Preço de Harvoni em Fairfield/SP: R$ 82732,20

Harvoni

GILEAD SCIENCES FARMACEUTICA DO BRASIL LTDA

Atualizado em 05/06/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

HARVONI®
ledipasvir + sofosbuvir

APRESENTAÇÃO

Harvoni é apresentado em frascos contendo 28 comprimidos revestidos. Cada comprimido revestido contém 90 mg de ledipasvir e 400 mg de sofosbuvir.

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO

Cada comprimido revestido contém 90 mg de ledipasvir e 400 mg de sofosbuvir.
Excipientes: copovidona, lactose1 monoidratada, celulose microcristalina, croscarmelose sódica, dióxido de silício, estearato de magnésio, álcool polivinílico, dióxido de titânio, macrogol e talco.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Harvoni é um medicamento que contém as substâncias ativas ledipasvir e sofosbuvir em um comprimido único.
Este medicamento é destinado ao tratamento da infecção2 crônica (longo prazo) causada pelo vírus3 da Hepatite4 C genótipo5 1 em adultos (a partir de 18 anos de idade) em combinação com o medicamento ribavirina ou não.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Hepatite4 C é uma doença causada por um vírus3 que infecta o fígado6. As substâncias ativas no medicamento atuam em conjunto bloqueando duas proteínas7 diferentes de que o vírus3 necessita para crescer e se reproduzir, permitindo que a infecção2 seja permanentemente eliminada do organismo.
Harvoni é às vezes administrado com outro medicamento, a ribavirina.

É muito importante que você também leia as bulas dos outros medicamentos que estiver tomando com Harvoni. Se tiver quaisquer perguntas sobre seus medicamentos, por favor, pergunte a seu médico ou farmacêutico.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Não tome Harvoni:

  • Se for alérgico a ledipasvir, sofosbuvir ou a qualquer dos outros ingredientes deste medicamento (listados na composição do medicamento).
    • Se isso se aplicar a você, não tome Harvoni e informe a seu médico imediatamente.
  • Se você estiver tomando atualmente algum dos seguintes medicamentos:
    • rifampicina e rifabutina (antibióticos usados para tratar infecções8, incluindo a tuberculose9);
    • erva-de-são-joão (Hypericum perforatum – medicamento fitoterápico usado para tratar depressão);
    • carbamazepina, fenobarbital e fenitoína (medicamentos usados para tratar a epilepsia10 e prevenir convulsões);
    • rosuvastatina (medicamento usado para tratar o colesterol11 elevado).

O tratamento com Harvoni em combinação com ribavirina é contraindicado em mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Advertências e Precauções:
Seu médico saberá se qualquer das condições seguintes se aplica a você. Estas serão consideradas antes de iniciar o tratamento com Harvoni.

  • Outros problemas no fígado6 (hepáticos) além da hepatite4 C, por exemplo
    • Se você estiver esperando por um transplante de fígado6;
    • Se você tem ou já teve infecção2 com o vírus3 da hepatite4 B, porque o seu médico pode querer monitorá-lo mais frequentemente. Se você já teve infecção2 pelo vírus3 da hepatite4 B, o vírus3 da hepatite4 B poderá se tornar ativo novamente durante ou após o tratamento do vírus3 da hepatite4 C com Harvoni. Se o vírus3 da hepatite4 B se tornar ativo novamente (o que chamamos reativação), isto poderá lhe causar graves problemas no fígado6, incluindo falência hepática12 e morte. Seu médico deverá monitorar se você possui risco de reativação da hepatite4 B durante o tratamento com Harvoni ou após o seu término.
  • Problemas renais, pois Harvoni não foi totalmente testado em pacientes com problemas renais graves;
  • Tratamento em andamento para infecção2 por HIV13, pois seu médico pode querer monitorá-lo mais de perto.

Fale com o seu médico ou farmacêutico antes de tomar Harvoni se:

  • Toma atualmente, ou tomou nos últimos meses, o medicamento amiodarona para o tratamento de frequências cardíacas irregulares (o seu médico pode considerar tratamentos alternativos no caso de ter tomado este medicamento).

