ANANDRON

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda

Atualizado em 03/06/2015

ANANDRON

- COMPOSIÇÃO

Cada comprimido contém:

Nilutamida .................... 50,0mg

Excipiente q.s.p. .................... 1 comprimido

Informação ao Paciente de Anandron

Embora o produto tenha uma boa resistência ao calor, luz e umidade, recomenda-se, antes e após a abertura da embalagem, conservar o medicamento ao abrigo destes fatores. O prazo de validade é de vinte e quatro meses, observando-se os cuidados de conservação. Como qualquer outro produto farmacêutico, não deve ser utilizado com o prazo de validade vencido.

O medicamento é rápido e totalmente absorvido, quando sua administração se faz de acordo com as instruções médicas.

Os comprimidos devem ser ingeridos com um pouco d'água. Em contato com meios alcalinos, observa-se uma alteração do produto e portanto recomenda-se não ingerir leite ou antiácidos1 simultaneamente à tomada do medicamento.

Recomenda-se não interromper o tratamento, a fim de evitar a cessação do bloqueio dos hormônios masculinos e conseqüentemente a piora da patologia2 básica.

Informar ao médico o aparecimento de reações desagradáveis, tais como: dificuldade de adaptação a uma queda da luminosidade, intolerância digestiva, impotência3, diminuição da libido4, ondas de calor, sinais5 respiratórios e intolerância ao álcool.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

A ingestão de bebidas alcoólicas em pacientes submetidos a este tratamento pode provocar rubor facial, cefaléia6, dificuldades respiratórias, náuseas7 e vômitos8, sudorese9, hipotensão10, vertigens11, problemas visuais e confusão mental. O álcool não é, portanto,  recomendado em pacientes tratados com esse produto.

Contra-Indicações e Precauções de Anandron

Insuficiência hepática12 severa, anemia13 importante não ligada ao câncer14 de próstata15, sintomas16 respiratórios ou digestivos inexplicados e diminuição da taxa de hemoglobina17 maior que 2g/100ml.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE18.

Informação Técnica de Anandron

                                                  ANANDRON é um antiandrogênio puro, não esteróide, que se liga ao receptor androgênico19 citoplasmático da próstata15 e de outros órgãos-alvo de androgênios, inibindo in vitro a ligação destes hormônios após um tempo curto de incubação20. Este produto não possui qualquer atividade androgênica, estrogênica ou antiestrogênica, progesteronomimética ou antiprogesterona. Sua afinidade é muito pequena para os receptores de mineralocorticóides e nula para os receptores de glicocorticóides. Seu mecanismo de ação faz com que ele seja antiandrogênico também a nível hipotálamo21-hipofisário, o que se se traduz por um aumento da secreção de LH e testosterona. In vivo, graças à sua biodisponibilidade e à sua cinética22, interage de maneira permanente com o receptor específico, o que se traduz por uma atividade antiandrogênica periférica completa quando associado a uma castração23 cirúrgica ou química.

Desta forma será obtida:

.Inibição dos efeitos dos androgênios de origem supra-renal24 (cuja secreção é conservada qualquer que seja o tipo de castração23).

. Inibição dos efeitos potenciais do aumento da testosterona que ocorre nos primeiros dias de tratamento análogo do LHRH.

Após administração única ANANDRON é absorvido rapidamente, de maneira total, e as concentrações plasmáticas são elevadas e persistentes, encontrando-se a meia-vida de eliminação em torno de 77 horas em pacientes tratados.

O produto circula essencialmente inalterado, 84% dele ligado às proteínas25 plasmáticas, em concentrações compreendidas entre 1 e 20mg/l. É eliminado principalmente por via renal26, metabolizado quase totalmente em 8 substâncias, cujas mais importantes são os derivados aminados e hidrometilados. Após administração repetida ao paciente, o estado de equilíbrio é obtido entre 2 semanas e 1 mês, sem que se observe em seguida acúmulo do produto. As concentrações plasmáticas observadas são proporcionais às doses e independentes de creatininemia.
                                                                               

Indicações de Anandron

                           
Bloqueio da ação estimulante dos androgênios em câncer14 de próstata15 com invasão local e/ou metástases27 em co-prescrição com a castração23 cirúrgica ou química.
                                                                                         

Contra-Indicações de Anandron

                                              Insuficiência hepática12 severa e anemia13 intensa não ligada ao câncer14 de próstata15.

