Preço de ARTRODAR em Houston/SP: R$ 171,92

ARTRODAR

TRB Pharma

Atualizado em 03/06/2015

ARTRODAR®

Composição do Artrodar

Cada cápsula do produto contém: 50 mg de diacereína (Denominação Comum Brasileira).  Excipientes: Lactose1 240,0 mg -. Estearato de magnésio 10,0 mg.

Informações ao Paciente do Artrodar

O ingrediente ativo do  ARTRODAR® é  a  diacereína,  produto de origem natural.  ARTRODAR®é  uma  droga de ação lenta para o tratamento da osteoartrite2 (AASAL).  A eficácia  da droga é observada após  2  a  4  semanas de uso, dependendo da severidade da doença,  persistindo por algum tempo  (2 a 3 meses), após um ciclo de tratamento de seis meses estar completo.   ARTRODAR® quando estocado na embalagem original, pode ser mantido em local seco, ao abrigo da luz e temperatura  ambiente (15 a 30°C). Nessas condições, o produto tem prazo de validade de 36 meses. Não utilizar com o prazo de validade vencido.

Indicações Terapêuticas do Artrodar

A diacereína é indicada no tratamento sintomático3 da osteoartrose4 (artrose5  e  afecções6 articulares do tipo degenerativo7).

Contra-Indicações do Artrodar


O produto não pode ser utilizado em pacientes com história de hipersensibilidade à reína, seus correlatos  e  a  qualquer dos componentes da fórmula.

Efeitos Indesejáveis do Artrodar

Ocasionalmente, podem ocorrer diarréia8 e dores abdominais em pacientes sensíveis aos derivados antraquinônicos. Esses sintomas9 decrescem, ao reduzir-se a dose diária da droga.

Uso Durante a Gravidez10 e No Aleitamento do Artrodar

ARTRODAR® apesar de não terem sido detectados efeitos teratogênicos11 em animais, é aconselhável não administrá-lo durante a gravidez10 e lactação12.
Posologia e Modo de Usar: Adultos: usar 50 a 100 mg ao dia de  ARTRODAR®,  durante as refeições. Recomenda-se que uma  cápsula  de ARTRODAR®seja ingerida, diariamente,  nas primeiras 2 semanas de uso, seguidas por 2  cápsulas diárias,  em período não inferior  a  06 (seis)  meses. Segundo critério médico, o tratamento poderá estender-se por  ciclos  mais longos. A  ação  antiálgica  de ARTRODAR+ manifesta-se  de  2  a  4 semanas  do início  do  tratamento,  tornando-se necessário neste período,  o emprego de drogas analgésicas e antiinflamatórias.

Advertências e Precauções do Artrodar

Dada à natureza antraquinônica da diacereína, ARTRODAR® não poderá  ser ingerido simultaneamente com  laxantes13; nos casos extremos, a administração deverá ser efetuada com máxima prudência, sob controle médico direto. O fármaco14 pode produzir uma coloração amarelo-intenso na urina15, porém, sem significado clínico.

Informações Técnicas do Artrodar


Estudos experimentais provaram que a diacereína possui propriedades anti-osteoartrósicas e, moderadamente, atividades analgésica, antiinflamatória e antipirética.  ARTRODAR®mostrou inibir a síntese de citócinos  pró-inflamatórios, tais como a interleucina 1 (IL-1)   e   a  síntese de proteases e radicais livres de oxigênio, todos implicados no processo de degradação cartiloginosa.  Além disso, estudos recentes indicaram que a diacereína estimula a produção de componentes da matriz cartilaginosa  (colágeno16 e proteoglicanos).
Ao contrário dos fármacos  antiinfla-matórios  não  esteroidais  (NSAIDs),  ARTRODAR® não inibe a síntese de prostaglandinas17, tromboxanos ou leucotrienos18, constituindo-se uma vantagem, do ponto de vista de tolerância gástrica.

Propriedades Farmacológicas do Artrodar

A atividade terapêutica19 do fármaco14 é direta, ao inibir a patogênese20 do processo artrósico.  Nos modelos animais de osteoartrose4, a diacereína decresceu a incidência21  e  severidade das lesões22 teciduais da cartilagem23, ossos e membrana sinovial24. A administração do fármaco14 em cobaias,  bloqueou o edema25, o granuloma26, a febre27 e a dor. A  ação  de  ARTRODAR® é , portanto,  realçada  na  quelação  de  alguns íons28  e  no  poder  inibidor  sobre proteases  lisossomiais.

Propriedades Toxicológicas do Artrodar


Foram realizados estudos de toxicidade29 aguda  em ratos, camundongos  (LD50 oral > 2000 mg/kg)  e  cães  (LD50 oral > 1000 mg/kg). Para toxicidade29 subaguda30 e crônica, utilizaram-se doses entre 5,0 a  500 mg/kg/dia(cerca de 250 vezes superiores a indicada para o homem); o único efeito secundário observado, foi  a  ocorrência  de  amolecimento  fecal, nas doses mais elevadas. ARTRODAR® mostrou, também,  ser  desprovido  de: ação teratogênica31 em ratos e coelhos,  efeitos sobre a fertilidade masculina e feminina e, toxicidade29 peri e pós-natal em ratos. Estudos com duração de  02  anos  conduzidos em ratos e camundongos, não produziram evidência alguma, sobre o potencial carcinogênico do medicamento.

