MODO DE AÇÃO OXIGEN - SOLUÇÃO ORAL

Atualizado em 25/05/2016

OXIGEN Nimodipina é um novo antagonista1 do cálcio, seletivo, com ação vasodilatadora sobre as artérias2 cerebrais. Em condições fisiológicas3, reduz seletivamente o tono dos vasos cerebrais.
Conseqüentemente, o fluxo sangüíneo cerebral aumenta, enquanto o fluxo sangüíneo periférico e a pressão arterial4 sistêmica quase não se modificam. A nimodipina previne a vasoconstrição5 cerebral e o dano cerebral em experimentações agudas e crônicas em animais.

A interação de OXIGEN Nimodipina com os canais de cálcio foi estudada na aorta6 isolada da rata, demonstrando que inibe o espasmo7 produzido pelo Ca++ e, na artéria basilar8 isolada do coelho, a nimodipina mostrou-se uma potente inibidora da fase tônica das contrações produzidas pela serotonina.

A introdução recente das dihidropiridinas tritiadas permitiu conhecer como a nimodipina interage com as estruturas neuronais a nível cerebral. Desta forma estabeleceu-se a existência de receptores específicos no cérebro9 para as dihidropiridinas, principalmente nos neurônios10 do hipocampo11 e córtex, estruturas cerebrais com intervenção decisiva nas funções de memória e aprendizado.

A partir deste fato, concluiu-se que em razão da elevada lipofilia, a Nimodipina atravessa a barreira hematoencefálica, distribui-se em todo o tecido12 cerebral e se liga aos receptores dihidropiridínicos das células13 cerebrais, inibindo, assim, o influxo aumentado de cálcio para dentro dos neurônios10.
Deste modo, as células13 restauram a homeostase dos íons14 cálcio e se protegem de uma auto destruição por uma alta concentração de cálcio.

Portanto, a nimodipina é um efetivo antagonista1 do cálcio cerebral, que em seu duplo modo de ação tanto nos neurônios10 quanto nos vasos cerebrais normaliza a homeostase de cálcio alterada.
Com isso a nimodipina consegue proteger os neurônios10, estabilizar suas funções, incrementar o fluxo sangüíneo cerebral e aumentar a tolerância à isquemia15.

Estudos de farmacodinâmica demonstraram que OXIGEN Nimodipina dilata os vasos cerebrais depois da sua administração intra-arterial, I.V., perlingual e oral em doses baixas. Como seu efeito sobre os vasos sangüíneos16 periféricos é menos potente, a droga incrementa o fluxo cerebral sem diminuição significativa da pressão arterial4 sangüínea.

Clinicamente, OXIGEN Nimodipina foi avaliado em numerosas patologias relacionadas com alterações na circulação17 cerebral, tais como: insuficiência18 cerebrovascular crônica em pacientes idosos, na síndrome19 depressiva involutiva, hemorragia20 subaracnóidea, enxaqueca21 e cefaléia22, surdez súbita, vertigem23 central e nistagmo24 vestibular25, bem como na síndrome19 de disfunção cerebral por envelhecimento. Os estudos com placebo26 e duplo-cego confirmam sua eficácia clínica e excelente tolerância.

Antes de consumir qualquer medicamento, consulte seu médico (http://www.catalogo.med.br).

