INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POLARAMINE LÍQUIDO

Atualizado em 28/05/2016

Os IMAOs prolongam e intensificam os efeitos dos anti-histamínicos, podendo ocorrer hipotensão1 grave. O uso concomitante de anti-histamínicos com álcool, antidepressivos tricíclicos, barbitúricos e outros depressores do SNC2 pode potencializar os efeitos sedativos da dexclorfeniramina.

A ação dos anticoagulantes3 orais pode ser diminuída por anti-histamínicos. Interação fármaco4/teste laboratorial

O tratamento com antihistamínicos deverá ser suspenso aproximadamente 48 horas antes de se efetuar qualquer tipo de prova cutânea5, já que os anti-histamínicos podem impedir ou diminuir as reações que, de outro modo, seriam positivas e, portanto, indicativas de reatividade dérmica.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
2 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
3 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
4 Fármaco: Qualquer produto ou preparado farmacêutico; medicamento.
5 Cutânea: Que diz respeito à pele, à cútis.

Tem alguma dúvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS POLARAMINE LÍQUIDO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.