Informe o seu médico imediatamente se estiver a tomar quaisquer medicamentos para problemas cardíacos e se, durante o tratamento, sofrer de:

  • falta de ar
  • tonturas14
  • palpitações15
  • desmaio

Exames de sangue16
Seu médico pedirá exames de sangue16 antes, durante e após seu tratamento com Harvoni. Dessa forma:

  • Seu médico pode decidir se você deve tomar Harvoni e por quanto tempo;
  • Seu médico pode confirmar que seu tratamento funcionou e você está livre do vírus3 da hepatite4 C.

Crianças e adolescentes
Não utilize este medicamento em crianças e adolescentes menores de 18 anos. O uso de Harvoni em crianças e adolescentes não foi estudado.

Outros medicamentos e Harvoni
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Informe a seu médico se estiver tomando, tiver tomado recentemente ou se vier a tomar outros medicamentos. Isso inclui medicamentos fitoterápicos e medicamentos obtidos sem prescrição médica. Caso tenha dúvida quanto a tomar quaisquer outros medicamentos, converse com seu médico.

Varfarina e outros medicamentos similares chamados de antagonistas da vitamina17 K usados para “afinar” o sangue16. Seu médico deverá aumentar a frequência dos seus exames de sangue16, para verificar o quanto pode coagular18.

Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para sua sáude.
Alguns medicamentos não devem ser administrados com Harvoni.

  • Não tome qualquer outro medicamento que contenha sofosbuvir, uma das substâncias ativas de Harvoni.
  • Não tome nenhum dos medicamentos descritos abaixo com Harvoni:
    • rifapentina, (antibiótico usado para tratar infecções8, incluindo tuberculose9);
    • oxcarbazepina (um medicamento usado para tratar epilepsia10 e prevenir convulsões);
    • simeprevir (medicamento usado para tratar infecção2 pelo vírus3 da hepatite4 C);
    • tipranavir (usado para tratar infecção2 pelo vírus3 do HIV13).

Tomar Harvoni com qualquer destes medicamentos pode fazer com que Harvoni funcione menos ou piorar qualquer dos efeitos colaterais19 dos medicamentos.
Informe ao seu médico se estiver tomando qualquer um dos medicamentos abaixo:

  • amiodarona, utilizada para o tratamento de frequências cardíacas irregulares;
  • fumarato de tenofovir desoproxila ou qualquer medicamento que contenha fumarato de tenofovir desoproxila, usado para tratar infecção2 pelo vírus3 do HIV13;
  • digoxina, usado para tratar doenças cardíacas;
  • dabigatrana, usado para “afinar” o sangue16.
  • estatinas utilizadas para tratar o colesterol11 elevado.

Tomar Harvoni com qualquer desses medicamentos pode impedir que seus medicamentos funcionem corretamente ou piorar qualquer dos efeitos colaterais19. Seu médico pode precisar prescrever um medicamento diferente ou ajustar a dose do medicamento que você esteja tomando.

  • Se você toma medicamentos usados para tratar úlceras20 no estômago21, azia22 ou refluxo ácido, fale com seu médico. Isso inclui:
    • Antiácidos23 (como hidróxido de alumínio/magnésio ou carbonato de cálcio). Estes devem ser tomados pelo menos 4 horas antes ou 4 horas depois de Harvoni;
    • Inibidores da bomba de prótons (como omeprazol, lansoprazol, rabeprazol, pantoprazol e esomeprazol). Estes devem ser tomados ao mesmo tempo que Harvoni. Não tome inibidores a bomba de prótons antes de Harvoni. Seu médico pode prescrever a você um medicamento diferente ou ajustar a dose do medicamento que você esteja tomando;
    • Antagonistas do receptor H2 (como famotidina, cimetidina, nizatidina ou ranitidina).Seu médico pode prescrever a você um medicamento diferente ou ajustar a dose do medicamento que você esteja tomando.

Esses medicamentos podem reduzir a quantidade de ledipasvir no sangue16. Se você estiver tomando um desses medicamentos seu médico vai prescrever um medicamento diferente para úlceras20 no estômago21, azia22 ou refluxo ácido, ou recomendar como e quando tomar o medicamento.

