CLARILERG

HEXAL

Atualizado em 08/12/2014

CLARILERG

Loratadina

Reg. M.S. nº: 1.0047.0306

Apresentações de Clarilerg

12 comprimidos 12mg

Indicações de Clarilerg


CLARILERG está indicado para o alívio dos sintomas1 associados com rinite2
alérgica como: coriza3, espirros e prurido4 nasal, ardor5 e prurido4 ocular. Os sinais6 e
sintomas1 oculares e nasais são rapidamente aliviados após administração oral do
produto. CLARILERG também é indicado para o alívio dos sintomas1 de urticária7 e outras
afecções8 dermatológicas alérgicas.

Contra-Indicações de Clarilerg

CLARILERG está contra-indicado em pacientes que tenham
hipersensibilidade ou idiossincrasia a seus componentes.

Cuidados e Advertências de Clarilerg

A segurança e eficácia de CLARILERG em crianças abaixo de
2 anos ainda não foi estabelecida. Deve ser usado com cautela em pacientes com
hepatopatia grave, que devem iniciar o tratamento com doses baixas de CLARILERG,
uma vez que eles podem ter um clearance reduzido de loratadina; uma dose inicial de 5
mg diários ou de 10 mg em dias alternados é recomendada. Uso durante a gravidez9 e
lactação10: não está estabelecido se o uso de CLARILERG pode acarretar riscos durante a
gravidez9 ou lactação10. Portanto o medicamento só deverá ser utilizado se os benefícios
potenciais para a mãe justificarem o risco potencial para o feto11 ou lactente12. As
concentrações ativas medidas no leite materno são semelhantes às encontradas no
plasma13. Em 48 horas apenas 0,029% da dose ingerida por via oral é eliminada no leite
como droga ativa. Em estudos realizados em ratos, loratadina atravessou a barreira
placentária.

Posologia de Clarilerg


Adultos e crianças acima de 12 anos: um comprimido de CLARILERG, uma
vez ao dia. Crianças de 2 a 12 anos: peso corporal acima de 30 kg: um comprimido, uma
vez ao dia.

"VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA"

ESTE TEXTO É UM RESUMO, PARA INFORMAÇÕES DETALHADAS CONSULTE A
BULA DO PRODUTO.

CLARILERG - Laboratório

HEXAL
Av. Itaboraí, 1425
São Paulo/SP - CEP: 04135-001
Tel: 5585-9090
Fax: 5594-3665

Ver outros medicamentos do laboratório "HEXAL"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
2 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
3 Coriza: Inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo.
4 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
5 Ardor: 1. Calor forte, intenso. 2. Mesmo que ardência. 3. Qualidade daquilo que fulge, que brilha. 4. Amor intenso, desejo concupiscente, paixão.
6 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
7 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
8 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
9 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
10 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
11 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
12 Lactente: Que ou aquele que mama, bebê. Inclui o período neonatal e se estende até 1 ano de idade (12 meses).
13 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).

Tem alguma dúvida sobre CLARILERG?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.