ALTROX

Torrent do Brasil Ltda.

Atualizado em 03/06/2015

ALTROX
USO ADULTO

Composição de Altrox

Cada comprimido de 0,25 mg contém:Alprazolam ....................0,25 mg
Excipientes: Lactose1, Amido de Milho, polivinilpirrolidona (K-30), Dioctilsulfosuccinato de sódio, Estearato de Magnésio, Talco, Corante Amarelo Tartrazina, Água purificada.
Cada comprimido de 0,5 mg contém:
Alprazolam ....................0,5 mg
Excipientes: Lactose1, Amido de Milho, polivinilpirrolidona (K-30), Dioctilsulfosuccinato de sódio, Estearato de Magnésio, Talco, Corante Amarelo Crepúsculo, Água purificada.
Cada comprimido de 1 mg contém:
Alprazolam ....................1 mg
Excipientes: Lactose1, Amido de Milho, polivinilpirrolidona (K-30), Dioctilsulfosuccinato de sódio, Estearato de Magnésio, Talco, Água purificada.

Informações ao Paciente de Altrox

Ação esperada do medicamento:
Tratamento de estados de ansiedade. Os sintomas2 de ansiedade podem incluir: ansiedade, tensão, medo, apreensão, intranqüilidade, dificuldades de concentração, irritabilidade, insônia, e (ou) hiperatividade neurovegetativa, resultando em manifestações somáticas variadas.
Cuidados no Armazenamento:
O medicamento deve ser conservado em temperatura ambiente (entre 15ºC e 30ºC), ao abrigo da luz e umidade.
Prazo de validade:
O prazo de validade está indicado na embalagem externa do produto. Não use medicamento com prazo de validade vencido.
Gravidez3 e lactação4:
O produto não deve ser administrado durante a gravidez3 e lactação4. "Informe o seu médico a ocorrência de gravidez3 na vigência do tratamento ou após o seu término".
Uso durante a gravidez3:
Em vários estudos foi sugerido um risco de malformações5 congênitas6 associadas com tranqüilizantes menores (Clorodiazepóxido, Diazepam e Meprobamato) durante o primeiro trimestre de gravidez3. Em vista de o uso destas drogas se constituir raramente em um caso de urgência7, a administração de ALTROX durante a gravidez3 deve sempre ser evitada. Deve-se considerar a possibilidade de paciente potencialmente fértil estar grávida na época da instituição da terapia. A paciente deve ser advertida para, no caso de gravidez3, contatar seu médico acerca de sua decisão em descontinuar o tratamento com a droga.
Uso durante a amamentação8:
Como regra geral, a amamentação8 não deve ser efetuada quando a paciente estiver recebendo o medicamento pois muitas drogas são excretadas no leite humano. "Informar ao médico se está amamentando"
Cuidados de administração:
Siga a orientação do seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento.
Interrupção do tratamento:
Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.
Reações adversas:
Informe seu médico o aparecimento de reações desagradáveis.

Todo Medicamento Deve Ser Mantido Fora do Alcance das Crianças de Altrox

Ingestão concomitante com outras substâncias:A ingestão de álcool pode Potencializar os efeitos do ALTROX, sendo portanto, desaconselhável seu uso durante o tratamento.
Contra-indicações e precauções:
O produto é contra-indicado a pacientes sensíveis ao princípio ativo ou a qualquer um dos excipientes e a pacientes com miastenia9 gravis. Os pacientes em uso do medicamento não devem dirigir veículos, ou operar maquinaria perigosa. Deve-se tomar cuidado no tratamento de pessoas com problemas de rins10 e fígado11.
*"Este produto contém o corante amarelo de TARTRAZINA que pode causar reações de natureza alérgica, entre as quais asma12 brônquica, especialmente em pessoas alérgicas ao Ácido Acetil Salicílico."
NÃO DEVE SER USADO DURANTE A GRAVIDEZ3 E LACTAÇÃO4.
NÃO TOME REMÉDIOS SEM O CONHECIMENTO DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA SUA SAÚDE13.

