POSOLOGIA QUADRIDERM

Atualizado em 24/05/2016

Uma pequena quantidade de QUADRIDERM* creme ou pomada deve ser aplicada suavemente nas lesões1, 2 ou 3 vezes por dia. A freqüência da aplicação deverá ser baseada na gravidade da afecção2.

A duração do tratamento será determinada pela resposta do paciente.

Em casos de Tinea pedis pode ser necessário um tratamento mais prolongado (2 a 4 semanas).

Não há informação sobre irritação local ou sensibilização com aplicação desta preparação.


- SUPERDOSAGEM

Sintomas3

O uso excessivo ou prolongado de corticosteróides tópicos pode suprimir a função hipófise4-adrenal, resultando em insuficiência5 adrenal secundária.

Uma única superdose de gentamicina não produzirá sintomas3.

Por via sistêmica, o tolnaftato é farmacologicamente inativo.

O clioquinol raramente produz iodismo.

O uso excessivo e prolongado de antibióticos tópicos pode resultar em proliferação de microrganismos não suscetíveis nas lesões1.

Tratamento

É indicado tratamento sintomático6 apropriado. Os sintomas3 de hipercorticismo agudo7 são virtualmente reversíveis. Tratar o desequilíbrio eletrolítico, se necessário. Em casos de toxicidade8 crônica, aconselha-se retirada gradual do esteróide.

Se ocorrer superinfecção9 por organismos não sensíveis, interromper o tratamento com QUADRIDERM* creme ou pomada e instituir terapia apropriada.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Lesões: 1. Ato ou efeito de lesar (-se). 2. Em medicina, ferimento ou traumatismo. 3. Em patologia, qualquer alteração patológica ou traumática de um tecido, especialmente quando acarreta perda de função de uma parte do corpo. Ou também, um dos pontos de manifestação de uma doença sistêmica. 4. Em termos jurídicos, prejuízo sofrido por uma das partes contratantes que dá mais do que recebe, em virtude de erros de apreciação ou devido a elementos circunstanciais. Ou também, em direito penal, ofensa, dano à integridade física de alguém.
2 Afecção: Qualquer alteração patológica do corpo. Em psicologia, estado de morbidez, de anormalidade psíquica.
3 Sintomas: Alterações da percepção normal que uma pessoa tem de seu próprio corpo, do seu metabolismo, de suas sensações, podendo ou não ser um indício de doença. Os sintomas são as queixas relatadas pelo paciente mas que só ele consegue perceber. Sintomas são subjetivos, sujeitos à interpretação pessoal. A variabilidade descritiva dos sintomas varia em função da cultura do indivíduo, assim como da valorização que cada pessoa dá às suas próprias percepções.
4 Hipófise:
5 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
6 Sintomático: 1. Relativo a ou que constitui sintoma. 2. Que é efeito de alguma doença. 3. Por extensão de sentido, é o que indica um particular estado de coisas, de espírito; revelador, significativo.
7 Agudo: Descreve algo que acontece repentinamente e por curto período de tempo. O oposto de crônico.
8 Toxicidade: Capacidade de uma substância produzir efeitos prejudiciais ao organismo vivo.
9 Superinfecção: Geralmente ocorre quando os antibióticos alteram o equilíbrio do organismo, permitindo o crescimento de agentes oportunistas, como os enterococos. A superinfecção pode ser muito difícil de tratar, porque é necessário optar por antibióticos eficazes contra todos os agentes que podem causá-la.

Tem alguma dúvida sobre POSOLOGIA QUADRIDERM?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta será enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dúvidas já respondidas.