NASOFELIN

NEO QUIMICA

Atualizado em 09/12/2014

Nasofelin
cloridrato de fenoxazolina

Forma Farmacêutica e Apresentações de Nasofelin

Solução nasal: Embalagens com frasco gotejador de 10 mL (adulto) e de 10 mL (infantil).

USO ADULTO (crianças acima de 6 anos)USO PEDIÁTRICO (crianças de 2 a 5 anos)

Composições de Nasofelin

Cada 1 mL de solução nasal para uso infantil contém:
cloridrato de fenoxazolina....................0,5mg
veículos q.s.p....................1mL
(metilparabeno, propilparabeno, cloreto de sódio e água purificada).

Cada 1 mL de solução nasal para uso adulto contém:
cloridrato de fenoxazolina ....................1mg
veículos q.s.p....................1mL
(metilparabeno, propilparabeno, cloreto de sódio e água purificada).

Informações ao Paciente de Nasofelin

Nasofelin tem ação vasoconstritora da mucosa1 rinofaríngea.o o - Conservar em temperatura ambiente (15 a 30 C). Proteger da luz.
Prazo de Validade: VIDE CARTUCHO. Não use medicamento com o prazo de validade vencido.
"Informe seu médico a ocorrência de gravidez2 na vigência do tratamento ou após o seu término". "Informe seu médico se está
amamentando".
"Siga a orientação do seu médico respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento".
"Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico".
"Informe seu médico a ocorrência de reações desagradáveis, tais como: secura nasal, dor de cabeça3, insônia e palpitação4".

"TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS".
Nasofelin não deve ser usado em associação aos inibidores do monoaminooxidase (IMAO5), devido ao risco de crises
hipertensivas.
O uso de Nasofelin é contra-indicado para pacientes6 portadores de glaucoma7 de ângulo fechado.
Nasofelin adulto não é recomendado em crianças menores de 6 (seis) anos.
Nasofelin infantil não é recomendado em crianças menores de 2 (dois) anos, salvo quando indicado pelo médico.
"Informe seu médico sobre qualquer outro medicamento que esteja usando antes do início ou durante o tratamento".

"NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE8".

Informações Técnicas de Nasofelin

Nasofelin contém como princípio ativo o cloridrato de fenoxazolina (quimicamente o cloridrato de isopropil-2-fenoximetil-2-
imidazolina), um simpatomimético com ação vasoconstritora na mucosa1 rinofaríngea. Esta ação é de início rápido e
particularmente prolongada, persistindo, em média, durante 7 horas. Métodos de pesquisa objetiva, rinometria indireta e
rinorreometria, podem demonstrar que, na coriza9 aguda, a duração do efeito atinge 7-9 horas, sem acompanhar-se de
vasodilatação tardia. Ainda que secundária, a ação anestésica local de Nasofelin é considerada como uma importante propriedade por atenuar a sensação de prurido10 nasal, freqüentemente associada às rinites. Nasofelin não modifica a função autodepuradora da mucosa1 nasal, não comprometendo, desta forma, a drenagem11 das secreções nasais e sinusais, normais ou patológicas.

Indicações de Nasofelin

Nasofelin é indicado no tratamento de corizas agudas ou subagudas, rinites crônicas vasomotoras, rinites sazonais, rinopatiasalérgicas, sinusites agudas, subagudas e crônicas. É indicado também na prevenção dos barotraumatismos auriculares e
sinusais, e nas cirurgias rinológicas.

Contra-Indicações de Nasofelin

NASOFELIN É CONTRA-INDICADO PARA PACIENTES6 PORTADORES DE GLAUCOMA7 DE ÂNGULO FECHADO.

Precauções de Nasofelin

Da mesma forma que os demais imidazolínicos, o uso de Nasofelin adulto não é recomendado em crianças menores de6 anos. Nasofelin infantil não é recomendado para crianças menores de 2 anos. Nasofelin não deve ser usado por tempo
prolongado, devido ao risco do efeito rebote e de rinite12 iatrogênica13. Devido à presença de um simpatomimético, o produto deve ser usado com cautela nos casos de hipertensão arterial14 sistêmica, afecções15 cardíacas e hipertireoidismo16.

Interações Medicamentosas de Nasofelin

Nasofelin não deve ser usado em associação aos inibidores da monoaminooxidase (IMAO5), devido ao risco de crises
hipertensivas.

Reações Adversas de Nasofelin

As seguintes reações adversas foram associadas ao uso de fenoxazolina:Local: sensação de secura nasal. Sistêmicas: cefaléia17, insônia, palpitação4. As reações sistêmicas podem surgir em casos de utilização prolongada. Sobretudo em recém-nascidos, crianças e idosos, existe a possibilidade dos efeitos sistêmicos18 aparecerem devido à rápida penetração da droga pela mucosa1 inflamada e por uma absorção digestiva.

ALTERAÇÕES EM EXAMES CLÍNICOS E LABORATORIAIS
Até o momento não foram relatadas alterações em exames clínicos e laboratoriais. Porém, recomenda-se informar ao
laboratório clínico o uso de Nasofelin.