Informações Técnicas de Altrox

Os comprimidos de ALTROX contêm um agente ansiolítico cujo nome químico é 8-cloro-1-metil-6-fenil-4H-s-triazolo [4,3-a] [1,4] benzodiazepina. O ALTROX é rapidamente absorvido após administração oral. As concentrações/pico no plasma14 ocorrem no período de uma a duas horas. A vida média de ALTROX é de 12-15 horas. ALTROX e seus metabólitos15 são excretados principalmente pela urina16. Estudos clínicos em voluntários sãos demonstraram que doses únicas de ALTROX tão altas quanto 4 mg, produzem efeitos que somente podem ser considerados como uma extensão de sua atividade farmacológica. Não foram observados quaisquer efeitos clínicos significativos no sistema cardiovascular17 ou respiratório. Estudos de laboratório sobre o sono no homem mostraram que ALTROX diminuiu a latência18 do sono, aumentou a sua duração e diminuiu o número de despertares noturnos. ALTROX produziu uma ligeira diminuição em ambas as etapas, três e quatro, assim como o movimento ocular rápido, em outras palavras, interfere com o sono paradoxal19. ALTROX não afetou os tempos de protrombina20 ou os níveis de warfarina no plasma14 em voluntários masculinos, aos quais se administrou warfarina sódica oral. In vitro, ALTROX está ligado (80%) à proteína sérica humana,e desta forma pode interferir com outros medicamentos que se liguem a proteínas21 plasmáticas.

Indicações de Altrox

ALTROX é indicado no tratamento de estados de ansiedade. ALTROX não deve ser administrado a pacientes com sintomas2 psicóticos. Os sintomas2 de ansiedade podem variavelmente incluir: ansiedade, tensão, medo, apreensão, intranqüilidade, dificuldade de concentração, irritabilidade, insônia e/ou hiperatividade neurovegetativa, resultando em manifestações somáticas variadas. ALTROX também é indicado no tratamento dos estados de ansiedade associados com outras manifestações como a abstinência do álcool. A eficácia de ALTROX para uso prolongado excedendo a 6 meses não foi estabelecida por ensaios clínicos22 sistemáticos. O médico deve periodicamente reavaliar a utilidade do medicamento para o paciente individual.

Contra-Indicações de Altrox

ALTROX é contra-indicado a pacientes sensíveis às benzodiazepinas e em pacientes portadores de miastenia9 gravis. ALTROX é contraindicado durante a gravidez3.

Precauções de Altrox

A exemplo de outras drogas que atuam sobre o sistema nervoso central23, os pacientes sob terapia com ALTROX devem ser advertidos para não operarem veículos motorizados ou maquinaria perigosa até que se tenha certeza de que não experimentam sonolência ou tontura24 enquanto recebem este medicamento. A dose de ALTROX deve ser gradualmente reduzida, visto que a suspensão abrupta de qualquer agente ansiolítico pode resultar em sintomas2 similares aos mesmos sintomas2 que são objeto do tratamento. Os sinais25 e sintomas2 de suspensão abrupta podem incluir: ansiedade, agitação, irritabilidade, tensão, insônia e, ocasionalmente, convulsões. Deve-se tomar as precauções usuais no tratamento de pacientes com função renal26 ou hepática27 prejudicada. Não foram estabelecidas segurança e eficácia de ALTROX em pacientes com menos de 18 anos.Carcinogênese: nenhuma evidência de potencial carcinogênico foi observada em camundongos durante um estudo de 24 meses com ALTROX.
Uso durante a gravidez3: em vários estudos foi sugerido um risco de malformações5 congênitas6 associadas com tranqüilizantes menores (Clorodiazepóxido, Diazepam e Meprobamato) durante o primeiro trimestre de gravidez3. Em vista de o uso destas drogas se constituir raramente em um caso de urgência7, a administração de ALTROX (alprazolam) durante a gravidez3 deve sempre ser evitada. Deve-se considerar a possibilidade de paciente potencialmente fértil estar grávida na época da instituição da terapia. A paciente deve ser advertida para, no caso de gravidez3, contatar seu médico acerca de sua decisão em descontinuar o tratamento com a droga.
Uso durante a amamentação8: como regra geral, a amamentação8 não deve ser efetuada quando a paciente estiver recebendo o medicamento pois muitas drogas são excretadas no leite humano.

