KIADON

MERCK

Atualizado em 09/12/2014

Kiadon® 80 mg
                         
Extrato de Ginkgo biloba

Forma Farmacêutica e Apresentação de Kiadon

Comprimido revestido.Embalagem com 16 comprimidos revestidos.

Uso oral - adulto.

Composição de Kiadon

Cada comprimido revestido contém:
Extrato de Ginkgo biloba 80mg* e excipientes (carboximetilamido, celulose, dióxido de silício, dióxido de titanio, estearato de magnésio, hidroxipropilmetilcelulose, lactose1, macrogol, óxido de ferro amarelo, óxido de ferro marrom, polividona e talco)
                                                                                                                           
Concentração dos princípios ativos

* Equivalente a 19,2mg de glicosídeos ginkgoflavonóides (marcador) e 4,8mg de terpenolactonas (ginkgolídeos e bilobalídeos).

Nomenclatura botânica e parte utilizada da planta
Ginkgo bilobae L. (Ginkgoaceae), folha.

Indicações de Kiadon

O produto está indicado como:Facilitador do fluxo sanguíneo arterial, cerebral e periférico.
Ativador do metabolismo2 neuronal.
Redutor da hiperagregabilidade de plaquetas3 e eritrócitos4.
Protetor da rede capilar5, aumentando sua resistência e diminuindo sua hiperpermeabilidade.
Protetor da integridade estrutural das membranas celulares contra ataque de radicais livres.

Contra-Indicações de Kiadon

Desconhecem-se, até o presente, condições que contra-indiquem o uso do ginkgo biloba.
Pacientes com reconhecida hipersensibilidade a qualquer um dos excipientes não devem usar o produto.

Precauções de Kiadon

Por não existirem estudos que adequadamente comprovem a inocuidade6 de seu emprego durante a gravidez7, o produto não deve ser usado por gestantes.Interromper imediatamente o uso do produto, se ocorrer gravidez7 durante o tratamento.

Lnterações Medicamentosas de Kiadon

Não são conhecidos, até o presente, fenômenos decorrentes de interação medicamentosa.

Reações Adversas de Kiadon

O produto é bem tolerado. As reações adversas, que ocorrem em cerca de 5% dos casos, afetam principalmente o aparelho digestivo8, traduzindo-se por mal-estar abdominal e náuseas9. Mais raramente podem ocorrer cefaléia10, tonteiras e vertigem11. Essas reações costumam ser pouco intensas, não obrigando à interrupção do tratamento.

Posologia e Modo de Usar de Kiadon

A dose mais comumente preconizada12 é de 160mg ao dia, fracionada em duas tomadas, o que equivale a um comprimido de 80mg, duas vezes ao dia.
O comprimido deve ser tomado com líquido, antes das refeições.
O tempo de tratamento varia conforme a patologia13 a ser tratada, sua gravidade e duração. Os estudos clínicos mostram que, em caso de insuficiência14 cerebrovascular, os efeitos terapêuticos costumam aparecer após duas semanas de tratamento, tornando-se evidente a redução dos sintomas15 após oito semanas de uso ininterrupto do medicamento. Existem relatos de utilização continuada do medicamento durante 65 semanas.

Pacientes idosos

Não existem advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto por pacientes idosos.

Conduta na Superdosagem de Kiadon

Desconhecem-se, até o presente, relatos de reações decorrentes de superdosagem.

KIADON - Laboratório

MERCK
Estrada dos Bandeirantes, 1099
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22170-571
Tel: 55 (021) 445-1661
Fax: 55 (021) 444-2124
Site: http://www.merck.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "MERCK"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
3 Plaquetas: Elemento do sangue (não é uma célula porque não apresenta núcleo) produzido na medula óssea, cuja principal função é participar da coagulação do sangue através da formação de conglomerados que tamponam o escape do sangue por uma lesão em um vaso sangüíneo.
4 Eritrócitos: Células vermelhas do sangue. Os eritrócitos maduros são anucleados, têm forma de disco bicôncavo e contêm HEMOGLOBINA, cuja função é transportar OXIGÊNIO. Sinônimos: Corpúsculos Sanguíneos Vermelhos; Corpúsculos Vermelhos Sanguíneos; Corpúsculos Vermelhos do Sangue; Glóbulos Vermelhos; Hemácias
5 Capilar: 1. Na medicina, diz-se de ou tubo endotelial muito fino que liga a circulação arterial à venosa. Qualquer vaso. 2. Na física, diz-se de ou tubo, em geral de vidro, cujo diâmetro interno é diminuto. 3. Relativo a cabelo, fino como fio de cabelo.
6 Inocuidade: Qualidade, caráter de uma coisa inócua/inofensiva.
7 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
8 Aparelho digestivo: O aparelho digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
9 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
10 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
11 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
12 Preconizada: Recomendada, aconselhada, pregada.
13 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
14 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.

Tem alguma dúvida sobre KIADON?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.