VENOCUR TRIPLEX Drageas

KNOLL

Atualizado em 09/12/2014

VENOCUR

Venocur Triplex

Rutina - Extrato Seco de Castanha da Índia - Extrato Seco de Miroton
Drágea1 - Embalagem com 20 e 60 drágeas2.

USO ADULTO

Composição de Venocur Triplex Drageas2

Cada drágea1 contém: Rutina....................300mg
Extrato Seco de castanha da India.............100mg
Extrato Seco de Miroton (extratos secos estandardizados dos glicosídeos totais de Adonai vernalis, Convallaria majalis, Nerium oleander, Scila marítima.
var.alba)......150 UC*
* Unidades Cobaio

INFORMAÇÃO AO PACIENTE

Conservar o produto em local fresco, ao abrigo da umidade.
O prazo de validade do produto é de 60 meses a contar da data de sua fabricação.

NÃO USE MEDICAMENTOS COM PRAZO DE VALIDADE VENCIDO.
Assim como qualquer medicamento, Venocur triplex só deve ser usado durante primeiro trimestre da gravidez3, sob orientação e cuidados médicos.
A ocorrência de gestação durante o uso do medicamento deves ser comunicada imediatamente ao médico.
O uso do produto durante a amamentação4 deve ser feito somente sob orientação e cuidados médicos.
Siga corretamente o mode de usar; não desaparecendo os sintomas5, procure orientação médica.
As drágeas2 de Venocur triplex estão indicadas na terapêutica6 a longo prazo de todos os estados de estase7 venosa e perturbações correlacionadas ou conseqüentes de. Além disso, servem para o tratamento posterior das tromboflebites8, quando já cederam as manifestações inflamatórias agudas, tais como: dor e rubor, evitando,
assim, eventuais recaídas ou recrudescimento9 da inflamação10.
O efeito consiste essencialmente na tonificação e na impermeabilização das veias11, melhorando, assim, a circulação12 sangüínea periférica. Deste modo, eliminam-se as estases sangüíneas nas veias11, responsáveis pela sua dilatação (varizes13) e evita-se a formação de coágulos sanguíneos (trombos14). Melhora a circulação12 geral do organismo, especialmente nas extremidades, como por exemplo, nas pernas, prevenindo , assim, as tromboflebites8 e distrofias15 tissulares (úlcera de perna16).


TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

INFORMAÇÃO TÉCNICA:

Venocur triplex contém como princípios ativos a Rutina, a Castanha da India e o Miroton.
Rutina: quimicamente a 3,3',4',5,7- pentahidroxiflavona-3-ramnoglicosídeo, é um derivado da flavona, a qual se encontra em muitas espécies vegetais.
A Rutina também é conhecida como vitamina17 pp ou fator de antipermeabilidade.
A Rutina reduz a permeabilidade18 das paredes capilares19 por inibição da hialuronidase ( "Spreading factir" ), prevenindo, assim, exsudatos20 e transudatos ao tecido21 adjacente. O ácido hialurônico é um dos componentes estrturais do tecido conjuntivo22, pelo que a inibição da hialuronidase aumenta a resistência das paredes vasculares23.
Extrato de Castanha da Índia ( Aesculus hippocastanum L ): há muito vem sendo empregado no tratamento de enfermidades venosas. Seus componentes ativos consistem, em sua maior parte, de uma mistura de saponinas (escina), um glicosídeo de hidroxicumarina (esculina) e /ou seu aglucônio (esculetina). Além disso, contém glicosídeos da flavona existentes especialmente no córtice ( parte exterior da árvore). No tratamento médico podem distinguir-se dois princípios:
1 . Aceleração da circulação12 sangüínea como conseqüência da tonificação das veias11 e a diminuição da permeabilidade18 e fragilidade capilar24.
2 . O aumento do volume da irrigação capilar24 pode eliminar a estase7 venosa e diminuir a tendência à trombose25.
Como a escina é absorvida pele26, pode aplicar-se também localmente, com bom êxito.
Miroton (Herba Adonidis - Extratos de Bulbus scillae, Folia convallariae, Folia oleandris)
O concentrado de Miroton contém os extratos totais padronizados de Scilla ( Urginea maritima var. alba L.), (Convalaria majalis L), Oleandro (Nerium oleander) e Adonis (Adonis vernalis L.), possuindo um efeito ativador sobre a circulação12.
Como se sabe, o efeito inotrópico positivo conduz a uma irrigação acelerada e a uma eliminação da estase7 venosa.
A prolongação da diástole27 depois da administração de glicosídeos cardíacos traz consigo um melhor enchimento do coração28. O refluxo venoso melhorado conduz a descongestão correspondente à periferia.
O concentrado de Miroton possui também um efeito diurético29, o qual favorece a eliminação de edemas30. A melhora da função cardíaca e circulatória, a aceleração da corrente sangüínea e a eliminação de edemas30 estáticos são fatores muito importantes para a profilaxia e o tratamento das tromboses31, assim como das inflamações32
resultantes destas.