Advertências de Altrox

ALTROX não é recomendado sua administração para pacientes28 cujo principal diagnóstico29 seja a psicose30. Indivíduos com tendência para o abuso de drogas, tais como alcoólatras e toxicômanos, devem ser cuidadosamente observados enquanto receberem benzodiazepinas, por causa de sua predisposição para o hábito e dependência.

Interações Medicamentosas de Altrox

As benzodiazepinas, incluindo ALTROX, produzem efeitos, depressores do Sistema Nervoso Central23 quando co-administradas com drogas, tais como barbitúricos, álcool ou anti-histamínicos ou outros benzodiazepínicos.

Reações Adversas de Altrox

As reações adversas, se ocorrerem, são geralmente observadas no início da terapia e desaparecem, usualmente, com a continuação do tratamento ou redução da dose. A reação adversa mais comum verificada com ALTROX foi a sonolência. As reações adversas menos freqüentes foram: aturdimento, visão31 turva, desordens de coordenação, vários sintomas2 gastrintestinais e manifestações neurovegetativas. A exemplo de outras benzodiazepinas, reações paradoxais como estimulação, agitação, dificuldades de concentração, confusão, alucinações32, ou outros efeitos adversos de comportamento podem se apresentar em raras ocasiões e ao acaso. Pode ainda ocorrer prurido33, incontinência34 ou retenção urinária35, alterações de libido36 e irregularidades menstruais.

Posologia de Altrox

A dose ótima de ALTROX deve ser individualizada com base na severidade dos sintomas2 e na resposta individual do paciente. A dose habitual é suficiente para as necessidades da maioria dos pacientes. Nos poucos pacientes que requeiram doses mais elevadas, estas deverão ser aumentadas com cautela, a fim de evitar efeitos adversos. Quando for requerida uma dose mais alta, deverá ser aumentada a dose que for administrada à noite, antes de ser aumentada a dose administrada durante o dia. Em geral, os pacientes que não tenham sido previamente tratados com medicação psicotrópica necessitarão de doses menores que aqueles previamente tratados com tranqüilizantes menores, antidepressores ou hipnóticos, ou aqueles que tiveram antecedentes de alcoolismo crônico37. Recomenda-se que seja seguido o costume geral de usar a dose eficaz mais baixa para os pacientes idosos ou debilitados, para evitar o desenvolvimento de sedação38 excessiva ou ataxia39.
Adultos:
Dose inicial: 0,25 mg a 0,5 mg, administrados três vezes ao dia (se ocorrerem efeitos colaterais40, a dose deve ser diminuída); limites da dose habitual: 0,5 mg a 4,5 mg ao dia, administrados em doses divididas.
Pacientes idosos ou na presença de condição debilitante:
Dose inicial: 0,25 mg, administrados duas ou três vezes ao dia (se ocorrerem efeitos colaterais40, a dose deve ser diminuída); limites da dose habitual: 0,5 mg a 0,75 mg ao dia, administrados em doses divididas (poderão ser gradualmente aumentadas se necessário e tolerado).

Superdosagem de Altrox

Manifestações decorrentes de superdose de ALTROX incluem extensão de sua atividade farmacológica, isto é, ataxia39 e sonolência. Indica-se a indução do vômito41 e/ou lavagem gástrica42. Como em todos os casos de superdose, a respiração, as pressões sangüíneas e do pulso devem ser monitorizadas e apoiadas por medidas gerais, quando necessário.
Podem-se administrar fluidos intravenosos mantendo-se ventilação43 adequada para as vias respiratórias. Experimentos efetuados em animais indicaram que pode ocorrer colapso44 cardiopulmonar após grandes doses intravenosas de ALTROX (cerca de 195 mg/kg; mais que 2.000 vezes a dose máxima diária para seres humanos). Os animais puderam ser reanimados com ventilação43 mecânica positiva e infusão endovenosa delevarterenol. Outros estudos efetuados em animais sugeriram que a diurese45 forçada ou hemodiálise46 se mostraram provavelmente de pouco valor no tratamento da superdose. A exemplo da superdose com qualquer outra droga, deve-se ter em mente que múltiplos agentes podem ter sido ingeridos.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA, SÓ PODE SER VENDIDO COM RETENÇÃO DA RECEITA

ALTROX - Laboratório

Torrent do Brasil Ltda.
Av. Tamboré, 1180, Módulo A5.
Baurueri - SP/SP
Tel: 0800-7708818
Site: http://www.torrent.com.br

Ver outros medicamentos do laboratório "Torrent do Brasil Ltda."

