BAND-AID SPRAY ANTI-SÉPTICO

Johnson & Johnson

Atualizado em 03/06/2015

- Bula do Profissional de Saúde1

Princípio Ativo de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Lidocaína e BenzalcônioBand-aids prayanti-séptico (Johnson&Johnson)

Identificação de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® SPRAY ANTI-SÉPTICO
cloridrato de lidocaína e cloreto de benzalcônio

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Band-Aid Spray Anti-Séptico

USO ADULTO E PEDIÁTRICO

USO TÓPICO2 EXTERNOLíquido pulverizável - frasco contendo 50 mL dotado de válvula vaporizadora.
Cada mL da solução contém 20 mg de cloridrato de lidocaína e 1,3 mg de cloreto de benzalcônio.
Excipientes: água purificada, Aloe barbadensis, citrato de sódio, cloreto de sódio, edetato dissódico e poloxamer 188.

Informações Técnicas Aos Profissionais de Saúde1 de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Características Farmacológicas de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Propriedades FarmacodinâmicasO cloreto de benzalcônio é um anti-séptico de amônio quaternário com propriedades e usos característicos de surfactantes catiônicos em geral. Esses surfactantes decompõem-se em solução aquosa em um cátion complexo e relativamente amplo, que é responsável pela atividade de superfície, e um ânion inativo menor. Em adição às propriedades detergentes e emulsificantes, os compostos de amônio quaternário tem atividade bactericida contra bactérias Gram-positivas e, em uma concentração mais elevada, contra algumas bactérias Gram-negativas. Algumas sub-espécies de Pseudomonas são particularmente resistentes assim como as cepas3 de Mycobacterium Tuberculosis. São ineficazes contra esporos4 bacterianos, tem atividade antifúngica variável, e são efetivos contra alguns vírus5.

Os compostos de amônio quaternário são mais efetivos em solução neutra ou levemente alcalina, e sua atividade bactericida é consideravelmente reduzida em meio ácido; sua atividade é realçada por álcoois.

Como outros compostos de amônio quaternário, notadamente o cloreto de benzalcônio tem sido utilizado para limpeza de pele6, feridas e queimaduras.

O cloridrato de lidocaína é um anestésico local, que atua bloqueando reversivelmente o impulso nervoso. Nas condições de uso, em meio aquoso, a razão da base não ionizada em relação à forma catiônica depende do pKa do composto (entre 7,6 e 9,0) e do fluído do tecido7. A base não ionizada penetra no revestimento nervoso, após o re-equilíbrio do pH interno do axônio8, o cátion carregado é quantitativamente o principal agonista9 que reduz o bloqueio nervoso, impedindo a propagação do estímulo.

Propriedades Farmacocinéticas
O cloreto de benzalcônio é fracamente absorvido pela pele6. Alguns relatórios sobre a absorção percutânea em recém-nascidos e crianças incluem um estudo no qual o cloreto de benzalcônio foi detectado em baixas concentrações no sangue10 venoso de 5 de 24 crianças, após a lavagem das mesmas com uma preparação contendo cloreto de benzalcônio a 4%; não foram observados efeitos adversos. Baixas concentrações têm sido detectadas no sangue10 venoso de recém-nascidos após o uso tópico2 de um pó contendo cloreto de benzalcônio a 1%.

O cloridrato de lidocaína é rapidamente absorvido por membranas mucosas11 e através da pele6 danificada. A absorção através da pele6 intacta é fraca.

Após uma dose intravenosa, a lidocaína é rapidamente e amplamente distribuída nos tecidos altamente perfundidos, seguindo-se pela redistribuição no músculo esquelético12 e tecido adiposo13. A lidocaína está ligada às proteínas14 plasmáticas, incluindo alfa-1-glicoproteína ácida (AAG). A extensão da ligação é variável, porém é de aproximadamente 66%. A ligação da proteína plasmática da lidocaína depende em parte das concentrações de lidocaína e AAG. Qualquer alteração na concentração AAG pode afetar grandemente as concentrações plasmáticas da lidocaína.

