MATERVIT

FARMOQUIMICA

Atualizado em 24/10/2014

MATERVIT®
Polivitaminas/Sais Minerais

CLASSE
Polivitaminas com Sais Minerais

-FÓRMULA
Cada comprimido contém:
Vitamina1 A ....................5000 UI
Vitamina1 B1 .................... 3 mg
Vitamina1 B2 ....................3,4 mg
Vitamina1 B6 .................... 10 mg
Vitamina1 B12.................... 12 mcg
Vitamina1 C ....................100 mg
Vitamina1 D3.................... 400 UI
Vitamina1 E .................... 30 UI
Ácido Fólico....................1 mg
Biotina .................... 30 mcg
Nicotinamida .................... 20 mg
Ácido Pantotênico .................... 10 mg
Cromo .................... 25 mcg
Cálcio .................... 250 mg
Cobre .................... 2 mg
Ferro .................... 60 mg
Iodo ....................150 mcg
Molibdênio ....................25 mcg
Magnésio .................... 25 mg
Manganês .................... 5 mg
Zinco .................... 25 mg

Excipientes: Amido glicolato de sódio, opadry (hidroxipropilcelulose), corante amarelo crepúsculo, corante amarelo de tartrazina e corante azul de indigotina.

-O QUE É
MATERVIT® (Polivitaminas e sais minerais) é um suplemento vitamínico-mineral desenvolvido para proporcionar suplementação2 dietética adequada, durante o período de gravidez3 e de amamentação4.

-MECANISMO DE AÇÃO
Sua formulação fornece todos os elementos vitamínicos e minerais em quantidades adequadas para suplementação2 de uma dieta alimentar, podendo ser administrado a qualquer hora, independentemente das refeições, sem prejuízo da absorção de qualquer dos seus componentes.

FARMACODINÂMICA

Vitamina1 A
•  forma ossos e dentes; •  melhora a pele5 e o cabelo6; •  protege os aparelhos respiratório e digestivo e o sistema urinário7; •  importante para a visão8.

Vitamina1 B1
•  controla as enzimas envolvidas nas reações químicas que transformam a glicose9 (açúcar10) em energia; •  participa da produção de energia necessária ao funcionamento dos nervos, músculos11 e coração12.

Vitamina1 B2
•  estimula a liberação de energia dos nutrientes; •  ajuda na produção de hormônios; •  mantém saudáveis as mucosas13.

Vitamina1 B6
•  produz energia a partir dos nutrientes; •  ajuda a formar glóbulos vermelhos e anticorpos14; •  é útil para o sistema nervoso15 e aparelho digestivo16; •  boa para a pele5.

Vitamina1 B12
•  participa na produção de material genético dentro das células17; •  essencial à formação de novas células17, como glóbulos vermelhos e glóbulos brancos, células17 dos folículos capilares18 e intestinos19.

Ácido Fólico
•  colabora na produção de material genético dentro das células17, necessário ao crescimento e regeneração destas e à formação de novos glóbulos vermelhos na medula óssea20; •  mantém saudável o sistema nervoso15.

Biotina
•  participa de inúmeros sistemas enzimáticos; •  fundamental no metabolismo21 dos açúcares, gorduras e proteínas22.

Nicotinamida
•  ajuda a produzir energia a partir das gorduras e açúcares; •  ajuda no funcionamento do sistema nervoso15 e do aparelho digestivo16.

Ácido Pantotênico
•  atua na manutenção e reparo de todas as células17 e tecidos; •  participa, ativamente, da síntese de compostos vitais, como hormônios, neurotransmissores, anticorpos14.

Vitamina1 C
•  preserva ossos, dentes, gengivas e vasos sanguíneos23; •  aumenta a absorção de ferro; •  ajuda o sistema imunológico24; •  facilita a cicatrização.

