Preço de Yomax em Cambridge/SP: R$ 77,64

Yomax

APSEN

Atualizado em 09/12/2014

Yomax®

Cloridrato de ioimbina

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Yomax

Comprimidos de 5,4 mg. Caixa contendo 60 comprimidos

USO ADULTO

Composição de Yomax


Cada comprimido contém:
Cloridrato de ioimbina .................... ,4 mg
Excipientes* q.s.p. .................... 1 comprimido
*Excipientes: estearato de magnésio, lactose1, celulose microcristalina, dióxido de silício coloidal.

Informações ao Paciente de Yomax

Ação esperada do medicamento: YOMAX® é um medicamento utilizado principalmente por urologistas no tratamento e/ou no diagnostico2 de certos tipos de disfunções da ereção3 masculina. Pode ser utilizado também em certos casos de hipotensão4.

Cuidados de armazenamento: YOMAX® deve ser mantido em sua embalagem original, na temperatura ambiente (entre 15 e 30?C) e ao abrigo da luz e da umidade.

Prazo de validade: Não utilize medicamento com a validade vencida. O prazo de validade de YOMAX® esta impresso na embalagem e é de 24 meses apos a data de fabricação.

Gravidez5 e lactação6: YOMAX® não é indicado para mulheres, e não deve ser usado também durante a gravidez5 ou amamentação7.

Cuidados de administração: Siga rigorosamente as recomendações de seu medico e a dosagem prescrita.Não aumente as dosagens nem altere o tratamento sem o conhecimento de seu medico. Tome os comprimidos apos as refeições, com um copo de agua.

Interrupção do tratamento: Não interrompa o tratamento sem o conhecimento de seu medico.

Reações Adversas: Informe seu medico se ocorrer qualquer reação desagradável durante o tratamento.
As reações podem ser: dor de cabeça8, náuseas9, vômitos10, aumento da pressão, rubor da pele11, irritabilidade e vertigem12.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias: Não tome qualquer outro medicamento a não ser por indicação e com o conhecimento do seu medico.

Contra-indicações e precauções: Informe seu medico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do inicio ou durante o tratamento.
Não deve ser usado durante a gravidez5 e a lactação6.
Não deve ser administrado a crianças e a pacientes idosos.
YOMAX® e contra-indicado a pacientes que apresentam hipersensibilidade a ioimbina ou que apresentem
doenças renais ou hepáticas13, ulcera14 gastroduodenal, doenças nas coronarias, hipertensão15. Informe seu medico caso apresente qualquer uma das doenças citadas.
A eficacia deste medicamento depende da capacidade funcional do paciente.

Riscos da auto-medicação:
NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO; PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE16.

Informações Técnicas de Yomax

Modo de Ação de Yomax

YOMAX® contem ioimbina, um alcalóide indolaquilaminico com estrutura química similar a reserpina. E o principal alcalóide da casca da arvore africana Corynanthe yohimbe, e e encontrado também na RauwolfiaSerpentina (L) Benth. A ioimbina bloqueia os receptores alfa-2 adrenérgicos17 pré-sinápticos. Sua ação vasodilatadora periférica se assemelha com a da reserpina, embora mais fraca e de menor duração. O efeito da ioimbina sobre o sistema nervoso autônomo18 periférico e o aumento da atividade parassimpática
(colinérgica19) e a diminuição da atividade simpática (adrenérgica). Na performance sexual masculina a
ereção3 esta ligada a atividade colinérgica19 e ao bloqueio alfa-2 adrenérgico20, os quais podem teoricamente
resultar em aumento do tônus peniano, diminuindo o esvaziamento do fluxo no pênis21 ou ambos, provocando
a estimulação erétil sem aumentar o desejo sexual. A ioimbina produz vasodilatação do corpo cavernoso
pelo efeito alfa-antagonista22.
A ioimbina exerce ação estimulante sobre o humor e pode aumentar a ansiedade. Ambas as acoes não
foram adequadamente estudadas ou relacionadas com a dosagem, entretanto aparentam necessitar de
altas doses da droga.
A ioimbina tem uma ação antidiurética moderada, provavelmente via estimulação dos centros hipotalâmicos
e liberação do hormônio23 pituitário posterior.
A ioimbina não parece exercer influencia significante na estimulação cardíaca e em outros efeitos mediados
pelos receptores beta-adrenérgicos17. Seus efeitos sobre a pressão sanguínea são moderados.