Resultados de Eficácia de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Gainor et. all mostram que o cloreto de benzalcônio é superior à solução salina e outros detergentes/surfactantes testados para desinfetar aglomerados de bactérias. Essa atividade pode ser explicada devido as propriedades germicidas e detergentes do cloreto de benzalcônio. Os estudos ainda mostraram que o cloreto de benzalcônio é efetivo para a erradicação de cepas3 vivas de S. aureus, S. epidermidis e P. aeruginosa de matérias orgânicas e inorgânicas. Deve-se notar que algumas cepas3 de P. aeruginosa e Mycobacterium tuberculosis são resistentes e que esse desinfetante não é efetivo contra organismos formadores de esporos4. 1

As ações farmacológicas da lidocaína são descritas por Goodman e Gilman. A lidocaína possui uma ação rápida, mais intensa, de longa duração e por uma maior extensão que uma concentração semelhante de procaína. Diferentemente da procaína, a lidocaína é uma aminoetilamina. É um agente de escolha portanto, para indivíduos sensíveis aos anestésicos locais do tipo éster.2

Referências

Ref1. Gainor, B.J, et al. Benzalkonium Chloride: A Potencial Disinfecting Irrigation Solution. Journal of Orthopedic Trauma. Lippincott - Raven Publishers: Philadelphia, 1997. Vol. 11, No. 2, pp. 121-125.

Ref2. Gilman, A.G, et al. Goodman and Gilman's - The Pharmacological Basis of Therapeutics. Macmillan Publishing Co., Inc.: New York, 1980. p. 308.

Indicações de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® Spray Anti-Séptico é indicado para tratar pequenos ferimentos em geral. Combate os germes e as bactérias, ao mesmo tempo que alivia temporariamente a dor.

Contra-Indicações de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® Spray Anti-Séptico não deve ser administrado a pacientes com hipersensibilidade conhecida ao cloridrato de lidocaína, cloreto de benzalcônio ou qualquer outro componente da fórmula.

Modo de Usar e Cuidados de Conservação Depois de Aberto de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Uso tópico2 externo. Após aberto, conservar em local seco e fresco e com a sobre-tampa devidamente acoplada à válvula. Não usar o produto com o prazo de validade expirado.

Segurar o frasco com a válvula para cima, pressionar de 2 a 3 vezes a uma distância de 5 a 10 cm do ferimento.

Posologia de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: aplicar sobre a área afetada, não mais que 3 a 4 vezes por dia.

Advertências de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Somente para uso externo. Em caso de ferimentos profundos, mordidas de animais, ou queimaduras graves, consultar um médico. Interromper o uso e procurar um médico se os sintomas15 persistirem por mais de 7 dias ou piorarem. Usar uma quantidade suficiente, somente nas regiões afetadas.

Este medicamento não deve ser utilizado na região dos olhos16 ou em grandes áreas do corpo.

Em caso de ingestão acidental, procurar imediatamente um médico, levando consigo a bula deste medicamento.Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Uso em Idosos, Crianças e Outros Grupos de Risco de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Não usar em crianças menores de 2 anos de idade.

Interações Medicamentosas de Band-Aid Spray Anti-Séptico

O cloreto de benzalcônio é incompatível com sabões e outros surfactantes aniônicos, citratos, iodatos, nitratos, permanganatos, salicilatos, sais de prata e tartaratos. Foram observadas outras incompatibilidades com algumas misturas comerciais de borracha, plástico, e outras substâncias como alumínio, roupas de algodão, peróxido de hidrogênio, lanolina e algumas sulfonamidas.

Reações Adversas a Medicamentos de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Em concentrações usualmente utilizadas na pele6, o cloreto de benzalcônio geralmente não causa irritações, mas aplicações repetidas e prolongadas não são indicadas, uma vez que o cloreto de benzalcônio pode provocar hipersensibilidade em alguns pacientes.

A absorção da lidocaína através das mucosas11 e superfícies lesadas é relativamente alta, podendo provocar efeitos sobre o Sistema Nervoso Central17 (SNC18) e sobre o sistema cardiovascular19.

Superdose de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Caso ocorram reações indesejadas (vermelhidão, coceira, descamação20 da pele6) decorrentes do uso excessivo e/ou prolongado, interromper imediatamente o uso.

Embora raramente e somente se aplicada em grandes extensões de pele6 danificada e/ou mucosa21, a lidocaína pode causar efeitos sistêmicos22.

Armazenagem de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Conservar na embalagem original, em local fresco.

Dizeres Legais de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Registro M.S.: 1.0187.0255.005-1
Farmacêutico(a) responsável: Marcos Raymundo Pereira - CRF/SP-12304
JOHNSON & JOHNSON INDUSTRIAL LTDA.
Rodovia Presidente Dutra, km 154
São José dos Campos - SP
Indústria Brasileira
®Marca Registrada
SAC 0800 78 6767

Bula do Paciente de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Princípio Ativo de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Lidocaína e BenzalcônioBand-aids prayanti-séptico (Johnsone Johnson)

Identificação de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® SPRAY ANTI-SÉPTICO
cloridrato de lidocaína e cloreto de benzalcônio

Formas Farmacêuticas e Apresentações de Band-Aid Spray Anti-Séptico

USO ADULTO E PEDIÁTRICOUSO TÓPICO2 EXTERNO
Líquido pulverizável - frasco contendo 50 mL dotado de válvula vaporizadora.
Cada mL da solução contém 20 mg de cloridrato de lidocaína e 1,3 mg de cloreto de benzalcônio.
Excipientes: água purificada, Aloe barbadensis, citrato de sódio, cloreto de sódio, edetato dissódico e poloxamer 188.

