Forteviron

HOMEOPATIA WALDEMIRO PEREIRA LABORATÓRIO INDUSTRIAL FARMACÊUTICO LTDA

Atualizado em 24/01/2020

IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Forteviron
Agnus castus + Conium maculatum + Nuphar luteum + Onosmodium virginicum
Comprimidos

Medicamento homeopático

FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÃO:

Comprimido simples
Caixa contendo 15 blisters com 4 comprimidos de 250 mg

USO ORAL
USO ADULTO

COMPOSIÇÃO:

Agnus castus 6CH 6,25 mL
Conium maculatum 6CH 6,25 mL
Nuphar luteum 6CH 6,25 mL
Onosmodium virginicum 6CH 6,25 mL
excipiente q.s.p. 250 mg

Excipientes: lactose1, Talco e Dióxido de Silício.

INFORMAÇÕES AO PACIENTE

PARA QUE ESTE MEDICAMENTO É INDICADO?

Forteviron é um medicamento de ação progressiva que auxilia e estimula o organismo a combater a fraqueza física e mental, ativando o desempenho sexual de homens e mulheres. Também é indicado como auxiliar para homens e mulheres com intensa atividade física e intelectual.

Para homens: como auxiliar no tratamento da fraqueza física e mental, depressão mental, irritabilidade, cefaleia2, prostração3 geral, memória fraca (perda de memória), diminuição ou ausência de desejo sexual, ejaculação4 precoce, espermatorreia e impotência5 sexual.

Para mulheres: como auxiliar no tratamento da fraqueza física e mental, depressão mental, irritabilidade, cefaleia2, prostração3 geral, memória fraca (perda de memória), diminuição ou ausência de desejo sexual e frigidez.

Agnus castus – Atua como auxiliar na neurastenia sexual, melancolia, tristeza, depressão mental, perda da memória, ausência ou diminuição de desejos sexuais, impotência5 sexual e na frigidez.

Conium maculatum – Atua como auxiliar na melancolia, tristeza, memória fraca (perda de memória), irritabilidade, fraqueza física e mental, impotência5, ejaculação4 precoce, ereções curtas e insuficientes e debilidade sexual.

Nuphar luteum – Atua como auxiliar na fraqueza, ausência ou diminuição de desejo sexual, impotência5 sexual e na espermatorreia.

Onosmodium virginicum – Atua como auxiliar na fraqueza, cefaleia2, insônia, prostração3 geral, diminuição ou perda do desejo sexual em ambos os sexos, fraqueza sexual e na ejaculação4 rápida.

Forteviron é auxiliar como revigorante e ativador sexual.

A indicação deste medicamento somente poderá ser alterada a critério do prescritor.

COMO ESTE MEDICAMENTO FUNCIONA?

Forteviron é um medicamento homeopático composto de substâncias referenciadas na matéria médica homeopática, que auxilia e estimula o organismo a combater a fraqueza física e mental, ativando o desempenho sexual de homens e mulheres. Também é indicado como auxiliar para homens e mulheres com intensa atividade física e intelectual.

O mecanismo de ação deste medicamento baseia-se no princípio da “cura do semelhante pelo semelhante”, descrito na Matéria Médica (GUERMONPREZ, M.; PINKAS, M. e TORCK, M. - Matiere Medicale Homeopathique, 3.ª ed., França; Édition Boiron, 1989).

QUANDO NÃO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Este medicamento é contraindicado para menores de 12 (doze) anos.

Até o momento, são desconhecidas informações sobre as contraindicações do medicamento Forteviron.

Pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula devem fazer uso do medicamento Forteviron sob orientação médica.

Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica, ou do cirurgião-dentista (categoria “C”).

O QUE DEVO SABER ANTES DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Um intervalo de 15 minutos deve ser respeitado entre a administração de Forteviron e as refeições.

Pela manhã deve-se aguardar, pelo menos, 15 minutos da ingestão de Forteviron, para o café da manhã.

À noite, deve-se aguardar, no mínimo, 15 minutos após a última refeição para se fazer uso de Forteviron.

Informe seu médico a ocorrência de gravidez6 na vigência do tratamento ou após o seu término.

Informe ao médico se está amamentando.

Informe ao prescritor o aparecimento de reações indesejáveis.

Até o momento, são desconhecidas informações sobre reações adversas do medicamento Forteviron.

Este medicamento contém LACTOSE1.

Até o momento, são desconhecidas interações no uso do medicamento Forteviron associado a alimentos ou bebidas alcoólicas.

Até o momento, são desconhecidas alterações em exames laboratoriais no uso do medicamento Forteviron.

Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.

ONDE, COMO E POR QUANTO TEMPO POSSO GUARDAR ESTE MEDICAMENTO?

