ISKETAM

ACHÈ

Atualizado em 08/12/2014

Identificação do Produto de Isketam

ISKETAM

piracetam

mesilato de diidroergocristina

Comprimidos em blíster de 20

USO ADULTO                                                      

Composição Completa de Isketam

Cada comprimido contém:

Piracetam             400 mg
Mesilato de diidroergocristina     1 mg

Informação ao Paciente de Isketam

O produto, quando conservado em locais frescos e bem ventilados, sob temperatura não superior a 25oC, ao abrigo da luz, calor e umidade, apresenta uma validade de 36 meses a contar da data de sua fabricação. Não devem ser utilizados produtos fora do prazo de validade, pois podem ser prejudiciais à saúde1.

O médico deve ser informado sobre a ocorrência de gravidez2 na vigência do tratamento, bem como sobre o aparecimento de reações desagradáveis que possam ser atribuídas ao tratamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS

ISKETAM não deve ser utilizado por pacientes que tenham apresentado hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula.

NÃO TOME REMÉDIO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO.PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE1.

Informação Técnica de Isketam

ISKETAM contém em sua fórmula duas substâncias básicas: o piracetam, nootrópico com ação direta no metabolismo3 dos neurônios4 cerebrais, especificamente no telencéfalo cortical, sede das funções mentais superiores, onde acelera os processos de glicólise anaeróbica, aumentando o fornecimento de ATP5 às células6 normais ou lesadas e o mesilato de diidroergocristina, um derivado do ergot com funções simpatolíticas e ação vasoreguladora sobre a rede vascular7.

Portanto atende aos mais modernos conceitos terapêuticos das patologias vasculares8 cerebrais, atuando favoravelmente nos distúrbios da memória e aqueles ligados ao aprendizado.

Indicações de Isketam

Indicado nos estados de déficit intelectual como ocorre na insuficiência9 vascular7 cerebral, nos acidentes vasculares8 cerebrais, nas síndromes pós-traumáticas.

Nos distúrbios vestibulares10 de origem vascular7, tais como: vertigens11, déficits auditivos senis.

Nos distúrbios da vigilância e da consciência (delírios, confusões mentais de origem vascular7).

Nos distúrbios do comportamento e integração ao meio consequente à involução senil.

Nas sequelas12 de patologia13 do SNC14 como ocorrem nos estados pós-meningo-encefalites15.

Nas alterações funcionais e deficiências intelectuais consequentes a alcoolismo e toxicomania.

Contra-Indicações de Isketam

HIPERSENSIBILIDADE A QUALQUER UM DOS COMPONENTES DA FÓRMULA. O PRODUTO NÃO DEVE SER ADMINISTRADO DURANTE A GRAVIDEZ2.

Precauções de Isketam

NÃO APRESENTA.

Interações Medicamentosas de Isketam

Não existe uma evidência suficiente que confirme a ocorrência de interações clinicamente relevantes.

Reações Adversas de Isketam

EM RARAS OCASIÕES PODE OCORRER AGITAÇÃO PSICOMOTORA16 MODERADA, REVERSÍVEL E DISTÚRBIOS GASTRINTESTINAIS FUNCIONAIS.

Posologia de Isketam

1 comprimido a cada 8 horas, com duração do tratamento a critério médico.

Conduta na Superdosagem de Isketam

Não há relatos de superdosagem com ISKETAM. Na eventualidade de doses excessivas torna-se necessário a instituição de tratamento sintomático17 e de apoio.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

ISKETAM - Laboratório

ACHÈ
RODOVIA PRES DUTRA KM 222, 2
GUARULHOS/SP - CEP: 07034-904
Tel: 11 6440-8418
Email: ache@ache.com.br
Site: http://www.ache.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "ACHÈ"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
3 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
4 Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO. Sinônimos: Células Nervosas
5 ATP: Adenosina Trifosfato (ATP) é nucleotídeo responsável pelo armazenamento de energia. Ela é composta pela adenina (base azotada), uma ribose (açúcar com cinco carbonos) e três grupos de fosfato conectados em cadeia. A energia é armazenada nas ligações entre os fosfatos. O ATP armazena energia proveniente da respiração celular e da fotossíntese, para consumo imediato, não podendo ser estocada. A energia pode ser utilizada em diversos processos biológicos, tais como o transporte ativo de moléculas, síntese e secreção de substâncias, locomoção e divisão celular, dentre outros.
6 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
7 Vascular: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
8 Vasculares: Relativo aos vasos sanguíneos do organismo.
9 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
10 Vestibulares: O sistema vestibular é um dos sistemas que participam do equilíbrio do corpo. Ele contribui para três funções principais: controle do equilíbrio, orientação espacial e estabilização da imagem. Sintomas vestibulares são aqueles que mostram alterações neste sistema.
11 Vertigens: O termo vem do latim “vertere” e quer dizer rodar. A definição clássica de vertigem é alucinação do movimento. O indivíduo vê os objetos do ambiente rodarem ao seu redor ou seu corpo rodar em relação ao ambiente.
12 Sequelas: 1. Na medicina, é a anomalia consequente a uma moléstia, da qual deriva direta ou indiretamente. 2. Ato ou efeito de seguir. 3. Grupo de pessoas que seguem o interesse de alguém; bando. 4. Efeito de uma causa; consequência, resultado. 5. Ato ou efeito de dar seguimento a algo que foi iniciado; sequência, continuação. 6. Sequência ou cadeia de fatos, coisas, objetos; série, sucessão. 7. Possibilidade de acompanhar a coisa onerada nas mãos de qualquer detentor e exercer sobre ela as prerrogativas de seu direito.
13 Patologia: 1. Especialidade médica que estuda as doenças e as alterações que estas provocam no organismo. 2. Qualquer desvio anatômico e/ou fisiológico, em relação à normalidade, que constitua uma doença ou caracterize determinada doença. 3. Por extensão de sentido, é o desvio em relação ao que é próprio ou adequado ou em relação ao que é considerado como o estado normal de uma coisa inanimada ou imaterial.
14 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
15 Encefalites: Inflamação do tecido encefálico produzida por uma infecção viral, bacteriana ou micótica (fungos).
16 Psicomotora: Própria ou referente a qualquer resposta que envolva aspectos motores e psíquicos, tais como os movimentos corporais governados pela mente.
17 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.

Tem alguma dúvida sobre ISKETAM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.