Informações ao Paciente de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Como Este Medicamento Funciona de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® Spray Anti-Séptico contém as seguintes substâncias: - cloreto de benzalcônio: anti-séptico que limpa pequenos ferimentos e combate bactérias e - cloridrato de lidocaína: anestésico que bloqueia temporariamente o impulso nervoso, aliviando a dor de pequenos ferimentos, de arranhões ou de pequenas queimaduras.

Por Que Este Medicamento Foi Indicado de Band-Aid Spray Anti-Séptico

BAND-AID® Spray Anti-Séptico serve para tratar pequenos ferimentos em geral. Este medicamento combate os germes e as bactérias e, ao mesmo tempo, alivia a dor temporariamente.

Quando Não Devo Usar Este Medicamento de Band-Aid Spray Anti-Séptico

CONTRA-INDICAÇÕESNão use BAND-AID® Spray Anti-Séptico se houver hipersensibilidade (sensibilidade excessiva ou alergia23) ao cloridrato de lidocaína, ao cloreto de benzalcônio ou aos excipientes (substância acrescentada na fórmula de alguns medicamentos) da fórmula.
ADVERTÊNCIAS
Interrompa o uso deste medicamento e procure um médico, se os sintomas15 persistirem por mais de 7 dias ou se piorarem.
Em caso de ingestão acidental, procure imediatamente um médico e leve a bula deste medicamento.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.
PRECAUÇÕES
Este medicamento serve somente para uso externo. Consulte um médico em caso de ferimentos profundos, mordidas de animais, ou queimaduras graves.
Não se deve usar este medicamento na região dos olhos16 ou em grandes áreas do corpo. Use somente uma quantidade suficiente deste medicamento nas regiões afetadas.

INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS
Não se deve usar cloreto de benzalcônio com sabões e com outros detergentes em geral, tais como, aniônicos, citratos, iodatos, nitratos, permanganatos, salicilatos, sais de prata e tartaratos.
Observaram-se outras incompatibilidades com algumas misturas comerciais de borracha, de plástico, e de outras substâncias, como alumínio, roupas de algodão, peróxido de hidrogênio (água oxigenada), lanolina e algumas sulfonamidas.
Este medicamento é contra-indicado em crianças menores de 2 anos de idade.
Informe ao médico o aparecimento de reações indesejáveis.

Como Devo Usar Este Medicamento de Band-Aid Spray Anti-Séptico

ASPECTO FÍSICO
Você pode encontrar este medicamento sob a forma líquida, como uma solução clara e incolor (sem cor).
CARACTERÍSTICAS ORGANOLÉPTICAS
Não se aplica.
DOSAGEM
Adultos e crianças acima de 2 anos de idade: aplique este medicamento sobre a área afetada, não mais que 3 a 4 vezes por dia.

COMO USAR
Segure o frasco com a válvula para cima e pressione de 2 a 3 vezes a uma distância de 5 a 10 cm do ferimento.
Siga corretamente o modo de usar. Não desaparecendo os sintomas15, procure orientação médica.
Não use o medicamento com prazo de validade vencido. Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

Quais Os Males Que Este Medicamento Pode Causar de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Em concentrações usadas na pele6, o cloreto de benzalcônico, geralmente, não causa irritações, mas aplicações repetidas e prolongadas não são indicadas, porque o cloreto de benzalcônio pode provocar reação alérgica24 em alguns pacientes.A absorção da lidocaína, através das mucosas11 e das superfícies lesadas, é relativamente alta e pode provocar efeitos sobre o Sistema Nervoso Central17 (SNC18) e sobre o sistema cardiovascular19.

O Que Fazer Se Alguém Usar Uma Grande Quantidade Deste Medicamento de Uma Só Vez de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Caso ocorram reações indesejadas (vermelhidão, coceira, descamação20 da pele6), decorrentes do uso excessivo e/ou prolongado, interrompa imediatamente o uso deste medicamento e procure um médico.

