COBACTIN

ZAMBON

Atualizado em 08/12/2014

COBACTIN
 

Forma Farmacêutica e Apresentação de Cobactin

Microcomprimidos: caixas com 16 unidadesXarope: frascos com 120ml, sabores morango ou cereja

USO ADULTO E INFANTIL

-  Composição:

Micro-comprimidos
Cloridrato de ciproeptadina.................... 4 mg
Cobamamida.................... 1 mg
Excipientes (amido de milho, aroma de cereja pó, lactose1, estearato de magnésio, celulose microcristalina, ciclamato de sódio, encompress, laca eritrosina).................... q.s.p. 1 micro-comprimido

Xarope
Cloridrato de ciproeptadina.................... 0,8 mg
Cobamamida.................... 0,2 mg
Excipientes (açúcar2 refinado, álcool etílico, metilparabeno, propilparabeno, aroma, água desmineralizada).... q.s.p. 1 ml

Informação Técnica de Cobactin

COBACTIN é a associação de duas substâncias, estimulando o apetite em casos de inapetência3 e contribuindo para aumento do peso. A ciproeptadina, derivado da piperazina, é um anti-histamínico com propriedades antagonistas da serotonina; tem como efeito colateral4 o aumento do apetite, agindo diretamente sobre os centros da fome, estimulando-os. A cobamamida ( adenosilcobalamina ) é uma vitamina5 B12 que age como coenzima na síntese de ácidos nuclêicos, influenciando favoravelmente o metabolismo6 no sentido de estimular os processos anabólicos, levando, como conseqüência, a um aumento ponderal7.

Indicações de Cobactin

COBACTIN é indicado no tratamento da inapetência3, no retardo do desenvolvimento pondero-estatural na infância e nos períodos de convalescença.

Contra-Indicações de Cobactin

COBACTIN é contra-indicado em casos de glaucoma8 de ângulo fechado, na retenção urinária9, na hiperplasia10 prostática, na obstrução piloro-duodenal e em pacientes com história de hipersensibilidade aos componentes da fórmula.Certos efeitos dos anti-histamínicos sugerem cautela na administração do produto em pacientes com epilepsia11 e distúrbios cardiovasculares severos.
COBACTIN não deve ser administrado a bebês12 prematuros e a recém-nascidos; não é aconselhável sua administração a menores de 2 anos de idade.

-  Precauções e advertências:

Por apresentar sabor agradável, aconselha-se manter a solução de COBACTIN, preparada extemporaneamente, fora do alcance das crianças.
DURANTE O TRATAMENTO O PACIENTE NÃO DEVE DIRIGIR VEÍCULOS OU OPERAR MÁQUINAS, POIS SUA HABILIDADE E ATENÇÃO PODEM ESTAR PREJUDICADAS.
GRAVIDEZ13 E LACTAÇÃO14: Não há estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas ou lactantes15. Contudo, o uso só deverá ser indicado se os potenciais benefícios justificarem os riscos.

Interações Medicamentosas de Cobactin

Os anti-histamínicos potencializam os efeitos sedantes dos depressores do sistema nervoso central16, incluindo álcool, barbituratos, hipnóticos, analgésicos17 opiáceos, ansiolíticos e neurolépticos18. Os inibidores da monoamino-oxidase, os antidepressivos tricíclicos e a atropina podem aumentar os efeitos antimuscarínicos dos anti-histamínicos.
Os anti-histamínicos podem negativar testes cutâneos potencialmente positivos e, por isso, sua administração deve ser descontinuada vários dias antes dos testes.

Reações Adversas de Cobactin

COBACTIN pode apresentar efeitos comuns a outros anti-histamínicos, como boca19 seca, visão20 embaralhada, retenção urinária9 e distúrbios gastrointestinais leves. Quando ocorrem, esses sintomas21 são de natureza leve e transitória. O efeito colateral4 mais freqüente é, sem dúvida, sonolência e sedação22 que geralmente desaparecem com a continuação do tratamento e / ou a redução da dose.

Posologia e Modo de Usar de Cobactin

MicrocomprimidosCrianças de 2 a 6 anos: meio microcomprimido antes das refeições ou a critério médico.
Crianças acima de 6 anos e adultos: 1 microcomprimido antes das refeições ou a critério médico.

Xarope
Crianças de 2 a 6 anos: 2,5 ml antes das refeições ou a critério médico.
Crianças acima de 6 anos: 5 ml antes das refeições ou a critério médico.

Para preparar o xarope, proceda da seguinte maneira (veja ilustração):
1. Recortar um canto do envelope.
2. Transferir todo o conteúdo do envelope para o frasco do xarope.
3. Agitar bem.
4. Utilizar o copo-medida para a administração, conforme posologia.

Superdosagem de Cobactin

A superdosagem de anti-histamínicos manifesta-se por sintomas21 antimuscarínicos, extrapiramidais, gastrointestinais e do sistema nervoso central16. Se o vômito23 não ocorreu espontaneamente, o mesmo deve ser induzido. Devem ser adotadas precauções especiais para evitar aspiração do conteúdo gástrico24 em crianças menores. O paciente deve ser submetido a lavagem gástrica25 seguida da administração de carvão ativado. O tratamento deve ser sintomático26, levando-se em consideração os efeitos farmacológicos do produto.