Posologia de Nasofelin

Nasofelin infantil:  crianças entre 2 e 5 anos (5 mg/10 mL): Em média, 2 a 4 instilações diárias, a critério médico.
Nasofelin adulto:  adultos e crianças acima de 6 anos (10 mg/10 mL): Em média, 2 a 4 instilações diárias de 2 gotas.
A critério médico, Nasofelin poderá ser administrado em aerossóis com corticosteróides e/ou antibióticos, insuflações tubárias e
injeções transtimpânicas ou sinusais. Nos aerossóis, é aconselhável a utilização de 2mL do produto para cada 10mL de solução.

Superdose de Nasofelin

Os vasoconstritores potentes, como a fenoxazolina, podem provocar em crianças, devido à passagem sistêmica: hipotermia19,sudação20 (transpiração21 intensa), perda da consciência, coma22 ou depressão respiratória. Nestes casos, a conduta, de urgência23 é a liberação das vias respiratórias: intubação, respiração artificial24 e hospitalização em centro especializado.

Pacientes Idosos de Nasofelin

O uso em pacientes idosos (acima de 60 anos) requer prescrição e acompanhamento médico.


NASOFELIN - Laboratório

NEO QUIMICA
Rua VPR 1, Quadra 2-A, Mód. 4
Anápolis/GO - CEP: 75133600
Tel: (62 )316-1055
Fax: (62 )316-1022

Ver outros medicamentos do laboratório "NEO QUIMICA"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Cabeça:
4 Palpitação: Designa a sensação de consciência do batimento do coração, que habitualmente não se sente. As palpitações são detectadas usualmente após um exercício violento, em situações de tensão ou depois de um grande susto, quando o coração bate com mais força e/ou mais rapidez que o normal.
5 IMAO: Tipo de antidepressivo que inibe a enzima monoaminoxidase (ou MAO), hoje usado geralmente como droga de terceira linha para a depressão devido às restrições dietéticas e ao uso de certos medicamentos que seu uso impõe. Deve ser considerada droga de primeira escolha no tratamento da depressão atípica (com sensibilidade à rejeição) ou agente útil no distúrbio do pânico e na depressão refratária. Pode causar hipotensão ortostática e efeitos simpaticomiméticos tais como taquicardia, suores e tremores. Náusea, insônia (associada à intensa sonolência à tarde) e disfunção sexual são comuns. Os efeitos sobre o sistema nervoso central incluem agitação e psicoses tóxicas. O término da terapia com inibidores da MAO pode estar associado à ansiedade, agitação, desaceleração cognitiva e dor de cabeça, por isso sua retirada deve ser muito gradual e orientada por um médico psiquiatra.
6 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
7 Glaucoma: É quando há aumento da pressão intra-ocular e danos ao nervo óptico decorrentes desse aumento de pressão. Esses danos se expressam no exame de fundo de olho e por alterações no campo de visão.
8 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
9 Coriza: Inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo.
10 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
11 Drenagem: Saída ou retirada de material líquido (sangue, pus, soro), de forma espontânea ou através de um tubo colocado no interior da cavidade afetada (dreno).
12 Rinite: Inflamação da mucosa nasal, produzida por uma infecção viral ou reação alérgica. Manifesta-se por secreção aquosa e obstrução das fossas nasais.
13 Iatrogênica: Relativo à ou próprio da iatrogenia, que significa geração de atos ou pensamentos a partir da prática médica. É frequentemente empregado para designar os erros da conduta médica.
14 Hipertensão arterial: Aumento dos valores de pressão arterial acima dos valores considerados normais, que no adulto são de 140 milímetros de mercúrio de pressão sistólica e 85 milímetros de pressão diastólica.
15 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
16 Hipertireoidismo: Doença caracterizada por um aumento anormal da atividade dos hormônios tireoidianos. Pode ser produzido pela administração externa de hormônios tireoidianos (hipertireoidismo iatrogênico) ou pelo aumento de uma produção destes nas glândulas tireóideas. Seus sintomas, entre outros, são taquicardia, tremores finos, perda de peso, hiperatividade, exoftalmia.
17 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
18 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
19 Hipotermia: Diminuição da temperatura corporal abaixo de 35ºC.Pode ser produzida por choque, infecção grave ou em estados de congelamento.
20 Sudação: 1. Ato ou efeito de suar. 2. Em medicina, é o ato de suar ou fazer suar para um fim terapêutico.
21 Transpiração: 1. Ato ou efeito de transpirar. 2. Em fisiologia, é a eliminação do suor pelas glândulas sudoríparas da pele; sudação. Ou o fluido segregado pelas glândulas sudoríparas; suor. 3. Em botânica, é a perda de água por evaporação que ocorre na superfície de uma planta, principalmente através dos estômatos, mas também pelas lenticelas e, diretamente, pelas células epidérmicas.
22 Coma: 1. Alteração do estado normal de consciência caracterizado pela falta de abertura ocular e diminuição ou ausência de resposta a estímulos externos. Pode ser reversível ou evoluir para a morte. 2. Presente do subjuntivo ou imperativo do verbo “comer.“
23 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
24 Respiração artificial: Tipo de apoio à função respiratória que utiliza um instrumento eletromecânico (respirador artificial), capaz de insuflar de forma cíclica volumes pré-determinados de ar com alta concentração de oxigênio através dos brônquios.

Tem alguma dúvida sobre NASOFELIN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.