Precauções de Anandron

O tratamento deve ser interrompido em caso de:

. sinais5 respiratórios, se a radiografia toráxica revela aspecto sugestivo de pneumopatia intersticial28.

. dores abdominais, problemas digestivos inexplicados e, principalmente, em caso de icterícia29, se a transaminasemia ultrapassa 3 vezes o limite superior da normalidade.

. diminuição inexplicada da taxa de hemoglobina17, de mais de 2g/100ml.

Aconselha-se acompanhar o hemograma mensalmente durante os 3 primeiros meses de tratamento.

Recomenda-se evitar o consumo de bebidas alcolólicas, devido ao efeito antabuse30 algumas vezes observado.

Efeitos sobre a capacidade de dirigir e uso de máquinas:

Os cuidados deverão ser intensificados nos condutores de veículos e nos operadores de máquinas, devido a possibilidade de problemas oculares.

Interações Medicamentosas de Anandron

A interação com as antivitaminas K faz com que um acompanhamento cuidadoso dos fatores de coagulação31 seja recomendado.

ANANDRON pode reduzir o metabolismo32 hepático de certas substâncias, tais como: antivitaminas K, fenotoína, propanolol e outros antiarrítmicos, clordiazepóxido, diazepam e teofilina.

No animal foi observada uma potencialização dos efeitos do hexobarbital e da varfarina.                                                                                                                

Reações Adversas de Anandron

Dificuldade de adaptação a uma diminuição da luminosidade. Esta manifestação, que pode ceder espontaneamente, é discreta e sempre reversível após descontinuação do tratamento.

. Manifestações digestivas (náuseas7 e vômitos8).

. Pneumopatia intersticial28 reversível após descontinuação do tratamento.

. Efeito antabuse30.

. Aumento moderado da atividade sérica das transaminases, freqüentemente transitório e reversível mesmo com o uso
 continuado do medicamento.

. Diminuição moderada da hemoglobina17, nas primeiras semanas da administração.

. Casos de impotência3, diminuição da libido4 e de ondas de calor.

Posologia de Anandron

O tratamento com ANANDRON deve ser iniciado desde a castração23, seja ela medicamentosa ou cirúrgica.

. Tratamento de ataque: 300mg/dia durante 4 semanas.

. Tratamento de manutenção: 150mg/dia.

A instituição do tratamento de manutenção pode ser mais precoce em caso de aparecimento de efeitos indesejáveis particularmente de natureza digestiva.

Conduta na Superdosagem de Anandron

A utilização de doses elevadas, superiores a 300mg/dia, pode conduzir a efeitos secundários, tais como problemas digestivos e
vertigens11, que cessam após a simples interrupção do tratamento.

ATENÇÃO: ESTE É UM NOVO PRODUTO E EMBORA PESQUISAS REALIZADAS INDIQUEM EFICÁCIA E SEGURANÇA QUANDO CORRETAMENTE INDICADO, PODEM OCORRER REAÇÕES ADVERSAS IMPREVISÍVEIS AINDA NÃO DESCRITAS OU CONHECIDAS. EM CASO DE SUSPEITA DE REAÇÃO ADVERSA O MÉDICO RESPONSÁVEL DEVE SER NOTIFICADO.
                                                                                                               


ANANDRON - Laboratório

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Rua Conde Domingos Papais, 413
Suzano/SP - CEP: 08613-010
Site: http://www.sanofi-aventis.com.br
C.N.P.J. 02.685.377/0008-23 - Indústria Brasileira

