Preço de Hipofol em Cambridge/SP: R$ 115,51

Hipofol

HIPOLABOR FARMACEUTICA LTDA

Atualizado em 26/02/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Hipofol
ácido fólico

NOME GENÉRICO:

ácido fólico (vitamina1 B9)

APRESENTAÇÃO:

5mg - Cartucho contendo 40 comprimidos.

USO ADULTO
USO ORAL

COMPOSIÇÃO:

Cada comprimido contém:
%IDR(*2083,33%) (**1408,45%) (***4166,67%)

ácido fólico 5mg
Excipiente q.s.p 1 comprimido

(celulose microcristalina 102, amidoglicolato de sódio, estearato de magnésio, talco)
IDR - Ingestão Diária Recomendada
(*) - Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para adulto.
(**) - Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para gestante.
(***) - Teor percentual do componente na posologia máxima relativo à ingestão diária recomendada para crianças acima de 12 anos de idade.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Hipofol (ácido fólico) é indicado no tratamento das anemias causadas por deficiência de ácido fólico no organismo, em geral provenientes de alcoolismo, doenças hepáticas2, anemia hemolítica3, na gestação, no uso indiscriminado de anticonceptivos e síndrome de má absorção4. Deficiência de ácido fólico pode também ocorrer em pacientes em tratamento com antimaláricos5, anticonvulsivos e antineoplásicos.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

O Hipofol (ácido fólico) é um suplemento nutricional que age nos casos de anemia6, onde há carência de ácido fólico, uma vez que corrige os transtornos relacionados ao sistema sanguíneo.
Atua em vários processos que ocorrem no organismo incluindo a produção de substâncias relacionadas à fabricação de DNA.

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

O Hipofol (ácido fólico) é contraindicado em pacientes com hipersensibilidade ao ácido fólico ou a qualquer um dos componentes da fórmula.
Em casos de anemia perniciosa7.

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Advertências e Precauções
O Hipofol (ácido fólico) não é terapia apropriada para anemia perniciosa7 e anemias megaloblásticas causadas por deficiência de cianocobalamina (vitamina1 B12).
O Hipofol (ácido fólico) só deve ser indicado no tratamento de anemia perniciosa7 se associado a doses adequadas de cianocobalamina (vitamina1 B12).

Uso em pacientes idosos
Não existem advertências ou recomendações especiais sobre o uso do produto por pacientes idosos, desde que respeitadas as condições gerais do paciente e as precauções comuns ao produto.

Gravidez8
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. Informe ao seu médico se está amamentando.

Interações medicamentosas
Algumas substâncias tais como analgésicos9, anticonvulsivantes (hidantoína, ou carbamazepina), anticoncepcionais orais, antiácidos10 contendo alumínio ou magnésio, colestiramine, trimetoprin, sulfonamidas incluindo sulfassalazina, podem interferir no mecanismo de absorção do ácido fólico.

Interações com exames laboratoriais
Pode haver redução das concentrações de cianocobalamina (vitamina1 B12) no sangue11, quando se administram doses elevadas e contínuas de ácido fólico.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento. Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde12.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

O Hipofol (ácido fólico) deve ser conservado em temperatura ambiente (15 a 30°C). Proteger da luz e umidade.

Aspectos físicos: blíster de alumínio plástico âmbar contendo 20 comprimidos.
Características organolépticas: comprimido circular liso e uniforme, de cor amarela.

Prazo de validade: 24 meses a partir da data de fabricação impressa na embalagem.
Número de lote e data de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento. Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o médico ou farmacêutico para saber se poderá utilizá-lo.
Todo medicamento deve ser mantido fora do alcance das crianças.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Posologia

  • Tratamento de anemia megaloblástica13 devido à deficiência de folatos:
  • Recomenda-se doses orais de 5mg diariamente por 4 meses, doses superiores podem ser necessárias em estados de má absorção.
  • Na profilaxia de anemia megaloblástica13 de mulheres grávidas: A dose usual é de 200 a 500mcg diariamente.
  • Estados hemolíticos crônicos:

Doses continuadas diárias de 5mg de ácido fólico por 1 a 7 dias podem ser necessárias, dependendo da dieta e do grau de hemólise14.

Profilaxia da deficiência de folatos na diálise15:
5mg a 10mg diariamente para crianças com idade superior a 12 anos.
Para mulheres em idade fértil com risco potencial de terem uma gravidez8 afetada por defeito do tubo neural16, a dose de ácido fólico é de 4 a 5mg diários, começando a administração antes da gravidez8 (4 semanas) e continuando até o primeiro trimestre. Para mulheres em idade fértil que não apresentam este risco potencial a dose é de 400mcg diariamente.

