Ascaridil Comprimidos

JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA.

Atualizado em 03/06/2015

Ascaridil® Comprimidos


Informações ao Paciente

Apresentações
Comprimidos de 150 mg  (adultos): embalagem com 100 comprimidos.
Comprimidos de 80 mg (crianças): embalagem com 100 comprimidos.

Informações Gerais

Marca Comercial: Ascaridil®
Princípio Ativo: cloridrato de levamisol
Classe Terapêutica1: Antihelmênticos

Composição

Cada comprimido de 150 mg contém:
cloridrato delevamisol....................................................................    150 mg
Excipientes: amido de milho, estearato de magnésio, lactose2, polivinilpirrolidona.

Cada comprimido de 80 mg contém:
cloridrato de levamisol....................................................................    80 mg.
Excipientes: amido de milho, celulose microcristalina, ciclamato de sódio, corante vermelho ponceau 4R, estearato de magnésio, lactose2, sacarina3 sódica, talco.

Ação esperada do medicamento

O controle dos sintomas4 e eliminação total dos vermes ocorre dentro de 24 a 48 horas.

Cuidados de Armazenamento

Conservar em temperatura ambiente (temperatura entre 15°C e 30°C). Proteger da luz e umidade.

Prazo de Validade

Verifique na embalagem externa se o medicamento obedece ao prazo de validade. Não utilize o medicamento se o prazo de validade estiver vencido.

Gravidez5 e Lactação6

Informe seu médico a ocorrência de gravidez5 na vigência do tratamento ou após o seu término. Ele decidirá se você pode tomar Ascaridil® .
Informe seu médico se está amamentando. Não tome Ascaridil® se você está amamentando. Siga corretamente as recomendações do seu médico.

Cuidados de Administração

Tome o medicamento preferencialmente ao deitar-se. Não há necessidade de ingerir laxantes7. Não é necessário seguir qualquer dieta alimentar.
Após a administração de Ascaridil® , a eliminação dos vermes se faz dentro de 24 a 48 horas.
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Interrupção do tratamento

Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações Adversas

Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Geralmente, Ascaridil® é muito bem tolerado. Contudo, podem ocorrer dor de cabeça8, tontura9, palpitações10, náuseas11, diarréia12, vômito13, cólicas14, insônia e febre15, que costumam desaparecer espontaneamente. Seu médico deve ser informado da ocorrência destes sintomas4 quando se mostrarem muito incômodos.
Se você notar perda de memória, confusão ou redução da consciência, geralmente dentro de algumas semanas após o tratamento, contacte seu médico imediatamente.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.
Você deve informar seu médico a ocorrência de quaisquer outros efeitos colaterais16.

Ingestão concomitante com outras substâncias

Você não deve ingerir álcool se está tomando Ascaridil® , pois podem ocorrer efeitos indesejáveis (por exemplo, náusea17 e vômito13).

Contra-Indicações

Não tome Ascaridil® se você tiver hipersensibilidade ao levamisol ou aos outros componentes da fórmula.

Advertências e Precauções
Atenção: Este medicamento contém Açúcar18, portanto, deve ser usado com cautela por portadores de Diabetes19.
Informe seu médico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.
Ascaridil® não deve ser utilizado durante a gravidez5 e lactação6. Você não deve tomar Ascaridil® em quantidades maiores que as recomendadas pelo seu médico.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas
Geralmente, não há problemas sobre a capacidade de dirigir e operar máquinas, a menos que você sinta tonturas20.

Superdose

Contacte seu médico imediatamente caso tenha ingerido acidentalmente quantidades maiores de Ascaridil® . Os possíveis sinais21 são: sensação de sonolência, confusão, tontura9, dor de cabeça8, espasmos22 musculares e distúrbios de digestão23, tais como diarréia12, náusea17 e vômito13.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DE SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE24.

Informações Técnicas aos Profissionais de Saúde24

Apresentações
Comprimidos de 150 mg  (adultos): embalagem com 100 comprimidos.
Comprimidos de 80 mg (crianças): embalagem com 100 comprimidos.

Informações Gerais

Marca Comercial: Ascaridil®
Princípio Ativo: cloridrato de levamisol
Classe Terapêutica1: Antihelmênticos

Composição

Cada comprimido de 150 mg contém:
cloridrato delevamisol....................................................................    150 mg
Excipientes: amido de milho, estearato de magnésio, lactose2, polivinilpirrolidona.