Vitamina1 D
•  importante na absorção do cálcio dos alimentos ingeridos; •  fortalece ossos e dentes; •  ajuda na coagulação25 do sangue26 e fortalece músculos11 e nervos.

Vitamina1 E
•  contribui para a formação de novos glóbulos vermelhos e impede sua destruição no sangue26; •  protege o revestimento das células17 pulmonares; •  retarda o envelhecimento das células17.

Cálcio
•  forma e mantém ossos e dentes; •  participa das contrações musculares; •  ajuda na coagulação25 do sangue26.

Cobre
•  controla a atividade enzimática que estimula a formação dos tecidos conectivos e dos pigmentos que protegem a pele5; •  contribui com a produção da hemoglobina27.

FARMACODINÂMICA

Cromo
•  faz parte da molécula da Vitamina1 B12; •  associado ao chamado "fator de tolerância à glicose9", importante complexo orgânico para metabolismo21 da glicose9 (açúcar10).

Ferro
•  forma a hemoglobina27 e a mioglobina, que levam oxigênio para os glóbulos vermelhos e para as células musculares28; •  contribui com a produção de enzimas, que estimulam o metabolismo21.

Iodo
•  contribui com a produção tanto de hormônios tiroidianos, que controlam o crescimento, como com a de energia dentro das células17.

Magnésio
•  forma e mantém ossos e dentes saudáveis; •  controla a transmissão dos impulsos nervosos e as contrações musculares; •  ativa as reações químicas que produzem energia dentro das células17.

Manganês
•  a deficiência pode acarretar retardo do crescimento, malformações29 fetais, anormalidades ósseas e cartilaginosas e alterações na reprodução30; •  o feto31 deposita manganês durante a gestação, para evitar deficiência pós-natal.

Molibdênio
•  importante componente de enzimas, principalmente para a conversão do ácido úrico e da mobilização do ferro no fígado32.

Zinco
•  auxilia na cicatrização; •  conserva a pele5 e o cabelo6; •  permite que o crescimento e o desenvolvimento sexual ocorram normalmente; •  controla as atividades de várias enzimas.

-INDICAÇÕES
MATERVIT® (Polivitaminas e sais minerais) é um suplemento vitamínico-mineral para uso durante os períodos de gravidez3 e lactação33.

-CONTRA-INDICAÇÕES
O uso de MATERVIT® (Polivitaminas e sais minerais) é contra-indicado nos raros casos de história de hipersensibilidade comprovada a qualquer dos componentes da fórmula. Seu uso não é indicado para o tratamento de hipovitaminoses específicas.

-PRECAUÇÕES
Existem relatos de sensibilização alérgica após administração de preparados contendo ácido fólico, quer pela via oral, quer parenteral. Em casos de anemia perniciosa34, o ácido fólico pode mascarar o quadro clínico, no sentido de que pode haver uma reversão do quadro sangüíneo periférico ao normal, enquanto manifestações neurológicas podem continuar progredindo.

-REAÇÕES ADVERSAS
Reações alérgicas e idiossincrásicas não são impossíveis de ocorrer quando do uso de vitaminas. Diante de tal circunstância o uso do medicamento deve ser suspenso.

-POSOLOGIA
Um comprimido revestido diariamente, administrado com ou sem alimentos, ou segundo orientação médica, durante os períodos de gravidez3 e lactação33. O ideal é iniciar a administração de MATERVIT® (Polivitaminas e sais minerais) antes da concepção35.

-SUPERDOSAGEM
Em caso de ingestão inadvertida ou acidental de uma grande quantidade de comprimidos, deve-se procurar imediatamente orientação médica.

-APRESENTAÇÃO
MATERVIT® (Polivitaminas e sais minerais) Comprimidos revestidos - Embalagem contendo um frasco plástico com 30
unidades.