Cuidados na administração:
Uma dieta equilibrada é essencial para o equilíbrio das funções do organismo. Não use o produto para substituir uma dieta equilibrada.
Doses elevadas não são recomendadas, salvo prescrição médica.

Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Caso haja esquecimento da ingestão de uma dose deste medicamento, retome a posologia prescrita sem a necessidade de suplementação17.
Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico ou cirurgião-dentista.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Reações Adversas
As vitaminas hidrossolúveis, raras vezes produzem reações adversas. Podem ocorrer febre18 ou manifestações alérgicas.
Com doses mais elevadas pode ocorrer coloração amarela mais intensa na urina19, que, no entanto, não é motivo para preocupação.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento. Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Nos casos de superdosagem suspender o tratamento, avisar o médico e instituir terapêutica20 adequada.
Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou a bula do medicamento, se possível. Ligue para 0800 722 6001 se você precisar de mais orientações.

DIZERES LEGAIS

 

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

 

MS: 1.1343.0159
Farm. Resp.: Dr. Renato Silva CRF-MG: 10.042

Embalado por:
Althaia S/A Indústria Farmacêutica
Av. Tégula, 888, Ponte Alta, Atibaia/SP - CEP: 12952-820

Registrado por:
HIPOLABOR FARMACÊUTICA Ltda.
Rod BR 262 - Km 12,3 Borges /Sabará - MG - CEP: 34.735-010
CNPJ: 19.570.720/0001-10
Indústria Brasileira

 

SAC 0800 031 1133

 

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Vitamina: Compostos presentes em pequenas quantidades nos diversos alimentos e nutrientes e que são indispensáveis para o desenvolvimento dos processos biológicos normais.
2 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
3 Anemia hemolítica: Doença hereditária que faz com que os glóbulos vermelhos do sangue se desintegrem no interior dos veios sangüíneos (hemólise intravascular) ou em outro lugar do organismo (hemólise extravascular). Pode ter várias causas e ser congênita ou adquirida. O tratamento depende da causa.
4 Síndrome de má absorção: Doença do tubo digestivo caracterizada por absorção insuficiente de nutrientes através da mucosa intestinal. Os sintomas principais são perda de peso, diarréia, desnutrição, eliminação de matéria fecal abundante em gorduras, etc.
5 Antimaláricos: Agentes usados no tratamento da malária. Geralmente são classificados com base na sua ação contra os plasmódios nas diferentes fases de seu ciclo de vida no homem. São exemplos, a cloroquina e a hidroxicloroquina.
6 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
7 Anemia Perniciosa: Doença causada pela incapacidade do organismo absorver a vitamina B12. Mais corretamente, ela se refere a uma doença autoimune que resulta na perda da função das células gástricas parietais, que secretam ácido clorídrico para acidificar o estômago e o fator intrínseco gástrico que facilita a absorção da vitamina B12.
8 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
9 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
10 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
11 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
12 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
13 Anemia megaloblástica: É uma doença na qual a medula óssea produz hemácias gigantes e imaturas. Esse distúrbio é provocado pela carência de vitamina B12 ou de ácido fólico no organismo. Uma vez que esses fatores são importantes para a síntese de DNA e responsáveis pela eritropoiese, a sua falta causa um defeito na síntese de DNA, levando ao desequilíbrio no crescimento e divisão celular.
14 Hemólise: Alteração fisiológica ou patológica, com dissolução ou destruição dos glóbulos vermelhos do sangue causando liberação de hemoglobina. É também conhecida por hematólise, eritrocitólise ou eritrólise. Pode ser produzida por algumas anemias congênitas ou adquiridas, como consequência de doenças imunológicas, etc.
15 Diálise: Quando os rins estão muito doentes, eles deixam de realizar suas funções, o que pode levar a risco de vida. Nesta situação, é preciso substituir as funções dos rins de alguma maneira, o que pode ser feito realizando-se um transplante renal, ou através da diálise. A diálise é um tipo de tratamento que visa repor as funções dos rins, retirando as substâncias tóxicas e o excesso de água e sais minerais do organismo, estabelecendo assim uma nova situação de equilíbrio. Existem dois tipos de diálise: a hemodiálise e a diálise peritoneal.
16 Tubo neural: Estrutura embrionária que dará origem ao cérebro e à medula espinhal. Durante a gestação humana, o tubo neural dá origem a três vesículas: romboencéfalo, mesencéfalo e prosencéfalo.
17 Suplementação: Que serve de suplemento para suprir o que falta, que completa ou amplia.
18 Febre: É a elevação da temperatura do corpo acima dos valores normais para o indivíduo. São aceitos como valores de referência indicativos de febre: temperatura axilar ou oral acima de 37,5°C e temperatura retal acima de 38°C. A febre é uma reação do corpo contra patógenos.
19 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
20 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.

Tem alguma dúvida sobre Hipofol?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.