Cada comprimido de 80 mg contém:
cloridrato de levamisol....................................................................    80 mg.
Excipientes: amido de milho, celulose microcristalina, ciclamato de sódio, corante vermelho ponceau 4R, estearato de magnésio, lactose2, sacarina3 sódica, talco.

Indicações

Terapêutica1 específica da ascaridíase.

Contra Indicações

Hipersensibilidade ao levamisol ou aos excipientes da formulação.
Nãoo há outras contra-indicações absolutas ao uso do Ascaridil® .

Posologia

Dose única.

Lactentes25 até 1 ano:  40 mg (1/2 comprimido para crianças).
Crianças de 1 a 7 anos:  80 mg (1 comprimido para crianças).
Crianças acima de 7 anos e Adultos:  150  mg (1 comprimido para adultos).
Não há necessidade do uso concomitante de laxativos26 nem qualquer restrição alimentar, podendo ser tomado a qualquer hora.
Entretanto, para maior conveniência do paciente, recomenda-se sua administração preferencialmente ao deitar.

Advertências

Atenção: Este medicamento contém Açúcar18, portanto, deve ser usado com cautela por portadores de Diabetes19.

Administração de levamisol deve ser feita com cuidado em associação com produtos lipofílicos como: tetracloreto de carbono, tetracloroetileno, clorofórmio ou éter.  O uso do levamisol como imunomodulador pode provocar reações alérgicas, incluindo leucopenia27. a dose recomendada não deve ser ultrapassada.

Gravidez5 e Lactação6
Não deve ser administrado a gestantes, a menos que os benefícios potenciais justifiquem os riscos.
Devido aos riscos de efeitos colaterais16 nas crianças, a interrupção da amamentação28 ou do Ascaridil® deve ser decidida pelo médico, levando-se em conta a importância do medicamento para a mãe.

Interações Medicamentosas

Usar com cuidado em associação com medicamentos que afetam a hematopoiese.  Reações tipo dissulfiram foram descritas com o uso de álcool.

Reações Adversas a Medicamentos

Em doses muito elevadas, efeitos tais como cefaléia29, insônia, vertigem30, convulsões, palpitações10 e transtornos gastrintestinais (náusea17, diarréia12, vômito13 e cólicas14), podem ocorrer, porém desaparecem espontaneamente.
Em casos de microfilariose concomitante, pode ocorrer febre15. Casos raros de encefalopatia31 de início tardio (2-5 semanas) têm ocorrido.  Tais casos, foram reversíveis em sua maioria e um tratameno imediato com corticosteróides pode trazer algum benefício. A relação com Ascaridil® ainda não foi definitivamente estabelecida.

Superdose

Os seguintes efeitos tóxicos foram observados com doses superiores a 600 mg de levamisol:  náusea17, letargia32, cãibras, diarréia12, cefaléia29, vômito13, vertigem30 e confusão.
Tratamento: A lavagem gástrica33 é recomendada se executada logo após a ingestão do medicamento.
Os sinais vitais34 devem ser monitorados e medidas de suporte devem ser utilizadas. Quando houver sintomas4 de atividade anticolinesterásica, o uso de atropina deve ser considerado.

As parasitoses intestinais são amplamente difundidas em todas as classes sociais, acometendo tanto adultos como crianças. Seguem-se alguns conselhos sobre:

Informações técnicas

A ascaridíase, infestação35 causada pelo Ascaris lumbricoides, por sua alta incidência36, ocupa posição de destaque entre as verminoses intestinais que acometem a população  brasileira, podendo determinar incapacidade física, tanto em adultos como em crianças.
A infestação35 maciça desta verminose e a eventual migração de vermes para as vias biliares37 e pancreáticas pode causar complicações graves do tipo obstrutivo.
Estas situações, além de comprometerem seriamente o estado de saúde24 dos pacientes, podem submetê-los a risco de morte. Trata-se, portanto, de verminose que deve merecer atenção e medidas especiais - profiláticas e terapêuticas - que possibilitem sua completa erradicação, seja no campo pediátrico, como na clínica de adultos.
Ascaridil® , medicação específica para cura da ascaridíase, constitui notável progresso na terapêutica1 das verminoses.  A par de sua eficácia virtualmente em torno de 100% a dose única de apenas 1 comprimido para adultos ou 1 comprimido para crianças, determina a eliminação total dos vermes dentro de 24 - 48 horas, sem causar efeitos colaterais16 dignos de nota.  Com exceção de discretos sintomas4 gastrintestinais em pacientes hipersensíveis, Ascaridil® é isento de qualquer efeito indesejável sobre tecidos nobres, tais como hepático, renal38 ou hematopoiético.
Na presença de cirrose39 a Cmáx de levamisol não é evidentemente aumentada, mas a AUC (área sob a curva) mostra um aumento de quatro vezes.
Pesquisas clínicas realizadas em vários centros médicos de diversas regiões do país, vieram demonstrar que, ao lado de sua especificidade, eficácia, ausência de efeitos secundários e praticidade, Ascaridil® apresenta inegável superioridade sobre as drogas existentes para o tratamento da ascaridíase.


