INTERAÇÕES VISKEN

Atualizado em 24/05/2016
Antidiabéticos:   veja "Precauções".
Bloqueadores dos canais de cálcio:  a experiência mostra que o uso simultâneo de Betabloqueadores orais e antagonistas do cálcio do tipo diidropiridínico podem ser úteis na hipertensão1 ou na angina2 pectoris. No entanto, por causa de seu efeito potencial sobre o sistema de condução e contratilidade cardíaca, a via i.v. deve ser evitada. O tratamento oral requer monitorização cuidadosa, especialmente quando o betabloqueador for combinado com um antagonista3 do cálcio do tipo verapamil.
A cimetidina pode aumentar os níveis plasmáticos dos betabloqueadores, possivelmente por interferência com o metabolismo4 hepático.
Clonidina:  quando se interrompe a terapia de pacientes que recebem um betabloqueador e a clonidina simultaneamente, os betabloqueadores devem ser descontinuados gradativamente alguns dias antes da descontinuação da clonidina, a fim de reduzir o risco potencial de uma crise hipertensiva por abstenção da clonidina.
 Inibidores da MAO5:  o uso simultâneo com betabloqueadores não é recomendado. Teoricamente, pode ocorrer hipertensão1, possivelmente significativa, até 14 dias após a descontinuação do inibidor da MAO5.
Antiinflamatórios não hormonais (AINHs):  o efeito de muitos anti-hipertensivos, inclusive de betabloqueadores, pode ser  reduzido quando são usados simultaneamente com esses medicamentos, possivelmente como resultado da inibição  da  síntese  da  prostaglandina6  renal7  e  da  retenção  de  sódio  e  líquidos  causada  pelos  AINHs.
Fenotiazinas:  o uso simultâneo com betabloqueadores pode resultar em concentração plasmática aumentada de qualquer  das drogas.
 Reserpina:  o uso simultâneo pode resultar em um bloqueio beta-adrenérgico8 aditivo e possivelmente excessivo.
Simpaticomiméticos com atividade estimuladora beta-adrenérgica e xantinas:  o uso simultâneo com betabloqueadores pode resultar em inibição mútua dos efeitos terapêuticos; além disso, os betabloqueadores podem diminuir a depuração da teofilina.
 
Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Hipertensão: Condição presente quando o sangue flui através dos vasos com força maior que a normal. Também chamada de pressão alta. Hipertensão pode causar esforço cardíaco, dano aos vasos sangüíneos e aumento do risco de um ataque cardíaco, derrame ou acidente vascular cerebral, além de problemas renais e morte.
2 Angina: Inflamação dos elementos linfáticos da garganta (amígdalas, úvula). Também é um termo utilizado para se referir à sensação opressiva que decorre da isquemia (falta de oxigênio) do músculo cardíaco (angina do peito).
3 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
4 Metabolismo: É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. São essas reações que permitem a uma célula ou um sistema transformar os alimentos em energia, que será ultilizada pelas células para que as mesmas se multipliquem, cresçam e movimentem-se. O metabolismo divide-se em duas etapas: catabolismo e anabolismo.
5 Mão: Articulação entre os ossos do metacarpo e as falanges.
6 Prostaglandina: É qualquer uma das várias moléculas estruturalmente relacionadas, lipossolúveis, derivadas do ácido araquidônico. Ela tem função reguladora de diversas vias metabólicas.
7 Renal: Relacionado aos rins. Uma doença renal é uma doença dos rins. Insuficiência renal significa que os rins pararam de funcionar.
8 Adrenérgico: Que age sobre certos receptores específicos do sistema simpático, como o faz a adrenalina.

Tem alguma dvida sobre INTERAÇÕES VISKEN?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.