Informação ao Paciente de Cobactin

COBACTIN é um medicamento empregado como estimulante do apetite e do desenvolvimento pôndero-estatural na infância. Os seus efeitos farmacológicos manifestam-se de maneira quase imediata e raramente após o quinto dia do início do tratamento.
SIGA A ORIENTAÇÃO DE SEU MÉDICO, RESPEITANDO SEMPRE OS HORÁRIOS, AS DOSES E A DURAÇÃO DO TRATAMENTO.
NÃO INTERROMPER O TRATAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO.
INFORME SEU MÉDICO SOBRE O APARECIMENTO DE REAÇÕES DESAGRADÁVEIS QUE POSSAM OCORRER COM O USO DO MEDICAMENTO.
O prazo de validade do produto é de 4 anos a partir da data de fabricação, nas duas apresentações. A validade do xarope após o preparo é de 30 dias. Observar a data de fabricação e o prazo de validade impressos no cartucho.
NÃO UTILIZAR O MEDICAMENTO COM PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.
COBACTIN deve ser guardado, antes e após a abertura da embalagem, ao abrigo da luz, do calor e umidade.
INFORME SEU MÉDICO A OCORRÊNCIA DE GRAVIDEZ13 NA VIGÊNCIA DO TRATAMENTO OU APÓS O SEU TÉRMINO. INFORME AO MÉDICO SE ESTIVER AMAMENTANDO.
INFORME SEU MÉDICO SOBRE QUALQUER MEDICAMENTO QUE ESTEJA USANDO, ANTES DO INÍCIO OU DURANTE O TRATAMENTO.


Pacientes idosos:
Não há problemas em administrar COBACTIN a pacientes idosos, contanto que sejam seguidas as orientações gerais descritas na bula. O tratamento porém, deve ser iniciado com a dose mínima.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

MS: 1.0084.0008
Farm. Resp.: Marta Y.Y. Satake - CRF-SP 15.337
ZAMBON LABORATÓRIOS FARMACÊUTICOS LTDA.
Rua Descampado, 63 - Vila Vera
Cep: 04296-090 - São Paulo - SP
CNPJ: 61.100.004/0001-36
Indústria Brasileira
MARCA REGISTRADA
Nº lote, data fab., prazo de validade: vide cartucho

Zambon Line
0800-177011

COBACTIN - Laboratório

ZAMBON
Rua Descampado, 63 - Vila Vera
São Paulo/SP - CEP: 04296-090
Tel: 55 (011) 6948-9300
Fax: 55 (011) 6948-9322
Email: sac@zambon.com.br
Site: http://www.zambon.com.br
0800-0177011

Ver outros medicamentos do laboratório "ZAMBON"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
3 Inapetência: Ausência de apetite, de vontade de comer; anorexia. Por extensão de sentido, é a falta de desejo ou de vontade.
4 Efeito colateral: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
5 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
6 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
7 Ponderal: Relativo a peso, equilíbrio. Exemplos: Perda ponderal = perda de peso, emagrecimento. Ganho ponderal = ganho de peso.
8 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
9 Retenção urinária: É um problema de esvaziamento da bexiga causado por diferentes condições. Normalmente, o ato miccional pode ser iniciado voluntariamente e a bexiga se esvazia por completo. Retenção urinária é a retenção anormal de urina na bexiga.
10 Hiperplasia: Aumento do número de células de um tecido. Pode ser conseqüência de um estímulo hormonal fisiológico ou não, anomalias genéticas no tecido de origem, etc.
11 Epilepsia: Alteração temporária e reversível do funcionamento cerebral, que não tenha sido causada por febre, drogas ou distúrbios metabólicos. Durante alguns segundos ou minutos, uma parte do cérebro emite sinais incorretos, que podem ficar restritos a esse local ou espalhar-se. Quando restritos, a crise será chamada crise epiléptica parcial; quando envolverem os dois hemisférios cerebrais, será uma crise epiléptica generalizada. O paciente pode ter distorções de percepção, movimentos descontrolados de uma parte do corpo, medo repentino, desconforto no estômago, ver ou ouvir de maneira diferente e até perder a consciência - neste caso é chamada de crise complexa. Depois do episódio, enquanto se recupera, a pessoa pode sentir-se confusa e ter déficits de memória. Existem outros tipos de crises epilépticas.
12 Bebês: Lactentes. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
13 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
14 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
15 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
16 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
17 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
18 Neurolépticos: Medicamento que exerce ação calmante sobre o sistema nervoso, tranquilizante, psicoléptico.
19 Boca: Cavidade oral ovalada (localizada no ápice do trato digestivo) composta de duas partes
20 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
21 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
22 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
23 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
24 Conteúdo Gástrico: Conteúdo compreendido em todo ou qualquer segmento do TRATO GASTROINTESTINAL
25 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
26 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre COBACTIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.