INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS AAS PROTECT

Atualizado em 18/05/2016

Alguns efeitos do ácido acetilsalicílico sobre o trato gastrintestinal podem serpotencializados pelo álcool. Pode ser aumentada a atividade dos anticoagulantes1
cumarínicos e a atividade hipoglicemiante2 das sulfoniluréias3. Os anticoagulantes1 podem
acentuar o efeito hemorrágico4 do ácido acetilsalicílico sobre a mucosa5 gástrica. O ácido
acetilsalicílico diminui o efeito de agentes uricosúricos como a probenecida e a
sulfinpirazona. Barbitúricos e outros sedativos podem mascarar os sintomas6 respiratórios
da superdosagem com ácido acetilsalicílico e tem sido relatado aumento da toxicidade7
daqueles. A atividade do metotrexato pode estar marcadamente acentuada e sua
toxicidade7 aumentada. Os agentes trombolíticos como a ticlopidina aumentam o risco de
sangramentos. Caso ingerido concomitantemente com digoxina, ocorre um aumento das
concentrações plasmáticas de digoxina em função da diminuição da excreção renal8. Da
mesma forma, a administração concomitante com glicocorticóides sistêmicos9 (exceto
hidrocortisona usada como terapia de reposição na doença de Addison) diminui os níveis
de salicilato plasmático durante o tratamento com corticosteróides e risco de superdose de
salicilato após interrupção do tratamento, por aumento da eliminação de salicilatos pelos
corticosteróides.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Anticoagulantes: Substâncias ou medicamentos que evitam a coagulação, especialmente do sangue.
2 Hipoglicemiante: Medicamento que contribui para manter a glicose sangüínea dentro dos limites normais, sendo capaz de diminuir níveis de glicose previamente elevados.
3 Sulfoniluréias: Classe de medicamentos orais para tratar o diabetes tipo 2 que reduz a glicemia por ajudar o pâncreas a fabricar mais insulina e o organismo a usar melhor a insulina produzida.
4 Hemorrágico: Relativo à hemorragia, ou seja, ao escoamento de sangue para fora dos vasos sanguíneos.
5 Mucosa: Tipo de membrana, umidificada por secreções glandulares, que recobre cavidades orgânicas em contato direto ou indireto com o meio exterior.
6 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
7 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
8 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
9 Sistêmicos: 1. Relativo a sistema ou a sistemática. 2. Relativo à visão conspectiva, estrutural de um sistema; que se refere ou segue um sistema em seu conjunto. 3. Disposto de modo ordenado, metódico, coerente. 4. Em medicina, é o que envolve o organismo como um todo ou em grande parte.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES MEDICAMENTOSAS AAS PROTECT?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.