Ou

Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda
Av Brasil, 22.155- Rio de Janeiro - RJ
CNPJ 02.685.377/0019-86 - Indústria Brasileira
Atendimento ao Consumidor 0800-703-0014
www.sanofi-aventis.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "Sanofi Aventis Farmacêutica Ltda"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Antiácidos: É uma substância que neutraliza o excesso de ácido, contrariando o seu efeito. É uma base que aumenta os valores de pH de uma solução ácida.
2 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
3 Impotência: Incapacidade para ter ou manter a ereção para atividades sexuais. Também chamada de disfunção erétil.
4 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
5 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
6 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
7 Náuseas: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc .
8 Vômitos: São a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Podem ser classificados em: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
9 Sudorese: Suor excessivo
10 Hipotensão: Pressão sanguínea baixa ou queda repentina na pressão sanguínea. A hipotensão pode ocorrer quando uma pessoa muda rapidamente de uma posição sentada ou deitada para a posição de pé, causando vertigem ou desmaio.
11 Vertigens: O termo vem do latim “vertere” e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é alucinação do movimento. O indivíduo vê os objetos do ambiente rodarem ao seu redor ou seu corpo rodar em relação ao ambiente.
12 Insuficiência hepática: Deterioração grave da função hepática. Pode ser decorrente de hepatite viral, cirrose e hepatopatia alcoólica (lesão hepática devido ao consumo de álcool) ou medicamentosa (causada por medicamentos como, por exemplo, o acetaminofeno). Para que uma insuficiência hepática ocorra, deve haver uma lesão de grande porção do fígado.
13 Anemia: Condição na qual o número de células vermelhas do sangue está abaixo do considerado normal para a idade, resultando em menor oxigenação para as células do organismo.
14 Câncer: Crescimento anormal de um tecido celular capaz de invadir outros órgãos localmente ou à distância (metástases).
15 Próstata: Glândula que (nos machos) circunda o colo da BEXIGA e da URETRA. Secreta uma substância que liquefaz o sêmem coagulado. Está situada na cavidade pélvica (atrás da parte inferior da SÍNFISE PÚBICA, acima da camada profunda do ligamento triangular) e está assentada sobre o RETO.
16 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
17 Hemoglobina: Proteína encarregada de transportar o oxigênio desde os pulmões até os tecidos do corpo. Encontra-se em altas concentrações nos glóbulos vermelhos.
18 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
19 Androgênico: Relativo à androgenia e a androgênios. Androgênios são hormônios esteroides, controladores do crescimento dos órgãos sexuais masculinos. O hormônio natural masculino é a testosterona.
20 Incubação: 1. Ato ou processo de chocar ovos, natural ou artificialmente. 2. Processo de laboratório, por meio do qual se cultivam microrganismos com o fim de estudar ou facilitar o seu desenvolvimento. 3. Em infectologia, é o período que vai da penetração do agente infeccioso no organismo até o aparecimento dos primeiros sinais da doença.
21 Hipotálamo: Parte ventral do diencéfalo extendendo-se da região do quiasma óptico à borda caudal dos corpos mamilares, formando as paredes lateral e inferior do terceiro ventrículo.
22 Cinética: Ramo da física que trata da ação das forças nas mudanças de movimento dos corpos.
23 Castração: Anulação da função ovariana ou testicular através da extirpação destes órgãos ou por inibição farmacológica.
24 Supra-renal:
25 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
26 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
27 Metástases: Formação de tecido tumoral, localizada em um lugar distante do sítio de origem. Por exemplo, pode se formar uma metástase no cérebro originário de um câncer no pulmão. Sua gravidade depende da localização e da resposta ao tratamento instaurado.
28 Intersticial: Relativo a ou situado em interstícios, que são pequenos espaços entre as partes de um todo ou entre duas coisas contíguas (por exemplo, entre moléculas, células, etc.). Na anatomia geral, diz-se de tecido de sustentação localizado nos interstícios de um órgão, especialmente de vasos sanguíneos e tecido conjuntivo.
29 Icterícia: Coloração amarelada da pele e mucosas devido a uma acumulação de bilirrubina no organismo. Existem dois tipos de icterícia que têm etiologias e sintomas distintos: icterícia por acumulação de bilirrubina conjugada ou direta e icterícia por acumulação de bilirrubina não conjugada ou indireta.
30 Efeito Antabuse: É um quadro conseqüente à interação de derivados imidazólicos (cetoconazol, itraconazol, miconazol, etc.) com álcool. Caracteriza-se por mal-estar, náuseas, tonturas e “gosto metálico na boca”.
31 Coagulação: Ato ou efeito de coagular(-se), passando do estado líquido ao sólido.
32 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.

Tem alguma dúvida sobre ANANDRON?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.