Outras formas de interação
A melhora da função hepática12 como resultado do tratamento do vírus3 da Hepatite4 C com antivirais de ação direta pode requerer a monitorização de parâmetros laboratoriais relevantes em pacientes suscetíveis (por exemplo, Razão Normalizada Internacional (RNI) em pacientes que tomam antagonistas da vitamina17 K, níveis de glicose24 no sangue16 em pacientes diabéticos). Medicamentos concomitantes que são significativamente afetados por alterações na função hepática12 (por exemplo, inibidores da calcineurina) podem requerer monitoramento ou modificação da dose para assegurar eficácia continuada.

Gravidez25 e contracepção26
Os efeitos de Harvoni durante a gravidez25 não são conhecidos. Se você estiver grávida, acha que possa estar grávida ou está planejando ficar grávida, fale com seu médico antes de tomar este medicamento.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou que possam ficar grávidas durante o tratamento se Harvoni for tomado em conjunto com a ribavirina. A ribavirina pode ser muito prejudicial para o feto27. Portanto, você e seu parceiro devem tomar precauções especiais na relação sexual se houver qualquer possibilidade de ocorrer gravidez25.

  • Você ou seu parceiro deve usar um método contraceptivo efetivo durante o tratamento com Harvoni em conjunto com ribavirina e durante algum tempo depois. É muito importante que você leia cuidadosamente a seção de “Gravidez” na bula para o paciente de ribavirina. Pergunte a seu médico sobre métodos contraceptivos efetivos adequados para você.
  • Se você ou sua parceira ficar grávida durante o tratamento com Harvoni e ribavirina ou nos meses posteriores, você deve entrar em contato com seu médico imediatamente.

Amamentação28
Não amamente durante o tratamento com Harvoni. Não se sabe se ledipasvir ou sofosbuvir, as duas substâncias ativas de Harvoni, passam para o leite humano.

Efeitos Sobre a Capacidade de Dirigir e Operar Máquinas
Não conduza nem utilize máquinas caso se sinta cansado após tomar o seu medicamento.

Lactose1

  • Informe ao seu médico se você for intolerante à lactose1 ou intolerante a outros açúcares. Harvoni contém lactose1 monoidratada. Se você for intolerante à lactose1, ou disseram que você tem intolerância a outros açúcares, informe ao seu médico antes de tomar este medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Conservar em temperatura ambiente (entre 15° e 30° C).
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas:
Os comprimidos revestidos são brancos em forma de diamante gravado com “GSI” de um lado e “7985” do outro lado.
Cada frasco contém um dessecante de gel de sílica (agente de secagem) que deve ser mantido no frasco para ajudar a proteger seus comprimidos. O dessecante de gel de sílica está contido em um sachê ou recipiente separado e não deve ser engolido.

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Dose recomendada
Sempre tome Harvoni (via oral) exatamente conforme orientação de seu médico. Caso tenha alguma dúvida fale com seu médico ou farmacêutico.
Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu médico.
A dose recomendada é um comprimido uma vez ao dia. O seu médico dirá a você por quantas semanas você deverá tomar Harvoni.

Este medicamento não deve ser partido, aberto ou mastigado.

Engula o comprimido inteiro com ou sem alimento. Não mastigue, triture ou divida o comprimido uma vez que ele tem um gosto amargo. Informe ao seu médico ou farmacêutico se você tiver problemas para engolir comprimidos.

Se você estiver tomando um antiácido29, tome-o pelo menos 4 horas antes ou pelo menos 4 horas após Harvoni.
Se você estiver tomando um inibidor de bomba de prótons, tome-o ao mesmo tempo que Harvoni. Não o tome antes de Harvoni.
Se você estiver enjoado (vomitar) após tomar Harvoni isso pode afetar a quantidade de Harvoni no sangue16. Isso pode fazer com que Harvoni não funcione tão bem.

  • Se você estiver enjoado (vomitar) menos que 5 horas após tomar Harvoni, tome outro comprimido.
  • Se você estiver enjoado (vomitar) mais que 5 horas após tomar Harvoni, você não precisa tomar outro comprimido até o próximo comprimido agendado.

População pediátrica abaixo de 12 anos
A segurança e eficácia de Harvoni em crianças menores de 12 anos não foram estabelecidas.

Se você tiver quaisquer outras perguntas sobre o uso desse medicamento, pergunte a seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

É importante que não se esqueça de tomar nenhuma dose desse medicamento.