Indicações de Venocur Triplex Drageas2

Tratamento prolongado de todos os estados de estase7 venosa, como, por exemplo, varizes13, síndrome33 pós-trombótica34, hemorróidas35, edemas30 estáticos, particularmente durante a gravidez3 e em profissões que obriguem a permanência constante em pé.
Tratamento posterior da tromboflebite36 após cederem os sintomas5 inflamatórios agudos, para consolidar o sucesso terapêutico e evitar recaídas.
Perturbações circulatórias periféricas, como, por exemplo, braquialgias parestésicas37 noturnas, perturbações circulatórias climatéricas, cãimbras noturnas.
Úlcera de perna16, particularmente no tratamento de manutenção de úlceras38 crônicas.
Profilaxia de trombose25 e embolias em cirurgia, obstetrícia, ortopedia39 e clínica médica.

Contra Indicações de Venocur Triplex Drageas2

Hipersensibilidade aos componentes da fórmula.

Precauções de Venocur Triplex Drageas2

Uso na gravidez3 e na lactação40:
De acordo com os conceitos modernos sobre o uso de medicamentos durante a gravidez3, a decisão sobre a utilização de Venocur triplex durante os períodos de gravidez3 e lactação40 fica critério médico.
Outros:
O uso de Venocur triplex é de longa duração. Exceto em caso de necessidade, deve-se evitar a interrupção súbita; em vez disso, a posologia, bem como a dose diária de mais de uma drágea1 devem ser sucessivamente reduzidas (retirada gradual).
Recomenda-se doses menores para pessoas idosas e/ou debilitadas.
Controle clínico para pacientes41 com disfunções hepáticas42 e/ou renal43.

Interações Medicamentosas de Venocur Triplex Drageas2

Não existem relatos a respeito de interações medicamentosas entre os componentes de Venocur triplex e outros fármacos.

Reações Adversas de Venocur Triplex Drageas2

Ainda não são conhecidas a intensidade e freqüência das reações adversas.

Posologia de Venocur Triplex Drageas2

Via de regra, 1 a 2 drágeas2 por dia, após as refeições; se necessário, a dose pode ser aumentada até 3 drágeas2 por dia. As drágeas2 devem ser ingeridas inteiras com um pouco de água.

VENOCUR TRIPLEX Drageas - Laboratório

KNOLL
Estrada dos Bandeirantes, 2400
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22710-104
Tel: 55 (021) 348-2581
Fax: 55 (021) 342-2963
Email: knoll@montreal.com.br
Site: http://www.knoll.de/