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lactose: Tipo de glicídio que possui ligação glicosídica. É o açúcar encontrado no leite e seus derivados. A lactose é formada por dois carboidratos menores, chamados monossacarídeos, a glicose e a galactose, sendo, portanto, um dissacarídeo.
2 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
3 Gravidez: Condição de ter um embrião ou feto em desenvolvimento no trato reprodutivo feminino após a união de ovo e espermatozóide.
4 Lactação: Fenômeno fisiológico neuro-endócrino (hormonal) de produção de leite materno pela puérpera no pós-parto; independente dela estar ou não amamentando.Toda mulher após o parto tem produção de leite - lactação; mas, infelizmente nem todas amamentam.
5 Malformações: 1. Defeito na forma ou na formação; anomalia, aberração, deformação. 2. Em patologia, é vício de conformação de uma parte do corpo, de origem congênita ou hereditária, geralmente curável por cirurgia. Ela é diferente da deformação (que é adquirida) e da monstruosidade (que é incurável).
6 Congênitas: 1. Em biologia, o que é característico do indivíduo desde o nascimento ou antes do nascimento; conato. 2. Que se manifesta espontaneamente; inato, natural, infuso. 3. Que combina bem com; apropriado, adequado. 4. Em termos jurídicos, é o que foi adquirido durante a vida fetal ou embrionária; nascido com o indivíduo. Por exemplo, um defeito congênito.
7 Urgência: 1. Necessidade que requer solução imediata; pressa. 2. Situação crítica ou muito grave que tem prioridade sobre outras; emergência.
8 Amamentação: Ato da nutriz dar o peito e o lactente mamá-lo diretamente. É um fenômeno psico-sócio-cultural. Dar de mamar a; criar ao peito; aleitar; lactar... A amamentação é uma forma de aleitamento, mas há outras formas.
9 Miastenia: Perda das forças musculares ocasionada por doenças musculares inflamatórias. Por ex. Miastenia Gravis. A debilidade pode predominar em diferentes grupos musculares segundo o tipo de afecção (debilidade nos músculos extrínsecos do olho, da pelve, ou dos ombros, etc.).
10 Rins: Órgãos em forma de feijão que filtram o sangue e formam a urina. Os rins são localizados na região posterior do abdômen, um de cada lado da coluna vertebral.
11 Fígado: Órgão que transforma alimento em energia, remove álcool e toxinas do sangue e fabrica bile. A bile, produzida pelo fígado, é importante na digestão, especialmente das gorduras. Após secretada pelas células hepáticas ela é recolhida por canalículos progressivamente maiores que a levam para dois canais que se juntam na saída do fígado e a conduzem intermitentemente até o duodeno, que é a primeira porção do intestino delgado. Com esse canal biliar comum, chamado ducto hepático, comunica-se a vesícula biliar através de um canal sinuoso, chamado ducto cístico. Quando recebe esse canal de drenagem da vesícula biliar, o canal hepático comum muda de nome para colédoco. Este, ao entrar na parede do duodeno, tem um músculo circular, designado esfíncter de Oddi, que controla o seu esvaziamento para o intestino.
12 Asma: Doença das vias aéreas inferiores (brônquios), caracterizada por uma diminuição aguda do calibre bronquial em resposta a um estímulo ambiental. Isto produz obstrução e dificuldade respiratória que pode ser revertida de forma espontânea ou com tratamento médico.
13 Saúde: 1. Estado de equilíbrio dinâmico entre o organismo e o seu ambiente, o qual mantém as características estruturais e funcionais do organismo dentro dos limites normais para sua forma de vida e para a sua fase do ciclo vital. 2. Estado de boa disposição física e psíquica; bem-estar. 3. Brinde, saudação que se faz bebendo à saúde de alguém. 4. Força física; robustez, vigor, energia.
14 Plasma: Parte que resta do SANGUE, depois que as CÉLULAS SANGÜÍNEAS são removidas por CENTRIFUGAÇÃO (sem COAGULAÇÃO SANGÜÍNEA prévia).
15 Metabólitos: Qualquer composto intermediário das reações enzimáticas do metabolismo.
