MANSIL

PFIZER

Atualizado em 09/12/2014

                         

Identificação do Produto de Mansil

Nome: Mansil®

Nome genérico: Oxamniquina

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Mansil

. Cápsulas: embalagens com 6 cápsulas de 250 mg
. Suspensão Oral: embalagem contendo frasco com 12 ml

                         
USO ADULTO E PEDIÁTRICO

Composição de Mansil

Cápsulas:

Cada cápsula de Mansil® contém o equivalente a 250 mg de oxamniquina.

Excipientes: Lactose1, amido de milho, estearato de magnésio, laurilsulfato de sódio.

Suspensão oral:Cada ml da suspensão de Mansil® contém o equivalente a 50 mg de oxamniquina.

                         
Excipientes utilizados: Ágar, sacarose, glicerina, sorbitol2, sacarina3 sódica, cloreto de sódio, essência creme caramelo, polissorbato 80, essência de banana, essência de cola e água destilada.

                         

Informações ao Paciente de Mansil

Mansil® (oxamniquina) cápsulas deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30° C) e ao abrigo da luz e umidade.

Mansil® (oxamniquina) suspensão oral deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15 e 30° C) e ao abrigo da luz.

O prazo de validade está indicado na embalagem externa do produto. Não use medicamento com o prazo de validade vencido.

A terapêutica4 adequada deverá ser seguida rigidamente e conforme orientação de seu médico.

No que se refere à esquistossomose5 as seguintes NORMAS DE HIGIENE deverão ser cuidadosamente seguidas:

. Manter limpas as instalações sanitárias;
. Andar sempre calçado;
. Somente beber água filtrada ou fervida;
. Lavar com água fervida ou filtrada as frutas, verduras e legumes antes de comê-los;
. Nunca nadar em rios, lagoas ou açudes que tenham caramujos;
. Utilizar sempre as instalações sanitárias; nunca evacuar no chão ou próximo à água;
. Não tomar banho de rio, açude ou lagoa, mas na banheira, na tina ou no chuveiro;
. Somente lavar roupa no tanque ou na tina;

Este produto não poderá ser usado durante a gravidez6 sem rigorosa supervisão médica. A mesma recomendação é dada para pacientes7 em fase de amamentação8.

Mansil® (oxamniquina) será melhor tolerado se for administrado após a ingestão de alimentos.

                         

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

                         

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE9.

                         

Informações Técnicas de Mansil

Descrição de Mansil

Mansil® (oxamniquina), um derivado da tetrahidroquinolina, é indicado para o tratamento oral das infecções10 por Shistosoma mansoni.

Ações de Mansil

A oxamniquina é bem absorvida após administração oral. As concentrações plasmáticas em humanos alcançam o pico após 1 a 1,5 hora da administração oral de doses terapêuticas, com uma meia-vida plasmática de 1 a 2,5 horas. É amplamente transformada em metabólitos11 ácidos inativos os quais são excretados abundantemente na urina12.

Os esquistossomos machos são mais suscetíveis que as fêmeas, mas após o tratamento com oxamniquina as fêmeas restantes cessam a postura de ovos, perdendo desta maneira o seu significado patológico sob o ponto de vista parasitológico. Estudos em animais com infecções10 por S. mansoni imaturos têm demonstrado que a oxamniquina é altamente ativa na fase pós-infecciosa imediata. A oxamniquina reduz significantemente a quantidade de ovos depositados.

Indicações de Mansil

Mansil® (oxamniquina) é indicado para o tratamento oral de todas as formas de infecções10 por S. mansoni.

Mansil® (oxamniquina) é eficaz em todos os estágios de infecção13, incluindo a fase aguda e a fase crônica com comprometimento hepatoesplênico.

Contra-Indicações de Mansil

Até o presente não há contra-indicações conhecidas ao uso de Mansil® (oxamniquina).

                         

Advertências de Mansil

Em raras ocasiões convulsões epileptiformes foram observadas dentro das primeiras horas após a ingestão de oxamniquina. A maioria destas reações ocorreu em pacientes com história prévia de convulsões. Consequentemente, Mansil® (oxamniquina) deve ser usado com cuidado nestes pacientes sendo que os mesmos devem ficar sob controle médico que possibilita tratar uma convulsão14 , caso esta venha ocorrer.

                         

Precauções de Mansil

Gravidez6:

A oxamniquina tem demonstrado efeito de embriotoxicidade em coelhos e camundongos quando administrada em doses 10 vezes superiores à dose humana mínima. Não existem estudos adequados e bem controlados em mulheres grávidas. Assim, a oxamniquina só deve ser usada nestas pacientes quando os benefícios superarem os potenciais riscos para o feto15.

Lactantes16:

Não se sabe se esta droga é excretada no leite materno. Assim, uma vez que muitas drogas são excretadas no leite materno, deve-se ter cautela quando a oxamniquina for administrada a mulheres em fase de amamentação8.

