Preço de Tefin em Woodbridge/SP: R$ 27,69

Tefin

BRAINFARMA INDÚSTRIA QUÍMICA E FARMACÊUTICA S.A

Atualizado em 13/01/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Tefin
cloridrato de butenafina
Creme 10 mg/g

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Creme
Embalagem contendo 1 bisnaga de 20 g

VIA DERMATOLÓGICA
USO ADULTO E PEDIÁTRICO ACIMA DE 12 ANOS

COMPOSIÇÃO:

Cada grama1 de Tefin contém:

cloridrato de butenafina 10 mg
excipiente q.s.p. 1 grama1

Excipientes: álcool benzílico, álcool cetílico, álcool etílico, benzoato de sódio, cera autoemulsionante, edetato dissódico, estearato peg-40, petrolato líquido, polissorbato 60, propilenoglicol, simeticona, petrolato branco, hidróxido de sódio e água.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Tefin® Creme é indicado para o tratamento de micoses superficiais da pele2, como: pitiríase versicolor (micose3 de praia), tinea pedis (pé-de-atleta), tinea corporis (micose3 do corpo) e tinea cruris (micose3 da virilha).

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Tefin® Creme é uma preparação tópica antifúngica para a pele2, utilizada no tratamento de diversas micoses, pois seu princípio ativo apresenta efeito antifúngico, inibindo a síntese de um componente essencial da membrana do fungo4.

O início da ação antifúngica é de aproximadamente 6 horas após a aplicação.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Não utilize Tefin® Creme se você já teve alergia5 ou alguma reação incomum a qualquer um dos componentes da fórmula do produto.

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 anos.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou amamentando sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe imediatamente seu médico ou cirurgião-dentista em caso de suspeita de gravidez6 ou se iniciar amamentação7 durante o tratamento ou após o seu término.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Tefin® Creme só deve ser aplicado externamente. Deve-se evitar o contato com os olhos8, nariz9, boca10 e outras mucosas11.

Tefin® Creme não é indicado para o uso nos olhos8 (oftálmico), na boca10 ou intravaginal.

Caso ocorra desenvolvimento de irritação ou sensibilidade com o uso de Tefin® Creme, o médico deverá ser comunicado.

Os pacientes sensíveis a antifúngicos da classe alilamina devem usar Tefin® Creme com cautela, devido à possibilidade de ocorrência de reações cruzadas. Avise seu médico desta eventualidade.

Uso na gravidez6 e amamentação7

A segurança para o uso tópico12 de antifúngicos durante a gravidez6 e a amamentação7 não está estabelecida. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou amamentando sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Informe imediatamente seu médico ou cirurgião-dentista em caso de suspeita de gravidez6 ou se iniciar amamentação7 durante o tratamento ou após o seu término. Deve-se evitar cobrir a área que está sendo tratada com curativos oclusivos.

Interações Medicamentosas

Até o momento não são conhecidas interações de TEFIN® Creme com outros medicamentos.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Tefin® Creme deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30°C).

Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

Tefin® Creme apresenta-se na forma de creme branco e uniforme.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

PosologIa

Aplicar Tefin® Creme sobre a área da pele2 afetada e ao seu redor da seguinte maneira:

pitiríase versicolor (micose3 de praia): aplicar 1 vez ao dia, durante 2 semanas.

tinea pedis interdigital (pé-de-atleta): aplicar 1 vez ao dia, durante 4 semanas.

tinea corporis (micose3 do corpo) ou tinea cruris (micose3 da virilha): aplicar 1 vez ao dia, durante 2 semanas.

MODO DE USAR

Para a correta utilização de Tefin® Creme, devem-se seguir as seguintes recomendações:

Antes do uso, bata levemente a bisnaga em superfície plana e macia com a tampa virada para cima, para que o conteúdo do produto esteja na parte inferior da bisnaga e não ocorra desperdício ao se retirar a tampa.

  1. Lavar bem as mãos13 depois de aplicar a medicação na área afetada. Evitar contato com os olhos8, nariz9, boca10 e outras mucosas11. Tefin® Creme destina-se exclusivamente para uso externo.
  2. Secar bem a(s) área(s) afetada(s) antes da aplicação, se desejar aplicar TEFIN® Creme depois do banho.
  3. Usar a medicação pelo tempo recomendado, mesmo que os sintomas14 tenham melhorado.
  4. Informar ao médico se a área de aplicação apresentar sinais15 de aumento da irritação, eritema16 (vermelhidão), prurido17 (coceira), queimação, bolhas, edema18 (inchaço19) ou secreção.
  5. Evitar cobrir com curativo oclusivo, a área afetada que está sendo tratada, exceto se orientado pelo médico.
  6. Não utilizar esta medicação para outras doenças que não sejam aquelas para as quais foi indicada.

Tefin® Creme destina-se exclusivamente para uso externo. Não se destina ao uso oftálmico, oral ou intravaginal.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas14, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Se você se esquecer de aplicar Tefin® Creme sobre a pele2 afetada, aplique assim que lembrar, conforme recomendado (1 vez ao dia).

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião- dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Tefin® Creme pode causar alguns efeitos não desejados. Apesar de nem todas essas reações adversas ocorrerem, você deve procurar atendimento médico caso alguma delas venha a ocorrer.

Foram relatadas as seguintes reações adversas relacionadas ao Tefin® Creme:

Reações Incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): sensação de queimação ou formigamento, coceira ou piora do quadro clínico. Nenhum paciente tratado com Tefin® interrompeu o tratamento por causa de um evento adverso.

Reações Comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): alergia5, vermelhidão, irritação e coceira.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Este medicamento deve ser usado somente na dose recomendada.

Até o momento não são conhecidos casos de superdose com o produto.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas14 procure orientação médica.
 

Registro M.S. nº 1.5584.0042
Farm. Resp.: Rodrigo Molinari Elias - CRF-GO nº 3.234

Registrado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 3 - Quadra 2- C - Módulo 01 - B - DAIA - Anápolis - GO - CEP 75132- 015
C.N.P.J.: 05.161.069/0001-10 - Indústria Brasileira

Fabricado por:
Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A.
VPR 1 - Quadra 2- A - Módulo 4 - DAIA - Anápolis - GO - CEP 75132-020


SAC 0800 97 99 900

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Grama: 1. Designação comum a diversas ervas da família das gramíneas que formam forrações espontâneas ou que são cultivadas para criar gramados em jardins e parques ou como forrageiras, em pastagens; relva. 2. Unidade de medida de massa no sistema c.g.s., equivalente a 0,001 kg . Símbolo: g.
2 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
3 Micose: Infecção produzida por fungos. Pode ser superficial, quando afeta apenas pele, mucosas e seus anexos, ou profunda, quando acomete órgãos profundos como pulmões, intestinos, etc.
4 Fungo: Microorganismo muito simples de distribuição universal que pode colonizar uma superfície corporal e, em certas ocasiões, produzir doenças no ser humano. Como exemplos de fungos temos a Candida albicans, que pode produzir infecções superficiais e profundas, os fungos do grupo dos dermatófitos que causam lesões de pele e unhas, o Aspergillus flavus, que coloniza em alimentos como o amendoim e secreta uma toxina cancerígena, entre outros.
5 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
8 Olhos:
9 Nariz: Estrutura especializada que funciona como um órgão do sentido do olfato e que também pertence ao sistema respiratório; o termo inclui tanto o nariz externo como a cavidade nasal.
10 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
11 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
12 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
13 Mãos: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
14 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
15 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
16 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
17 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
18 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
19 Inchaço: Inchação, edema.

Tem alguma dúvida sobre Tefin?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.