Se você perder uma dose, calcule quanto tempo faz desde a última vez que tomou Harvoni:

  • Se você perceber que se passaram menos de 18 horas do horário em que você costuma tomar Harvoni, deve tomar o comprimido o mais rápido possível. Em seguida tome a próxima dose no horário usual.
  • Se você perceber que já se passaram 18 horas ou mais do horário que você normalmente toma Harvoni, espere e tome a próxima dose no horário usual. Não tome uma dose dupla (duas doses muito próximas).

Não pare de tomar este medicamento a menos que seu médico lhe diga para parar. É muito importante que você termine o ciclo completo de tratamento para dar ao medicamento a melhor possibilidade para tratar a infecção2 pelo vírus3 da hepatite4 C.

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Como todos os medicamentos, este medicamento pode causar reações adversas (efeitos colaterais19). Se você estiver tomando Harvoni você pode ter uma ou mais das reações adversas descritas abaixo:

Reações adversas muito comuns (ocorrem em mais de 1 em 10 pessoas)

  • dor de cabeça30
  • sensação de cansaço

Reações adversas comuns (ocorrem em mais de 1 em 100 pessoas)

  • enjôo
  • diarreia31
  • constipação32
  • dispepsia33 (má digestão34)
  • vômito35
  • dor abdominal
  • dor no abdômen superior
  • boca36 seca
  • irritabilidade
  • astenia37 (fraqueza)
  • redução do apetite
  • mialgia38 (dor muscular)
  • tontura39
  • distúrbios na atenção
  • problemas de memória
  • insônia
  • ansiedade
  • depressão
  • distúrbios do sono
  • erupção40 cutânea41
  • prurido42 (coceira)

Outros efeitos que podem ocorrer durante o tratamento com Harvoni:
A frequência dos seguintes eventos adversos é desconhecida (a frequência não pode ser estimada a partir dos dados disponíveis).

  • Inchaço43 da face44, lábios, língua45 ou garganta46 (angioedema47).

A ideação suicida e o suicídio ocorreram em menos de 1% dos indivíduos tratados com sofosbuvir em associação com ribavirina ou interferon peguilado/ribavirina em outros estudos clínicos.

População pediátrica
As reações adversas foram consistentes com aquelas observadas nos estudos clínicos de Harvoni em adultos.

Atenção: este produto é um medicamento novo e, embora as pesquisas tenham indicado eficácia e segurança aceitáveis, mesmo que indicado e utilizado corretamente, podem ocorrer eventos adversos imprevisíveis ou desconhecidos. Nesse caso, informe seu médico ou cirurgião-dentista.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Se ingerir acidentalmente mais do que a dose recomendada, você deverá entrar em contato imediatamente com seu médico ou os serviços de urgência48 do hospital mais próximo para orientação. Leve consigo o frasco de comprimidos para que possa descrever facilmente o que tomou.

Pacientes que tomaram mais do que a dose recomendada, não foi observado nenhum evento desagradável. Os eventos de doses mais altas não são conhecidos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
OU‌
USO SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA – PROIBIDA A VENDA.

 

Registro MS – 1.0929.0002
Farm. Resp.: Raquel Maia Sanchez - CRF/SP: 30.971

Fabricado por:
Patheon, Inc., Mississauga, Ontario, Canada

Embalado por:
Patheon, Inc., Mississauga, Ontário, Canadá ou
AndersonBrecon, Inc., Rockford, IL, EUA. (vide cartucho)

Importado por:
Gilead Sciences Farmacêutica do Brasil Ltda.
Av. Dr. Chucri Zaidan, 1240, 15º andar, Vila São Francisco São Paulo – SP‌
CNPJ 15.670.288/0001-89

 

