que você tem intolerância a alguns açúcares, contate-o antes de começar a tomar AGASTEN™.
  • Propilenoglicol: pode causar sintomas3 semelhantes ao do álcool.

Efeitos sobre a habilidade de dirigir e utilizar máquinas

Durante o tratamento, o paciente não deve dirigir veículos ou operar máquinas, pois sua habilidade e atenção podem estar prejudicadas.

Interações medicamentosas

Como outros medicamentos antialérgicos, AGASTEN™ pode aumentar os efeitos do álcool. Evite ingerir álcool se estiver tomando este produto.

Consulte seu médico ou farmacêutico antes de usar AGASTEN™ se você tiver tomado recentemente ou estiver tomando outros medicamentos, incluindo medicamentos isentos de prescrição, especialmente: sedativos tranquilizantes ou antidepressivos para ajudar a dormir, acalmar ou para tratamento de depressão.

Gravidez14 e lactação21

AGASTEN™ não deve ser utilizado durante a gravidez14 e a amamentação15, exceto sob orientação médica.

Informe imediatamente seu médico em caso de suspeita de gravidez14.

Informe ao seu médico se você ficar grávida durante o tratamento ou mesmo logo após o seu término. Informe ao seu médico se estiver amamentado.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

O xarope de AGASTEN™ deve ser mantido à temperatura ambiente (entre 15 e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Aspecto físico e características organolépticas

Líquido incolor com aroma de pêssego. Após aberto, válido por 24 meses.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Posologia

Adultos e crianças acima de 12 anos de idade: 20 mL de xarope, duas vezes ao dia (antes do café da manhã e antes do jantar).

Crianças de 6 a 12 anos de idade: 10 a 20 mL de xarope, de duas a quatro medidas.

Crianças de 3 a 6 anos: 10 mL de xarope (duas vezes ao dia antes do café da manhã e antes do jantar).

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas3, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se você se esquecer de tomar uma dose, tome-a assim que se lembrar, a menos que faltem menos de 2 horas antes do horário da próxima dose. A partir daí, prossiga o tratamento normalmente.

Caso você esqueça de usar o medicamento, não duplique a quantidade de medicamento na próxima tomada.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou do seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Assim como outros medicamentos, AGASTEN™ pode causar alguns efeitos indesejáveis, mas nem todos apresentam tais efeitos.

Pare de tomar AGASTEN™ e procure imediatamente orientação médica se apresentar algum dos sintomas3 listados abaixo, que pode ser sinal22 de reação alérgica23:

  • Dificuldades de respirar ou engolir.
  • Inchaço9 da face24, lábios, língua25 e garganta26.
  • Muita coceira na pele10 com erupção27 cutânea28 ou inchaços, protuberâncias.

Outras reações adversas:

O tratamento com AGASTEN™ pode te deixar cansado ou com sonolência.

Reações incomuns (> 1/1.000 e <1/100): tontura29.

Reações raras (>1/10.000 e <1.000): excitabilidade (principalmente em crianças), respiração curta, reação de hipersensibilidade (incluindo choque anafilático30), boca31 seca, cefaleia32, rash33 cutâneo34 e desordens digestivas.

Reações muito raras (< 1/10.000): taquicardia35 (batimentos cardíacos aumentados).

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Os efeitos de uma dose excessiva de antialérgicos podem variar desde sonolência em excesso até agitação.

Outros sintomas3 como boca31 seca, pupilas dilatadas e rubor ou alterações gastrointestinais também podem ocorrer. Nestes casos, procure seu médico ou farmacêutico imediatamente.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas3 procure orientação médica.
 

Reg. MS 1.0068.0032
Farm. Resp.: Flavia Regina Pegorer - CRF-SP 18.150

Fabricado por:
Anovis Industrial Farmacêutica Ltda, Taboão da Serra - SP

Registrado por:
Novartis Biociências S.A.
Av. Prof. Vicente Rao, 90, São Paulo – SP
CNPJ: 56.994.502/0001-30
Indústria Brasileira


SAC 0800 888 3003

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
5 Coriza: Inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo.
6 Olhos:
7 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
8 Febre do Feno: Doença polínica, polinose, rinite alérgica estacional ou febre do feno. Deve-se à sensibilização aos componentes de polens, sendo que os alérgenos de pólen provocam sintomas clínicos quando em contato com a mucosa do aparelho respiratório e a conjuntiva de indivíduos previamente sensibilizados.
9 Inchaço: Inchação, edema.
10 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
11 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
12 Histamina: Em fisiologia, é uma amina formada a partir do aminoácido histidina e liberada pelas células do sistema imunológico durante reações alérgicas, causando dilatação e maior permeabilidade de pequenos vasos sanguíneos. Ela é a substância responsável pelos sintomas de edema e irritação presentes em alergias.
13 Porfiria: Constituem um grupo de pelo menos oito doenças genéticas distintas, além de formas adquiridas, decorrentes de deficiências enzimáticas específicas na via de biossíntese do heme, que levam à superprodução e acumulação de precursores metabólicos, para cada qual correspondendo um tipo particular de porfiria. Fatores ambientais, tais como: medicamentos, álcool, hormônios, dieta, estresse, exposição solar e outros desempenham um papel importante no desencadeamento e curso destas doenças.
14 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
15 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
16 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
17 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
18 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
19 Bexiga: Órgão cavitário, situado na cavidade pélvica, no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por sua distensibilidade. Tem a forma de pêra quando está vazia e a forma de bola quando está cheia.
20 Frutose: Açúcar encontrado naturalmente em frutas e mel. A frutose encontrada em alimentos processados é derivada do milho. Contém quatro calorias por grama.
21 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
22 Sinal: 1. É uma alteração percebida ou medida por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida. 2. Som ou gesto que indica algo, indício. 3. Dinheiro que se dá para garantir um contrato.
23 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
24 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
25 Língua:
26 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
27 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
28 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
29 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
30 Choque anafilático: Reação alérgica grave, caracterizada pela diminuição da pressão arterial, taquicardia e distúrbios gerais da circulação, acompanhado ou não de edema de glote. Necessita de tratamento urgente. Pode surgir por exposição aos mais diversos alérgenos.
31 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
32 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
33 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
34 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
35 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.

Tem alguma dúvida sobre Agasten (Xarope)?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.