Artoglico

EMS S/A

Atualizado em 03/06/2015

Artoglico

sulfato de glicosamina

Formas Farmacêuticas, Via de Administração e Apresentações do Artoglico

Pó para solução oral. Embalagens com 1, 7 ou 30 sachês de dose única.Uso Oral
Uso Adulto

Composição do Artoglico

Cada sachê contém:
sulfato de glicosamina **....................1,5 g
excipientes *q.s.p....................3,95 g
* sorbitol1, ácido cítrico, macrogol e aspartamo.
**equivalente a 1,884g de sulfato de glicosamina sódica.

Atenção fenilcetonúricos2: contém fenilalanina3.

Informações ao Paciente do Artoglico

Ação esperada do medicamento: Artoglico® é um medicamento utilizado no tratamento de artrose4 primária e secundária, osteocondrose, espondilose, condromalácia de rótula5, periartrite escápulo-umeral.

Cuidados de armazenamento: Conservar o produto em sua embalagem original. Manter à temperatura ambiente (15ºC a 30ºC). Proteger da luz e manter em lugar seco.

Prazo de validade: O número de lote e as datas de fabricação e validade estão impressos no cartucho do medicamento. Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Antes de usar observe o aspecto do medicamento.

Gravidez6 e lactação7: Não há dados com relação ao uso de sulfato de glicosamina na gravidez6 e lactação7 humana, portanto, seu uso não é recomendado nestes casos. Este medicamento só deve ser administradosob supervisão médica.

Cuidados de administração: Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.

Interrupção do tratamento: Não interromper o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

Reações adversas: Informe o seu médico caso ocorram reações desagradáveis. Os efeitos adversos maiscomuns são reações de origem gastrointestinal de intensidade leve a moderada, como desconforto gástrico,diarréia8, náusea9, prurido10 e cefaléia11.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Interações Medicamentosas: A administração oral de sulfato de glicosamina pode favorecer a absorção gastrointestinal de tetraciclinas e reduzir a de penicilina e cloranfenicol. Não existe limitação para administração simultânea de analgésicos12 ou antiinflamatórios esteróides e não esteróides.

Contra-indicações/Precauções: Artoglico® é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade a glicosamina ou a qualquer outro componente da fórmula. Também não deve ser utilizado durante a gravidez6, lactação7 ou em casos de fenilcetonúria13. Informe seu médico sobre qualquer medicamento que
esteja usando, antes do início ou durante o tratamento.

NÃO TOME MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO, PODE SER PREJUDICIAL A SUA SAÚDE14.

Informação Técnica do Artoglico

Mecanismo de ação
O sulfato de glicosamina é uma molécula naturalmente presente no organismo humano utilizada para a biossíntese dos proteoglicanos, substância fundamental da cartilagem articular15 e do ácido hialurônico do líquido sinovial16. Esta biossíntese é alterada na artrose4, processo degenerativo17 dismetabólico que compromete a cartilagem articular15. Normalmente a chegada da glicosamina na articulação18 está assegurada por processo de biotransformação da glicose19. Na artrose4 tem sido observada ausência local de glicosamina devido a uma diminuição da permeabilidade20 da cápsula articular21 e por alterações enzimáticas nas células22 da membrana sinovial23 e da cartilagem24. Nestas situações propõe-se entrada exógena de sulfato de glicosamina como suplemento das carências endógenas desta substância, estimulação da biossíntese dos proteoglicanos, desenvolvimento de uma ação trófica25 nos sulcos articulares e favorecimento da fixação de enxofre na síntese do ácido condrointinsulfúrico e a disposição normal de cálcio no tecido ósseo26. A experiência clínica também confirma a ótima tolerância de glicosamina devido a sua origem natural.

Indicações do Artoglico

É indicado no tratamento de artrose4 primária e secundária, osteocondrose, espondilose, condromalácia de rótula5, periartrite escápulo-umeral.

Contra-Indicações do Artoglico

Artoglico® é contra-indicado em pacientes com hipersensibilidade a glicosamina ou a qualquer outro componente da fórmula. Também não deve ser utilizado durante a gravidez6, lactação7 ou em casos de fenilcetonúria13.

Precauções e Advertências do Artoglico

Informar ao médico caso esteja utilizando outros medicamentos.

Atenção fenilcetonúricos2: contém fenilalanina3.

Interações Medicamentosas do Artoglico

A administração oral de sulfato de glicosamina pode favorecer a absorção gastrointestinal de tetraciclinas e reduzir a de penicilina e cloranfenicol.

Reações Adversas do Artoglico

Os efeitos colaterais27 mais comuns são de origem gastrointestinal, de intensidade leve a moderada, consistindo em desconforto gástrico, diarréia8, náusea9, prurido10 e cefaléia11.

Reações hematológicas: não foram observadas alterações clínicas significativas durante os estudos.

Testes laboratoriais: não se observam diferenças significativas nos valores médios nem nos dados individuais das provas laboratoriais e constantes vitais.

Posologia do Artoglico

1 sachê por dia, dissolvido em um copo com água.
Duração do tratamento: a critério médico.

Conduta na Superdosagem do Artoglico

Não é conhecido antídoto28 específico para glicosamina. Em caso de superdosagem recomendam-se as medidas de suporte clínico.

VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA

Reg. MS nº 1.3569.0280

Farm. Resp.: Dr. Adriano Pinheiro Coelho. CRF-SP n° 22.883

Fabricado por: EMS S/A
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08
Bairro Chácara Assay - CEP: 13186-901 - Hortolândia/SP
" Lote, Fabricação e Validade: vide cartucho"

Artoglico - Laboratório

EMS S/A
Rod. Jornalista F. A. Proença, km 08. Bairro Chácara Assay.
Hortolândia/SP - CEP: 13186-901
Site: http://www.ems.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "EMS S/A"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Sorbitol: Adoçante com quatro calorias por grama. Substância produzida pelo organismo em pessoas com diabetes e que pode causar danos aos olhos e nervos.
2 Fenilcetonúricos: Portadores da doença fenilcetonúria.
3 Fenilalanina: É um aminoácido natural, encontrado nas proteínas vegetais e animais, essencial para a vida humana.
4 Artrose: Também chamada de osteoartrose ou processo degenerativo articular, resulta de um processo anormal entre a destruição cartilaginosa e a reparação da mesma. Entende-se por cartilagem articular, um tipo especial de tecido que reveste a extremidade de dois ossos justapostos que possuem algum grau de movimentação entre eles, sua função básica é a de diminuir o atrito entre duas superfícies ósseas quando estas executam qualquer tipo de movimento, funcionando como mecanismo de absorção de choque. O estado de hidratação da cartilagem e a integridade da mesma, é fator preponderante para o não desenvolvimento da artrose.
5 Rótula: 1. Em ortopedia, é o osso sesamoide situado na parte anterior do joelho; atualmente recebeu a nova denominação de patela. 2. Na anatomia zoológica, nos arácnidos, é o segmento entre a tíbia e o fêmur.
6 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
7 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
8 Diarréia: Aumento do volume, freqüência ou quantidade de líquido nas evacuações.Deve ser a manifestação mais freqüente de alteração da absorção ou transporte intestinal de substâncias, alterações estas que em geral são devidas a uma infecção bacteriana ou viral, a toxinas alimentares, etc.
9 Náusea: Vontade de vomitar. Forma parte do mecanismo complexo do vômito e pode ser acompanhada de sudorese, sialorréia (salivação excessiva), vertigem, etc.
10 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
11 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
12 Analgésicos: Grupo de medicamentos usados para aliviar a dor. As drogas analgésicas incluem os antiinflamatórios não-esteróides (AINE), tais como os salicilatos, drogas narcóticas como a morfina e drogas sintéticas com propriedades narcóticas, como o tramadol.
13 Fenilcetonúria: A Fenilcetonúria é uma doença genética caracterizada pelo defeito ou ausência da enzima fenilalanina hidroxilase (PAH). Esta proteína catalisa o processo de conversão da fenilalanina em tirosina. A tirosina está envolvida na síntese da melanina. Esta doença pode ser detectada logo após o nascimento através de triagem neonatal (conhecida como Teste do Pezinho). Nesta doença, alguns alimentos podem intoxicar o cérebro e causar um quadro de retardo mental irreversível. As crianças que nascem com ela têm um problema digestivo no fígado. Há um odor corporal forte e vômitos após as refeições. Seu tratamento consiste em retirar a fenilalanina da alimentação por toda a vida.
14 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
15 Cartilagem Articular:
16 Líquido sinovial: Gel viscoso e transparente que lubrifica as estruturas que banha, minorando o atrito entre elas. Ele é encontrado na cavidade da cápsula articular.
17 Degenerativo: Relativo a ou que provoca degeneração.
18 Articulação: 1. Ponto de contato, de junção de duas partes do corpo ou de dois ou mais ossos. 2. Ponto de conexão entre dois órgãos ou segmentos de um mesmo órgão ou estrutura, que geralmente dá flexibilidade e facilita a separação das partes. 3. Ato ou efeito de articular-se. 4. Conjunto dos movimentos dos órgãos fonadores (articuladores) para a produção dos sons da linguagem.
19 Glicose: Uma das formas mais simples de açúcar.
20 Permeabilidade: Qualidade dos corpos que deixam passar através de seus poros outros corpos (fluidos, líquidos, gases, etc.).
21 Cápsula articular: É uma membrana conjuntiva que envolve as articulações sinoviais, sendo constituída por duas camadas, uma externa ou fibrosa e outra interna ou sinovial.
22 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
23 Membrana Sinovial: Membrana interna de uma cápsula articular, que reveste uma articulação móvel e livre. É frouxamente ligada à cápsula fibrosa externa e secreta LÍQUIDO SINOVIAL. Sinônimos: Sinovium; Sinóvio
24 Cartilagem: Tecido resistente e flexível, de cor branca ou cinzenta, formado de grandes células inclusas em substância que apresenta tendência à calcificação e à ossificação.
25 Trófica: Relativo à nutrição. Em biologia, é relativo a ou próprio de alimento ou do processo de alimentação.
26 Tecido Ósseo: TECIDO CONJUNTIVO especializado, principal constituinte do ESQUELETO. O componente celular básico (principle) do osso é constituído por OSTEOBLASTOS, OSTEÓCITOS e OSTEOCLASTOS, enquanto COLÁGENOS FIBRILARES e cristais de hidroxiapatita formam a MATRIZ ÓSSEA.
27 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
28 Antídoto: Substância ou mistura que neutraliza os efeitos de um veneno. Esta ação pode reagir diretamente com o veneno ou amenizar/reverter a ação biológica causada por ele.

Tem alguma dúvida sobre Artoglico?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.