SAC 0800 7710744


 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
3 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
4 Hepatite: Inflamação do fígado, caracterizada por coloração amarela da pele e mucosas (icterícia), dor na região superior direita do abdome, cansaço generalizado, aumento do tamanho do fígado, etc. Pode ser produzida por múltiplas causas como infecções virais, toxicidade por drogas, doenças imunológicas, etc.
5 Genótipo: Composição genética de um indivíduo, ou seja, os genes que ele tem.
6 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
7 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
8 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
9 Tuberculose: Doença infecciosa crônica produzida pelo bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis). Produz doença pulmonar, podendo disseminar-se para qualquer outro órgão. Os sintomas de tuberculose pulmonar consistem em febre, tosse, expectoração, hemoptise, acompanhada de perda de peso e queda do estado geral. Em países em desenvolvimento (como o Brasil) aconselha-se a vacinação com uma cepa atenuada desta bactéria (vacina BCG).
10 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
11 Colesterol: Tipo de gordura produzida pelo fígado e encontrada no sangue, músculos, fígado e outros tecidos. O colesterol é usado pelo corpo para a produção de hormônios esteróides (testosterona, estrógeno, cortisol e progesterona). O excesso de colesterol pode causar depósito de gordura nos vasos sangüíneos. Seus componentes são: HDL-Colesterol: tem efeito protetor para as artérias, é considerado o bom colesterol. LDL-Colesterol: relacionado às doenças cardiovasculares, é o mau colesterol. VLDL-Colesterol: representa os triglicérides (um quinto destes).
12 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
13 HIV: Abreviatura em inglês do vírus da imunodeficiência humana. É o agente causador da AIDS.
14 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
15 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
16 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
17 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
18 Coagular: Promover a coagulação ou solidificação; perder a fluidez, transformar-se em massa ou sólido.
19 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
20 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
21 Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.
22 Azia: Pirose. Sensação de dor epigástrica semelhante a uma queimadura, geralmente acompanhada de regurgitação de suco gástrico para dentro do esôfago.
23 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
24 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
25 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
26 Contracepção: Qualquer processo que evite a fertilização do óvulo ou a implantação do ovo. Os métodos de contracepção podem ser classificados de acordo com o seu objetivo em barreiras mecânicas ou químicas, impeditivas de nidação e contracepção hormonal.
27 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
28 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
29 Antiácido: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
30 Cabeça:
31 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
32 Constipação: Retardo ou dificuldade nas defecações, suficiente para causar desconforto significativo para a pessoa. Pode significar que as fezes são duras, difíceis de serem expelidas ou infreqüentes (evacuações inferiores a três vezes por semana), ou ainda a sensação de esvaziamento retal incompleto, após as defecações.
33 Dispepsia: Dor ou mal-estar localizado no abdome superior. O mal-estar pode caracterizar-se por saciedade precoce, sensação de plenitude, distensão ou náuseas. A dispepsia pode ser intermitente ou contínua, podendo estar relacionada com os alimentos.
34 Digestão: Dá-se este nome a todo o conjunto de processos enzimáticos, motores e de transporte através dos quais os alimentos são degradados a compostos mais simples para permitir sua melhor absorção.
35 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
36 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
37 Astenia: Sensação de fraqueza, sem perda real da capacidade muscular.
38 Mialgia: Dor que se origina nos músculos. Pode acompanhar outros sintomas como queda no estado geral, febre e dor de cabeça nas doenças infecciosas. Também pode estar associada a diferentes doenças imunológicas.
39 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
40 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
41 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
42 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
43 Inchaço: Inchação, edema.
44 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.
45 Língua:
46 Garganta: Tubo fibromuscular em forma de funil, que leva os alimentos ao ESÔFAGO e o ar à LARINGE e PULMÕES. Situa-se posteriormente à CAVIDADE NASAL, à CAVIDADE ORAL e à LARINGE, extendendo-se da BASE DO CRÂNIO à borda inferior da CARTILAGEM CRICÓIDE (anteriormente) e à borda inferior da vértebra C6 (posteriormente). É dividida em NASOFARINGE, OROFARINGE e HIPOFARINGE (laringofaringe).
47 Angioedema: Caracteriza-se por áreas circunscritas de edema indolor e não-pruriginoso decorrente de aumento da permeabilidade vascular. Os locais mais acometidos são a cabeça e o pescoço, incluindo os lábios, assoalho da boca, língua e laringe, mas o edema pode acometer qualquer parte do corpo. Nos casos mais avançados, o angioedema pode causar obstrução das vias aéreas. A complicação mais grave é o inchaço na garganta (edema de glote).
48 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.

Tem alguma dúvida sobre Harvoni?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.