Indicações de Yomax

YOMAX® e um medicamento midriático e simpatolítico. Disfunções sexuais masculinas, de origem
psicogênica24, vascular25 ou diabética, tem sido tratadas com sucesso com ioimbina. A ioimbina tem sido
usada, principalmente por urologistas, no tratamento e/ou diagnostico2 de certos tipos de disfunções da
ereção3 masculina.
E proposto também nos casos de hipotensão4 ortostática, particularmente naquela induzida pelos antidepressivos triciclícos.

Contra-Indicações de Yomax

Hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula. Pacientes com disfunção renal26 ou
hepática27, angina28 pectoris, hipertensão15 e doenças cardíacas.

Precauções de Yomax

Podem decorrer duas ou três semanas antes que os efeitos de YOMAX® se tornem evidentes. Pacientes recebendo ioimbina devem estar sob supervisão de especialistas habituados ao seu uso. Não utilizar YOMAX® em pacientes com distúrbios psiquiátricos ou cárdio-renais e com história de úlcera14 gastroduodenal.
Recomenda-se a monitorização periódica quanto à pressão arterial29 e freqüência cardíaca.
A eficácia deste medicamento depende da capacidade funcional do paciente.
Geralmente o produto não é usado em mulheres.

Gravidez5 e Amamentação7
Não utilizar durante a gravidez5, ou a amamentação7.

Pediatria
Não utilizar em crianças.

Interações Medicamentosas de Yomax

Não administrar YOMAX® com antidepressivos ou drogas que modificam o humor.
Com a clonidina e similares pode ocorrer uma inibição da atividade anti-hipertensiva (antagonismo a
nível dos receptores).

Reações Adversas de Yomax


Sistema Nervoso Central30: A ioimbina penetra facilmente no SNC31 e produz um complexo padrão de respostas com doses menores do que aquelas requeridas para produzir bloqueio alfa-adrenérgico20. Estas incluem antidiurese e excitação central incluindo hipertensão15 e taquicardia32, aumento da atividade motora,
irritabilidade, vertigem12 e nervosismo. Foram relatadas como ocorrência rara: náusea33 ou vômito34, cefaléia35,
transpiração36, erupção37 cutânea38, rubor e tremor.

Posologia de Yomax

Adultos: Um comprimido de YOMAX® três vezes ao dia. Se ocorrerem reações como náusea33, tontura39 ounervosismo, a dosagem pode ser reduzida para 1/2 comprimido, três vezes ao dia.
Posteriormente, a dose deve ser aumentada gradualmente para 1 comprimido três vezes ao dia.
O tratamento não deve ser superior a 10 semanas.

Conduta na Superdosagem de Yomax

Doses diárias de 20 a 30 mg podem aumentar a frequencia cardíaca e a pressão sanguínea e produzir
rinorreia40 e piloereção41. Sintomas42 mais severos, ligados a dosagens muito altas (1,8 g) podem incluir incoordenação, parestesias43, tremores e estados dissociativos. A intoxicação deve ser tratada pelo restabelecimento do equilíbrio liquido e pela administração parenteral de adrenérgicos17.

