POSOLOGI AMINOFILINA

Atualizado em 28/05/2016

A:

A posologia deve ser determinada de acordo com a severidade da doença, a idade, a existência de outras afecções1 e a resposta do paciente.Uso adulto:
Para o tratamento das formas agudas da asma2 brônquica, inclusive estado de mal asmático e respiração Cheyne-Stokes: 1 a 2 ampolas (240 a 480 mg) uma ou duas vezes ao dia, por injeção3 i.v. lenta (5 a 10 minutos).
A injeção intramuscular4 é em geral dolorosa e essa via de administração só deve ser considerada se absolutamente necessária, nesse caso, as injeções devem ser profundas.
Tratamento prolongado da asma2 brônquica e do broncoespasmo5 (associado com bronquite crônica6 e enfisema7): 1 a 2 comprimidos de 100 mg ou 1 comprimido de 200 mg ou 10 a 20 gotas da solução oral em uma bebida, 2 a 3 vezes ao dia, após as refeições.
Nota:
A administração intravenosa da aminofilina deve ser feita com especial cautela em pacientes idosos (acima de 65anos) e portadores de insuficiência cardíaca8, ou pulmonar e insuficiência hepática9. Em geral se recomenda nesses casos uma taxa de infusão de 0, 16 mg de aminofilina/kg/hora. 0 ideal é acertar a dose através da dosagem sérica da teofilina, evitando assim os quadros tóxicos.
Níveis séricos de teofilina devem ser medidos em todos os pacientes em tratamento crônico10 com a teofilina.
Em obesos deve-se utilizar o peso corpóreo seco.
Uso pediátrico:
Nota:
Especial cuidado deve ser tomado com o emprego da aminofilina por via oral ou intravenosa em pediatria. As doses terapêuticas são muitas vezes próximas das doses tóxicas. 0 ideal seria acertar a dose total pelos níveis séricos de teofilina. Várias outras drogas podem interferir como metabolismo11 da aminofilina e a administração concomitante da aminofilina e outros medicamentos deve ser sempre avaliada.
I - Administração por via oral
1. Aminofilina (gotas)
a) Forma de administração: Via oral de 6/6 horas (4 tomadas diárias).
b)   Doses Crianças com menos de 1 ano de idade: dose total = 0,3 x (idade em semanas) + 8.de 1 a 12 anos: 6 mg/kg de peso/dose (dose total diária = 24mg) Acima de 12 até 16 anos: 5 mg/kg de peso/dose (dose total diária - 20 mg).Acima de 16 anos: 4 mg/kg de peso/dose (dose total diária 16 mg).
II - Administração por via intravenosa
1. Em Apnéia12 Neonatal
a) Dose de Ataque 2,5 a 5 mg/kg de peso administrados em infusão intravenosa ao longo de 20 minutos.
b) Dose de Manutenção 1 a 1,5 mglkg de peso administrado em infusão intravenosa durante período de 30 minutos, com  intervalos de 12 horas, até atingir-se a concentração sérica/terapêutica13 desejada de teofilina.
2. Estado de Mal Asmático
DOSAGEM DE AMINOFILINA CONTÍNUA APÓS A DOSE DE ATAQUE INICIAL
Idade    Taxa de infusão de aminofilina(mg/kg/hora)
6 - 52 semanas    [idade semanas x 0,008 + 0,021] x (0,8)    1 - 9 anos    (0,64)
9 -12 anos    (0,56)
12 - 16 anos (não fumantes)    (0,56)
12   16 anos (fumantes)    (0,40)
                               Inalação (nebulizador)
Diluir 0,5 a 1 ml de Aminofilina solução oral em igual volume de
água destilada e administrar por meio de um nebulizador. 0 efeito broncodilatador14 obtido com a administração por essa via pode ser utilizado para permitir penetração mais profunda de antibióticos na árvore brônquica15.
Comprimidos:
Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério
médico):
- Dose máxima isolada é de 1 comprimido ou 200mg
- Dose mínima isolada de 1/2 comprimido ou 100mg;
- Dose máxima diária é de 3 comprimidos de 200mg ou 6 comprimidos de 100mg.
Solução oral:
Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério médico):
- Dose máxima isolada é de 20 gotas;
- Dose mínima isolada é de 10 gotas;
- Dose máxima diária é de 60 gotas.
Solução injetável:
Doses máximas e mínimas (de acordo com a idade e critério médico):
- Dose máxima isolada é de 1 ampola;
- Dose mínima isolada é variável com o peso do paciente;
- Dose máxima diária é de 4 ampolas. A dose total em 24 horas não deve ultrapassar 1500mg de aminofilina.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Afecções: Quaisquer alterações patológicas do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
2 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
3 Injeção: Infiltração de medicação ou nutrientes líquidos no corpo através de uma agulha e seringa.
4 Injeção intramuscular: Injetar medicamento em forma líquida no músculo através do uso de uma agulha e seringa.
5 Broncoespasmo: Contração do músculo liso bronquial, capaz de produzir estreitamento das vias aéreas, manifestado por sibilos no tórax e falta de ar. É uma contração vista com freqüência na asma.
6 Bronquite crônica: Inflamação persistente da mucosa dos brônquios, em geral produzida por tabagismo, e caracterizada por um grande aumento na produção de muco bronquial que produz tosse e expectoração durante pelo menos três meses consecutivos durante dois anos.
7 Enfisema: Doença respiratória caracterizada por destruição das paredes que separam um alvéolo de outro, com conseqüente perda da retração pulmonar normal. É produzida pelo hábito de fumar e, em algumas pessoas, pela deficiência de uma proteína chamada Antitripsina.
8 Insuficiência Cardíaca: É uma condição na qual a quantidade de sangue bombeada pelo coração a cada minuto (débito cardíaco) é insuficiente para suprir as demandas normais de oxigênio e de nutrientes do organismo. Refere-se à diminuição da capacidade do coração suportar a carga de trabalho.
9 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
10 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
11 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
12 Apnéia: É uma parada respiratória provocada pelo colabamento total das paredes da faringe que ocorre principalmente enquanto a pessoa está dormindo e roncando. No adulto, considera-se apnéia após 10 segundos de parada respiratória. Como a criança tem uma reserva menor, às vezes, depois de dois ou três segundos, o sangue já se empobrece de oxigênio.
13 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
14 Broncodilatador: Substância farmacologicamente ativa que promove a dilatação dos brônquios.
15 Árvore brônquica: A árvore brônquica é formada pelos brônquios, bronquíolos, ductos alveolares, sacos alveolares e alvéolos, e é responsável por levar o ar aspirado pelas fossas nasais até o pulmão.

Tem alguma dúvida sobre POSOLOGI AMINOFILINA?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.