EVIPROSTAT

EVERSIL

Atualizado em 08/12/2014

Composição de Eviprostat

cada drágea1 contém: sulfato de manganês 0,8 mg;extrato fluido de chimaphila umbellata 0,5 mg; extrato fluido de populus tremula 0,5 mg; extrato fluido de pulsatilla pratensis, 0,5 mg; extrato fluido de equisetum arvense 1,0 mg; óleo de gérmen de trigo (vitamina2 E) 1,5 mg. Excipiente q.s.p. 1 drágea1.

Posologia e Administração de Eviprostat

aconselha-se um tratamento mínimo de 90 dias, com a dose recomendada de 2 drágeas3 3 vezes ao dia, sem mastigar, após as principais refeições, podendo a partir deste prazo haver um ajuste posológico variando de acordo com a resposta de cada paciente ao tratamento. Por se tratar de um medicamento sem reações adversas, o Eviprostat pode ser usado também como um tratamento conservativo por prazos indeterminados. Superdosagem: casos de superdosagem o procedimento é administrar sintomáticos, conforme orientação médica. Pacientes idosos: não existe necessidade de ajuste posológico devido à faixa etária do paciente.

Precauções de Eviprostat

recomenda-se evitar ingestão de temperos fortes, comidas ácidas, álcool, ingerir refeições frias ou bebidas geladas e evitar tomar líquidos à noite. É importante cuidar para que o intestino funcione regularmente e alertar para que os rins4 e bexiga5 não tomem friagem. Os processos inflamatórios são, de um modo geral, acentuados quando o paciente se expõe à friagem e, portanto, deve-se tomar a precaução de manter a região inflamada sempre aquecida. Com a próstata6 aumentada toda enervação da região sofre alterações, inclusive a zona retropubiana e, portanto, aconselha-se ao paciente evitar temperos fortes e alimentos ácidos que dificultem a evacuação.

Indicações de Eviprostat

hipertrofia7 prostática benigna inicial com distúrbios de micção8, tais como: retenção urinária9, incontinência urinária10, uretrite11 com micção8 dolorosa, sensação de ardor12 uretral13, dor retropubiana ao terminar de urinar, urina14 com secreção mucopurulenta, dor profunda na região renal15, sensação de peso na bexiga5 e períneo16, dor no períneo16, dor na bexiga5 que não melhora após a micção8, disúria17 com micção8 gotejante, dor na saída de cada jato, próstata6 dolorida e como medicação coadjuvante18 em casos de epididimite e prostatite19.

Apresentação de Eviprostat

caixas contendo 120 drágeas3 (6 blisters de 20 drágeas3).


EVIPROSTAT - Laboratório

EVERSIL
Rua Agostinho Teixeira de Lima, 344
São Paulo/SP - CEP: 04826-230
Tel: (011 )520-4199
Fax: (011 )520-9427
Site: http://www.eversil.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "EVERSIL"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Drágea: Comprimido ou pílula contendo preparado farmacêutico.
2 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
3 Drágeas: Comprimidos ou pílulas contendo preparado farmacêutico.
4 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
5 Bexiga: Órgão cavitário, situado na cavidade pélvica, no qual é armazenada a urina, que é produzida pelos rins. É uma víscera oca caracterizada por sua distensibilidade. Tem a forma de pêra quando está vazia e a forma de bola quando está cheia.
6 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
7 Hipertrofia: 1. Desenvolvimento ou crescimento excessivo de um órgão ou de parte dele devido a um aumento do tamanho de suas células constituintes. 2. Desenvolvimento ou crescimento excessivo, em tamanho ou em complexidade (de alguma coisa). 3. Em medicina, é aumento do tamanho (mas não da quantidade) de células que compõem um tecido. Pode ser acompanhada pelo aumento do tamanho do órgão do qual faz parte.
8 Micção: Emissão natural de urina por esvaziamento da bexiga.
9 Retenção urinária: É um problema de esvaziamento da bexiga causado por diferentes condições. Normalmente, o ato miccional pode ser iniciado voluntariamente e a bexiga se esvazia por completo. Retenção urinária é a retenção anormal de urina na bexiga.
10 Incontinência urinária: Perda do controle da bexiga que provoca a passagem involuntária de urina através da uretra. Existem diversas causas e tipos de incontinência e muitas opções terapêuticas. Estas vão desde simples exercícios de fisioterapia até complicadas cirurgias. As mulheres são mais freqüentemente acometidas por este problema.
11 Uretrite: Inflamação da uretra de causa geralmente infecciosa. Manifesta-se por ardor ao urinar e secreção amarelada drenada pela mesma. Em mulheres esta secreção pode não ser evidente.
12 Ardor: 1. Calor forte, intenso. 2. Mesmo que ardência. 3. Qualidade daquilo que fulge, que brilha. 4. Amor intenso, desejo concupiscente, paixão.
13 Uretral: Relativo ou pertencente à uretra.
14 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
15 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
16 Períneo: Região que constitui a base do púbis, onde estão situados os órgãos genitais e o ânus.
17 Disúria: Dificuldade para urinar. Pode produzir ardor, dor, micção intermitente, etc. Em geral corresponde a uma infecção urinária.
18 Coadjuvante: Que ou o que coadjuva, auxilia ou concorre para um objetivo comum.
19 Prostatite: Quadro de inflamação da próstata.

Tem alguma dúvida sobre EVIPROSTAT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.