Dados de Farmacocinética do Artrodar

Em seguida  à  administração oral, a diacereína é prontamente desacetilada  a  reína, considerada o metabólito32 ativo. O pico plasmático após uma única dose de 50 mg, ocorre em 2,5 horas e  a  Cmax  é  cerca de 3 mg/L.  Quando  ARTRODAR® é  ingerido com as refeições, sua biodisponibilidade aumenta em 25% (aprox.), enquanto a absorção é retardada.  A droga possui ação ligante elevada  com proteínas33 (99%)  e devida, principalmente, à grande afinidade pela albumina34. A via de excreção principal do medicamento é a urinária, sob forma de derivados  sulfo  e glicurônicos conjugados. A meia-vida de eliminação é de 4,5 horas. Após administração sucessiva (2 x 50 mg / dia) ocorre um ligeiro acúmulo.Em pacientes com insuficiência renal35 severa (clearance  da  creatinina36 inferior a  30 ml / min), os valores de biodisponibilidade e meia-vida de eliminação são duplicados, enquanto a eliminação urinária reduz-se à metade.
Em tais casos, a posologia deverá ser 50 mg / dia. A eliminação mais lenta do  ARTRODAR®nos indivíduos idosos, está relacionada à boa tolerância do produto e não necessariamente, a uma mudança de dose.

Prazo de validade e condições para conservação do produto:
ARTRODAR®
deve ser mantido na embalagem original e temperatura ambiente (15 a 30 °C). Nessas condições, o produto tem prazo de validade de 36 meses.
Data de fabricação, prazo de validade e número do lote: vide caixa.  

Apresentação do Artrodar


Cápsula.  3 blísteres com 10 cápsulas  x  50 mg de diacereína


ARTRODAR - Laboratório

TRB Pharma
Rua Hildebrando Siqueira, 149
São Paulo/SP - CEP: 04334-150
Tel: (11 5)588-2500
Fax: (11 5)588-1339

Ver outros medicamentos do laboratório "TRB Pharma"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Osteoartrite: Termo geral que se emprega para referir-se ao processo degenerativo da cartilagem articular, manifestado por dor ao movimento, derrame articular, etc. Também denominado artrose.
3 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
4 Osteoartrose: Também chamada de artrose ou processo degenerativo articular, resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos (unidos) que possuem algum grau de movimentação entre eles, sua função básica é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque. O estado de hidratação da cartilagem e a integridade da mesma, é fator preponderante para o não desenvolvimento da osteoartrose.
5 Artrose: Também chamada de osteoartrose ou processo degenerativo articular, resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos que possuem algum grau de movimentação entre eles, sua função básica é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque. O estado de hidratação da cartilagem e a integridade da mesma, é fator preponderante para o não desenvolvimento da artrose.
6 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
7 Degenerativo: Relativo a ou que provoca degeneração.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
10 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
11 Teratogênicos: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
12 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
13 Laxantes: Medicamentos que tratam da constipação intestinal; purgantes, purgativos, solutivos.
14 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
15 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
16 Colágeno: Principal proteína fibrilar, de função estrutural, presente no tecido conjuntivo de animais.
17 Prostaglandinas: É qualquer uma das várias moléculas estruturalmente relacionadas, lipossolúveis, derivadas do ácido araquidônico. Ela tem função reguladora de diversas vias metabólicas.
18 Leucotrienos: É qualquer um dos metabólitos dos ácidos graxos poli-insaturados, especialmente o ácido araquidônico, que atua como mediador em processos alérgicos e inflamatórios.
19 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
20 Patogênese: Modo de origem ou de evolução de qualquer processo mórbido; nosogenia, patogênese, patogenesia.
21 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
22 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
23 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
24 Membrana Sinovial: Membrana interna de uma cápsula articular, que reveste uma articulação móvel e livre. É frouxamente ligada à cápsula fibrosa externa e secreta LÍQUIDO SINOVIAL. Sinônimos: Sinovium; Sinóvio
25 Edema: 1. Inchaço causado pelo excesso de fluidos no organismo. 2. Acúmulo anormal de líquido nos tecidos do organismo, especialmente no tecido conjuntivo.
26 Granuloma: Formação composta por tecido de granulação que se encontra em processos infecciosos e outras doenças. É, na maioria das vezes, reacional a algum tipo de agressão (corpo estranho, ferimentos, parasitas, etc.).
27 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
28 Íons: Átomos ou grupos atômicos eletricamente carregados.
29 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
30 Subaguda: Levemente aguda ou que apresenta sintomas pouco intensos, mas que só se atenuam muito lentamente (diz-se de afecção ou doença).
31 Teratogênica: Agente teratogênico ou teratógeno é tudo aquilo capaz de produzir dano ao embrião ou feto durante a gravidez. Estes danos podem se refletir como perda da gestação, malformações ou alterações funcionais ou ainda distúrbios neurocomportamentais, como retardo mental.
32 Metabólito: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
33 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
34 Albumina: Proteína encontrada no plasma, com importantes funções, como equilíbrio osmótico, transporte de substâncias, etc.
35 Insuficiência renal: Condição crônica na qual o corpo retém líquido e excretas pois os rins não são mais capazes de trabalhar apropriadamente. Uma pessoa com insuficiência renal necessita de diálise ou transplante renal.
36 Creatinina: Produto residual das proteínas da dieta e dos músculos do corpo. É excretada do organismo pelos rins. Uma vez que as doenças renais progridem, o nível de creatinina aumenta no sangue.

Tem alguma dúvida sobre ARTRODAR?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.