MATERVIT - Laboratório

FARMOQUIMICA
Rua General Polidoro, 105
Rio de Janeiro/RJ - CEP: 22280-001
Tel: 55 (021 )275-3548
Fax: 55 (021) 542-6747
Site: http://www.farmoquimica.com.br/

Ver outros medicamentos do laboratório "FARMOQUIMICA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
5 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
6 Cabelo: Estrutura filamentosa formada por uma haste que se projeta para a superfície da PELE a partir de uma raiz (mais macia que a haste) e se aloja na cavidade de um FOLÍCULO PILOSO. É encontrado em muitas áreas do corpo.
7 Sistema urinário: O sistema urinário é constituído pelos rins, pelos ureteres e pela bexiga. Ele remove os resíduos do sangue, mantêm o equilíbrio de água e eletrólitos, armazena e transporta a urina.
8 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
9 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
10 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
11 Músculos: Tecidos contráteis que produzem movimentos nos animais.
12 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
13 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
14 Anticorpos: Proteínas produzidas pelo organismo para se proteger de substâncias estranhas como bactérias ou vírus. As pessoas que têm diabetes tipo 1 produzem anticorpos que destroem as células beta produtoras de insulina do próprio organismo.
15 Sistema nervoso: O sistema nervoso é dividido em sistema nervoso central (SNC) e o sistema nervoso periférico (SNP). O SNC é formado pelo encéfalo e pela medula espinhal e a porção periférica está constituída pelos nervos cranianos e espinhais, pelos gânglios e pelas terminações nervosas.
16 Aparelho digestivo: O aparelho digestivo ou digestório realiza a digestão, processo que transforma os alimentos em substâncias passíveis de serem absorvidas pelo organismo. Os materiais não absorvidos são eliminados por este sistema. Ele é composto pelo tubo digestivo e por glândulas anexas.
17 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
18 Capilares: Minúsculos vasos que conectam as arteríolas e vênulas.
19 Intestinos: Seção do canal alimentar que vai do ESTÔMAGO até o CANAL ANAL. Inclui o INTESTINO GROSSO e o INTESTINO DELGADO.
20 Medula Óssea: Tecido mole que preenche as cavidades dos ossos. A medula óssea apresenta-se de dois tipos, amarela e vermelha. A medula amarela é encontrada em cavidades grandes de ossos grandes e consiste em sua grande maioria de células adiposas e umas poucas células sangüíneas primitivas. A medula vermelha é um tecido hematopoiético e é o sítio de produção de eritrócitos e leucócitos granulares. A medula óssea é constituída de um rede, em forma de treliça, de tecido conjuntivo, contendo fibras ramificadas e preenchida por células medulares.
21 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
22 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
23 Vasos Sanguíneos: Qualquer vaso tubular que transporta o sangue (artérias, arteríolas, capilares, vênulas e veias).
24 Sistema imunológico: Sistema de defesa do organismo contra infecções e outros ataques de micro-organismos que enfraquecem o nosso corpo.
25 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
26 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
27 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
28 Células Musculares: Células contráteis maduras, geralmente conhecidas como miócitos, que formam um dos três tipos de músculo. Os três tipos de músculo são esquelético (FIBRAS MUSCULARES), cardíaco (MIÓCITOS CARDÍACOS) e liso (MIÓCITOS DE MÚSCULO LISO). Provêm de células musculares embrionárias (precursoras) denominadas MIOBLASTOS.
29 Malformações: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
30 Reprodução: 1. Função pela qual se perpetua a espécie dos seres vivos. 2. Ato ou efeito de reproduzir (-se). 3. Imitação de quadro, fotografia, gravura, etc.
31 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
32 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
33 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
34 Anemia Perniciosa: Doença causada pela incapacidade do organismo absorver a vitamina B12. Mais corretamente, ela se refere a uma doença autoimune que resulta na perda da função das células gástricas parietais, que secretam ácido clorídrico para acidificar o estômago e o fator intrínseco gástrico que facilita a absorção da vitamina B12.
35 Concepção: O início da gravidez.

Tem alguma dúvida sobre MATERVIT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.