16 Urina: Resíduo líquido produzido pela filtração renal no organismo, estocado na bexiga e expelido pelo ato de urinar.
17 Sistema cardiovascular: O sistema cardiovascular ou sistema circulatório sanguíneo é formado por um circuito fechado de tubos (artérias, veias e capilares) dentro dos quais circula o sangue e por um órgão central, o coração, que atua como bomba. Ele move o sangue através dos vasos sanguíneos e distribui substâncias por todo o organismo.
18 Latência: 1. Estado, caráter daquilo que se acha latente, oculto. 2. Por extensão de sentido, é o período durante o qual algo se elabora, antes de assumir existência efetiva. 3. Em medicina, é o intervalo entre o começo de um estímulo e o início de uma reação associada a este estímulo; tempo de reação. 4. Em psicanálise, é o período (dos quatro ou cinco anos até o início da adolescência) durante o qual o interesse sexual é sublimado; período de latência.
19 Paradoxal: Que contém ou se baseia em paradoxo(s), que aprecia paradoxo(s). Paradoxo é o pensamento, proposição ou argumento que contraria os princípios básicos e gerais que costumam orientar o pensamento humano, ou desafia a opinião consabida, a crença ordinária e compartilhada pela maioria. É a aparente falta de nexo ou de lógica; contradição.
20 Protrombina: Proteína plasmática inativa, é a precursora da trombina e essencial para a coagulação sanguínea.
21 Proteínas: Um dos três principais nutrientes dos alimentos. Alimentos que fornecem proteína incluem carne vermelha, frango, peixe, queijos, leite, derivados do leite, ovos.
22 Ensaios clínicos: Há três fases diferentes em um ensaio clínico. A Fase 1 é o primeiro teste de um tratamento em seres humanos para determinar se ele é seguro. A Fase 2 concentra-se em saber se um tratamento é eficaz. E a Fase 3 é o teste final antes da aprovação para determinar se o tratamento tem vantagens sobre os tratamentos padrões disponíveis.
23 Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo cérebro, medula espinhal e meninges.
24 Tontura: O indivíduo tem a sensação de desequilíbrio, de instabilidade, de pisar no vazio, de que vai cair.
25 Sinais: São alterações percebidas ou medidas por outra pessoa, geralmente um profissional de saúde, sem o relato ou comunicação do paciente. Por exemplo, uma ferida.
26 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
27 Hepática: Relativa a ou que forma, constitui ou faz parte do fígado.
28 Para pacientes: Você pode utilizar este texto livremente com seus pacientes, inclusive alterando-o, de acordo com a sua prática e experiência. Conheça todos os materiais Para Pacientes disponíveis para auxiliar, educar e esclarecer seus pacientes, colaborando para a melhoria da relação médico-paciente, reunidos no canal Para Pacientes . As informações contidas neste texto são baseadas em uma compilação feita pela equipe médica da Centralx. Você deve checar e confirmar as informações e divulgá-las para seus pacientes de acordo com seus conhecimentos médicos.
29 Diagnóstico: Determinação de uma doença a partir dos seus sinais e sintomas.
30 Psicose: Grupo de doenças psiquiátricas caracterizadas pela incapacidade de avaliar corretamente a realidade. A pessoa psicótica reestrutura sua concepção de realidade em torno de uma idéia delirante, sem ter consciência de sua doença.
31 Visão: 1. Ato ou efeito de ver. 2. Percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista; sentido da vista. 3. Algo visto, percebido. 4. Imagem ou representação que aparece aos olhos ou ao espírito, causada por delírio, ilusão, sonho; fantasma, visagem. 5. No sentido figurado, concepção ou representação, em espírito, de situações, questões etc.; interpretação, ponto de vista. 6. Percepção de fatos futuros ou distantes, como profecia ou advertência divina.
32 Alucinações: Perturbações mentais que se caracterizam pelo aparecimento de sensações (visuais, auditivas, etc.) atribuídas a causas objetivas que, na realidade, inexistem; sensações sem objeto. Impressões ou noções falsas, sem fundamento na realidade; devaneios, delírios, enganos, ilusões.