Complementos

1 Antagonista: 1. Opositor. 2. Adversário. 3. Em anatomia geral, que ou o que, numa mesma região anatômica ou função fisiológica, trabalha em sentido contrário (diz-se de músculo). 4. Em medicina, que realiza movimento contrário ou oposto a outro (diz-se de músculo). 5. Em farmácia, que ou o que tende a anular a ação de outro agente (diz-se de agente, medicamento etc.). Agem como bloqueadores de receptores. 6. Em odontologia, que se articula em oposição (diz-se de ou qualquer dente em relação ao da maxila oposta).
2 Artérias: Os vasos que transportam sangue para fora do coração.
3 Fisiológicas: Relativo à fisiologia. A fisiologia é estudo das funções e do funcionamento normal dos seres vivos, especialmente dos processos físico-químicos que ocorrem nas células, tecidos, órgãos e sistemas dos seres vivos sadios.
4 Pressão arterial: A relação que define a pressão arterial é o produto do fluxo sanguíneo pela resistência. Considerando-se a circulação como um todo, o fluxo total é denominado débito cardíaco, enquanto a resistência é denominada de resistência vascular periférica total.
5 Vasoconstrição: Diminuição do diâmetro dos vasos sanguíneos.
6 Aorta: Principal artéria do organismo. Surge diretamente do ventrículo esquerdo e através de suas ramificações conduz o sangue a todos os órgãos do corpo.
7 Espasmo: 1. Contração involuntária, não ritmada, de um ou vários músculos, podendo ocorrer isolada ou continuamente, sendo dolorosa ou não. 2. Qualquer contração muscular anormal. 3. Sentido figurado: arrebatamento, exaltação, espanto.
8 Artéria Basilar: Artéria formada pela união das artérias vertebrais direita e esquerda. Corre da parte inferior para a parte superior da ponte, onde se bifurca em duas artérias cerebrais posteriores.
9 Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.
10 Neurônios: Unidades celulares básicas do tecido nervoso. Cada neurônio é formado por corpo, axônio e dendritos. Sua função é receber, conduzir e transmitir impulsos no SISTEMA NERVOSO. Sinônimos: Células Nervosas
11 Hipocampo: Elevação curva da substância cinzenta, que se estende ao longo de todo o assoalho no corno temporal do ventrículo lateral (Tradução livre de Córtex Entorrinal; Via Perfurante;
12 Tecido: Conjunto de células de características semelhantes, organizadas em estruturas complexas para cumprir uma determinada função. Exemplo de tecido: o tecido ósseo encontra-se formado por osteócitos dispostos em uma matriz mineral para cumprir funções de sustentação.
13 Células: Unidades (ou subunidades) funcionais e estruturais fundamentais dos organismos vivos. São compostas de CITOPLASMA (com várias ORGANELAS) e limitadas por uma MEMBRANA CELULAR.
14 Íons: Átomos ou grupos atômicos eletricamente carregados.
15 Isquemia: Insuficiência absoluta ou relativa de aporte sanguíneo a um ou vários tecidos. Suas manifestações dependem do tecido comprometido, sendo a mais frequente a isquemia cardíaca, capaz de produzir infartos, isquemia cerebral, produtora de acidentes vasculares cerebrais, etc.
16 Vasos sangüíneos: Órgãos em forma de tubos que se ramificam por todo o organismo. Existem três tipos principais de vasos sangüíneos que são as artérias, veias e capilares.
17 Circulação: 1. Ato ou efeito de circular. 2. Facilidade de se mover usando as vias de comunicação; giro, curso, trânsito. 3. Movimento do sangue, fluxo de sangue através dos vasos sanguíneos do corpo e do coração.
18 Insuficiência: Incapacidade de um órgão ou sistema para realizar adequadamente suas funções.Manifesta-se de diferentes formas segundo o órgão comprometido. Exemplos: insuficiência renal, hepática, cardíaca, respiratória.
19 Síndrome: Conjunto de sinais e sintomas que se encontram associados a uma entidade conhecida ou não.
20 Hemorragia: Saída de sangue dos vasos sanguíneos ou do coração para o exterior, para o interstício ou para cavidades pré-formadas do organismo.
21 Enxaqueca: Sinônimo de migrânea. É a cefaléia cuja prevalência varia de 10 a 20% da população. Ocorre principalmente em mulheres com uma proporção homem:mulher de 1:2-3. As razões para esta preponderância feminina ainda não estão bem entendidas, mas suspeita-se de alguma relação com o hormônio feminino. Resulta da pressão exercida por vasos sangüíneos dilatados no tecido nervoso cerebral subjacente. O tratamento da enxaqueca envolve normalmente drogas vaso-constritoras para aliviar esta pressão. No entanto, esta medicamentação pode causar efeitos secundários no sistema circulatório e é desaconselhada a pessoas com problemas cardiológicos.
22 Cefaleia: Sinônimo de dor de cabeça. Este termo engloba todas as dores de cabeça existentes, ou seja, enxaqueca ou migrânea, cefaleia ou dor de cabeça tensional, cefaleia cervicogênica, cefaleia em pontada, cefaleia secundária a sinusite, etc... são tipos dentro do grupo das cefaleias ou dores de cabeça. A cefaleia tipo tensional é a mais comum (acomete 78% da população), seguida da enxaqueca ou migrânea (16% da população).
23 Vertigem: Alucinação de movimento. Pode ser devido à doença do sistema de equilíbrio, reação a drogas, etc.
24 Nistagmo: Movimento involuntário, rápido e repetitivo do globo ocular. É normal dentro de certos limites diante da mudança de direção do olhar horizontal. Porém, pode expressar doenças neurológicas ou do sistema de equilíbrio.
25 Vestibular: 1. O sistema vestibular é um dos sistemas que participam do equilíbrio do corpo. Ele contribui para três funções principais: controle do equilíbrio, orientação espacial e estabilização da imagem. Sintomas vestibulares são aqueles que mostram alterações neste sistema. 2. Exame que aprova e classifica os estudantes a serem admitidos nos cursos superiores.
26 Placebo: Preparação neutra quanto a efeitos farmacológicos, ministrada em substituição a um medicamento, com a finalidade de suscitar ou controlar as reações, geralmente de natureza psicológica, que acompanham tal procedimento terapêutico.

Tem alguma dvida sobre MODO DE AÇÃO OXIGEN - SOLUÇÃO ORAL?

Pergunte diretamente a um especialista

Sua pergunta ser enviada aos especialistas do CatalogoMed, veja as dvidas j respondidas.