Pacientes Idosos de Yomax

Não utilizar em pacientes idosos.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
Nº do Lote; Data de Fabricação e Validade: vide Cartucho.
MS - 1.0118.0120
Farmacêutico Responsável:
Dr. Eduardo Sérgio Medeiros Magliano
CRF-SP nº

APSEN FARMACÊUTICA S/A
Rua La Paz, nº 37/67 - Santo Amaro
CEP 04755-020 - São Paulo - SP
CNPJ 62.462.015/0001-29
Indústria Brasileira


Yomax - Laboratório

APSEN
RUA LA PAZ, 37/67. Santo Amaro.
São Paulo/SP - CEP: 04755020
Tel: 0800 165678
Email: infomed@apsen.com.br
Site: http://www.apsen.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "APSEN"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
3 Ereção: 1. Ato ou efeito de erigir ou erguer. 2. Inauguração, criação. 3. Levantamento ou endurecimento do pênis.
4 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
5 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
6 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
7 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
8 Cabeça:
9 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
10 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
11 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
12 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
13 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
14 Úlcera: Ferida superficial em tecido cutâneo ou mucoso que pode ocorrer em diversas partes do organismo. Uma afta é, por exemplo, uma úlcera na boca. A úlcera péptica ocorre no estômago ou no duodeno (mais freqüente). Pessoas que sofrem de estresse são mais susceptíveis a úlcera.
15 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Adrenérgicos: Que agem sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
18 Sistema nervoso autônomo: Parte do sistema nervoso que controla funções como respiração, circulação do sangue, controle de temperatura e da digestão.
19 Colinérgica: 1. Relativo a ou semelhante à acetilcolina, especialmente quanto à ação fisiológica. 2. Diz-se das sinapses ou das fibras nervosas que liberam ou são ativadas pela acetilcolina.
20 Adrenérgico: Que age sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.
21 Pênis: Órgão reprodutor externo masculino. É composto por uma massa de tecido erétil encerrada em três compartimentos cilíndricos fibrosos. Dois destes compartimentos, os corpos cavernosos, ficam lado a lado ao longo da parte superior do órgão. O terceiro compartimento (na parte inferior), o corpo esponjoso, abriga a uretra.
22 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
23 Hormônio: Substância química produzida por uma parte do corpo e liberada no sangue para desencadear ou regular funções particulares do organismo. Por exemplo, a insulina é um hormônio produzido pelo pâncreas que diz a outras células quando usar a glicose para energia. Hormônios sintéticos, usados como medicamentos, podem ser semelhantes ou diferentes daqueles produzidos pelo organismo.
24 Psicogênica: 1. Relativo à psicogenia ou psicogênese, ou seja, relativo à origem e desenvolvimento do psiquismo. 2. Relativo a ou próprio de fenômenos somáticos com origem psíquica.
25 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
26 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
27 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
28 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
29 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
30 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
31 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
32 Taquicardia: Aumento da frequência cardíaca. Pode ser devido a causas fisiológicas (durante o exercício físico ou gravidez) ou por diversas doenças como sepse, hipertireoidismo e anemia. Pode ser assintomática ou provocar palpitações.
33 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
34 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
35 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
36 Transpiração: 1. Ato ou efeito de transpirar. 2. Em fisiologia, é a eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas da pele; sudação. Ou o fluido segregado pelas glândulas sudoríparas; suor. 3. Em botânica, é a perda de água por evaporação que ocorre na superfície de uma planta, principalmente através dos estômatos, mas também pelas lenticelas e, diretamente, pelas células epidérmicas.
37 Erupção: 1. Ato, processo ou efeito de irromper. 2. Aumento rápido do brilho de uma estrela ou de pequena região da atmosfera solar. 3. Aparecimento de lesões de natureza inflamatória ou infecciosa, geralmente múltiplas, na pele e mucosas, provocadas por vírus, bactérias, intoxicações, etc. 4. Emissão de materiais magmáticos por um vulcão (lava, cinzas etc.).
38 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.
39 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
40 Rinorreia: Escoamento abundante de fluido pelo nariz, com ausência de fenômeno inflamatório.
41 Piloereção: Ereção dos pelos ou cabelos.
42 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
43 Parestesias: São sensações cutâneas subjetivas (ex.: frio, calor, formigamento, pressão, etc.) que são vivenciadas espontaneamente na ausência de estimulação.

Tem alguma dúvida sobre Yomax?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.