ACIFÓLICO

ELOFAR

Atualizado em 03/06/2015

Composição do Acifólico

cada comprimido contém: 5 mg de ácido fólico.Excipiente: amido de milho, lactose1, gelatina, estearato de magnésio.

Posologia e Administração do Acifólico

para tratamento de anemia megaloblástica2, em adultos, por deficiência de ácido fólico: dose usual: 1 comprimido (5 mg) ao dia durante 4 meses. Em casos de má absorção poderá ser empregada a posologia de 15 mg (3 comprimidos) ao dia. - Superdosagem: doses superiores a 15 mg podem levar à precipitação de cristais de ácido fólico no rim3. Caso ocorra, suspender a administração do produto e tomar medidas gerais de suporte apropriadas ao quadro.

Reações Adversas do Acifólico

a presença de coloração amarela na urina4, que ocorre com doses elevadas, não requer atenção médica. Pode ocorrer alteração do sono, irritabilidade, excitabilidade, reações psicóticas, convulsões, náuseas5, distensão abdominal, gosto amargo e reações alérgicas, especialmente broncoespasmo6, eritema7, febre8 e exantema9, urticárias e rash10 cutâneo11. Doses elevadas e contínuas de ácido fólico podem reduzir concentrações de vitamina12 B12 no sangue13. Os antibióticos podem interferir com o método de ensaio microbiológico14 utilizado para determinar as concentrações de ácido fólico no soro15 e em eritrócitos16, produzindo resultados falsamente básicos.

Contra-Indicações do Acifólico

Acifólico não deve ser administrado até que se tenha descartado o diagnóstico17 da anemia perniciosa18, já que corrige as manifestações hematológicas e mascara a anemia perniciosa18, possibilitando a evolução irreversível de danos neurológicos. Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da formulação. - Advertências: a deficiência do ácido fólico não se produz em indivíduos sadios que recebam uma dieta equilibrada e suficiente. A ingestão de uma dieta inadequada normalmente dá lugar à deficiência múltipla. Sempre que possível, é preferível melhorar a dieta do que suplementá-la com vitaminas. Não se recomenda o ácido fólico no tratamento da anemia perniciosa18, nem de outras anemias megaloblásticas secundárias a uma deficiência de vitamina12 B12, pois pode produzir uma remissão hematológica, sem interferir sobre as manifestações neurológicas que continuam evoluindo. Metrotexato, pirimetamina, triantereno, trimetoprima, atuam como antagonistas do folato pela inibição da diidrofolato redutase: esse antagonismo é mais significativo com doses elevadas, e ou, uso prolongado. Nos pacientes em que se administra esses medicamentos, deve-se utilizar folinato de cálcio em lugar do ácido fólico. - Interações medicamentosas: as necessidades de folatos podem aumentar em razão do uso prolongado de corticosteróides, analgésicos19, anticonvulsivos, estrógenos, anticoncepcionais orais e salazosulfapiridina. O ácido fólico em grandes quantidades pode bloquear o efeito antiepiléptico do fenobarbital, da fenitoína e de primidona, além de aumentar a freqüência de convulsões em crianças sensíveis. A reposição de ácido fólico em pacientes folato-deficientes recebendo fenitoína, pode aumentar o metabolismo20 da fenitoína, resultando em um acréscimo nas concentrações de fenitoína sérica. O uso simultâneo com ácido fólico pode diminuir os efeitos dos anticonvulsivos do grupo hidantoína. Interage, ainda, com antiácidos21, antibióticos, colestiramina, metrotexato, sulfonamidas e suplementos de zinco.

Indicações do Acifólico

prevenção e tratamento dos estados de carência do ácido fólico.

Apresentação do Acifólico

caixa com 20 comprimidos.


Ver informações do laboratório

ACIFÓLICO - Laboratório

ELOFAR
RUA TEREZA CRISTINA, 67
FLORIANOPOLIS/SC - CEP: 88070790
Tel: (048 )248-1344
Fax: (048 )244-1099

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Anemia megaloblástica: É uma doença na qual a medula óssea produz hemácias gigantes e imaturas. Esse distúrbio é provocado pela carência de vitamina B12 ou de ácido fólico no organismo. Uma vez que esses fatores são importantes para a síntese de DNA e responsáveis pela eritropoiese, a sua falta causa um defeito na síntese de DNA, levando ao desequilíbrio no crescimento e divisão celular.
3 Rim: Os rins são órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
4 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
5 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
6 Broncoespasmo: Contração do músculo liso bronquial, capaz de produzir estreitamento das vias aéreas, manifestado por sibilos no tórax e falta de ar. É uma contração vista com freqüência na asma.
7 Eritema: Vermelhidão da pele, difusa ou salpicada, que desaparece à pressão.
8 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
9 Exantema: Alteração difusa da coloração cutânea, caracterizada por eritema, com elevação das camadas mais superficiais da pele (pápulas), vesículas, etc. Pode ser produzido por uma infecção geralmente viral (rubéola, varicela, sarampo), por alergias a medicamentos, etc.
10 Rash: Coloração avermelhada da pele como conseqüência de uma reação alérgica ou infecção.
11 Cutâneo: Que diz respeito à pele, à cútis.
12 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
13 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
14 Microbiológico: Referente à microbiologia, ou seja, à especialidade biomédica que estuda os microrganismos patogênicos, responsáveis pelas doenças infecciosas, englobando a bacteriologia (bactérias), virologia (vírus) e micologia (fungos).
15 Soro: Chama-se assim qualquer líquido de características cristalinas e incolor.
16 Eritrócitos: Células vermelhas do sangue. Os eritrócitos maduros são anucleados, têm forma de disco bicôncavo e contêm HEMOGLOBINA, cuja função é transportar OXIGÊNIO. Sinônimos: Corpúsculos Sanguíneos Vermelhos; Corpúsculos Vermelhos Sanguíneos; Corpúsculos Vermelhos do Sangue; Glóbulos Vermelhos; Hemácias
17 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
18 Anemia Perniciosa: Doença causada pela incapacidade do organismo absorver a vitamina B12. Mais corretamente, ela se refere a uma doença autoimune que resulta na perda da função das células gástricas parietais, que secretam ácido clorídrico para acidificar o estômago e o fator intrínseco gástrico que facilita a absorção da vitamina B12.
19 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
20 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
21 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.

Tem alguma dúvida sobre ACIFÓLICO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.