Onde e Como Devo Guardar Este Medicamento de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Conserve na embalagem original e em local fresco.TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

Dizeres Legais de Band-Aid Spray Anti-Séptico

Registro M.S.: 1.0187.0255.005-1
Farmacêutico(a) responsável: Marcos Raymundo Pereira - CRF/SP-12304
JOHNSON & JOHNSON INDUSTRIAL LTDA.

Rodovia Presidente Dutra, km 154
São José dos Campos - SP
Indústria Brasileira
®Marca Registrada
SAC 0800 78 6767

BAND-AID SPRAY ANTI-SÉPTICO - Laboratório

Johnson & Johnson
Rua Gerivatiba, 207
São Paulo/SP - CEP: 05501-900
Tel: (11 3)030-8122
Site: http://www.jj.com/home.html

Ver outros medicamentos do laboratório "Johnson & Johnson"

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
2 Tópico: Referente a uma área delimitada. De ação limitada à mesma. Diz-se dos medicamentos de uso local, como pomadas, loções, pós, soluções, etc.
3 Cepas: Cepa ou estirpe é um termo da biologia e da genética que se refere a um grupo de descendentes com um ancestral comum que compartilham semelhanças morfológicas e/ou fisiológicas.
4 Esporos: Estruturas unicelulares e uninucleares, resistentes ao calor e à dessecação, capazes de germinar em determinadas condições e reproduzirem assexuadamente o indivíduo que as originou.
5 Vírus: Pequeno microorganismo capaz de infectar uma célula de um organismo superior e replicar-se utilizando os elementos celulares do hospedeiro. São capazes de causar múltiplas doenças, desde um resfriado comum até a AIDS.
6 Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.
7 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
8 Axônio: Prolongamento único de uma célula nervosa. Os axônios atuam como condutores dos impulsos nervosos e só possuem ramificações na extremidade. Em toda sua extensão, o axônio é envolvido por um tipo celular denominado célula de Schwann.
9 Agonista: 1. Em farmacologia, agonista refere-se às ações ou aos estímulos provocados por uma resposta, referente ao aumento (ativação) ou diminuição (inibição) da atividade celular. Sendo uma droga receptiva. 2. Lutador. Na Grécia antiga, pessoa que se dedicava à ginástica para fortalecer o físico ou como preparação para o serviço militar.
10 Sangue: O sangue é uma substância líquida que circula pelas artérias e veias do organismo. Em um adulto sadio, cerca de 45% do volume de seu sangue é composto por células (a maioria glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas). O sangue é vermelho brilhante, quando oxigenado nos pulmões (nos alvéolos pulmonares). Ele adquire uma tonalidade mais azulada, quando perde seu oxigênio, através das veias e dos pequenos vasos denominados capilares.
11 Mucosas: Tipo de membranas, umidificadas por secreções glandulares, que recobrem cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
12 Músculo Esquelético: Subtipo de músculo estriado fixado por TENDÕES ao ESQUELETO. Os músculos esqueléticos são inervados e seu movimento pode ser conscientemente controlado. Também são chamados de músculos voluntários.
13 Tecido Adiposo: Tecido conjuntivo especializado composto por células gordurosas (ADIPÓCITOS). É o local de armazenamento de GORDURAS, geralmente na forma de TRIGLICERÍDEOS. Em mamíferos, existem dois tipos de tecido adiposo, a GORDURA BRANCA e a GORDURA MARROM. Suas distribuições relativas variam em diferentes espécies sendo que a maioria do tecido adiposo compreende o do tipo branco.
14 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
15 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
16 Olhos:
17 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
18 SNC: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
19 Sistema cardiovascular: O sistema cardiovascular ou sistema circulatório sanguíneo é formado por um circuito fechado de tubos (artérias, veias e capilares) dentro dos quais circula o sangue e por um órgão central, o coração, que atua como bomba. Ele move o sangue através dos vasos sanguíneos e distribui substâncias por todo o organismo.
20 Descamação: 1. Ato ou efeito de descamar(-se); escamação. 2. Na dermatologia, fala-se da eliminação normal ou patológica da camada córnea da pele ou das mucosas. 3. Formação de cascas ou escamas, devido ao intemperismo, sobre uma rocha; esfoliação térmica.
21 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
22 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.
23 Alergia: Reação inflamatória anormal, perante substâncias (alérgenos) que habitualmente não deveriam produzi-la. Entre estas substâncias encontram-se poeiras ambientais, medicamentos, alimentos etc.
24 Reação alérgica: Sensibilidade a uma substância específica, chamada de alérgeno, com a qual se entra em contato por meio da pele, pulmões, deglutição ou injeções.
Artigos relacionados

Tem alguma dúvida sobre BAND-AID SPRAY ANTI-SÉPTICO?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.