Cuidados de conservação

Conservar em local seco e à temperatura ambiente (entre 15 e 30°C).

Proteger da luz solar e de fontes de radiação eletromagnética, como por exemplo: forno de micro-ondas, aparelho celular, televisão, etc.

Validade: 24 meses a partir da data de fabricação.

Número de lote e data de fabricação e validade: vide embalagem.

Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.

Características físicas e organolépticas do produto

Comprimidos brancos e sem odor (inodoros).

Antes de usar, observe o aspecto do medicamento Caso ele esteja no prazo de validade e você observe alguma mudança no aspecto, consulte o farmacêutico
para saber se poderá utilizá-lo.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

COMO DEVO USAR ESTE MEDICAMENTO?

Administração Via Oral

As orientações e recomendações previstas na bula estão relacionadas à via de administração indicada. O uso por outras vias pode envolver risco e deve estar sob a responsabilidade do prescritor.

Posologia sugerida:

Adultos: Tomar 02 (dois) comprimidos pela manhã, em jejum, e 02 (dois) comprimidos à noite, ao deitar, durante os primeiros 90 (noventa) dias, ou a critério médico. Após este período, tomar 01 (um) comprimido pela manhã, em jejum, e 01(um) comprimido à noite, ao deitar, ou a critério médico.

Mantenha sempre a dose e a frequência indicadas pelo prescritor ou o modo de tomar sugerido nesta bula, até remissão total dos sintomas7.

Siga corretamente o modo de usar. Em caso de dúvidas sobre este medicamento, procure orientação do farmacêutico. Não desaparecendo os sintomas7, procure orientação de seu médico ou cirurgião-dentista.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista o aparecimento de sintomas7 novos, agravação de sintomas7 atuais ou retorno de sintomas7 antigos.

O uso inadequado do medicamento pode mascarar ou agravar sintomas7.

Consulte um clínico regularmente. Ele avaliará corretamente a evolução do tratamento. Siga corretamente suas orientações.

O QUE DEVO FAZER QUANDO EU ME ESQUECER DE USAR ESTE MEDICAMENTO?

Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.

Caso você esqueça de usar o medicamento, não duplique a quantidade de medicamento na próxima tomada.

QUAIS OS MALES QUE ESTE MEDICAMENTO PODE ME CAUSAR?

Até o momento são desconhecidas informações sobre as reações adversas do medicamento Forteviron.

Informe ao seu médico, cirurgião-dentista ou farmacêutico o aparecimento de reações indesejáveis pelo uso do medicamento.

Informe também à empresa através do seu serviço de atendimento.

Em caso de sintomas7 que causem mal-estardurante o tratamento, procure seu médico ou farmacêutico.

O QUE FAZER SE ALGUÉM USAR UMA QUANTIDADE MAIOR DO QUE A INDICADA DESTE MEDICAMENTO?

Em caso de ingestão acidental e/ou acima da dose sugerida/prescrita pelo clínico ou em caso de sintomas7 que causem mal-estar durante o tratamento, procure o clínico ou o farmacêutico.

Na eventualidade de superdosagem acidental, poderá ser aplicada terapia sintomática8 (sintomas7 apresentados), com auxílio médico, levando em consideração, de que não há evidências descritas de intoxicações agudas com medicamentos homeopáticos.

Em caso de uso de grande quantidade deste medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisarde mais orientações.

DIZERES LEGAIS


Siga corretamente o modo de usar, não desaparecendo os sintomas7 procure orientação médica.

M.S. n.º 1.0247.0024.001-0
Farmacêutica Responsável: Dr.ª Giselle da Costa Mateus CRF- PR 16959

Empresa Titulardo Registro:
Homeopatia Waldemiro Pereira - Laboratório Industrial Farmacêutico Ltda.
Rua Anne Frank, 3246-B - Curitiba - PR - CEP81650-020
CNPJ: 76.440.528/0001-43
Indústria Brasileira


SAC 0 xx 41 3013 6464

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
3 Prostração: 1. Ato ou efeito de prostrar(-se); prosternação 2. Debilidade física; fraqueza, abatimento, moleza. 3. Abatimento psíquico ou moral; depressão.
4 Ejaculação: 1. Ato de ejacular. Expulsão vigorosa; forte derramamento (de líquido); jato. 2. Em fisiologia, emissão de esperma pela uretra no momento do orgasmo. 3. Por extensão de sentido, qualquer emissão. 4. No sentido figurado, fartura de palavras; arrazoado.
5 Impotência: Incapacidade para ter ou manter a ereção para atividades sexuais. Também chamada de disfunção erétil.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
8 Sintomática: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.

Tem alguma dúvida sobre Forteviron?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.