ENTEROFIGON

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio

Atualizado em 08/12/2014

ENTEROFIGON®

NOVA FÓRMULA

Citrato de colina 50mg + metionina 10mg

HERTZ®

Forma Farmacêutica e Apresentação de Enterofigon

Cartuchos contendo 3, 12, 24 e 60 flaconetes de 10 ml nos sabores pêssego e abacaxi e cartucho contendo frasco de vidro com 150 ml no sabor pêssego.

USO ORAL

USO ADULTO

Composição de Enterofigon

Cada ml contém
citrato de colina* .................... 50 mg
metionina .................... 10 mg
Veículo q.s.p. .................... 1 ml
(Veículo: sacarina1 sódica, metilparabeno, propilparabeno, sorbitol2, água deionizada, álcool etílico, corante e essência).
*a posologia diária recomendada corresponde a 192% da IDR

Informações ao Paciente de Enterofigon

Ação esperada do medicamentoEnterofigon é um medicamento utilizado como suplemento de aminoácidos, composto por colina, componente necessário para a função normal de todas as células3 e precursor das lipoproteínas VLDL (responsáveis pela remoção de triglicerídios do fígado4) e metionina, um aminoácido essencial, indispensável para formação de proteínas5 e  precursor da glutationa (molécula que combate radicais livres gerados em diversas reações, dentre elas o metabolismo6 do álcool).

Cuidados de armazenamento: após aberto, manter o medicamento em sua embalagem original. Deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30ºC) e ao abrigo da luz e umidade.

Prazo de validade: 24 meses.

INFORME SEU MÉDICO A OCORRÊNCIA DE GRAVIDEZ7 NA VIGÊNCIA DO TRATAMENTO OU APÓS O SEU TÉRMINO. INFORMAR AO MÉDICO SE ESTÁ AMAMENTANDO.

SIGA CORRETAMENTE O MODO DE USAR, NÃO DESAPARECENDO OS SINTOMAS8 PROCURE ORIENTAÇÃO MÉDICA.

Reações adversas: Enterofigon pode causar náuseas9, vômitos10, sonolência e desconforto gastrintestinal. Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Ingestão concomitante com outras substâncias: Quando administrado junto com levodopa, a metionina pode provocar a diminuição dos efeitos fisiológicos desse medicamento.

Contra-indicações e precauções: Enterofigon está contra-indicado em caso de alergia11 a quaisquer componentes da fórmula, crianças menores que 12 anos, durante a gravidez7 e lactação12. Pacientes com homocistinúria, cirrose13 e doenças cardiovasculares14: conversar com o médico antes de iniciar o uso de Enterofigon. Pacientes idosos podem ter sua sensibilidade alterada com a idade. Diabéticos: não contém açúcar15. Informe seu medico sobre qualquer medicamento que esteja usando, antes do início, ou durante o tratamento.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PERIGOSO PARA A SAÚDE16.

Informação Técnica de Enterofigon

Características de Enterofigon

A colina é um componente necessário para a função normal de todas as células3. Ela ou seus metabólitos17, incluindo fosfolipídios, betaina e acetilcolina18, asseguram a integridade estrutural e funções sinalizadoras das membranas celulares.A colina é necessária na síntese de acetilcolina18, um importante transmissor que influencia na função do cérebro19, coração20, músculo, glândula21 adrenal, trato gastrintestinal e muitos outros órgãos. Na maioria dos mamíferos, a deficiência da ingestão nutricional de colina depleta seus estoques corporais.A colina é indispensável para a síntese de fosfolipídios, como a fosfatidilcolina, que compõe parte das lipoproteínas VLDL. A colina pode ser sintetizada endogenamente22, mas isso exige uma reação de transmetilação que envolve metionina. Na falta desses dois aminoácidos, os triglicerídios não podem ser exportados do fígado4 através das VLDL e se acumulam.
A metionina é um aminoácido essencial, também formada endogenamente22 através da metilação da homocisteína, é necessária para a síntese de proteínas5 e fornecimento de grupamentos metila. É precursora da S-adenosilmetionina, molécula doadora de grupamentos metila em praticamente todas as reações biológicas de metilação, dentre elas a formação de fosfatidilcolina. A metionina também é precursora da cisteína, um dos aminoácidos que compõe a glutationa, molécula que combate os radicais livres gerados por diversas reações, entre elas a oxidação de etanol à acetaldeído. Estudo realizado em ratos demonstrou que a administração de metionina normalizou a atividade de algumas enzimas e aumentou os níveis hepáticos de glutationa.