33 Prurido: 1.    Na dermatologia, o prurido significa uma sensação incômoda na pele ou nas mucosas que leva a coçar, devido à liberação pelo organismo de substâncias químicas, como a histamina, que irritam algum nervo periférico. 2.    Comichão, coceira. 3.    No sentido figurado, prurido é um estado de hesitação ou dor na consciência; escrúpulo, preocupação, pudor. Também pode significar um forte desejo, impaciência, inquietação.
34 Incontinência: Perda do controle da bexiga ou do intestino, perda acidental de urina ou fezes.
35 Retenção urinária: É um problema de esvaziamento da bexiga causado por diferentes condições. Normalmente, o ato miccional pode ser iniciado voluntariamente e a bexiga se esvazia por completo. Retenção urinária é a retenção anormal de urina na bexiga.
36 Libido: Desejo. Procura instintiva do prazer sexual.
37 Crônico: Descreve algo que existe por longo período de tempo. O oposto de agudo.
38 Sedação: 1. Ato ou efeito de sedar. 2. Aplicação de sedativo visando aliviar sensação física, por exemplo, de dor. 3. Diminuição de irritabilidade, de nervosismo, como efeito de sedativo. 4. Moderação de hiperatividade orgânica.
39 Ataxia: Reflete uma condição de falta de coordenação dos movimentos musculares voluntários podendo afetar a força muscular e o equilíbrio de uma pessoa. É normalmente associada a uma degeneração ou bloqueio de áreas específicas do cérebro e cerebelo. É um sintoma, não uma doença específica ou um diagnóstico.
40 Efeitos colaterais: 1. Ação não esperada de um medicamento. Ou seja, significa a ação sobre alguma parte do organismo diferente daquela que precisa ser tratada pelo medicamento. 2. Possível reação que pode ocorrer durante o uso do medicamento, podendo ser benéfica ou maléfica.
41 Vômito: É a expulsão ativa do conteúdo gástrico pela boca. Pode ser classificado como: alimentar, fecalóide, biliar, em jato, pós-prandial. Sinônimo de êmese. Os medicamentos que agem neste sintoma são chamados de antieméticos.
42 Lavagem gástrica: É a introdução, através de sonda nasogástrica, de líquido na cavidade gástrica, seguida de sua remoção.
43 Ventilação: 1. Ação ou efeito de ventilar, passagem contínua de ar fresco e renovado, num espaço ou recinto. 2. Agitação ou movimentação do ar, natural ou provocada para estabelecer sua circulação dentro de um ambiente. 3. Em fisiologia, é o movimento de ar nos pulmões. Perfusão Em medicina, é a introdução de substância líquida nos tecidos por meio de injeção em vasos sanguíneos.
44 Colapso: 1. Em patologia, é um estado semelhante ao choque, caracterizado por prostração extrema, grande perda de líquido, acompanhado geralmente de insuficiência cardíaca. 2. Em medicina, é o achatamento conjunto das paredes de uma estrutura. 3. No sentido figurado, é uma diminuição súbita de eficiência, de poder. Derrocada, desmoronamento, ruína. 4. Em botânica, é a perda da turgescência de tecido vegetal.
45 Diurese: Diurese é excreção de urina, fenômeno que se dá nos rins. É impróprio usar esse termo na acepção de urina, micção, freqüência miccional ou volume urinário. Um paciente com retenção urinária aguda pode, inicialmente, ter diurese normal.
46 Hemodiálise: Tipo de diálise que vai promover a retirada das substâncias tóxicas, água e sais minerais do organismo através da passagem do sangue por um filtro. A hemodiálise, em geral, é realizada 3 vezes por semana, em sessões com duração média de 3 a 4 horas, com o auxílio de uma máquina, dentro de clínicas especializadas neste tratamento. Para que o sangue passe pela máquina, é necessária a colocação de um catéter ou a confecção de uma fístula, que é um procedimento realizado mais comumente nas veias do braço, para permitir que estas fiquem mais calibrosas e, desta forma, forneçam o fluxo de sangue adequado para ser filtrado.

Tem alguma dúvida sobre ALTROX?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.