Preço de LACIPIL em Woodbridge/SP: R$ 76,16

LACIPIL

GlaxoSmithKline

Atualizado em 09/12/2014

Composição de Lacipil

cada comprimido contém: lacidipina 2 e 4 mg;excipiente: povidona, lactose1 e estearato de magnésio q.s.p. 1 comprimido.

Posologia e Administração de Lacipil

a dose inicial recomendada é de 4 mg uma vez ao dia e deve ser tomada a mesma hora todos os dias, de preferência pela manhã. O Lacipil pode ser tomado a qualquer hora em relação às refeições. Se necessário a dose pode ser aumentada para 6 mg, após ter decorrido tempo suficiente para conseguir o efeito farmacológico máximo. Na prática este tempo não deve ser menos do que 3-4 semanas, a não ser quando a condição clínica do paciente requeira um aumento de dosagem mais rapidamente. Em pacientes com doença hepática2, a biodisponibilidade da lacidipina pode estar aumentada e o efeito hipotensivo incrementado. Nestes casos a dose inicial deve ser reduzida a 2 mg uma vez ao dia. Como a lacidipina não é excretada pelos rins3, não são necessárias alterações nas dosagens em pacientes com insuficiência renal4. A dose inicial em pacientes idosos deve ser de 2 mg uma vez ao dia. Se necessário após 4 semanas a dose pode ser aumentada para 4 mg uma vez ao dia. O tratamento pode ser continuado indefinidamente, conforme orientação médica.

Precauções de Lacipil

foi demonstrado em estudos específicos que a lacidipina não afeta a função espontânea do nódulo sinusal5 nem causa condução prolongada no nódulo6 auriculoventricular. No entanto, a possibilidade teórica de que o antagonismo do cálcio possa afetar a atividade dos nódulos sinusal e auriculoventricular deve ser considerada, especialmente em pacientes com problemas anteriores. A lacidipina não inibe a contração do miocárdio7 em voluntários sadios e em animais de experiência. Entretanto, como ocorre com outros antagonistas do cálcio, o Lacipil deve ser usado com cautela em pacientes com função cardíaca deficiente. Gravidez8/lactação9: não existem dados sobre a segurança do uso da lacidipina na gravidez8 humana. Estudos de transferência do leite em animais mostraram que a lacidipina (ou seus metabólicos) tem probabilidade de ser excretada no leite. Lacipil somente deverá ser usado na gravidez8 ou lactação9 apenas se os benefícios potenciais para a mãe sejam maiores do que qualquer possibilidade de risco ao feto10 ou recém-nascido. Deve ser considerado que a lacidipina pode causar relaxamento da musculatura uterina no final da gravidez8.

Reações Adversas de Lacipil

Lacipil é geralmente bem tolerado. Alguns indivíduos podem experimentar efeitos adversos menores relacionados com a sua conhecida ação farmacológica de vasodilatação periférica. Os mais comuns são: cefaléia11, enrubescimento, edemas12, tonturas13 e palpitações14. Estes efeitos são geralmente transitórios e geralmente desaparecem com a continuação da administração de Lacipil na mesma dose. Astenia15, erupções da pele16 (incluindo eritema17 e coceira), perturbações gástricas, náuseas18 e poliúria19 têm sido relatadas com pouca freqüência. Como ocorre com outros antagonistas do cálcio, dores torácicas e gengival têm sido relatadas em um número pequeno de indivíduos. A lacidipina não está associado com qualquer alteração significativa dos testes laboratoriais ou hematológicos. - Interações medicamentosas: a administração concomitante de Lacipil com outros agentes anti-hipertensivos, como, por exemplo, diuréticos20 e betabloqueadores, pode resultar em um efeito hipotensivo aditivo. O nível plasmático de Lacipil pode ser aumentado pela administração simultânea de cimetidina. A lacidipina possui uma alta ligação protéica (> 95%) à albumina21 e à alfaglicoproteína. Não foram identificados problemas específicos de interação envolvendo outros agentes anti-hipertensivos, como os betabloqueadores e diuréticos20, ou com a digoxina. - Superdosagem: não têm sido relatados casos de superdosagem com Lacipil. O problema mais previsível seria uma vasodilatação prolongada, associada com hipotensão22 e taquicardia23. Teoricamente poderia ocorrer bradicardia24 ou condução auriculoventricular prolongada. Não existe antídoto25 específico. Em caso de superdosagem deve ser feito o procedimento habitual para controlar a função cardíaca e tomadas medidas de suporte.

Contra-Indicações de Lacipil

hipersensibilidade a qualquer substância da preparação.

Indicações de Lacipil

tratamento da hipertensão26, isolado ou em combinação com outros agentes anti-hipertensivos, como, por exemplo, betabloqueadores e diuréticos20.

Apresentação de Lacipil

2 e 4 mg: comprimidos revestidos, brancos, redondos e biconvexos, apresentando a concentração da substância ativa em uma face27 e Glaxo na outra, em cartucho contendo 14 comprimidos.


LACIPIL - Laboratório

GlaxoSmithKline
Estrada dos Bandeirantes, 8464
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22783-110

Ver outros medicamentos do laboratório "GlaxoSmithKline"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
3 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
4 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
5 Nódulo Sinusal: Pequena massa de fibras musculares cardíacas modificadas, localizada na junção da VEIA CAVA SUPERIOR com o átrio direito. Os impulsos da contração provavelmente começam neste nó, propagam-se pelo átrio (ÁTRIO CARDÍACO) sendo então transmitidos pelo feixe de His (FEIXE ATRIOVENTRICULAR) para o ventrículo (VENTRÍCULO CARDÍACO).
6 Nódulo: Lesão de consistência sólida, maior do que 0,5cm de diâmetro, saliente na hipoderme. Em geral não produz alteração na epiderme que a recobre.
7 Miocárdio: Tecido muscular do CORAÇÃO. Composto de células musculares estriadas e involuntárias (MIÓCITOS CARDÍACOS) conectadas, que formam a bomba contrátil geradora do fluxo sangüíneo. Sinônimos: Músculo Cardíaco; Músculo do Coração
8 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
9 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
10 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
11 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
12 Edemas: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
13 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
14 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
15 Astenia: Sensação de fraqueza, sem perda real da capacidade muscular.
16 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
17 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
18 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
19 Poliúria: Diurese excessiva, pode ser um sinal de diabetes.
20 Diuréticos: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
21 Albumina: Proteína encontrada no plasma, com importantes funções, como equilíbrio osmótico, transporte de substâncias, etc.
22 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
23 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
24 Bradicardia: Diminuição da freqüência cardíaca a menos de 60 batimentos por minuto. Pode estar associada a distúrbios da condução cardíaca, ao efeito de alguns medicamentos ou a causas fisiológicas (bradicardia do desportista).
25 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.
26 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
27 Face: Parte anterior da cabeça que inclui a pele, os músculos e as estruturas da fronte, olhos, nariz, boca, bochechas e mandíbula.

Tem alguma dúvida sobre LACIPIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.