Indicações de Enterofigon

Enterofigon é um medicamento composto por colina e metionina e é indicado como suplemento de aminoácidos.

Contra-Indicações de Enterofigon

Enterofigon é contra-indicado para pacientes23 com hipersensibilidade aos componentes da fórmula, crianças menores que 12 anos, durante a gravidez7 e lactação12.

Precauções e Advertências de Enterofigon

Pacientes com homocistinúria, cirrose13 e doenças cardiovasculares14: conversar com o médico antes de iniciar o uso de Enterofigon. Informar ao médico sobre qualquer medicamento que esteja tomando, antes do início ou durante o tratamento.

Interações Medicamentosas de Enterofigon

A metionina pode diminuir a ação da levodopa. Apesar de não serem relatadas outras interações medicamentosas, informe seu médico se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

Reações Adversas de Enterofigon

Podem ocorrer reações desagradáveis, tais como: náuseas9, vômitos10, sonolência e desconforto gastrintestinal. Em caso de aparecimento de reações indesejáveis, seu médico deverá ser informado.

Alterações dos Exames Laboratoriais de Enterofigon

Não são conhecidas alterações significativas.

Posologia de Enterofigon

Flaconete: 2 flaconetes (totalizando 20 ml), 3 vezes ao dia, antes das refeições. Pode ser diluído em água.
Solução oral: 2 colheres de sobremesa (totalizando 20 ml), 3 vezes ao dia, antes das refeições.
Também pode ser diluído em água.

Superdosagem de Enterofigon

Em caso de ingestão acidental de dose muito acima das preconizadas, procurar um médico imediatamente. A ingestão excessiva de colina pode causar hipotensão24, com evidência corroborativa de efeitos colaterais25 colinérgicos (por exemplo: suor e diarréia26) e odor corporal piscoso.

Pacientes Idosos de Enterofigon

Pacientes idosos podem ter sua sensibilidade alterada com a idade. Recomenda-se o uso sob prescrição médica.

Data de fabricação, data de vencimento e lote
Vide cartucho.

VENDA SEM PRESCRIÇÃO MÉDICA

SAC 0800 704 9001

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224 - P. Alegre - RS
Farmacêutica Resp.: Paula Carniel Antonio
CRF-RS 4228 - Reg. no M.S. nº 1.0689.0014
C. N. P. J. nº 92.695.691/0001-03
INDÚSTRIA BRASILEIRA

ENTEROFIGON - Laboratório

KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio
Rua Comendador Azevedo, 224
Porto Alegre/RS
Tel: 0800512517
Site: http://www.grupohertz.com/

Ver outros medicamentos do laboratório "KLEY HERTZ S.A - Indústria e Comércio"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
2 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
3 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
4 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
5 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
6 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
7 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
8 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
9 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
10 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
11 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
12 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
13 Cirrose: Substituição do tecido normal de um órgão (freqüentemente do fígado) por um tecido cicatricial fibroso. Deve-se a uma agressão persistente, infecciosa, tóxica ou metabólica, que produz perda progressiva das células funcionalmente ativas. Leva progressivamente à perda funcional do órgão.
14 Doenças cardiovasculares: Doença do coração e vasos sangüíneos (artérias, veias e capilares).
15 Açúcar: 1. Classe de carboidratos com sabor adocicado, incluindo glicose, frutose e sacarose. 2. Termo usado para se referir à glicemia sangüínea.
16 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
17 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
18 Acetilcolina: A acetilcolina é um neurotransmissor do sistema colinérgico amplamente distribuído no sistema nervoso autônomo.
19 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
20 Coração: Órgão muscular, oco, que mantém a circulação sangüínea.
21 Glândula: Estrutura do organismo especializada na produção de substâncias que podem ser lançadas na corrente sangüínea (glândulas endócrinas) ou em uma superfície mucosa ou cutânea (glândulas exócrinas). A saliva, o suor, o muco, são exemplos de produtos de glândulas exócrinas. Os hormônios da tireóide, a insulina e os estrógenos são de secreção endócrina.
22 Endogenamente: De crescimento endógeno, algo que cresceu internamente.
23 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
24 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
25 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
26 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.

Tem alguma dúvida sobre ENTEROFIGON?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.