Ascaridil Comprimidos - Laboratório

JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA.
Rod. Presidente Dutra, km 154
São José dos Campos/SP
Tel: 08007011851

Ver outros medicamentos do laboratório "JANSSEN- CILAG FARMACÊUTICA LTDA."

Saiba mais em: Ascaridil Comprimidos
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
2 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
3 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
4 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Laxantes: Medicamentos que tratam da constipação intestinal; purgantes, purgativos, solutivos.
8 Cabeça:
9 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
10 Palpitações: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
11 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
12 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
13 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
14 Cólicas: Dor aguda, produzida pela dilatação ou contração de uma víscera oca (intestino, vesícula biliar, ureter, etc.). Pode ser de início súbito, com exacerbações e períodos de melhora parcial ou total, nos quais o paciente pode estar sentindo-se bem ou apresentar dor leve.
15 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
16 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
17 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
18 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
19 Diabetes: Nome que designa um grupo de doenças caracterizadas por diurese excessiva. A mais frequente é o Diabetes mellitus, ainda que existam outras variantes (Diabetes insipidus) de doença nas quais o transtorno primário é a incapacidade dos rins de concentrar a urina.
20 Tonturas: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
21 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
22 Espasmos: 1. Contrações involuntárias, não ritmadas, de um ou vários músculos, podendo ocorrer isolada ou continuamente, sendo dolorosas ou não. 2. Qualquer contração muscular anormal. 3. Sentido figurado: arrebatamento, exaltação, espanto.
23 Digestão: Dá-se este nome a todo o conjunto de processos enzimáticos, motores e de transporte através dos quais os alimentos são degradados a compostos mais simples para permitir sua melhor absorção.
24 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
25 Lactentes: Que ou aqueles que mamam, bebês. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
26 Laxativos: Mesmo que laxantes. Que laxa, afrouxa, dilata. Medicamentos que tratam da constipação intestinal; purgantes, purgativos, solutivos.
27 Leucopenia: Redução no número de leucócitos no sangue. Os leucócitos são responsáveis pelas defesas do organismo, são os glóbulos brancos. Quando a quantidade de leucócitos no sangue é inferior a 6000 leucócitos por milímetro cúbico, diz-se que o indivíduo apresenta leucopenia.
28 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
29 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
30 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
31 Encefalopatia: Qualquer patologia do encéfalo. O encéfalo é um conjunto que engloba o tronco cerebral, o cerebelo e o cérebro.
32 Letargia: Em psicopatologia, é o estado de profunda e prolongada inconsciência, semelhante ao sono profundo, do qual a pessoa pode ser despertada, mas ao qual retorna logo a seguir. Por extensão de sentido, é a incapacidade de reagir e de expressar emoções; apatia, inércia e/ou desinteresse.
33 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
34 Sinais vitais: Conjunto de variáveis fisiológicas que são pressão arterial, freqüência cardíaca, freqüência respiratória e temperatura corporal.
35 Infestação: Infecção produzida por parasitas. Exemplos de infestações são sarna (escabiose), pediculose (piolhos), infecção por parasitas intestinais, etc.
36 Incidência: Medida da freqüência em que uma doença ocorre. Número de casos novos de uma doença em um certo grupo de pessoas por um certo período de tempo.
37 Vias biliares: Conjunto de condutos orgânicos que conectam o fígado e a vesícula biliar ao duodeno. Sua função é conduzir a bile produzida no fígado, para ser armazenada na vesícula biliar e posteriormente ser liberada no duodeno.
38 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
39 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.

Tem alguma dúvida sobre Ascaridil Comprimidos?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.