Ver outros medicamentos do laboratório "KNOLL"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Drágea: Comprimido ou pílula contendo preparado farmacêutico.
2 Drágeas: Comprimidos ou pílulas contendo preparado farmacêutico.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
5 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
6 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
7 Estase: 1. Estagnação do sangue ou da linfa. 2. Incapacidade de agir; estado de impotência.
8 Tromboflebites: Processo inflamatório de um segmento de uma veia, geralmente de localização superficial (veia superficial), juntamente com formação de coágulos na zona afetada. Pode surgir posteriormente a uma lesão pequena numa veia (como após uma injeção ou um soro intravenoso) e é particularmente frequente nos toxico-dependentes que se injetam. A tromboflebite pode desenvolver-se como complicação de varizes. Existe uma tumefação e vermelhidão (sinais do processo inflamatório) ao longo do segmento de veia atingido, que é extremamante doloroso à palpação. Ocorrem muitas vezes febre e mal-estar.
9 Recrudescimento: Exacerbação dos sintomas de uma doença após uma remissão temporária.
10 Inflamação: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc.Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
11 Veias: Vasos sangüíneos que levam o sangue ao coração.
12 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
13 Varizes: Dilatação anormal de uma veia. Podem ser dolorosas ou causar problemas estéticos quando são superficiais como nas pernas. Podem também ser sede de trombose, devido à estase sangüínea.
14 Trombos: Coágulo aderido à parede interna de uma veia ou artéria. Pode ocasionar a diminuição parcial ou total da luz do mesmo com sintomas de isquemia.
15 Distrofias: 1. Acúmulo de grande quantidade de matéria orgânica, mas poucos nutrientes, em corpos de água, como brejos e pântanos. 2. Na medicina, é qualquer problema de nutrição e o estado de saúde daí decorrente.
16 Úlcera de perna: As úlceras ou feridas das extremidades inferiores são conseqüência de doenças venosas, arteriais ou neurovasculares, tais como varizes, trombose venosa, aterosclerose, diabetes e hipertensão arterial. Localizam-se geralmente nos tornozelos ou terço inferior das pernas e pés. Os sintomas do paciente com úlcera de perna por insuficiência venosa crônica são: dor, cansaço, sensação de peso nos membros inferiores, edema e prurido (coceira) nas áreas onde há inflamação da pele.
17 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
18 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
19 Capilares: Minúsculos vasos que conectam as arteríolas e vênulas.
20 Exsudatos: Líquido com alto teor de proteínas séricas e leucócitos, produzido como reação a danos nos tecidos e vasos sanguíneos.
21 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
22 Tecido conjuntivo: Tecido que sustenta e conecta outros tecidos. Consiste de CÉLULAS DO TECIDO CONJUNTIVO inseridas em uma grande quantidade de MATRIZ EXTRACELULAR.
23 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
24 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
25 Trombose: Formação de trombos no interior de um vaso sanguíneo. Pode ser venosa ou arterial e produz diferentes sintomas segundo os territórios afetados. A trombose de uma artéria coronariana pode produzir um infarto do miocárdio.
26 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
27 Diástole: Período em que o miocárdio (músculo cardíaco) se relaxa. Nesta fase o sangue entra nos átrios, proveniente das veias e, em seguida, passa aos ventrículos.
28 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
29 Diurético: Grupo de fármacos que atuam no rim, aumentando o volume e o grau de diluição da urina. Eles depletam os níveis de água e cloreto de sódio sangüíneos. São usados no tratamento da hipertensão arterial, insuficiência renal, insuficiência cardiaca ou cirrose do fígado. Há dois tipos de diuréticos, os que atuam diretamente nos túbulos renais, modificando a sua atividade secretora e absorvente; e aqueles que modificam o conteúdo do filtrado glomerular, dificultando indiretamente a reabsorção da água e sal.
30 Edemas: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
31 Tromboses: Formações de trombos no interior de um vaso sanguíneo. Podem ser venosas ou arteriais e produzem diferentes sintomas segundo os territórios afetados. A trombose de uma artéria coronariana pode produzir um infarto do miocárdio.
32 Inflamações: Conjunto de processos que se desenvolvem em um tecido em resposta a uma agressão externa. Incluem fenômenos vasculares como vasodilatação, edema, desencadeamento da resposta imunológica, ativação do sistema de coagulação, etc. Quando se produz em um tecido superficial (pele, tecido celular subcutâneo) pode apresentar tumefação, aumento da temperatura local, coloração avermelhada e dor (tétrade de Celso, o cientista que primeiro descreveu as características clínicas da inflamação).
33 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
34 Trombótica: Relativo à trombose, ou seja, à formação ou desenvolvimento de um trombo (coágulo).
35 Hemorróidas: Dilatações anormais das veias superficiais que se encontram na última porção do intestino grosso, reto e região perianal. Pode produzir sangramento junto com a defecação e dor.
36 Tromboflebite: Processo inflamatório de um segmento de uma veia, geralmente de localização superficial (veia superficial), juntamente com formação de coágulos na zona afetada. Pode surgir posteriormente a uma lesão pequena numa veia (como após uma injeção ou um soro intravenoso) e é particularmente frequente nos toxico-dependentes que se injetam. A tromboflebite pode desenvolver-se como complicação de varizes. Existe uma tumefação e vermelhidão (sinais do processo inflamatório) ao longo do segmento de veia atingido, que é extremamante doloroso à palpação. Ocorrem muitas vezes febre e mal-estar.
37 Parestésicas: Relativo à parestesia; parestético. Parestesia é uma sensação anormal e desagradável sobre a pele que assume diversas formas (por exemplo; queimação, dormência, coceira etc.).
38 Úlceras: Feridas superficiais em tecido cutâneo ou mucoso que podem ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
39 Ortopedia: Especialidade médica que se dedica ao estudo e tratamento do sistema locomotor e da coluna vertebral (ossos, articulações, ligamentos, tendões e músculos).
40 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
41 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
42 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
43 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.

Tem alguma dúvida sobre VENOCUR TRIPLEX Drageas?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.