                         

Reações Adversas de Mansil

Mansil® (oxamniquina) geralmente é bem tolerado. A tolerabilidade é melhor quando as doses são administradas após a alimentação.

Reações transitórias de tontura17 e sonolência, delírio18 e alucinações19 foram relatadas. Outros efeitos observados em menor grau de intensidade foram: dor de cabeça20, náusea21, vômito22, dor abdominal, falta de apetite e urticária23. Em raros casos convulsões epileptiformes foram observadas (vide o item "Advertências").

Elevações leves e transitórias nos testes laboratoriais têm sido observadas após o tratamento com a oxamniquina. Entretanto esses dados não foram considerados como droga-relacionados e não constituiram significância clínica. As alterações laboratoriais incluiram raros casos de elevações de grau leve a moderado das enzimas hepáticas24 mas sem evidência de hepatotoxicidade25 mesmo em pacientes com envolvimento hepatoesplênico severo.

Entretanto houve evidência de anormalidades hepáticas26 em animais, sendo as fêmeas de rato especialmente sensíveis a doses relativamente baixas.

                         

Posologia de Mansil

Adultos

A posologia recomendada para o tratamento de S. mansoni é de 15 mg/kg de peso corporal, administrados em dose oral única. O número recomendado de cápsulas, de acordo com o peso corporal, é o seguinte:

                         Peso Corporal (kg)         Número de Cápsulas (250 mg)
Até 33                     2
34 - 50                     3
51 - 66                     4
67 - 83                     5
84 - 100                 6

Crianças

A posologia recomendada para crianças abaixo de 12 anos é de 20 mg/kg de peso corporal, administrados em duas doses de 10 mg/kg em único dia, com intervalo de 3 a 8 horas entre as doses.

Cuidados de Administração de Mansil

A tolerabilidade de Mansil® (oxamniquina) será melhor caso as doses sejam administradas após a ingestão de alimentos.

MANSIL - Laboratório

PFIZER
Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1555
Guarulhos/SP - CEP: 07112-070
Tel: 0800-16-7575
Site: http://www.pfizer.com.br
CNPJ n° 46.070.868/0001-69

Ver outros medicamentos do laboratório "PFIZER"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
3 Sacarina: Adoçante sem calorias e sem valor nutricional.
4 Terapêutica: Terapia, tratamento de doentes.
5 Esquistossomose: Doença produzida no homem por vermes do gênero Schistosoma, especialmente S. mansoni, S. haematobium e S. japonicum. No Brasil, há apenas a espécie Schistossoma mansoni, que causa diarreia, hepatomegalia e esplenomegalia.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
8 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
9 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
10 Infecções: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
11 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
12 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
13 Infecção: Doença produzida pela invasão de um germe (bactéria, vírus, fungo, etc.) em um organismo superior. Como conseqüência da mesma podem ser produzidas alterações na estrutura ou funcionamento dos tecidos comprometidos, ocasionando febre, queda do estado geral, e inúmeros sintomas que dependem do tipo de germe e da reação imunológica perante o mesmo.
14 Convulsão: Episódio agudo caracterizado pela presença de contrações musculares espasmódicas permanentes e/ou repetitivas (tônicas, clônicas ou tônico-clônicas). Em geral está associada à perda de consciência e relaxamento dos esfíncteres. Pode ser devida a medicamentos ou doenças.
15 Feto: Filhote por nascer de um mamífero vivíparo no período pós-embrionário, depois que as principais estruturas foram delineadas. Em humanos, do filhote por nascer vai do final da oitava semana após a CONCEPÇÃO até o NASCIMENTO, diferente do EMBRIÃO DE MAMÍFERO prematuro.
16 Lactantes: Que produzem leite; que aleitam.
17 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
18 Delírio: Delirio é uma crença sem evidência, acompanhada de uma excepcional convicção irrefutável pelo argumento lógico. Ele se dá com plena lucidez de consciência e não há fatores orgânicos.
19 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
20 Cabeça:
21 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
22 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
23 Urticária: Reação alérgica manifestada na pele como elevações pruriginosas, acompanhadas de vermelhidão da mesma. Pode afetar uma parte ou a totalidade da pele. Em geral é autolimitada e cede em pouco tempo, podendo apresentar períodos de melhora e piora ao longo de vários dias.
24 Enzimas hepáticas: São duas categorias principais de enzimas hepáticas. A primeira inclui as enzimas transaminasas alaninoaminotransferase (ALT ou TGP) e a aspartato aminotransferase (AST ou TOG). Estas são enzimas indicadoras do dano às células hepáticas. A segunda categoria inclui certas enzimas hepáticas como a fosfatase alcalina (FA) e a gamaglutamiltranspeptidase (GGT) as quais indicam obstrução do sistema biliar, quer seja no fígado ou nos canais maiores da bile que se encontram fora deste órgão.
25 Hepatotoxicidade: É um dano no fígado causado por substâncias químicas chamadas hepatotoxinas.
26 Hepáticas: Relativas a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre MANSIL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.